História European girls INTERATIVA - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Beatrix, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki
Tags Diabolik Lovers, Europa, Interativa
Visualizações 29
Palavras 675
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Vagas fechadas, e vocês sabem que as personagens aceitas eu mandei uma mensagem e tals.
Boa leitura⬆
E sejam bem vindos a Londres

Capítulo 2 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction European girls INTERATIVA - Capítulo 2 - Prólogo

Japão, 

Mansão sakamaki

O dia raiava e pairava sobre a mansão hostil e acabada, os vampiros estavam todos unidos, o que era até engraçado,já que os irmãos não eram tão unidos assim, um silêncio pairava sobre o ar, mas um dos irmãos resolveu quebrar o silêncio

-Quando o inútil de nosso pai nos mandara outra noiva, estou faminto!- Falou um ruivo ajeitando o chapéu.

-Eu e teddy também estamos, precisamos de algo imediatamente. -Falava um certo menininho arroxeado.

Uma névoa surgiu em meio aos meninos, apareceu uma figura conhecida e odiosa.

-O inútil do seu pai está trabalhando nisso, já arrumou até um lugar para vocês e suas noivas moram lá.

-E onde seria isso? - Perguntou Shu, finalmente falando algo e retirando seus fones, e olhando para seu “maravilhoso” pai.

-Na Europa, arrumem as bagagens, vocês têm duas horas. -O homem sentou, colocou um copo e o encheu de whisky.

-Não quero ir, já não basta as inúteis japonesas que você nos manda, agora temos que ir pro continente europeu, a faça me o favor. -Um albino se revoltou logo de cara já se percebia que ele era daquele jeito.

-Ah pare de ser um mal criado, não me faça ir aí Subaru,não me faça socar lhe a cara.

-Oras então venha papai, venha me bater…

Subaru não pôde terminar a frase já que foi socado, chutado para longe pelo seu pai, o mesmo caiu agarrando uma cadeira.

-Não me responda, agora vão, já estamos atrasados.

Os meninos saíram do cômodo, já arrumando suas coisas, que eram mínimas na verdade, o progenitor dos irmãos não estava dando os devidos direitos dos mesmos, mas o irmãos também não estavam fazendo por merecer e assim por diante.


Quebra de tempo

Inglaterra, Londres


-Bem, bem sejam bem vindos, olhem só vocês irão morar aqui e espero não que não deem trabalho para a nossa anfitriã. -Tougo falou apontando para um prédio. -Vocês irão encontrar uma senhora e vão seguir tudo que ela mandar, logo depois conhecerão suas noivas, não faço ideia se elas chegaram ou não, cada uma delas tem um jeitinho diferente, vocês adivinharam quem são.

-E como diabos vamos saber quem elas são? Essa pensão é enorme. -Perguntou um rapaz do cabelo azul.

-Reiji elas lhe explicaram tudo,não se preocupe. Acima de tudo espero que se comportem, dei duro para conseguir isso para vocês.

-O que aconteceria se não nos comportarmos? - Perguntou Laito rindo.

-Vão morar no Brasil, trabalhar, viver como uma pessoa normal,com direitos e deveres.

Os rapazes ficaram calados e entraram na pensão por uma senhorinha de cabelos já brancos que usava um sobretudo composto,justamente por causa do frio daquele lugar.

-Então vocês que são os sakamakis? -Perguntou ajeitando os óculos, pensei que eram mais… Esqueçam!

-Sim,nós somos.-Pronunciou Reiji, ajeitando os óculos.

-Ótimo, meninos, me sigam vou mostrar lhe os quartos de vocês. E a propósito me chamo Lourdes

A mulher entrou e foi mostrando os seus respectivos quartos, todos eram iguais sendo definidos assim:

“Duas camas, um guarda roupa, escrivaninha, prateleiras, com uma coloração puxada para o salmão.”

Não era tão aconchegante. E o fato de possuir duas camas só intrigava os meninos.

(...)

Agora eram exatamente 14:30 da tarde, seria a hora do almoço segundo a dona Lourdes, os irmãos estavam todos unidos sem falar nada, ambos olhavam um para o outro, lá se via da cozinha uma garota carregando um Caldeirão e uma colher de pau, os meninos que estavam todos sentados na sala de jantar a observaram.

Como descrevê la:

Ela possuía um cabelo extremamente longo,que “batia” mais ou menos na altura do seu joelho. Sua cor natural era cor de creme, era lindo, os garotos estavam encantados, um certo baixinho também estava inclusive agarrou ainda mais seu ursinho.

-Me chamo Alice.-Disse a menina.-Trouxe o almoço macarrão com atum, típico da Itália.

A menina saiu distribuindo, a comida, e quando terminou de servir, por fim falou:

-Estamos, quando digo “estamos”, eu e dona Lourdes estamos esperando  a senhora Katharina, ela vai nos falar as regras da casa.


… Os vampiros não queriam falar sobre ‘Katharina’ ou qualquer coisa, eles só queriam o sangue da menina platinada...




Notas Finais


Alice:
https://goo.gl/images/1DbHPh
Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...