História Every moment with you - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amanda Seyfried, Amor, Dakota Fanning, Eddie Redmayne, Miticismo, Paixão, Poesia, Romance, Sexo
Visualizações 3
Palavras 1.155
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá amores!
Espero que vocês nunca tenham uma prima tão invejosa quanto Effie Grey! Haha
Boa leitura!

Capítulo 7 - XVII I


Fanfic / Fanfiction Every moment with you - Capítulo 7 - XVII I

França - 1789


Me arrumo cabisbaixa para ir ao primeiro baile de inverno da cidade. Eu não tinha ânimo para nada, parecia que minha alegria de viver tinha sido tirada de mim. Lil me ajuda em silêncio perdida em suas próprias tristezas também. Fazia dois dias que ela não via Gaspar e não sabia o que ia fazer a respeito de seu relacionamento com ele. Eu coloco um vestido rosa claro com mangas de babados brancos. Lil faz um coque muito bem arrumado em meu cabelo e põe flores brancas.

- A senhorita não vai por um rouge?

Ela pergunta e eu me olho no espelho. Eu estava mais branca do que o normal. Me sentia doente, vazia de alguma forma.

- Ele não me escolheu Lil. Se o tivesse feito eu já teria notícias!

Ela suspira com uma expressão de tristeza e eu digo.

- Quando eu não tenho notícias, é como se eu morresse ou como se o ar fosse tirado dos meus pulmões... Mas toda vez que recebo uma carta, sei que nosso mundo é real... É com ele que me importo!

Lil sorri pra mim e passa ela mesma um pouco de rouge em minhas bochechas.

- Esta linda!

Eu encaro meu reflexo e suspiro. Me levanto de minha penteadeira e saio de meu quarto. Encontro todos já prontos esperando apenas por mim no salão. Effie me olha de cima a baixo com um sorriso estranho em seus lábios e eu digo.

- Vamos?

Todos andam para fora e entramos em nossas carruagens em silêncio. Effie vai comigo e diz olhando para mim.

- Está com uma expressão triste prima. Aconteceu alguma coisa?

Eu a olho com desprezo e digo.

- Estou ótima Effie!

- Não parece querida, o que foi?! Não viu seu amante noite passada?

Ela pergunta com uma sobrancelha erguida e eu sinto meu sangue gelar.

- O que você disse?!

- Você ouviu! Eu sei o seu segredinho sórdido Amanda.

Eu fico chocada com ela e digo.

- Eu não tenho medo de você Effie!

- Deveria !

Ela diz sorrindo e eu sinto um calafrio passar por mim. Minha mãe estava certa o tempo todo sobre ela. Quando a carruagem para eu sou a primeira a descer. Ando sem olhar para trás e entro dentro da grande mansão do rei. Onde estava acontecendo o baile. Cumprimento alguns amigos e ando em direção a janela, onde tinha poucas pessoas por perto. Olho para a rua e vejo pessoas andando para lá e para cá. Nenhuma delas podia participar dos bailes, elas não eram da alta sociedade. Suspiro, o que eu estava fazendo aqui?!

Meu lugar é ao lado do povo, lutando ao lado deles. Não aqui do lado dessa gente mesquinha. Fecho meus olhos por um momento desejando que Eddie estivesse aqui.

- Meu anjo.

Ouço sua voz atrás de mim e olho para trás esperançosa. Era ele!

- Eu escolhi você!

Ele pega em minha mão e eu sorrio para ele sentindo um calor me tomar. Ele me guia para uma sala vazia e fecha a porta atrás de nós. Ele me pega pela cintura e beija minha boca com fervor.

- Eu nunca soube o que era o amor como o que você me faz sentir...Eu não acreditava nisso...Mas se me amar por completo, ainda que haja fogo, não será insuportável!

Ele sussurra perto de mais de minha boca me deixando fraca de desejo.

- Eu não esperava por isso!

- Você tem meu coração e minha alma presos a você Amanda. Quando você me deixou em minha casa após dizer todas aquelas coisas foi como se… eu tivesse morrido!

