História Even if i die, it's you - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~HimeChansz

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Hwarang: The Poet Warrior Youth, I.O.I, IU, JYJ, SHINee, ZE:A
Personagens Hero Jaejoong, Hyungsik, Lee Ji-eun "IU", Minho Choi, Personagens Originais, V, Zhou Jieqiong
Tags Hwarang, Hyemin, Hyesik, Romance, Sunhee, Sunho
Visualizações 9
Palavras 1.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capitulo 03


Fanfic / Fanfiction Even if i die, it's you - Capítulo 3 - Capitulo 03

HyeMin andava pelo local, observando a movimentação masculina que ocorria, até perceber uma figura conhecida conversando com um rapaz, aquela era Ah Ro, e o rapaz o sobrinho de Wi Hwa Rang, Ji Dwi Rang. Aquele rapaz era bastante bonito e chamava um pouco a atenção de HyeMin, mas ao ver que o rapaz olhou um pouco em sua direção a garota desviou o olhar.

            —Porque todos os garotos daqui precisam ser bonitos?— a mesma se perguntou e logo escutou um risinho, quando se virou deu de cara com Yeo Wool Rang, um rapaz bonito e que parecia bastante divertido, HyeMin colocou a mão na região do coração e bateu no local o encarando — Você me assustou Yeo!

            — Sua voz é mais fina do que eu achava, talvez você não converse muito conosco por este medo não é mesmo? — Yeo disse sorrindo e abanando um pouco o leque, a garota negou com a cabeça e saiu andando, mas ao passar próximo ao local que Ji Dwi e Ah Ro estavam, a mesma rolou os olhos — Este Jaejoon, é um tanto suspeito...

            SunHee observava novamente o céu, até que HyeMin acaba batendo contra a garota, que se assustou e arregalou os olhos, HyeMin arqueou as sobrancelhas, ela realmente parecia alguém forte, mas por dentro seu coração estava se despedaçando, ao lembrar de seu irmão e pai, SunHee percebeu e abriu um pouco a boca para dizer algo mais nada havia saído, HyeMin fez uma breve reverencia e voltou a andar, seus passos eram decididos e firmes, a outra achou estranho o seu jeito e deu de ombros, mas não teve muito tempo de pensar, pois SooHo apareceu ao seu lado.

            —Você tem que me ajudar em uma tarefa, venha — seu tom de voz era decidido e fez com que a garota desse uma leve rolada de olhos, indo o acompanhar, quando ambos chegaram ao local SunHee encarou SooHo espantada, arregalando seu olhos e observando os cavalos, aquilo era um estábulo — Wi Hwa me pediu para limpar, mas como você é meu nangdo, irá me ajudar, logo depois eu tenho algo para fazer então se eu não conseguir terminar o serviço, você o completa!

            SunHee começou a resmungar enquanto pegava uma das pás, ao olhar para frente se deparou com Sun Woo Rang, ele deu um leve aceno e a mesma retribuiu, mas sua feição não era algo agradável de prestar atenção. Ela estava irritada com SooHo e dava para perceber em seus gestos.

            HyeMin estava sentada enfrente ao lago, seus pensamentos estavam no irmão e ela estava com uma fisionomia bem triste, seus olhos marejaram e sentiu algumas lágrimas escorrerem por eles, mas a mesma os limpou rapidamente e deu uma leve olhada envolta dela, parecia que nenhum deles tinha que se preocupar com algo, se tinha irmãs algumas delas poderiam estar bem casadas e talvez até mesmo a espera de algum noivo, menos a morena, ela não conseguia simplesmente querer se casar com os rapazes que ela conhecia.

            Quando era mais nova seu sonho sempre havia sido se casar, mas depois de algumas decepções que os rapazes a causaram ela havia deixado aquele sonho um pouco para o lado, mas sempre ouvia de seu pai que o casamento com sua mãe o deixavam melhor, mas que a mãe não gostava tanto assim dele, um casamento arranjado podia dar certo, como também poderia dar errado. Mas de todas as garotas de sua vila ela parecia ser a única que pensava assim.

