História Every moment with you - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amanda Seyfried, Amor, Dakota Fanning, Eddie Redmayne, Miticismo, Paixão, Poesia, Romance, Sexo
Visualizações 15
Palavras 1.736
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Bom dia amores!
Capt quentinho pra vcs!
Boa leitura.

Capítulo 6 - XVIII


Fanfic / Fanfiction Every moment with you - Capítulo 6 - XVIII

França- 1789


Quando termino meu café da manhã minha mãe me chama para conversar. Nós nos sentamos juntas e ela diz engasgada.

- Filha, tome cuidado com Effie!

Franzo o cenho e pergunto.

- Com relação a quê mãe? Ela não representa ameaça nenhuma a mim.

- Não seja tola Amanda. Eu notei os olhares dela para Riccardo. Se você não tomar cuidado vai perdê-lo para ela!

Eu olho seria para minha mãe e sem querer caio na risada. Minha mãe fica furiosa e eu digo.

- Mãe. Eu não tenho nada com Riccardo, somos apenas amigos! Seria até bom eles engatarem em um namoro.

Minha mãe olha boquiaberta para mim e eu digo me levantando.

- Eu já tenho um admirador mãe. Prometo em breve apresenta-la a ele!

Eu a deixo sozinha na sala pensativa. Ando sorrindo para meus aposentos e encontro Lil, andando de um lado para o outro. Eu paro olhando para ela e ela diz.

- Senhorita Amanda. Eu preciso te contar uma coisa!

- O que foi Lil?!

Pergunto preocupada. Será que ela tem notícias de Gaspar e Eddie?!

- Eu peguei a senhorita Effie aqui, em seu quarto! Ela disse que tinha errado de aposentos mas eu não acho que seja isso.

Suspiro me tranquilizando e então eu penso nisso. O que ela queria aqui em meu quarto?! É claro que ela poderia ter errado de aposentos já que há muitos quartos aqui, mas… as cartas!

Corro para minha penteadeira e panho as cartas na gaveta. Estavam todas lá. Nervosa eu digo para Lil.

- Preciso esconder isso!

Ela assente e pega uma caixinha em meu guarda roupa e me entrega. Eu deposito todas as cartas ali e digo.

- Onde eu coloco agora?!

- Atrás de sua cama senhorita!

- Isso!

Corro para minha cama e coloco ali. Me levanto e sigo para minha amiga.

- Fique de olho nela! Eu vou precisar dar uma saída agora.

- A senhorita vai aonde?

Eu pego um vestido mais leve em meu guarda roupa e começo a me despir. Ponho um vestido azul claro e me viro para ela.

- Vou ver o Eddie. Se Gaspar estiver lá eu irei falar com ele também!

Ela me olha apreensiva e eu saio de meu quarto às pressas. Corro até o portão dos fundos e monto em meu cavalo que já estava amarrado em uma árvore. Cavalgo rápido pela estrada e em minutos chego na casa de Eddie. Desço de meu cavalo e bato em sua porta, ele abre em questão de segundos e eu me jogo em seus braços. Eu o abraço e sinto seus braços me envolverem e me apertarem.

- Meu anjo!

Eu sorrio em seus braços e aspiro seu cheiro. Ele se separa um pouco de mim para me olhar em meus olhos e diz.

- Vamos entrar. Você está vermelha, veio às pressas?

- Sim! Eu não posso ficar muito tempo.

Ele me guia até o sofá de antes e eu me sento. Ele pega uma jarra de água e um copo e serve um pouco para mim. Eu pego e bebo tudo de uma vez só. Ele sorri e se senta ao meu lado, eu noto que ele está muito bem vestido e pergunto.

- Você vai sair?

Ele pega em minha mão e diz.

- Sim. Vou para uma reunião dos militantes.

- Militantes?! O que isso significa?

Pergunto nervosa e ele diz tentando me acalmar.

- Significa que em breve nós entraremos em conflito.

Quando ele diz isso eu solto minha mão da dele e ele diz se aproximando de mim.

- Não fique assim meu anjo!

Eu sinto lágrimas se formarem em meus olhos e digo baixinho.

- Isso não vai acabar bem Eddie. Se acontecer algo a você o que eu irei fazer?!

Ele toca meu rosto com sua mão e aproxima seu rosto do meu. Fecho meus olhos e sinto ele tocar minha boca com a sua em um beijo suave. Ele envolve minha boca com a dele e eu sinto todo o meu interior se desfazer sob o seu toque. Ele se separa de me diz.

- Não vai acontecer nada comigo. Nós vamos conseguir conquistar o que tanto almejamos e eu vou me casar com você!

Eu olho seus olhos azuis e sorrio.

- Como ?! Meu pai nunca aceitaria ! Ele não pode saber que você é revolucionário, nunca!

Ele suspira e eu digo.

- Eu estava planejando apresentar você a meus pais. Mas se você está correndo em direção a uma guerra civil isso não vai dar certo!

Eu me levanto e ando em direção a porta. Paro com a mão na maçaneta e digo antes de sair.

- Eu não quero fazer você escolher entre eu e a revolução. Estou apenas pedindo para que você me coloque em primeiro lugar, nós nos casamos e depois você luta ao lado de seus amigos. Mas primeiro eu Eddie!

Olho para ele que me encara e digo.

- Pense nisso!

Saio de sua casa e monto meu cavalo. Vou embora pensando que nada do que eu esperava desse encontro saiu como eu imaginei. Chegando em casa eu me sinto melancólica, eu nao tenho certeza se ele vai realmente me colocar em prioridade em sua vida.


