História Eu, você e um destino. - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Digimon
Personagens Cody Hida, Davis Motomiya, Joe Kido, Jun Motomiya, Kari Kamiya, Ken Ichijouji, Koushiro "Izzy" Izumi, Mimi Tachikawa, Sora Takenouchi, Taichi "Tai" Kamiya, Takeru "T.K." Takaishi, Yamato "Matt" Ishida, Yolei Inoue
Tags Digimon
Exibições 26
Palavras 1.677
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente.
Mais um capítulo, onde terá de tudo um pouco, como:
Uma nova chance;
Passando amiga para trás;
Escolhas difíceis;
Surpresas;
E alguém que Matt não pensava em ver tão cedo.
Boa leitura.🤓🤓🤓

Capítulo 22 - Enrolando a amiga


Fanfic / Fanfiction Eu, você e um destino. - Capítulo 22 - Enrolando a amiga

Matt havia saído de seu apartamento às pressas atrás da Sora, fez o caminho que ela costuma percorrer, mas nenhum sinal dela, tinha ligado e deixado mensagem e nada dela responder, sabia que a garota que ele tanto amava às vezes era meio cabeça dura, mas ele não à culpava,afinal havia lhe tratado mal, entendia se ela fizesse de propósito. Quando ele chega ao apartamento da ruiva chama várias vezes  e nada. Como a casa da Kari era perto ele decide ir na casa dos Yagami, com esperança de encontrá-la lá.

Chegando no apartamento foi recebido pelo seu amigo Tai, estava lá também Kari, Tk, Davis, Jun e Izzy.

 

-Oi Matt, entra. - Tai lhe deu espaço na porta mas ele ficou parado.

-Tai, eu só queria saber se você viu a Sora hoje?

-Ela dormiu no hospital hoje, depois iria para sua casa, acho que vocês devem ter se desencontrado no caminho.

-Ela saiu do hospital e foi direto para minha casa?

-Foi o que ela disse.

-Entra vem ver minha irmã, a sua cunhada. - Tai diz com um sorriso sapeca.

-Oi Kari tudo bem?

-Tudo Matt, está mais calmo? Me falaram que você ficou nervoso ontem no show?

-Kari isto não é assunto.

-Tudo bem TK, eu realmente ontem fiquei nervoso, com coisas que criei na minha cabeça.

-Nossa! Está com febre Matt? Você desabafando. - Davis diz colocando a mão na testa dele.

-Bem eu só vim saber da Sora e vê se estava tudo bem com a Kari.

-Matt, hoje a Mimi me disse que ia sair com a Sora. - Diz Izzy.

-Sério onde elas iam?

-Pelo o que eu sei, comprar tecido para o vestido.

-O vestido que a Mimi desenhou? - Tai diz quase rindo.

-Está lindo o desenho Tai.

-Claro Izzy, para ficar a noite inteira fazendo. - Davis o cutuca.

-Gente já chega. - Izzy diz nervoso.

-Mudando de assunto o que você quer tanto assim com a Sora? Hein Matt - Diz Jun.

-É assunto meu e dela.

-Está querendo furar o olho do seu melhor amigo?

-Jun chega. Matt e Sora são só amigos, todo mundo sabe disso. - Kari fala piscando para Tai. - Né maninho.

 

Com exceção de Matt, os outros começam a zombar do Tai, fazendo gracinha com ele e Sora.


 

Enquanto à Sora e Mimi estavam no shopping entravam e saiam de várias lojas, já que o vestido teria que ser fabuloso não podia ser qualquer estampa, qualquer cor e muito menos qualquer tecido. Sempre debatiam uma com a outra, afinal tinham opiniões diferentes, até que finalmente encontram o tecido onde as duas aprovaram.

 

-Este aqui é perfeito, agora vamos comprar uma sandália que combine. - Mimi diz olhando as lojas em volta.

-Tudo bem, mas antes vamos comer alguma coisa antes, eu estou com fome?

-Tudo bem Sora.

