História Eu Te Amodeio - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Tags Carmiel, Carrossel, Ciriquina, Daléria, Jorgerida, Kobi, Laudriano, Marilina, Paulicia
Exibições 366
Palavras 1.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie, gente.
Não postei ontem não sei pq, achei q tinha postado, mas fui ver hoje e não postei, então tá aí.
Esse aí tá cheio de erros ortográficos, e não tem travessão, pq eu escrevi pelo celular e o aplicativo é horrível, se vocês tiverem alguma dica de app eu aceito.
Boa leitura.

Capítulo 19 - Pegadinhas 2


 

Pov's Paulo

. - Que tal a Marga? - Sugeri. 

. - Okay, que ideia você tem para ela? - Val me perguntou.

. - Vamos ver o que ela trouxe na mochila. - Falei indo em direção a sala, onde estava todas as mochilas. - Qual a mochila dela? - Perguntei a Val quando chegamos na sala. 

. - Essa aqui. - Valéria falou pegando uma mochila verde com estampa de flores. 

Tomei da mão dela e comecei a fuçar. Achei uma rímel.

. - Você trouxe tintas? - Perguntei. 

. - Claro! - Val respondeu com um sorriso malicioso no rosto, indo até a mochila e pegando uma caixinha de tinta guache. 

. - Ótimo! - Sorri. - Pega a preta.

. - Hmmmmmmmmmm, quer a preta, né, safado? 

. - É, miga, adoro! - Falei e ri baixinho. - Val, tu é muito maliciosa, nem parece que é virgem. 

. - Quem disse que eu sou virgem? - Ela olhou para mim.

. - Sério? - Eu realmente estava espantado. 

. - Claro que não sou virgem, nasci em Julho, sou de câncer. 

. - Ata, idiota. - Falei aliviado. - Que susto. - Ela riu. - Tá, agora passa logo a tinta preta.

Ela pegou a tinta na caixinha, tirou a tampa e ficou esperando eu abrir o rímel, e após isso acontecer, peguei a tinta da mão dela e joguei um pouco dentro do rímel, tomando cuidado para não derramar no chão ou na roupa. Fechei o rímel e guardei de volta na mochila de Margarida. 

. - Paulo, você não vale nada! - Val falou soltando uma risadinha. 

. - Eu sei. - Falei fechando o zíper da mochila de Margarida. - Você também não.

. - Quem é o próximo alvo? - Ela perguntou. 

. - Escolhe você. - Falei e ela pensou.

. - Marcelina! - Ela falou e eu arregalei os olhos.

 

Pov's Valéria. 

. - A não, Valéria, minha irmã não. - Paulo choramingou. 

. - A gente pega leve com ela. - Falei.

. - Tá, no que você tá pensando? - Paulo perguntou. 

. - Se eu bem conheço a Marcelina, eu sei que ela deve ter trazido o diário. - Falei e puxei a bolsa dela, abrindo um puxando um diário rosa de dentro. - Ah rá! 

. - Cê tá planejando ler o diário da menina? - Paulo perguntou puxando o diário da minha mão.

. - Não, só vamos fazer ela pensar que lemos. - Falei puxando o diário de volta. 

. - Ah. - Ele falou. - Tá. - Sabe onde tá a chave? 

Puxei uma caixinha mínima de dentro da bolsa e olhei para Paulo.

. - A Marce é muito óbvia. - Falei. 

. - Tá, me dá aqui que eu abro. - Ele puxou a caixinha e o diário de minha mão. 

Ele abriu a caixinha, pegou a chave, e não sei o motivo, mas ele ficou olhando pra dentro da caixinha por uns 5 segundos, e só então, abriu o diário. Ele passou algumas páginas, não muito rapidamente, então percebi que ele estava lendo e puxei o diário da mão dele e fechei

. - Porra, Paulo, não é pra ler, oxe! - Falei um pouco alto demais. 

. - Fala baixo, caralho! - Ele rebateu. 

. - Baixo, caralho! - Falei no mesmo tom que ele.

. - Imbecil! - Ele falou e eu coloquei a mão na boca para não rir. 

Abri o diário numa página qualquer e coloquei na mesinha de vidro. 

. - Pronto, amanhã ela vai pirar. - Falei. - Escolhe o próximo alvo. 

 

Pov's Paulo 

. - Que tal o seu namoradinho? - Falei e ela fechou a cara.

. - Ah, qual é, Paulo? 

. - Nenhuma, amor! - Falei. 

. - Tá, mas pega leve com meu amor. - Ela falou fazendo um coração com as mãos na parte do "meu amor". Fiz cara de nojo.

. - Me dá uma cueca dele. - Falei e ela me olhou estranho. 

. - Que isso? Quer bater punheta pensando no meu namorado? - Ela me questionou. 

. - An? Miga, eu não preciso de punheta não, tá? - Falei incrédulo. - E mesmo que precisasse não ia ser pelo seu namorado e nem por nenhum homem, credo! 

. - Sei. - Ela falou puxando uma cueca preta da mochila de Davi e me entregando. - Mas fala aí, você é virgem? - Ela me perguntou e eu gelei. 

. - Óbvio que n…nã…não, né, Valéria? - Falei pegando a mochila dela e caçando uma tesoura, eu sabia que ela tinha, porque é obrigatório na aula de artes. 

. - Gaguejou por quê? - Ela perguntou. - Paulo, eu sei que você é virgem, larga de coisa. - Ela riu.

Achei a tesoura. A ideia era fazer um pequeno furo, mas a Valéria me deixou nervoso com essas perguntas e acabei arrombando a cueca.

. - Paulo! - Ela gritou de novo. 

. - Que miséria! Você vai acordar todo mundo! - Falei.  - Desculpa, mas você me deixou nervoso, a culpa é sua. 

Pov's Valéria

. - Tá, vai, me dá isso aqui. - Puxei a ex cueca da mão de Paulo e enfiei na mochila de Davi. - Vamos zuar o Cirilo agora

Peguei um papel contact (adesivo em rolo) de dentro da minha mochila. Tá querendo saber como eu consegui trazer tudo isso né? Minha mochila é espaçoso e tem três bolsos grandes, um pequeno na frente e dois pequenos do lado, então eu trouxe os materiais escolares em um dos bolsos grandes e as coisas nos outros dois grandes e nos três pequenos. Davi reclamou do peso na hora vim pra cá, porque ele não sabia o que tinha ali. Mas enfim, continuando, peguei o papel contact e um piloto preto e pedi para Paulo segurar.

. - Qual a mochila do Cirilo? - Perguntei. 

. - Aquela ali. - Ele apontou para uma mochila preta de listras cinzas.


Notas Finais


Sabia que se vocês cantarem o Hino Nacional de trás pra frente ele deixa de ser Hino e passa a ser voltando? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Okay, até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...