Effie Grey


Minha carruagem para de frente a uma casa mediana. Não era nada comparado a casa dos meus tios. Ando decidida até a grande porta e sou recebida por uma criada. Ela me conduz até a sala de espera e eu olho ao redor, sinto uma presença atrás de mim e me viro encarando Riccardo.

- Que prazer recebê-la em minha casa Effie!

Ele diz se inclinando para mim e eu estendo minha mão para ele, que a beija. Nós nos sentamos e eu digo indo direto ao ponto.

- Até onde você está disposto a ir para ter Amanda Grey como esposa?

Ele fica surpreso com minha pergunta e então diz.

- O porquê desta pergunta minha cara?

- Porque ela está apaixonada por um homem. Um que eu quero para mim! 

Ele franze a testa e abre a boca para falar algo mas acaba rindo bem ali, na minha cara.

- Você é completamente louca! Ela não está apaixonada por ninguém. Eu já saberia se isso realmente estivesse acontecendo.

Eu sorrio fria para aquele idiota e digo.

- Você é um completo tolo. Ela está apaixonada por um tal de Eddie. E pelo visto ele é um grande poeta, eu não o conheço pessoalmente mas eu me interessei por ele, o jeito que ele escreve me cativou. E o que eu quero eu tomo!

- Você tem certeza?

Ele pergunta me fazendo ficar impaciente.

- Absoluta! Então, vai se unir a mim e conseguir o que quer ou vai ficar aí sentado sem fazer nada?

Ele pisca algumas vezes olhando para mim e diz.

- O que vamos fazer?

Eu sorrio e começo a explicar a ele o que eu tinha em mente.


Amanda Grey


O dia passa tão rápido que eu mal percebo. Eu estava deitada em minha cama com minhas cartas ao meu lado me fazendo companhia. Penso em Eddie e sinto um aperto em meu coração. Fecho os meus olhos e faço uma prece para que Deus guie e proteja os passos dele. Minha porta se abre e Lil entra com um copo de suco em sua mão. Ela para na minha frente e diz.

- A senhorita passou o dia todo aqui deitada em sua cama triste. O que aconteceu?

Ela pergunta e eu me sento, me encosto na cabeceira de minha cama e bato com minha mão ao meu lado, fazendo sinal para que ela se sente. Ela sorri e senta ao meu lado, me entrega o suco e eu beberico.

- Eles vão lutar Lil. E você sabe o que isso significa, pessoas vão morrer.

Ela arqueja ao meu lado e eu digo.

- Eu pedi para ele não fazer isso. Não antes de nos casarmos, eu estou perdidamente apaixonada por ele Lil!

- Senhorita Amanda.

Ela diz pegando em minha mão e eu suspiro.

- Seja qual for a matéria de que as nossas almas são feitas, a minha e a dele são iguais.

Digo sentindo meu peito doer por ele. Eu termino meu suco e me deito novamente em minha cama. Fecho os olhos e durmo pensando nele.


Effie Grey


A noite cai e eu percebo a casa ficar em silêncio aos poucos. Meu encontro com Riccardo foi bem sucedido, quando eu disse o nome do admirador secreto de minha prima ele logo soube que era. Para minha surpresa esse Eddie R. é um revolucionário. Quando meu tio souber disso ele irá surtar!

Sorrio com essa possibilidade e saio de meu quarto vestindo apenas um vestido de seda vermelho. Seguro uma vela em minha mão e ando em direção a seu escritório. Entro e o vejo sentado, trabalhando ainda em alguma coisa.

- Tio.

Digo baixinho e ele olha pra mim. Ele arregala os olhos e me olha de cima a baixo.

- Effie o que faz acordada a essa hora?

- Eu perdi o sono!

Digo colocando a vela em cima de sua mesa e ando até o seu lado.

- Tenho algo para lhe contar!

Ele olha pra mim e eu percebo um volume em suas calças se formar.

- O q-que é?

Ele gagueja e eu sorrio sedutora. Coloco minhas mãos em seu ombro e começo a fazer uma massagem.

- É sobre Amanda. Acho que minha prima está prestes a fazer uma loucura!

- Como assim?!

Ele diz com uma voz lenta e baixa. Então me abaixo e sussurro em seu ouvido.

- Ela está apaixonada por um revolucionário!

Ele olha pra mim assustado e eu aproximo minha boca da dele. O beijo com todo furor e ele corresponde. Eu dou a volta e monto em seu colo fazendo ele gemer.

- Tio. Você sabe que eu amo minha prima e quero apenas o bem dela. Você precisa tomar alguma medida!

- Eu irei!

Ele diz rouco e eu começo a mexer meu quadril friccionando minhas partes íntimas nele em um vai e vem lento. Ele segura em meus peitos e eu digo.

- Eu amo o senhor tio, desde pequenina!

- Effie!

Ele diz meu nome e levanta meu vestido até minha cintura e eu tido seu membro duro de suas calças. Ele me toma ali mesmo em sua cadeira. Ele geme em meu pescoço e eu finjo que estou gostando de tê-lo dentro de mim. Quando ele acaba eu saio de cima dele e digo.

- Não conte a ela que eu revelei isso a você tio!

- Pode deixar minha querida!

Eu sorrio e saio de seu escritório sorridente. Uma parte de meu plano já está concluída. Quando eu tiver todas as cartas em minhas mãos ele vai ser obrigado a me dar toda sua herança de família. A não ser que ele queira ser difamado em toda a corte. 


Notas Finais


Comentem, favoritem e indiquem !
Beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...