História Even if i die, it's you - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~HimePacoca

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), BtoB, EXO, Hwarang: The Poet Warrior Youth, I.O.I, IU, JYJ, Miss A, SHINee, ZE:A
Personagens Baekhyun, Hero Jaejoong, Hyungsik, Jimin, Lee Ji-eun "IU", Minho Choi, Minhyuk, Personagens Originais, V, Zhou Jieqiong
Tags Hwarang, Hyemin, Hyesik, Romance, Sunhee, Sunho
Visualizações 32
Palavras 1.215
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Capitulo 06


Fanfic / Fanfiction Even if i die, it's you - Capítulo 6 - Capitulo 06

Ji Dwi virou seu rosto para o lado, pela primeira vez suas bochechas estavam coradas e ele se sentia sem graça, o rapaz começou a andar para fora do local e colocou a mão no rosto, estava confirmado, o rapaz afeminado era uma garota, mas ele deveria contar ao seu “tio”? Achou melhor não, pois a garota deveria ter um bom motivo para fazer aquilo.

            —Ah meu deus — HyeMin disse passando a mão no cabelo e se levantando, terminou o banho e foi colocar o roupão que estava, ao colocar e sair vestida do local encontrou Ji Dwi, que a encarou, suas bochechas ficaram vermelhas e a mesma voltou a andar rápido, mas o rapaz segurou o braço da garota fazendo ambos ficarem mais próximos. — O que você quer?

            — Não precisa fazer voz grossa na minha frente, pode me dizer apenas o seu nome? Acho que já nos conhecemos — Ji Dwi disse, a garota teve suas bochechas vermelhas novamente nunca havia estado tão próxima de um rapaz e aquilo há incomodava um pouco, mas se lembrou de que ele era o rapaz que sempre ouvia suas histórias de longe e a quem Ah Ro também contava algumas histórias.

            — Meu nome é Moon HyeMin, não fale comigo informalmente e é apenas isso — HyeMin disse se soltando e saindo, o outro a encarou ir embora, a imagem que sempre vinha a sua mente era a sua tatuagem, como uma garota poderia ser liberada a fazer uma tatuagem como aquela? Nem mesmo os homens faziam algo como aquilo. — Ele está brincando comigo!

            SunHee andava pelo local do refeitório tentando achar algum lugar para se sentar, mas depois de alguns três minutos avistou HyeMin entrar no local, a garota pegou sua comida e se sentou, parecia com raiva e preocupada ao mesmo tempo, SunHee se aproximou da garota sentando a sua frente.

            — Porque você está fingindo ser um homem Minnye? — SunHee perguntou, a outra morena levantou o rosto assustada e encarou a menina, que deu um leve sorriso — Não precisa mentir, eu e você somos as únicas garotas do Hwarang!

-X-

            Yeo Wool andava junto aos outros rapazes do Hwarang, só que ele estava desconfiado de um dos colegas de quarto de HanSung, JaeJoon não era um rapaz normal, sua voz era fina demais e ás vezes grossa demais causando uma impressão do rapaz estar forçando e era até engraçado, todos pegaram a comida e foram procurar um lugar para se sentar, Yeo observou JaeJoon conversando com um nangdo, ele era JinSun e ajudava SooHo em suas tarefas.

            — O que os dois estão conversando?—  Yeo perguntou para si mesmo e baixo, SooHo olhou para os dois que conversavam, JinSun parecia sorrir e JaeJoon estava sério e com uma certa cara de preocupação, Yeo se aproximou e escutou apenas a parte de “Iremos nos falar mais tarde” — O que estavam conversando?

            — Nada demais — Jaejoon voltou a comer o arroz, Yeo assentiu, mas não iria deixar aquilo passar, talvez ambos fosse homossexuais e iriam se encontrar para fazer carinho um ao outro, enquanto o rapaz tinha pensamentos românticos, Ji Dwi olhava HyeMin comer, até que a garota levantou o olhar e o outro desviou, HanSung comia tranquilamente e estava adorando a comida.

