História Eu tenho um BabyBoy?! (Jikook) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Jikook, Lisinhadasquebrada, Namjin, Narmycreycrey, Seqsu, Taeyoonseok
Visualizações 479
Palavras 868
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - ∆°•Chapter Fiveteen•°∆


Jungkook

Ficamos o resto do dia em casa, comendo, assistindo filmes, brincando de várias merdas e zuando uns aos outros.

— Gukkie, eu tenho que ir em casa...— Jimin falou fazendo bico.

— Ah Minnie, fica mais, tá tão legal com você aqui...— Lisa fez uma carinha fofa.

— Eu queria ficar, mas eu tenho uma mãe que surta se eu não estiver em casa sem aviso... Tchau, até mais tarde...— ele deu um selinho da bochecha da garota ruiva e se virou pra mim e deu beijo rápido.

— Amanhã de manhã eu vou na sua casa...— falei e ele confirmou me mandando um tchauzinho, logo saiu de casa. Quando Jimin saiu e eu não o vi mais, senti uma pontada meio forte no meu peito e uma onda de preocupação passou por todos meu corpo, Lisa percebeu.

— O que foi Jungkook? Está passando mal? Quer um copo d'água?

— Eu estou bem, eu só senti uma pontada no peito e comecei a ficar preocupado do nada...

— Já está tarde, vá dormir e se isso não parar, vamos ter que ir no médico...

— Tá bom, boa noite maninha.— deu um beijo em sua testa e fui para o meu quarto.

Tem alguma coisa que vai acontecer... Mas o que é?



Jimin

Cheguei em casa e estava tudo escuro, só tinha as janelas abertas com a luz da lua, e essa luz iluminava alguém sentado no sofá.

— Omma? — eu falei antes de ligar a luz, mas quando liguei, me surpreendi e comecei a chorar.— A-Appa...

— Olá meu querido filho... Sentiu saudades do seu Daddy?— ele sorriu malicioso e caminhou até mim e eu fui indo para trás até bater na porta.

— N-Não...— ele começou a me tocar.— P-para...

— Tão indefeso... — ele colocou a mão por dentro de minha calça e tentou me fazer ficar excitado, mas eu estava assustado, ele iria me estuprar, não tem como ficar excitado com isso.— Minha puta gostosa... Dança pra mim, vai...— ele me virou de costas pra ele e me forçou com suas mãos a começar a rebolar em sua virilha...— Jimin... Ah... Eu fiz um filho tão gostoso, será um prazer ter sua virgindade pra mim... Terei o orgulho de dizer que eu tirei a virgindade de Park Jimin...

— E-eu não s-sou M-mais v-virgem...— falei com dificuldade

— O QUE? SUA PIRANHA SAFADA!— ele deu um tapa forte em meu glúteo.— Bom, pelo menos eu não vou precisar te preparar.

Ele me arrastou pelos cabelos até meu quarto, me jogou na cama e trancou a porta, ele tirou sua calça e cueca e veio até mim, tirou toda a minha roupa e começou a me dar tapas na bunda, apertar minha cintura, morder meu rosto dando para sentir seu hálito de bêbado, chupar e morder meu pescoço, eu me encontrava todo marcado de roxo e vermelho.

— Chupa o meu pau!— ele ficou com sua virilha em cima de meu rosto e forçou seu quadril para meu rosto, fazendo seu membro se enfiar na minha boca, me dando ânsias de vômito, ele começou a mexer o quadril como se estivesse estocando alguém, minhas lágrimas escorriam pelo meu rosto, senti o líquido invadir a minha boca e ele tirou seu membro.— Não é para cuspir! Se você não engolir, eu vou gozar mais três vezes na sua boca, o que não seria ruim, você é minha vadia e vadias adoram leitinho de seus Daddy's, e eu irei me aliviar nessa sua boquinha gostosa.— Tive que engolir tudo... Diferente da porra do Kookie, a dele era horrível que eu vomitei no chão e voltei a chorar mais forte.

— M-Me d-deixe...

— Foi tão bom ser chupado por você... Quero mais...— ele se sentou com as costas na cabeceira, me puxou pelos cabelos e me fez chupar mais o seu membro, eu tentava me soltar ou gritar, mas ele apertava mais o meu cabelo.— Isso Jimin, grita mais que isso me dá mais prazer...— ele de desfez novamente em minha boca, mas dessa vez eu cuspi junto ao vômito. Ele me deitou de volta e ficou por cima.

 Ele ergueu minhas pernas e as colocou em seu ombro.

— N-não, P-por favor... N-não...— tomei coragem e comecei a me espernear e a dar tapas nele.

— Fica quieto sua vadia, você agora é meu!— ele enfiou seu membro com tudo em mim, me fazendo gritar de dor e agonia, e ele nem esperou e já foi estocando.

— AAAHHH!! P-PARA!— gritava e tentava me soltar, mas era impossível. Cadê você Kook...




Jungkook


*★*★No outro dia★*★*


Já estava a caminho da casa do Jimin, Eu estava feliz por ver meu amor de novo, mas aquela sensação estranha não parava, eu cheguei a porta do meu futuro namorado/marido e entrei e me deparei com a pior pessoa já vista na terra, o Appa do Minnie.

— O que você está fazendo aqui??— perguntei raivoso.

— Ah, eu voltei pois queria me divertir um pouco com a pessoa que veio de meus testículos...— ele falou malicioso e eu Arregalei os olhos.

— Não, você não fez isso, você não pode ter feito isso... Não, não e não!— subi as escadas rapidamente e fui para o quarto do Jimin e o encontrei na cama chorando e com várias marcas no corpo... Aquele desgraçado fez o que eu imaginei.—MINNIE!!



Notas Finais


Já tô sentindo as pedrada na minha face...
Bjs de Surubangtan 💅😎🐎💥🍙👽🐰


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...