História Eu ti odeio - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bruno Rezende
Personagens Bruno Rezende, Personagens Originais
Tags Drama, Romance, Vôlei
Exibições 17
Palavras 789
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Esporte, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente tem alguém vindo porai ta😀❤ bjs Boa leitura

Capítulo 31 - Eu quero o pai do meu filho 👪 junto comigo


Fanfic / Fanfiction Eu ti odeio - Capítulo 31 - Eu quero o pai do meu filho 👪 junto comigo

Duda

Cheguei no ginásio com as meninas, e logo na Saída eu já estava bem melhor, sem tonturas ou até mesmo enjoou. 

-pronto dona Eduarda, a senhorita ta melhor? Jaque pergunta me olhando estranho. 

-estou sim :) digo abrindo a porta do carro. 

- Bom mesmo agora bora por que eu quero jogar bastante hoje😌. 

-bora entao digo fechando a porta do carro e caminhado até o lado de dentro do ginásio. 

bruno

depois que eu terminei com a Duda a minha vida não fazia mais sentido, os treinos ja não estavam ótimo igual antes. 

-ei bruninho o que foi, o que você tem? pergunto japones. 

-o que aconteceu é que a Duda terminou comigo😔 digo abaixando a cabeça. 

-sério 😐, nossa bruninho que ruin. Melhoras meu amigo✋ disse japonês. 

-valeu japonês. 

Willian saiu e eu continue sentado ali pensando em como vai ser a minha vida sem a minha Maria Eduarda. Fiquei ali depre quando escuto a voz da Eduarda, levantei a cabeça e vejo que ela estava se segurando na porta de entrada pra quadra, achei estranho e fui logo falar com ela. 

-Eduarda tudo... opa Duda?, Eduarda  o que você tem?. Eu perguntei segurando ela que tinha desmaiado e caído no meu peito. 

-bruno me leva pra hospital agora ela disse com o tom de voz baixa demais. 

-tabom... venha comigo vamos andando entao... walace avise meu pai que eu vou levar a Duda no hospital!!! Grite pra walace que estava conversa com o resto dos rapazes. 

-tabom!!! respondeu walace. 

Sai com a Duda nos meus braços até o carro, ajudei ela a entrar no carro e depois eu entre correndo e logo liguei o carro. 

Dentro do carro... 

-eduarda o que você tem? Perguntei apavorado. 

- eu to com tontura muito forte e enjoada demais, eu nem to aguentado ficar de pé. 

-entao calma ai que ja estamos chegando no hospital. 

-tabom 😳

demorou mais ou menos 10 minutos até chegarmos no hospital mais próximo. 

-pronto chegamos, agora deixe eu ti ajudar a sair do carro. 

abri a porta do carro e com jeitinho eu ajudei ela a dentro do hospital. 

Entramos, fomos até a recepção pergunta se tinha um médico a disposição a atender ela. 

-moça por favor tem algum médico disponível pra atender a minha amiga (namorada). 

- Claro, venha coloquei ela aqui na cadeira. a enfermeira disse trazendo a cadeira de rodas até ela. 

-o senhor vai ter que esperar aqui ta, eu já trago notícias dela. 

-tabom😣. 

a enfermeira levou a Eduarda para sala e eu como sou uma pessoa calma (sqn) eu fiquei sentado na cadeira la até ter alguma notícia da Eduarda. 

Duda

entrei na sala, a enfermeira me ajudou a deitar na maca e ali fiquei até a hora que o meu médico particular chegou. 

- ai até que emfim você chegou Nicolas, ai esse maldito enjoou de volta digo colocando a mão na boca. 

- calma ai Duda eu vou mandar fazer um exame que com certeza vai revelar o que você tem, calma ai que eu já volta. 

ele pegou um pouco do meu sangue e levou não sei pra onde. 

5 minutos Depois... 

depois de 5 minutos esperando o doutor Nicolas ele finalmente chega. 

- ai Nicolas vai logo fala o que eu tenho 😣. 

- meus parabéns Eduarda a senhorita vai ser mamãe 😁👶. 

Quando eu escutei que eu ia ser mamãe o meu coração parou por 5 segundos. 

- como... assim eu to grávida 😱😰😯!!! Digo olhando assustada pro Nicolas. 

- pois é, parabéns duda👏. 

- obrigado, ah Nicolas você pode chamar o Bruno pra mim? 

- Claro já vou sim, com licença disse Nicolas saindo do quarto. 

depois que ele saiu e comecei a pensar: como Bruno vai reagir ao saber da minha gravidez, será que ele vai aceitar?, ai meu deus o que eu faço? 😦. digo olhando pra cima e fechando os olhos. 

depois que eu fiz isso bruno chega no quarto. 

- ai Maria Eduarda nunca mais me deixe tão nervoso assim ta, então você descobriu o por que você estava tão enjoada e com muita tontura? Bruno pergunta fazendo cafuné em mim. 

- eu descobri sim digo passando a mão na barriga. 

-serio😱, eu vou ser pai?, ah mais pera ai quando essa criança nascer eu vou poder ver de vez em quando? Ele diz passando a mão na minha barriga. 

- eu quem disse que você vai ver esse criança, ou melhor dizendo o nosso filho de vez em quando, eu quero o pai do meu filho, o homem que eu realmente amo junto comigo 😍💏👪 digo passando a mão no rosto dele. 

- ah meu amor bruno me dando um beijo, que aliás estava sentindo falta demais daquele beijo. 

CONTINUA 



Notas Finais


Tchau gente até amanhã bjs amo vocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...