 

As duas foram para uma lanchonete fora do shopping, era um lugar mais tranquilo, não muito movimentado segundo a sugestão de Mimi. As duas sentaram numa mesa na área de cima da lanchonete. Mimi não se contia em tirar uma dúvida com Sora, que comia tranquilamente.

 

-O que foi Mimi? - Diz Sora enquanto Mimi a olhava com um sorriso travesso.

-Sora, eu queria te pedir uma coisa emprestada, que vai combinar bem com o vestido.

-E precisa fazer uma cara desta para pedir. O que você quer?

-Um brinco. Sabe aquele que eu havia trazido dos Estados Unidos para você?

-Ah Mimi! Eu sinto muito, mas perdi um deles.

-Eu sei.  Por isto estou pedindo um brinco e não um par. -Diz Mimi parecendo óbvio.

-Como assim só um?

-Eu encontrei um na casa do Matt.

-Do Matt? - Sora fica com vergonha.

-Acredita no quarto dele, só que a Yolei me falou como o brinco foi parar lá.

-Sério, que bom.

-Você não quer saber o que ela me disse?

-Não, porque você não come logo pra gente ir comprar a sandália.

-Ela me disse que você perdeu quando estava ajudando ela a se mudar e deixou cair no apartamento dele, então ela entregou para o Matt te entregar, mas vocês tinham brigado, e por isto ele deve ter esquecido de entregar para você.

-Foi o que ela disse?

-Foi, você confirma?

-Claro.

-Ah! Te peguei, ela havia dito outra história, sabia que ela estava mentindo, e você também tentou me enrolar.

-Não estou te enrolando.

-Está sim. A Yolei me disse que você deixou cair o brinco quando estava cuidando dela porque havia passado mal. E você confirma uma outra versão que estava ajudando a se mudar.

-Mimi...

-Agora sei porque tanta insistência do Matt em te levar embora na sexta quando saímos da casa do Tai. Vocês estão juntos?

-Nós ficamos.

-Sério e como você conseguiu?

-Que pergunta Mimi?

-Como que pergunta, o Matt não deixa ninguém encostar nele, você encostou nele? Não foi?

-Mimi chega desta conversa.

-Está bem outro dia você me conta. Vamos comprar a sandália?

 

Sora nem responde se levanta junto a amiga, e volta para shopping no mesmo processo anterior entrando e saindo de várias lojas. Sem nem tocar nesse assunto.

 

No apartamento do Matt. A Yolei estava sozinha, Ken havia saído para comprar coisas que eram desejo da menina, o apartamento estava em um enorme silêncio, até que alguém começa a bater na porta sem parar, Yolei pensa ser Ken com a mão cheia de sacola e simplesmente abre, vendo o rosto mais indesejável do mundo.

 

-Catherine o que você quer aqui?

-Eu vim buscar meu bebê.

-Como assim aqui não tem criança alguma.

-Tem sim, eu sei, o meu bebê está aí dentro. - Catherine aponta uma faca para barriga de Yolei.

-Você é louca, vai embora daqui. - Yolei tenta fechar a porta mas Catherine passa por baixo de seu braço e entra.

-Vim aqui para fazermos uma proposta. O que você acha?

-Catherine saí daqui.

-Se você não aceita eu arranco este bebê do seu útero.

-Nunca aceitaria nada vindo de você.

-Pensa direitinho, eu preciso de um simples favor seu, até breve.

 

Catherine saí do apartamento deixando Yolei assustada, temia a vida do filho, sabia que ela faria de tudo para prejudicar sua gravidez, só tinha que tomar uma decisão, mas não sabia qual.

 

Matt sem ter notícias da Sora decide lhe fazer uma surpresa em seu apartamento. Volta novamente em seu prédio com uma enorme mochila, como a porta ainda estava trancada ele pula uma janela do corredor, andando somente na beirada da parede do prédio no lado de fora. Com todo cuidado possível, já que uma queda da altura que se encontrava poderia ser fatal. Ele consegue finalmente entrar no apartamento da ruiva pela varanda, agora dentro da sala, vai até o seu quarto, onde decora com pétalas de rosas, deixando sobre sua cama um embrulho e uma carta. Agora com toda a surpresa pronta saí do apartamento da mesma maneira que entrou. Mas finalmente encontra Sora no corredor.

