História Everthing Has Changed - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ed Sheeran, Ellie Goulding, Harry Styles, One Direction, Selena Gomez, Taylor Swift
Personagens Ed Sheeran, Ellie Goulding, Harry Styles, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Selena Gomez, Taylor Swift
Tags Amizade, Ed Sheeran, Família, Romance, Taylor Swift
Visualizações 30
Palavras 2.742
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


I aí amores 😍 como vocês estão? Venho aqui trazer para vocês mais um capítulo 😊 espero que gostem 😊

Capítulo 30 - Capítulo 29


Fanfic / Fanfiction Everthing Has Changed - Capítulo 30 - Capítulo 29

                P.O.V Imongen


         Londres: 13:45 da tarde...


  Acordei por volta das 6:30 da manhã, preparei tudo antes de sair e por fim me dirigir a empresa junto com meu marido John. Matthew ainda estava dormindo quando saímos, não nos preocupados com isso, pois saberíamos que ele iria aparecer na empresa depois. E foi assim que começamos nosso dia, crendo firmemente que veríamos Matthew na Sheeran Luck. Mas por pura ironia, ele não apareceu. Quando nosso expediente da manhã acabou, decido dar um Pulinho em casa para talvez tentar descobrir o que havia acontecido.


  Já passava das 13:40 da tarde quando cheguei em casa e me deparei com meu filho mais velho ainda no seu quarto deitado em sua cama. Segundo a tudo que comprovei, ele não havia levantado para nada, havia passado toda a manhã deitado em sua cama dormindo. Isso era estranho, algo raro de se ver, Matthew nunca agiu assim, nem muito menos perdeu um dia de trabalho na Sheeran Luck!  Algo de muito esquisito havia acontecido, e Eu não fazia idéia do que se tratava.


  — Matthew!! — Falei o chacoalhando tentando acordá-lo. — Matthew, meu filho! Você ainda está dormindo?!


  — Não, mãe. Tô brincando com o olho fechado! — Disse ele irônico.


  — Você está dormindo, Matthew!! — Falei o olhando seria puxando um pouco seu cobertor. — Não está brincando coisa nenhuma.


  — Se sabe que estou dormindo, então porque pergunta?! — Ele puxou a coberta novamente para si, e por fim virou-se para o outro lado de costas para mim. Ele não me parecia bem, seu rosto estava pálido e cansado, sua voz saia com bastante dificuldade e mais rouca do que de costume, seu corpo estava extremamente quente devido a todo o tempo que ele passou debaixo das cobertas, E eu, como mãe, já estava começando a ficar preocupada.


  — Não quer conversar com sua mãe? Desabafar um pouco? — sugeri uma solução, mas ele simplesmente permaneceu em silêncio fingindo não me ouvir. — Quem sabe uma boa conversa poderá te fazer se sentir melhor? — Falei mais uma vez esperando ele me responder, qualquer coisa bastava, eu só queria ouvir meu filho falando comigo. — Que tal um chá? Um belo chá poderá levantar o seu astral, hã?! — insisti mais uma vez, mas infelizmente foi em vão. Ele não estava afim de falar nada, muito menos desabafar comigo. Suspirei derrotada enquanto mexia  no cabelo de meu filho mais velho e por fim levanto-me da cama. — Ok, já que não quer conversar, tudo bem! Não vou insistir. — Depositei um beijo no alto da cabeça de meu filho e por fim me encaminhei em direção a porta do quarto a fim de deixar o garoto sozinho como ele estava preferindo.


  — Mãe! — Finalmente ouvi sua voz me chamando quando eu estava prestes a sair do quarto. Virei-me para ele e então pude notar seus olhos vermelhos, como se estivesse chorado a manhã inteira.


  — Sim?! — Falei me aproximando mais um pouco vagarosamente.


 — Como se cura um coração partido? — Olhei bem para ele antes de responder sua pergunta, e imediatamente lembrei-me de quando ele tinha 6 anos de idade, quando ele vinha até a mim e me perguntava “Mãe, como se cura um joelho ralado?”  e no final eu podia perceber que o joelho ralado que ele se referia era o próprio joelho machucado de tanto brincar na rua com os amiguinhos. Ele sempre foi assim, muito indireto em suas perguntas, e no final de tudo isso se resultava a um curativo que eu mesmo fazia em seu joelho ralado. Respirei fundo e sentei-me ao pé de sua cama, e então o encarei fixamente.


