História Eu, você, nós; e uma historia - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 19
Palavras 1.640
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olá de novo, olha eu aqui, primeiramente eu vou começar a postar a historia por semana, talvez de terça ou de quinta ainda não sei.
Mas vamos lá desculpem os erros em geral e boa leitura

Capítulo 4 - Presos na escola


Fanfic / Fanfiction Eu, você, nós; e uma historia - Capítulo 4 - Presos na escola

-O que ?!
-Sério, é eu não tô brincando quer ver
-Sim - eu me levantei e segui ele até o portão principal da escola eu tentei abriu ele mas ele estava mesmo fechado -Droga e agora o que vamos fazer
-Não sei se você prestou atenção mas isso já é normal acontecer aqui, então só vamos tomara banho no vestiário tem chuveiro - disse o Luke todo calmo,eu dei um passo para trás e arregalei os olhos - oque foi ?
-N....N..nada
-Fala logo
-Nada,você só ta muito calmo pró meu gosto
-É,depois de vários jutes na barriga, arranhões e mordidas é de se adimirar que uma baixinha como você consegui me bater - disse ele dando um sorriso de lado
-Nunca disse que não sabia brigar - disse mostrando a língua
-Pior que é verdadr - disse ele indo até a quadra,eu segui ele eu fui para o vestiário feminino e ele para o masculino.
Quando eu tirei minha roupa meu pulsos estavam todo vermelho provável eu  de ter ganhado mais umas marcas ,eu entrei no chuveiro e deixei a água cair sobre as minhas costas que até então era o lugar que mais doía .Quando eu sai do chuveiro lembrei que não tinha pegado a toalha.
-Tenho que pegar minha toalha no armário, sem o Luke me ver - fui em direção a quadra toda molhada e sem roupa não era como s fose a primeira vez que isso me acontecia não fazia diferença, quando eu estava atravessando a quadra o Luke apareceu e me e viu.
Ele Me olhou de baixo para cima,eu fiquei parada vendo ele me olhar
-Perdeu alguma coisa no meu corpo ?
-Não perdi,mas...você acho que sim - disse ele olhando meus seios
-Tá eu sei que não tenho seios direito, tá não faça piadas com isso agora
-Hum, mas por que você está sem toalha ?
-É porque eu não peguei a toalha
-Pega a minha - ele começou a puxar a toalha que estava em sua cintura
-N...não precisa eu vo pegar a minha - ele jogou a toalha no meu rosto,quando eu vi ele estava com uma cueca box vermelha
-Não seja idiota
-Não era isso, não ligo para isso, só não para gosto de usar toalha de menino e eu ia aprovitar para pegar minha roupa que está na minha bolsa - disse me cobrindo com a toalha
-Achei que você não tinha toalha aqui já que é nova por aqui....pêra  roupas na sua blousa ?!
-Tenho, antes jogavam água, suco, refri, comida e pó de griz em mim, então eu trago roupa e toalha na bolsa, as vezes também jogavam a minha toalha da escola na pia cheia de água
-Hum, acho que vou fazer isso com você - eu fui  ignorei ele e fui para o  corredor, abri meu armário peguei a roupa na blousa, tinha uma troca de roupa, um short curto, curto até demais, uma meia 7/8 preta, uma blusa de alcinha e um blusa de moletom preta que ia até um pouco mais acima do meu joelho, era grande o suficiente para eu passar a noite com ele. Eu tirei a toalha coloquei o moletom, o Luke estava bem atrás, e ficou me olhando eu me trocar
-Você não vai colar calsinha ?
-Na verdade eu durmo nua, só to colocando roupa porque estou com você
-É bom saber disso, se um dia você sentir que ah alguém te observando não sou eu - ele disse com um sorisso meio pervertido meio brincalhão
-Não mesmo vai ser o demônio - ele até fechou a cara depois dessa, depois de eu pegar a roupa que tinha deixado no vestiário e guardar no meu armário eu e o Luke pegamos os salgadinhos que tiamos armário e nos ficamos comendo e conversando acabamos descobrindo que tínhamos algumas coisas em comum ele me contou o do por quê já é normal ficarem trancado na escola depois que já não tinha oque conversar  fomos ouvir música, sorte que nós dois gostamos de rock. Passou um tempo começou a chover e a trovejar
"Nossa que legal começo a trovejar, é hoje que não durmo" - pensei ironicamente, já que eu tenho medo de trovão e relâmpago. A gente resolveu ir dormir, nos voltamos voltamos para a enfermaria, nossa sorte é que a enfermaria tem 4 camas, com travesseiros e cobertas, eu deitei em posição fetal e cobri meu rosto com a coberta tentando esquecer que estava trovejando e relanpiando mas foi inútil passado algum tempo eu comecei a chorar e a tremer.
Luke on
Eu só queria saber qual o problema desse povo que consegue esquecer alunos aqui trancados.