 

-O que você faz aqui?

-Eu vim te ver. Você não me esperou lá em casa hoje cedo. - Matt tenta dar um beijo nela, que vira o rosto.

-Eu não estava com cabeça para aturar seu mau humor.

-Desculpa, posso entrar?

-Matt eu estou cansada.

-Tudo bem. - Matt pega a mão de Sora. - Amanhã posso passar aqui para irmos juntos para escola.

-Porque você me tratou daquela maneira?

-Meu amor, eu só fiquei com ciúmes de ver você abraçada com o Tai.

-Não foi nada demais.

-Eu sei, me desculpa. - Matt coloca uma mecha dela atrás da orelha, beijando sua testa. - Posso te visitar mais tarde?

-Pode. - Sora se aproxima para beijá-lo

-Sora!!!!! - Tai a grita de longe. - Sora, adivinha, tenho uma ótima notícia. - Tai continua gritando no corredor.

-Catherine foi presa?

-Não Sora.

-Você vai embora pra outro país? - Matt sugere.

-Desde quando isto é notícia boa Matt. O meu time voltou para o campeonato.

-Mas perderam o último jogo?

-Foi Sora, mas tinha vários jogadores do outro time que fizeram o uso de medicamentos que foram considerado doping.

-Que ótimo, espero que não sai do jogo correndo desta vez.

-Não Sora, desta vez não.

-E você veio até aqui para dar esta notícia para Sora, não podia ter ligado. - Matt cruza o braço ao falar.

-É que eu queria saber se a Sora não queria treinar comigo.

-Futebol?

-É Sora, igual ontem, mas fica tranquila eu me comporto dessa vez.

-Eu também posso jogar com vocês dois?

 

Sora e Tai olham surpresos para Matt nunca havia visto ele jogar futebol.

 

-Já vi que, alguém vai ficar nervosinho amanhã.

-Amanhã.

-É Sora, combinado?

-Claro.

-E com você Matt, aceita desafiar nós dois ou vai amarelar?

-Faço questão de jogar.

-Ótimo, agora eu vou indo, deixei a Kari sozinha com Tk, Tchau Sora. - Tai dá um beijo no rosto de Sora. - Até mais Matt.

 

Matt e Sora ficam em silêncio quando vêem Tai se afastar.

 

-Só veio para atrapalhar.

-Matt, para de ser chato. Você quer entrar?

-Claro, achei que ia me deixar ir embora.

 

Assim que entram no apartamento, Matt tampa os olhos da Sora, à guiando até o quarto. A deixando boquiaberta em ver tudo bem decorado, sem falar nada pegou o embrulho e começa a abrir, onde se surpreende mais em ver o que era, um novo álbum com várias fotos dela como todos os seus amigos, os digimons e sua mãe.

 

-Matt obrigada! Como você conseguiu todas essas fotos? - Diz Sora folheando o álbum.

-Hoje eu fui na casa do Tai, aí cada um ajudou um pouquinho.

-Obrigada mesmo.

-Imagina, eu faço qualquer coisa por você.

-Ah Matt! Que fofo!

 

Sora o beija de um jeito tão carinhoso, Matt se empolga com o momento deitando sobre Sora, tira o álbum de sua mão colocando do lado da cama.

Só que todo aquele clima de romance que ia se formando, é quebrado com um bater na porta. Sora empurra Matt, assustada em ver quem estava parada na sua porta.

 

-Vó. 


Notas Finais


Coitado do Matt, olha a maneira que foi conhecer a vó da Sora.
Yolei ser pressionada deste jeito é crueldade.
Espero que tenham gostado.
Até a próxima.🤗🤗🤗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...