  — Um coração partido é igual a um joelho ralado de uma criança de 6 anos de idade. — Matthew sorriu levemente e eu continuei a falar. — Mas a diferença, é que os joelhos saram rápido, e um coração, demora bem mais para sarar.


  — E o que se deve fazer enquanto ele não sara? — Ele perguntou novamente.


  — Devemos apenas ser forte, e esperar com paciência. Um dia você não vai nem lembrar que já teve um coração partido. — Passei minha mão delicadamente pelo rosto quente de meu filho e o observei com mais precisão, ele agora sorria levemente, e isso era o suficiente para que tudo dentro de mim sorrisse junto com ele.


  — Obrigado, Mãe! — Ele respirou fundo e finalmente pude vê-lo sorrir de lado.


  — Não precisa agradecer. Você sabe que eu sempre estarei aqui quando você estiver com o joelho ralado. — Sorri amigavelmente para meu filho e por fim sai do quarto, a fim de que ele refletisse em tudo que eu havia falado.


             P.O.V Edward


  Cheguei em casa por volta das 21:00 da noite. Murray preferiu ir direto para casa, já que não morava tão longe assim de Londres. Minha mãe, como de esperado já estava a minha espera, e ao me ver entrar em casa, logo faz questão de me receber com um abraço forte e caloroso. Aquele abraço que eu realmente senti muitas saudades.


   Ah meu Filho!! Senti tantas saudades!! Disse ela como se os poucos dias fossem anos.


  Foram apenas duas semanas, mãe! Nem foi tanto tempo assim!! Falei finalmente ao separar-me do abraço de minha mãe.


  Eu sei, filho! Disse ela enquanto se encaminhava a cozinha, e eu apenas a segui. Mas isso não significa que eu não tenha sentido saudades. Minha mãe cortou uma fatia de bolo de chocolate que estava pronto em cima da mesa e em seguida colocou em um prato e me entregou.


  Bom, pra falar a verdade, Eu também senti saudades. Falei dando uma Colherada na linda fatia de bolo que ela havia me dado. Aconteceram tantas coisas lá em New York!!


  Nova York? Perguntou ela espantada. Mas eu achei que vocês tinham ido para Nashville!!


  Sim, nós fomos… Puxei uma cadeira e sentei-me à mesa ainda saboreando o apetitoso bolo de chocolate. Mas os pais da Taylor tem uma casa de praia em New York City, e eles cederam a casa pra nós por uma semana. Foi realmente muito legal!!


  Casa de praia em Nova York?? Essa garota tem uma família realmente muito bem relacionada!! Minha mãe sorriu meio orgulhosa da loira na qual ela tanto admirava.


  Mas não foi só isso… Falei ao voltar para a Sala e pegar de dentro de minha mala uma mochila pequena com todos os presentes que eu havia comprado e retornando de volta à cozinha. Fizemos uma Tour pela cidade de Nova York, conhecemos vários lugares legais, e eu aproveitei para comprar alguns presentes.


  Presentes? Ah filho!! Não precisava!! Ela foi abrindo os presentes de um por um e se encantando com cada um deles. Um cachecol cor de laranja, um par de Sapatos, um sobretudo de couro e um par de brincos dourados. São lindos, filho, obrigada!  


  De nada! Sorri feliz, minha mãe era realmente a melhor coisa dentro dessa casa, eu adorava conversar com ela, muito diferente de meu pai, que só sabia me criticar. Estou cansado, vou subir e tomar um banho. Falei após depositar um beijo na testa de minha mãe.


  Não vai jantar?


  Não, obrigado! Essa fatia de bolo foi o suficiente. Sorri para ela mais uma vez a deixei na cozinha a admirar seus presentes.


                       [...]


  Subi as escadas apressadamente em direção ao meu quarto, eu estava cansado, fisicamente, e mentalmente também. Ellie havia sugado toda a animação que eu sentia hoje, e por causa dela, sem querer, acabei ignorando a Taylor mesmo depois de nossos momentos tão agradáveis na madrugada passada. Senti raiva de mim mesmo quando a vi fechar a porta com força sem ao menos me deixar explicar. E com tudo isso, meu ódio pela Ellie crescia ainda mais.


