História Eu tenho um BabyBoy?! (Jikook) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Jikook, Lisinhadasquebrada, Namjin, Seqsu, Taeyoonseok, Youdontloveher
Visualizações 246
Palavras 892
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - ∆°•Chapter Thirteen•°∆


Jungkook

— Eu realmente não quero ir lá amor, se fosse eu só iria com você mas ela vai te insultar, e eu não quero isso.— eu estava sentado no sofá e Jimin estava entre minhas pernas enquanto eu acariciava seus fios prateados 

— Mas amor, é a sua mãe, além do mais, a sua irmã também veio e acho que ela gostaria muito de te ver depois de quase um ano.— ele tentava me convencer a ir ve-la, mas só pelo fato de ser minha mãe que está lá, já me sobe um desgosto.

— Eu até iria pela minha irmã, mas não tem como eu não ver minha Omma?

— Beleza, eu vou com você!— ele fala se levantando.

— Nem em sonhos! Ela vai te tratar mal até o olho do meu cu!— levantei junto consigo.

— Até parece que você não conhece Park Jimin, aquele que nunca leva desaforo pra casa!— ele me olhou óbvio e me fez lembrar de sua bipolaridade, uma hora fofo e amoroso, outra hora necessitado e safado e outra dá suas patadas estilo Min Yoongi.

— Mas...— ele me olhou reprovativo e como eu conheço bem o meu quase namorado, eu sei que se eu falar alguma coisa onde onde não corresponde ao seu favor, eu levo um tiro na minha boca, se bem que eu gostaria de outro tipo de tiro na minha boca 🌚 talvez um tiro de leitinho vindo dele 🌚 (A: sokoro, eu tô mt ozada :v)— Tudo bem, você vem comigo...— abaixei um pouco a minha cabeça.

— Me promete uma coisa...— olhei ara ele.— Se ela te insultar por sua sexualidade, posso dar​ uma voadora de dois pés nela?— ele perguntou com os olhos brilhando e eu comecei a rir o puxando para a porta de saída. 

Como a Omma do Jimin tinha saído para a casa de "eu não tenho que dar explicações de onde eu vou, se eu quiser eu vou para um puteiro vender o meu corpo e você não pode fazer nada" (Hyro, Park - 2017). Saímos e fomos andando de mãos dadas para a minha casa onde esta localizada minha irmã e Omma e estamos pouco nos fodendo para olhares de desprezo na rua pois Deus não nos fez pra agradar ninguém então que todo mundo se foda nesse caralho. Tô bravo. Logo chegamos lá e subimos de elevador para meu andar, estava claro o nervosismo do Jimin, apertei sua mão lhe passando conforto.

— Calma, vai ficar tudo bem... — deixei um selinho demorado e singelo em seus lábios carnudos.— Não vai acontecer nada...

— Eu não tô com medo de ela me insultar...— o olhei confuso.— estou com medo de ela vir com gracinhas de te chamar de tudo quanto é nome ruim e eu não me controlar e arrancar aquele aplique dela...— ele falou e eu ri baixo.

— Pode arrancar, eu deixo.

Saímos do elevador e fomos para a porta do meu apartamento, respirei fundo e abri a mesma encontrando minha Omma e minha irmã no sofá mexendo em seus celulares.

Jeon Lalisa, mas pode a chamar só de Lisa, uma adolescente bem humorada e feliz, tem quinze anos de idade, tem cabelos loiros falsos e olhos grandes e negros, nós dois puxamos o jeito feliz e alegre do nosso Appa, eu já peguei o jeito necessitado de sexo dá minha Omma, ela era um pouco "estou no cio" quando era mais jovem e eu acho que é genética, Lisa é bem na dela, não fica tendo crushes por ai, o que eu acho ótimo, adora Yaoi, mas só eu e o Appa sabe, se a Omma souber, ela é capaz de quebrar o celular dá Jeon mais nova.

— Oi Omma...— falei sem nenhuma ânimo.

— Olá meu fil...— ela iria falar mas viu o Jimin ao meu lado e parou sua fala o olhando com desdém.— Essa é a aberração que te transformou em homo?

— Jungkookie!— Lisa correu até mim e pulou em meu colo e eu a segurei a abraçando.

— Oi pequena!— a abracei e depois olhei novamente para minha Omma.— Saiba que ele se chama Jimin, e eu já era gay antes mesmo de conhecer o Jiminnie, só você não sabia já que o Appa sempre compreendeu melhor as escolhas dos filhos. E esse é o meu Namorado então o trate bem.— só para provoca-la eu beijei o Minnie na frente dela, não era um beijo só onde eu queria passar raiva para minha mãe, mas também tinha sentimentos envolvidos ali.

— Eu tenho nojo de mim mesma por ter te carregado por nove meses na minha barriga, te criado por dezesseis anos e você virar essa aberração...— ela falou, aquilo me doeu como se fosse uma faca sendo enfiada no meu peito, mas não podia demonstrar fraqueza, eu parei o beijo.

— Então saí dá minha casa, eu não pedi pra nascer, seria até melhor eu ter sido abortado, não é?— ela saiu de lá batendo seus saltos vermelhos e caros fazendo ecos de seus passos, me sentei no sofá abalado, Jimin e Lisa se sentaram do meus dois lados.

— Não fica assim amor...— Jimin fala e me dá um selinho.

— É maninho, não fica assim, Omma não sabe o que diz...— Lisa me abraçou.

— Será que a cabeça dela um dia vai mudar? Será que ela vai entender que eu sou uma pessoa comum só por ser Homossexual?


Notas Finais


✒Etaaa Porraaaaa, mãe do Kook é um Cu...ok (tendeu? Kook=Cuok :v, eu vou me matar)
✒Ceis viram os enigmas do Cellbit? Eu me caguei, nem era pra sentir medo, mas eu me caguei ;-;
✒Capítulo mais pequeno que pênis em dia frio, mas é a vida... E o sono.
✒Bjs de "tô com preguiça de escrever OTP :)"


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...