Fazer oque né, o jeito foi ficar aquele com a Lasseter,  eu confesso que ela não é assim tão chata. Passado um tempo aqui trancado nessa porra agente resolveu ir dormir de novo, eu voltei para a mesma cama de ante ao lado da que a Lysse ia dormir 'infelizment', só foi eu deitar para pegar no sono depois de alguma minutos eu acordei com um grito, eu olhei para o lado era a Lysse que estava encolhida de medo ao lado da cama ela tava chorando e a cada trovão ela tentava se encolher mais e apertar mais os olhos parecendo tentar fazer tudo para.
 "Pera...um minuto...ela tem medo de trovão".
Eu olhei para ele de novo ela ainda tava morrendo de medo dos trovões.
 "Vou dar um susto nela".
Eu leventei, fui andando de vagar sem fazer barulho, cheguei de fininho atrás dela, e empurrei as costas dela
-Boh - ela deu um grito que eu não sei ainda como não fiquei surdo
-seu filho da puta - disse ela com os olhos cheios de lágrimas, eu estava rindo, ela não se levantou e foi para um quanto da sala se encostando na parede  eu olhei para ela de novo e ela estava com a cabeça nos joelhos chorando
-Lys
-Sai daqui. Não quero você aqui, deixa eu sofrer em paz - essas palavras me assustaram eu sentei do lado dela e olhei para ela
-Por que você tem medo de trovão?
-Para que você quer saber ?!
-Conta logo
-Não
-Vai - eu comecei a cutucar a Lys para ela falar
-Você quer mesmo saber ? - ela olhou para mim com os olhos cheios de lágrimas e avermelhados de tanto que ela já avia chorado
-Sim - ela enchugou as lágrimas e começou a falar:
-Quando eu era criança minha mãe não deixava eu sair do meu quarto, ninguém falava comigo, nem meus pais nem meus irmãos - eu interrompi ela
-1 deve ser ótimo não ter ninguém para encher o saco, 2 só por isso você tem medo de trovão ?!
-1 para uma criança de 5 anos não ter os pais por perto não é bom e 2 não, não é por isso, posso continuar
-Pode
-Bem teve um dia que estava igual a esse só que estava com mais trovões e eu fui fechar a pota da varanda na hora um relâmpago a pareceu e eu me aproximei da grade da varanda eu ouvi minha mãe mandando meus irmãos entrar eu...olhei para baixo apareceu um trovão eu tomei um susto e cai da varanda do 3 andar. E é por isso que tenho medo de trovões
-Pera do 3 andar por quê você está viva ?
-Por que eu cai em cima de um monte de arbustos e outra não se morre só por isso
-Você não quebro a coluna não ?
-Sim tive que usar um apoio para a coluna  po 3 anos
-Nossa !
-Agora vai dormi,eu vou TENTAR ficar quieta - ela disse cobrindo o rosto com a coberta de novo
Luke off
Lysse on
Ele se levantou eu achei que ele iria para sua cama mas ele se levantou e sentou na minha cama
-Ei - ele me chamou eu olhei para cima,vendo oque ele queria - oque você faz quando está chovendo e trovejando ?
-Agarro meu travesseiro, ou as vezes um dos meu irmãos ia no meu quarto e dormia comigo por quê ? - perguntei meio confusa
-Vem aqui - eu me lavantei e sentei do lado dele ele se levantou eu ainda não entendi nada ele deu a volta na cama e se deitou no outro lado
-Oque você... - eu não tive tempo para acabar de falar porque ele me puxou me fazendo deitar ao seu lado - ei oque você esta fazendo ? - perguntei ainda confusa com tudo
-Fica quieta e deita aqui
-Não, eu vou para outra cama - quando eu ia me levantar o Luke me puxou para o lado dele ele e me abraçou, aquilo de algum modo era bom -ei me soltá
-Pense nisso como um agradecimento - eu olhei para ele com dúvida - já vi que não entendeu eu explico, ninguém aqui tem coragem de me enfrentar já tava com saudade de uma briga em compensação vou te ajudar a dormi agora fecha os olhos e dorme - eu Fechei os olhos e tentei dormi pois ainda estava chovendo e trovejando passou uns 35 minutos eu não tava conseguindo dormi pensando que depois o Luke pudesse me bater e também os trovões não ajudavam eu deixei que lágrimas caíssem molhando eu e o Luke, que acabou  acordo e olhou para mim - o que foi ? - ele perguntou se levantando de vagar -por que você está chorando ? Tá com medo de eu fazer algo com você - eu afirmei com a cabeça - calma eu não vou fazer nada - ele se deitou de novome puxando para seu peito colocou a mão na minha cabeça - dorme eu juro que não vou fazer nada com você - depois de algum tempo eu consequi dormi.


Notas Finais


Ohww que fofis não ? Mas em fim foi um pouco maior sim, mas só um pouquinho de nada, mas eu noto. Desculpem os erros em geral e tchau gente linda até semana que vem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...