  Respirei fundo e continuei caminhando pelos corredores em direção ao meu quarto, até que sem querer, acabo esbarrando com o idiota do meu irmão. Ele parou bem diante de mim e me olhou fixamente com seus olhar vago e aparentemente triste.


  Ouvi sua voz lá de baixo… Ele começou a falar e em seguida segura fortemente o papel que estava em sua mão Estava indo falar com você.


  É mesmo? Cruzei os braços e o olhei ironicamente Será mesmo ainda existe assunto para conversarmos? Falei seco e o encarei sério. Matthew apenas abaixou o olhar e respirou fundo ainda com a expressão de tristeza em seu rosto.


  Tenho algo pra te dizer…


 Ah que legal!! Fui irônico mais uma vez. E o que seria? Iria me contar o motivo dessa sua cara de trouxa? Matthew permaneceu encarando o chão enquanto eu me divertia por tudo que ele e Ellie me fizeram.


  Vai me deixar falar? Perguntou ele levantando o olhar para mim ainda segurando o papel em sua mão.


 Sim, Claro!! Continuei me divertindo Conte-me! Porque está com essa cara de babaca? Matthew abaixou o olhar mais uma vez e ficou em silêncio Vamos, Conte para o seu Brother!!!


 Ele não disse uma só palavra, apenas continuou encarando o chão. Eu por minha vez, já sabia perfeitamente o motivo dessa tristeza, e mais do que isso, eu a conhecia muito bem.


  É a Ellie, Não é? Ele continuava encarando o chão provavelmente com os olhos marejados. A raiva que eu sentia era  mais forte que eu, e então  continuei falando: Você se acha tão esperto, Matthew, acha que está por cima dos seus próprios sentimentos e esquece que um dia alguém pode enfiar uma faca bem no meio do seu peito. É… Foi exatamente isso que a Ellie fez com você. O mesmo que fez comigo, e agora, você sabe direitinho como eu me senti naquele dia. está sentindo o mesmo. Falei tudo que estava engasgado sem me importar com sua tristeza. Desviei meu olhar dele e em seguida começo a andar rumo ao meu quarto. Insatisfeito, Matthew vem atrás de mim e também começa a falar:


  Eu venho até você para poder conversar numa boa, e é assim que você fala comigo? Eu não sou o culpado disso tudo, sou apenas mais uma vítima da Ellie, Mas não precisa esfregar isso na minha cara. Disse ele ao entrar em meu quarto totalmente revoltado com o jeito que eu o havia tratado.


  Você deveria ficar mais esperto com as garotas que você pega… Falei me jogando em minha cama e deito com os braços atrás da cabeça. Sei que você é mais uma vítima dela, mas você não pensou nessa possibilidade antes de se envolver com ela. É sério mesmo, essa sua cara de Trouxa inconformado aí não cola com você. Porque enquanto você está aí todo deprimido, ela está lá se divertindo com o Niall. Coitado, ele não tem a noção da burrada que está fazendo.


 Quer saber Ed, eu não estou aqui para discutir com você sobre a Ellie, e não estou nem aí para sua estupidez. Estou tentando ter um diálogo decente com o meu irmão, e você só sabe me dar patadas. Ele aumentou um pouco mais o tom de voz.


  Não tenho culpa de morar no mesmo teto que um traidor! Continuei sendo Seco.


  Ok, Então, Não vou mais te importunar. Mas só espero que ao menos você possa dar uma olhada nessa porcaria de papel. Ele jogou o papel que carregava em suas mãos bem em cima de minha cama e em seguida sai do meu quarto. Ele carregava aquele papel desde quando esbarrei com ele no corredor. “Não vou pega-lo.” Falei para mim mesmo tentando convencer a mim mesmo que aquilo não passava de apenas um papel sem importância. Mas minha curiosidade falou mais alto, e quando menos esperei, eu já estava com o papel em minhas mãos tentando entender o que estava escrito nele.


  “ A Atlantic Records orgulhosamente te oferecer uma estadia em nosso estúdio por tempo indeterminado…”  


 Foi a única coisa que eu Consegui entender diante de tantas palavras formais e complexas. Imediatamente, com a curiosidade transbordando, corri até o quarto de meu irmão que ficava ao lado do meu.


