História Every Little Madness of Me - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Exibições 4
Palavras 869
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Científica, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIN, Mona mores!! I'm Back!!

Espero q gostem da nova fic, Like!

(Boa leitura)

Capítulo 1 - Projeto "E.P.I.C" e arma do governo...


Acordo num carro, está chovendo e ventando muito. Olho em volta e vejo uma placa enorme escrito "Bem-Vindo a Elmom" e logo abaixo disso está escrito "Área do Projeto E.P.I.C, centro de sobrevivência dos espaciais". Me assusto com o nome do lugar, como assim centro de sobrevivência dos espaciais?! Eu não quero voltar a ser uma cobaia do governo. Tento ao máximo sair do carro que me encontro dentro, chuto a porta várias vezes mais sem resultados. Vejo uma figura vir até o mesmo, me desespero mais ainda, tento ir pro banco de trás, mas a mesma fugirá abre a porta do meu lado e me pega no colo, sinto lágrimas rolando pelo meu rosto e apenas paro de me debater, não vai ajudar em nada mesmo. Sinto o homem andar comigo no colo pela rua dali, ele entra por um grande portão, seguindo por corredores brancos com alguns detalhes azuis. O homem ri baixo e falo perto da minha cabeça:

 - Que tal abrir os olhos, garota? - pergunta baixo, logo depois solta uma risada alta. Vou abrindo mais os olhos, vendo algumas pessoas em volta de nós. "Mas o que essa gente faz aqui?" E homem ri mais uma vez, e me coloca no chão assim que chegamos mais perto das pessoas ali. - Não se preocupe, garota. Eles não vão lhe fazer mal algum - ele fala atrás de mim, perto da minha orelha, segurando meus ombros.

 - Kelly, o que essa garota faz aqui? - Fala uma garota de olhos verdes tomando a frente de todos. ela chega perto de mim, eu consigo ver cada traço de seu rosto. Era muito bonito, mas ela vira o rosto pro homem atrás de mim - Qual é o seu problema, Colson Baker? Sabe que não pode trazer alguém da cidade pra cá! - a mesma garota vai ate Colson, e o empurra pelos ombros, ele me olha e depois olha pra garota.

 - Me escuta, Lauren. Você sabe como ela estava? Não, então cala a porra da boca. Katherine vai me ajudar, caso ela precise de algo, eu sei que vai. - Colson fala com o voz alta, pra que todos ali ouvissem o que o mesmo falará. 

 - Ah, mas eu não acredito. E o pior, você trouxe a porra de uma arma do governo. - ela fala e todos arregalam os olhos, Colson me olha assustado e pergunta em alto e bom som:

 - É verdade, garota? Você é uma arma do governo? - o mesmo me olha esperançoso, mas eu apenas abaixo o cabeça e afirmo levemente. Ouço um suspiro, e olho pra cima de novo, vejo a mesmo garota dos olhos verdes sorrindo de lado, mas Colson com a cabeça baixa.

 - Pensei que você fosse diferente, garota. Que não nos usasse. - vi o mesmo andar até mim, e pegar meu braço com força - Eu acreditei em você, por que não me disse?! - o mesmo aperta ainda mais meu braço com raiva. O olho seriamente, e puxo meu braço da mão dele, falo alto, mas olhando pro chão:

 - Eu não pedi pra que me tirasse daquele beco, eu não pedi que me salvasse de nada. - olho todos em volta, direcionou meu olhar pra os dois - Você acha mesmo, que EU, uma arma do governo, estaria usando vocês?! É isso?! - Falo alto, eu estava com raiva, quem ele pensa que é?

 - Nos sabemos que isso tudo é uma cilada, Você é uma arma do governo. - Lauren chega perto de mim, mas ainda meio resiosa - Nos já sofremos muito, e você nem sabe do terço disso - ela olha nos meus olhos, em quanto eu fecho os mesmos

 - Você diz que sofreu, e que eu não sei o que é tal? - falo e Lauren afirma levemente - vocês não sabem o que é sofrer. Sabe o que é ser torturada desde da sua infância? Sofrer experiências no seu corpo? De dia a noite, me testando, me fazendo ser o mascote deles? Não, você não sabe. Eu nunca na porra da minha vida já tive algum tipo de amor, meus pais me deixaram na "A.S.P" com apenas dois meses de vida. Eu já sofri tudo que possa imaginar, garota. - falo entre dentes, todos ali me olham com pena, eu odeio isso. Lauren e Colson me olham surpresos.

 - Me desculpa, garota. - Colson vem até mim e me abraça, fico surpresa com o ato mas logo retribuir o mesmo. - Vamos falar com Katherine, pra escolher um dormitório pra você. - Ele sorri, e coloca a mão em cima na minha cabeça, como ele era muito alto, tinha que olhar pra cima pra ver seu rosto, que estava com um sorriso carinhoso...

 Talvez aqui eu possa ter um novo começo. Talvez aqui seja um lugar bom. Talvez tudo que passei seja apenas o começo de tudo que ainda vai acontecer. Aqui é apenas o inicio de uma história louca, sobre mim.

Sigo Colson, mas paro, ele me olha confuso. Eu sorrio e falo baixo, pra que ninguém ouvisse - Este, é apenas o inicio, caros leitores. - rio fraco e volto a seguir Colson....


Notas Finais


OIN, Mona Mores!! Como vão? Espero que tenham gostado do cap, pessoal, porque eu gostei muito. Eu vou fazer um desafio pra vocês, nos sete primeiros capítulos eu vou colocar em destaque uma palavra e , essa palavra vai ser uma das sete loucuras que a Camilita tem.

Boa sorte a quem quer cumprir esse desafio, valendo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...