História Even if i die, it's you. - Capítulo 34


Escrita por: ~ e ~Nob_dy

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, V
Tags Bdsm, Bts, Drama (tragédia), Hentai, Jin, Mistério, Romance Novela, Sadomasoquismo, Shonen-ai, Taejin, Taetae, Vjin, Yaoi
Visualizações 33
Palavras 687
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Yo pessoal lindo que o Senpai ama, desculpa eu ? Pela grande demora de postar os capítulos, e também de nem avisar lá nas -menssagens- Mas aqui está um capitulo cheirosinho pra vocês, e uma Boa Leitura. As coisas vai esquentar.

Capítulo 34 - Susto


Fanfic / Fanfiction Even if i die, it's you. - Capítulo 34 - Susto

—————~ஜ۩۞۩ஜ~—————

 Kim TaeHyung 

 김태형 

—————~ஜ۩۞۩ஜ~————— 

 ஜ Se você apenas pudesse ver o quanto meus pensamentos sempre acabam por chegar a você... Ah... O quão doentio você acharia? Cada ação minha será cuidadosa... Entenda que isso é necessário. E entenda também o esforço que eu colocaria apenas para o ter ao meu lado... Para sempre. Imagina se você soubesse o quanto sou louco por você. O quanto eu faria para te ter ao meu lado... Já disse pra " todos " que não tem jeito, vou ter que fazer isso. ஜ 

 • ────── ✾ ────── •

 Uma coisa que me deixou feliz ainda mais naquele momento, foi o sorriso que Jin me deu ao ter lhe contado aquele ideia que pra mim era um tanto idiota, mas como queria arrancar a tristeza de sua face -- coisa que conseguir -- estava disposto a fazer tudo que tivesse ao meu alcance ou mesmo impossivel, mas não significa que eu não tentarei. Rir de suas palavras ao ouvir ele dizer que não usaria um vestido da época, claro que não pôs nem mesmo teria, mas se ali tivesse um vestido com certeza adoraria vê-lo usando, seria deslumbrante a imagem na qual se formou em minha mente, mas não hesitei e voltei a da atenção ao menor que estava próximo à si. 

 -- Claro que não, Julieta... -- Sorrir a chamá-lo daquele jeito. -- Sobre qual cena iremos fazer... É indeterminada, vamos inventar a nossa própria cena de Romeu e Julieta... Começando agora! -- Sai do quarto do menor e fiquei na porta esperando uns segundos para ele se preparar.

 Já ia adentrar o quarto quando ouvir um barulho vindo de baixo, virei o rosto em direção à escada que dava acesso ao primeiro andar, uma onda de curiosidade tomou conta do meu ser o que me impulsou a ir ate beira da escada ver o que estava lá embaixo. Quando me aproximei vi os pais de Jin adentrando a casa com várias sacolas em mãos, Jin havia dito que eles não estariam em casa tão cedo e pelo visto aquilo tornou-se algo terrivelmente assombrador, pra mim. Rapidamente voltei ao quarto um tanto sem folego, encostei meu corpo na porta fechada e olhei pro menor um tanto apavorado.

 -- Sem querer ser desagradável... Mas.. Seus pais acabaram de chegar... -- suspiro baixo e o olho fixamente.

 Por algum motivo acabei não me importando mais o fato de seus pais ter chegado, não me importava, apenas tinha a vontade de roubar Jin de uma vez pra mim e levá-lo ao meu cantinho onde me sentia protegido. 

-- Eu já sei o que você vai dizer... Então poupe sua saliva. 

 Revirei os olhos e sair de frente da porta de madeira, caminhei ate a cama onde coloquei o cachecol e me direcionei ate a janela, mas antes de pular na árvore para enfim ir embora, lembrei que meu sapato e minhas coisas haviam ficado na sala então basicamente eles já sabiam que eu estava ali.

 -- Jin... Nesse exato momento seu pai já esta querendo me matar... Pensando de um lado... Ele viu meu sapato na entrada da casa... -- Suspirei baixo e voltei pra perto da porta. -- O que vamos fazer ? Sendo que fugir não estava disponível nesse momento.

 Fitava o rosto alheio que agora demonstrava estar confuso, foi quando alguem bateu na porta do quarto e chamou Jin, aquela pessoa tinha uma voz doce e um tanto feminina, mas pode-se notar que era um menino. Sem hesitar sentei-me no criado mudo e balancei as pernas de leve... Aquele momento era um tanto degradante... Tudo estava indo por água a baixo. 

Por um momento sentir uma fina dor de cabeça o que me fez levar a mão ate a cabeça, a dor não parava e ficava latejando rapidamente, meu remédio estava no bolso do casaco no qual estava na sala, mas quem disse que eu iria  tomar ? Odiava remédios.

 -- Arg... Jin... -- Chamei o menor.  

Minha cabeça estava girando sem parar, a tontura estava forte. Era um surto ? Estava delirando aos poucos.. A situação havia me abalado.


Notas Finais


Pequeno não ? Mas muito detalhado. Espero que tenham gostado. Comentários positivos e negativos são mais que bem vindos e critica construtiva é hospede.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...