  Matthew… O que significa isso? Falei ainda encarando o papel em minhas mãos, e entrando no quarto dele que estava com a porta aberta


  Ah, você não sabe? Ok deixe-me lhe manter informado!! Ele foi irônico, assim como eu estava sendo no início. Parei de encarar o papel em minhas mãos e então levanto meu olhar para ele. Enquanto você estava se divertindo com seus amiguinhos nos Estados Unidos, Peguei suas Demo que estavam em seu quarto e levei para o escritório da Atlantic.


  Você o que??? Perguntei Totalmente Pasmo. Matthew ignorou totalmente a minha pergunta e continuou a falar.


  Como você sabe, Tenho muitos contatos com esses tipos de pessoas, e por sorte, meu grande amigo Stuart trabalha lá. Eles ouviram suas músicas e ficaram pasmados. Stuart principalmente adorou, e depois de mais algumas conversas, O pessoal da Atlantic resolveu te oferecer o Studio deles para você trabalhar em seu EP o tempo que precisar. E como eu sabia que você não iria acreditar em mim, pedi pra eles fazerem essa notificação aí que está em suas mãos.


  Eu estava pasmo, boquiaberto, as palavras fugiram de minha boca imediatamente. Tentei falar algo, mas eu simplesmente não Consegui.


  Você deveria me agradecer, Maninho!! Disse ele com desdém Mas tudo bem, Eu continuo sendo um traidor, não é mesmo?! Levantei meu olhar para ele mais uma vez e o encarei ainda tentando processar tudo em minha mente. Ele havia conseguido o Studio da Atlantic Records para mim, e ainda por cima, levou minhas Demo para eles ouvirem. Era isso que ele estava querendo falar des do início, enquanto eu o ignorava e o tratava com ironia. “Mas que Grande idiota você é, Edward Sheeran!!”  pensei comigo mesmo, e em seguida, sem que eu pudesse falar uma só palavra, viro-me de costas e começo a andar vagarosamente em direção a saída do quarto de Matthew ainda encarando o papel em minhas mãos. Meu irmão sabia de meu grande objetivo, e provavelmente, estava me ajudando, isso me intrigou, e me deixou inerte, sem saber o que pensar, e sem que eu pudesse cruzar a porta de saída, decido então falar ainda de costas para ele.


  Matthew… O chamei baixinho, em um tom leve incrivelmente calmo


 Sim? Ele respondeu.


  Valeu!! Murmurei brandamente.


  Em seguida, sem que ele pudesse responder, saio de seu quarto e vou direto para o meu. Ao me  jogar mais uma vez em minha cama, encaro as paredes azuis do meu quarto, meu EP não estava longe de ser alcançado. Gravando nos Studio da Atlantic Records?! Era bom demais para ser verdade!! Automaticamente um sorriso surge nos meus lábios, e rapidamente como um impulso, pego meu celular e disco o número da Taylor. Ela teria que saber dessa notícia, eu precisava compartilhar minha alegria com ela, a alegria em que ela muitas vezes me incentivou, e que agora eu estava sentindo fortemente.


  O celular dela chama várias vezes, enquanto eu mordia os lábios na ansiedade de que ela atendesse. E ao ouvir chamar por mais alguns minutos, logo ouço uma voz familiar atender.


  Alô… — Era a voz dela… eu reconhecia muito bem. E sem perder mais tempo, decido contá-la a novidade.


 Alô, Swizzle? Você não vai acreditar na notícia que tenho pra te dar, Eu…   Falei todo empolgado com um largo sorriso no rosto, mas logo fui interrompido por aquela mesma voz.


  — … Você ligou para Taylor Swift. no momento não posso atendê-lo, por favor deixe seu recado após o sinal. Meu grande sorriso largo e cheio de dentes se desfaz. e ao desligar o celular, percebo o quanto ela estava chateada comigo. Ela nunca colocava secretária eletrônica no celular, nem muito menos ignorava minhas ligações seja lá o que fosse. Um aperto em meu peito surgiu, e imediatamente me dei conta do Babaca que eu fui, e que ainda estava sendo.


   


Notas Finais


E aí pessoal? O que acharam? Gostaram do capítulo? O que vcs acharam do Matthew? Será que ele realmente está querendo se redimir? deixem aí seus comentários, críticas e sugestão tá bem são bem vindas, 😊 espero que tenham gostado. Bjs e até o próximo capítulo 😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...