História Evelyn - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter, Once Upon a Time, Rizzoli & Isles
Tags Evelyn Malfoy, Harry Potter, Severus Snape
Exibições 35
Palavras 794
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Capítulo 6 - Tudo parece um sonho..


Depois do beijo que Snape dera em Evelyn e das declarações trocadas durante a dança, Evelyn estava cada dia mais envolvida com o homem, aos seus olhos tudo parecia um sonho, tudo parecia perfeito, bom demais para ser verdade, mas a mesma tentava não pensar em negativismo quando o assunto era o romance que vivia secretamente. A loira continuava vestindo-se da mesma forma "maluca" e radical que vestia-se antes de ficar com o professor, mas tentava ao máximo ficar longe de confusões, para que não fosse expulsa da escola e perder os minutos que tinha ao lado do mesmo. A garota estava apaixonada, qualquer um podia ver isso em seus olhos, eles brilhavam de uma forma jamais vista antes, o sorriso era mais doce e delicado, o que contrastava com a maquiagem pesada e a roupa preta que usava habitualmente. Muitos garotos queriam saber o porque desse brilho tão especial e para isso, Evelyn teve que mentir, que estava ficando com um de seus colegas (e único amigo) que era Gay, mas que ninguém sabia, nem mesmo Snape.Evelyn e Joseph estavam de mãos dadas caminhando pelos corredores do castelo, quando viram um dos garotos que insistia em ficar com Evelyn, a loira puxou o "namorado" e o beijou, até que o grupinho do tal garoto se afastar, quando a mesma olhou para o lado, viu ao longe, Snape visivelmente irritado. - Merda...merda..-disse baixinho, sentindo seus olhos marejarem, logo escondendo o rosto no ombro do amigo- O que foi Evy?– perguntou Joseph em sussurro, enquanto ouvia o choro compulsivo da amiga- Snape...ele viu o nosso beijo.- disse rouca. O ruivo ergueu o rosto da garota e a olhou pesaroso- Vamos falar com ele, dizer que sou...gay.. que isso tudo é uma mentira para os meninos te deixarem em paz.- disse baixinho, fazendo carinho no rosto da loira. - E eu vou dizer o que a ele? Que te contei que estou ficando com o professor? Não adianta, eu vou falar com ele hoje... na realidade, agora– deu um beijo no rosto do garoto e saiu apressadamente em direção a sala do professor. Snape estava transtornado com a cena que vira, sua menina nos braços daquele moleque nojento, asquerozo, o homem entrou em sua sala e jogou os livros sobre a mesa, esmurrando a mesma logo em seguida- Como ela pode fazer isso? Como! – disse baixinho, sentindo seu coração apertar e algumas lágrimas brotarem em seus olhos. Evelyn era a primeira pessoa que havia conseguido tocar seu coração após Lilian, era a única que o via como uma pessoa normal, não o professor sem coração que todos viam. - Claro Severus, como você é imbecíl, ela é uma criança, tem 15 anos, jamais iria querer algo sério com você, seu velho imundo..– disse para si mesmo. Evelyn estava na porta e ouviu tudo o que o mesmo dissera, a mesma respirou fundo e falou baixo- Não tem nada haver com a idade.. Severus, me deixa explicar, por favor.. – caminhou e logo fechou a porta, aproximando-se do mesmo. Mas logo fora impulsionada para frente por um feitiço lançado por Snape- Saia daqui, agora, ou farei de tudo para que seja expulsa!-gritou, sem ao menos olha-la. A loira respirou fundo e manteve se firme no mesmo local - Faça isso, faça me expulsarem da escola! – disse friamente, ergueu a sobrancelha e continuou - Sei que você me viu beijar o Joseph hoje.. sei o quanto está bravo, o quanto está revoltado.. Mas me ouve, me deixa explicar.– murmurrou, o homem a olhou e disse friamente- Diga, ande logo- Evelyn fez mensão de que ia se aproximar, mas Snape ergueu a mão, a fazendo parar no mesmo instante. - Os garotos da escola, especialmente o Antony, não me deixam em paz, vivem pedindo que eu fique com ele e essas coisas.. Combinei com Joseph de fingirmos ser namorados.. – Snape riu- Fingir? Então aquele beijo foi fingimento? Estou ficando louco, é isso Malfoy!- disse descontrolado. - Não Severus, eu o beijei mesmo, porque ele é GAY, totalmente homossexual! Por isso o beijei, porque não sinto nada por ele.. nada. Mas quer saber? Não vou ficar aqui me humilhando, se quiser, use Oclumência.. faça o que quiser, eu não vou ficar aqui me humilhando ou chorando. Passar bem, professor! – Evelyn saiu da sala extremamente rápido, a cada passo que ia dando, uma lágrima escorria, borrando a sua maquiagem, caminhou até o banheiro feminino do 3º andar e sentou-se escondido atrás de uma das colunas... Seu choro era compulsivo, seu peito doía como se tivesse sido acertada pela maldição Cruciatus. Sabia que tudo estava muito bom para ser verdade, que os seus momentos felizes possívelmente haviam chego ao fim, sentia-se um lixo por ter deixado aquilo acontecer.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...