História Eu, você, o mar e ela. - Capítulo 72


Escrita por: ~

Postado
Categorias Luan Santana
Personagens Luan Santana, Personagens Originais
Tags Aline Riscado, Luan Santana, Romance
Exibições 159
Palavras 1.422
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente doeu muito escrever esse capítulo, toda a história foi muito importante para mim e o apoio de vocês foi realmente fundamental, foi o que me fez ter vontade de escrever quando eu lia cada comentário positivo. Obrigada por acompanharem até o final e me digam o que acharam da história toda! Esse não é um adeus, é um até logo... Várias pessoas me perguntaram se vai ter segunda temporada ou se ainda vou escrever outra Fanfic, não, a história não terá segunda temporada, e talvez... Talvez eu escreva outra Fanfic ai a aviso aqui na história mesmo para vocês! Beijos e muito obrigada! (Comentem por favor)

Capítulo 72 - O casamento (parte 2)


Fanfic / Fanfiction Eu, você, o mar e ela. - Capítulo 72 - O casamento (parte 2)

        ~ Isadora~

Perdi as contas de quantas horas já faziam que nossa festa de casamento estava rolando. Os convidados apesar de já cansados não saiam de jeito nenhum da pista de dança e a música aqui não parava um minuto, essa é a vantagem de ter vários convidados cantores. 

A festa foi regada a muita bebida, principalmente champanhe, comida também era o que não faltava por aqui. Depois de uma boa quantidade taças viradas meus amigos e até o Luan já estavam um pouco alterados. O Rober estava muito alterado e falava coisas que ninguém entendia e rebolava ao som de Anitta, eu só conseguia rir muito de todos já que eu não podia beber, o Luan não entendeu bem o motivo, mas isso ele só saberia depois...

Quando a Anitta cantou Bang eu, Tamires, Bella e Rodrigo subimos no palco e dançamos com ela a coreografia. Foi muito engraçado, mas até que nos saímos bem. No meio da música o Luan também subiu no palco e começou a dançar completamente desajeitado. Peguei meu celular rapidamente e filmei aquela cena, postei no Snapchat para que as fãs vissem o estado do meu marido essa noite.

Já eram 4 horas da manhã então eu decidi que era hora de ir para casa antes que o Luan bebesse mais, eu ainda precisava que ele soubesse de uma coisa. 

- Amor, você não acha que já tá na hora de irmos?   -falei no seu ouvido enquanto ele dançava com uns meninos da banda.

- Se você quiser ir por mim tudo bem, tô cansadão...

- Então vamos, preciso que você veja algo.

- Vou me despedir da galera e te encontro no carro meu bem.


Fui para o nosso carro depois de me despedir de vários convidados e fiquei esperando o Luan que veio logo atrás. Fomos para nossa casa já que só viajariamos em lua de mel amanhã.

Já no quarto o Luan me ajudou a tirar meu longo vestido. Ele se animou quando me viu com um lingerie branca e avançou no meu pescoço colando meu corpo na parede e apertando meu bumbum.

- Calma, preciso te dar um presente.  -falei me soltando dos seus braços.

- Ah não amor, tô doidinho por você.  -ele falou me puxando de volta.

- É rapidinho, você vai gostar!  -sai correndo para o closet para buscar a caixinha.

- Tá bom meu bem!

Respirei fundo antes de voltar ao quarto, eu não sabia se o Luan iria gostar, mas eu acredito que já estava mais do que na hora. Criei coragem e voltei ao quarto com a caixinha nas mãos. O Luan estava de costas enquanto observava as árvores lá fora pela varanda do nosso quarto, mas o que me atraiu foi o seu corpo... que bunda enorme ele tem...


- Senta na cama homem melancia.  -falei fazendo ele virar para mim.

- Para de secar minha bunda muié. Recalcada.  -ele falou sentando na cama.

- Vai idiota, abre logo.. 

- Ah, com esse carinho todo vou abrir sim!


Ele desfez o laço rapidamente muito curioso para ver o que tinha ali dentro. Quando finalmente ele conseguiu abrir ele passou uns minutos estático, eu fiquei com muito medo da resposta que poderia vir dele. 

- Outro?  -Ele falou com a voz embargada.

- Sim, estou grávida de novo! Você não quer, é isso?  -falei magoada.


Ele começou a chorar copiosamente, dentro da caixinha tinha um par de sapatinhos e meu exame de gravidez com resultado positivo.  