Vejo sua agonia em seus olhos e ele diz.

- Eu temi nunca mais te ver!

Eu o abraço e sinto seu coração bater forte contra mim. Ele diz em meu ouvido.

- Quero casar com você!

Eu olho em seus olhos e sorrio. Nós ficamos ali mais uns minutos e ele me conta que Gaspar está bem. Ele se uniu a causa e se preocupa muito comigo e com Lil. Eu mando um bilhete para ele e em seguida eu me despeço dele. Eu combinei com ele um almoço em minha casa. Eu irei conversar com meus pais antes e então irei apresentá-lo à minha família. Quando volto para o baile Effie é a primeira a notar meu humor alegre. Ela faz uma cara estranha e eu nem ligo. Tudo ia dar certo para nós! Eu tenho certeza.


Effie Grey


Observo minha prima passear pelo salão da festa com um sorriso estampado em seu rosto. Antes ela estava péssima, parecia um fantasma de tão pálida que estava. Enfurecida eu ando até onde Riccardo está e digo disfarçando perto dele.

- Qual o motivo da alegria de minha priminha Riccardo? Você já fez sua parte do plano?

Ele olha pra mim e depois varre o salão com seus olhos e pousa sobre Amanda. Ele suspira e diz.

- Irei falar com ela agora. E você já cumpriu a sua parte?!

- É claro! Eu não sou uma mosca morta que nem você. Agora vá !

Ele me olha furioso e o vejo andar na direção dela. Eles conversam por alguns minutos e então ele a chama para uma dança. Eu observo os dois dançarem e de repente eu o vejo. Só podia ser ele pelo jeito que olhava para minha prima. Eu ando até ele e digo.

- Gostaria de dançar?

Ele com relutância desvia os olhos de minha prima e me encara. Ele tinha lindos olhos! Eu sorrio e ele diz.

- É claro senhorita.

Eu estendo minha mão e ele a toma. Nós começamos a girar em círculos dançando e eu digo.

- Meu nome é Effie Grey.

Ele volta sua atenção para mim surpreso e diz.

- Eddie Redmayne. Você é da família de Amanda?

- Sim. Sou sua prima, eu venho de Londres para a temporada de bailes da cidade.

Ele balança a cabeça e sorri.

- Você conhece minha prima Amanda?

- Sim. Nós somos… próximos!

Eu levanto uma sobrancelha e digo.

- Então você é solteiro?

Ele solta uma risada me fazendo admirar sua boca. Como minha prima conseguiu fazer um homem desse se apaixonar por ela?!

- Eu nunca vi uma dama fazer tais perguntas tão serena como você faz!

- Típico de Londres! As damas de lá não seguem as regras ao pé da letra Eddie.

Ele confirma com a cabeça e diz.

- Eu gostei!

- Você já foi a Londres?

- Nunca. Pretendo um dia!

Eu sorrio e vejo minha prima passar por nós com Riccardo. Ela nos encara com uma cara feia e eu digo passando minha mão em seu ombro apenas para fazer ciúmes a Amanda.

- Você vai amar a cidade. É cheio de vida, luzes e música. Os melhores artistas estão lá!

- Você gosta de arte?

- Quem não ?! Eu aprecio muito.

Ele me olha fixamente e então a música acaba. Eu agradeço a companhia e digo.

- Gostei de você Eddie. Faça uma visita a casa de meus tios, tenho certeza que eles vão ficar lisonjeados!

Sorrio e me afasto dele sentindo toda minha pele formigar por ele. Eu o quero ainda mais, e quando eu conseguir vai ter um gostinho especial por fazer minha prima sofrer.


Notas Finais


Gente, quem quiser ver o filme que conta a história de Keats.. tem no YouTube. O nome é Brilho de uma Paixão. Super recomendo, é lindo e emocionante. Chorei rios assistindo ... Rsrs
Até o próximo capt. Beijinhos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...