            — O que faz aqui? — Wi Hwa perguntou colocando uma cadeira ao lado da garota e a encarando — JaeJoon quando eu perguntar me responda!

            —Yah, não fale assim —  a garota disse suspirando e limpando algumas lágrimas, logo se levantou e limpou as calças que estavam sujas de terra, ao se virar um pouco viu Ah Ro e seu irmão, mas aos olhos de HyeMin aquele olhar que a outra morena tinha no irmão não era um simples gostar de irmão, a maior deu de ombros e olhou o idoso que a encarava enquanto comia um pouco de seu arroz torrado, fazendo a mesma dar uma leve risada e sair andando.

-X-

            Todos os rapazes estavam tomando banho, mas HyeMin havia tirado o tempo para praticar sua escrita, a garota se sentou perto de onde Wi Hwa dava aula e pegou um pergaminho começando a escrever, mas seus pensamentos pararam no cartaz daquela menina que iria se casar.

            — SunHee — HyeMin pronunciou e deu uma leve risadinha — Será que ela ama aquele rapaz? Para mim parecia mais um casamento arranjado.

            — Falando sozinho? — Ji Dwi perguntou se sentando ao lado dela, a garota negou e voltou a escrever, conforme escrevia sentia um pouco de olhadas vindas de Ji Dwi, o que a incomodava um pouco, o rapaz continuava serio e depois se levantou indo embora.

            — Ele é um pouco estranho... — HyeMin disse dando de ombros e voltando a escrever.

            SunHee voltou para o quarto onde dormia e caiu exausta na cama, SooHo havia saído três minutos depois que ela havia começado a limpar o estábulo, aquilo havia a deixado irritada, mas não iria querer comentar nada, pois talvez pudesse ser expulsa do hwarang e teria que se casar, com um suspiro alto a garota se lembrou da pergunta que ela havia feito a mãe, e que gostaria muito que aquela garota fosse sua Irmã.

            “— Deve ser mentira, quem em sã consciência poderia ter uma tatuagem? —SunHee disse enquanto andava curvada e procurava o “quarto” que a garota ficava, GaYoon assentiu e continuou o caminho com a amiga, quando encontraram ambas levantaram o rosto e se depararam com um kimono vermelho e um tanto chamativo.

            — Será que ela é como as outras garotas? — GaYoon perguntou, mas SunHee fez sinal de silencio e voltou a olhar para frente, enxergando a garota, sua beleza não era rara, mas também não a fazia ter algo comum, seus olhos eram um tanto marcados e ela se virou um pouco para a janela aonde as outras duas olhavam, mas com um passo rápido ambas conseguiram se cobrir e conseguir olhar.

            A garota tirou seus longos cabelos das costas, mostrando uma bela tatuagem de dragão com uma espada, a morena começou a fazer um coque nos seus cabelos, a pele estava levemente bronzeada e a cada movimento parecia ensaiado, talvez ela fizesse sempre a mesma coisa, SunHee arregalou os olhos e abriu a boca em um perfeito O, ninguém ali das garotas poderiam ter uma tatuagem, era algo incomum.”

            — Espero a encontrá-la, ela sim poderia me entender — SunHee disse dando mais um longo suspiro, ela poderia falar com sua voz normal já que nenhum dos rapazes estava por perto, mas sua maior preocupação não era essa, e sim se sua mãe descobrisse que a mesma havia fugido, talvez ela já havia mandado vários guardas atrás da mesma — Vamos esquecer isso por ao menos alguns segundos.

            Ambas as irmãs estavam cansadas, HyeMin derramava lágrimas por achar que aquilo que estava fazendo era errado, e talvez pudesse ser punida quando fosse pega, mas seu senso protetor era bem maior, já SunHee estava triste por talvez não encontrar a irmã e quando tivesse que voltar para casa, fosse encontrada pela mãe que a puniria da pior forma.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...