- Claro que eu quero meu bem, não sei como te agradecer por mais essa alegria na minha vida.  -ele falou limpando as lágrimas com os dedos.

- Ufa, achei que tinha ficado triste. Eu soube há duas semanas, como da outra vez eu esqueçi de tomar meus remédios e quando lembrei ja era tarde. Ja tinha um serzinho aqui. Estou com dois meses de gravidez.

- Ainda bem que você esqueceu, pode ter certeza que eu tô muito, muito, muito feliz! Eu te amo tanto amor.  -ele falou pegando em meu rosto com as duas mãos.

- Eu que te amo meu anjo, você é um pai maravilhoso e esse nosso outro bebê que tá vindo vai ter muita sorte de ter você cuidando dele.


Ele só me olhou sem dizer mais nem uma palavra. Vagarosamente encostei minhas costas no colchão macio e ele se apoiou em cima de mim sem encostar na minha barriga. Ele distribuiu uma série de beijos pelos meus seios ainda cobertos pelo sutiã de renda branco e aos poucos me despiu deixando beijos por onde passava. Fizemos amor mais uma vez, todas as vezes eram incríveis e eu ficava completamente satisfeita com os carinhos que ele fazia em mim, o Luan sempre arranjava um jeito de me fazer feliz, e vai ser assim eternamente.


~ Meses depois...


Nasceu Nicole, nossa princesinha que veio só nos trazer coisas boas. O Breno adorou a nova irmã e nossa vida agora estava perfeita. Meu casamento com o Luan melhorava a cada dia e nos sentíamos como se  fôssemos parte um do outro, claro que como todo casal continuamos brigando, se desentendendo, mas no fim do dia tudo se acalmava com um: "desculpa meu bem, amo você e não quero brigar."

O amor que uniu nossos destinos continuava o mesmo. As pessoas tendem a falar que o casamento desgasta o sentimento, mas conosco é totalmente ao contrário. A cada dia que passamos juntos nosso amor só aumenta, a cada dificuldade e a cada briga fortalecemos nossa união. Eu não acho que isso que sentimos um dia vá acabar, pelo contrário, isso é amor de verdade e quando acontece nada tira esse sentimento da gente.

Aqui estou eu sentada no sofá da sala em uma noite de natal enquanto o Breno brinca com o pai no tapete, a Nicole dorme no colo da Bruna ao meu lado e meus pais e sogros assistem mais uma vez o vídeo da minha cerimônia de casamento o Luan. Com o álbum de casamento em mãos começo a relembrar o momento que marcou imensamente a minha vida. Era muito incrível poder compartilhar a vida ao lado desse homem que eu tanto amo.

Enquanto as fotos passam relembro os sorrisos, as conversas, minha entrada na igreja, o Rober bêbado, o Luan dançando Bang com o Rodrigo e todos os acontecimentos que fizeram daquele dia uma parte marcante na vida de todo mundo...

Ao ver as fotos lembrei de algo que li esses dias de um famoso escritor:


Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d'água neste momento, perceba:

existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça:

Alguém do céu te mandou um presente divino : O AMOR.

Se um dia tiverem que pedir perdão um ao outro por algum motivo e, em troca, receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se:

Vocês foram feitos um pro outro.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.

Às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente.

É o livre-arbítrio.


Portanto ame e deixe-se amar, portanto busque o amor, busque quem vai te fazer feliz e quem vai te amar pelo que você é, não pelo que você possui. 

Não se deixe levar pelo pensamento dos dias de hoje de que o amor não existe, ele existe sim, para as pessoas que se permitem vivê-lo.

Olhando para meus filhos, meu amor  e minha família nesse momento eu reflito sobre o quanto a vida pode se tornar feliz se você fizer o seu melhor pelas pessoas que te amam. E por esses aqui eu faço de tudo, dou a minha vida pela deles.

A hora da ceia se aproxima, todos nos aproximamos da mesa para a oração da família que fazíamos todos os anos no natal. Com a pequena no meu colo rezo com todo o meu coração para que esse momento feliz com minha familia continue se repetindo até o fim das nossas vidas. Rezo para que o meu amor com o Luan continue se fortalecendo, e rezo para que nossa hóstia sirva para inspirar muitas outras histórias de amor.


Sento na mesa e com muita alegria iniciamos nossa ceia... Se o nosso amor fosse um história, agora é a hora em que o narrador diz: "e foram felizes para sempre". Esse é o nosso final feliz!







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...