            — Qual será a próxima tarefa?— BanRyo perguntou encarando os outros, SooHo deu de ombros e terminou de comer rapidamente, deixou o prato na mesa e se levantou indo encontrar JinSun e o viu observar o céu, SooHo se aproximou.

            — O que você estava conversando com aquele rapaz?— o maior perguntou, SunHee se assustou e apertou os olhos ao ouvir a voz dele, havia marcado de encontrar com HyeMin na sala de aula, mas como a outra iria demorar um pouco para acabar a comida decidiu dar uma olhada no céu.

            — Acredito que nada que tenha haver com você — SunHee respondeu e voltou a observar o céu, SooHo riu e saiu de perto, quando levantou os olhos percebeu a movimentação de alguém, logo viu alguns servos passando, talvez a rainha estive-se aqui.

            — Você acha que uma rainha poderia vir aqui? — Ele perguntou se virando, SunHee se virou e o encarou, com um movimento de cabeça SooHo fez a garota olhar para cima e encontrou a mesma observando o céu também, era bem raro a rainha aparecer em lugares assim, mas não tão raro quanto seu filho o futuro rei de Silla não aparecer. — Isso está um tanto estranho...

            SooHo se afastou do local e SunHee continuou a observar a rainha, não dava muito para perceber seu rosto, mas depois sua atenção foi para a jovem que vinha apressadamente para perto da outra, HyeMin limpou a boca que tinha alguns grãos de arroz e tossiu, qualquer rapaz poderia ter dito que aquela cena era estranha, mas SunHee riu e começou a andar com a mais nova.

            — Vamos para a sala — SunHee se proclamou e ambas começaram a se dirigir para o lugar, HyeMin foi a última a entrar e fechou a porta.

            — Como sabe que sou uma garota? E que meu nome é HyeMin? Por acaso você ouviu minha conversa com alguém? — HyeMin perguntou cruzando os braços, seu rosto foi de fofo para sério, ela se assemelhava muito ao pai das duas mais tinha alguns traços da mãe, SunHee suspirou e sentou em um dos degraus da escada. — Me responda JinSun!

            — Eu não sou um homem, sou uma garota... Meu nome é SunHee.

            — A garota que iria se casar? — HyeMin perguntou descruzando os braços e olhando a outra, que afirmou com a cabeça e fez uma leve reverencia, HyeMin riu e também fez outra reverencia.

            Yeo que passava pelo local viu que a sala de aula estava iluminada e decidiu olhar, se aproximou um pouco e ouviu a conversa das duas garotas, então sua teoria estava totalmente errada, ambos não eram homossexuais e sim eram duas garotas que pareciam se conhecer. JaeJoon tinha algumas feições femininas, ele até mesmo lembrava o general Kwan, talvez porque fosse filho do outro.

            Seu corpo não era tão masculino e a primeira vez que haviam se visto, JaeJoon havia dito que todos os Hwarang eram bonitos, talvez porque ele fosse HyeMin, uma das contadoras de histórias mais famosas, e também era uma grande dançarina, ela havia sido aceita como uma das dançarinas do clube em que todos os rapazes iam, sempre se viam ela dançando maravilhosamente bem, já SunHee ele nunca havia a visto ou não a conhecia.

            — Meu deus...­— o rapaz disse, HyeMin abriu a porta e viu o mais velho parado a sua frente, SunHee que estava atrás dela olhou Yeo e depois se entre olhou com HyeMin as duas estavam em maus lençóis naquele momento — Vocês são garotas?

            — Yeo, por favor, não conte a ninguém!— HyeMin pediu de forma seria, mas em seus olhos dava para perceber que se contasse ela poderia estar com sérios problemas, o rapaz assentiu e a outra suspirou aliviada — Irei te agradecer para sempre!

            —Não precisa!— ele disse dando um leve sorriso —Segredo são segredos.

            HyeMin sorriu e SunHee também, talvez ambas poderiam confiar nele, Yeo era o único dos Hwarang que parecia ser mais alegre e estava lá apenas por estar, não estava muito afim de proteger o rei, até porque um rei que esconde sua identidade pode não ser um bom rei, ou talvez seja?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...