História Everything about you - Tudo sobre você. - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Fama, Justin Biber, Romance
Visualizações 26
Palavras 2.020
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Cenas picantes do nosso casal.
o que ser ao que os espera?

Capítulo 19 - Em casa.


Fanfic / Fanfiction Everything about you - Tudo sobre você. - Capítulo 19 - Em casa.

VERSÃO JUSTIN.

Então estamos indo para o Canadá, isso é real, e eu estou feliz de voltar pra onde tudo começou com a garota que eu estou começando agora, estou muito animado, Duda esta dormindo em uma das poltronas do avião, estamos quase chegando, ela estava apreensiva sobre o que espera ela, conversamos longas horas sobre isso, ela me fez perguntas sobre a Selena sem citar o nome dela, eu a respondi sendo o mais sincero possivel, sou muito agradecido por a Eduarda ser como é, com ela a dor é suportavel sobre a culpa que eu sinto, tentei explicar que talvez se a Sel tivesse viva nós não estariamos juntos, não definitivamente não nos gostavamos mais, mais tentavamos a todo custo, até acontecer o que aconteceu- tento afastar os pensamentos-  Meus produtores a advogados querem conversar com ela, e eu sei sobre o que é, só não acho necessário, ela vai se ofender e com razão. - Olho pra ela dormindo serenamente- não consigo acreditar na sorte que tenho,é mesmo incrivel o que esta acontecendo, bom, tenho 23 anos, sou jovem porem ja não sirvo mais para pular de uma mulher para outra, sinto que é a hora.

Pego meu celular e fico feliz por meu avião ter wifi, eu sempre fico muito entediado nas viagens, dou uma olhada nas minhas redes sociais, são muitas perguntas, sobre o que ela é minha, continuo descendo, varios chingamentos e ódio obre ela, mas ha muitas mensagens de apoio e amor, paro no momento que vejo a foto de sofia com um rapaz, clico por curiosidade, "Sofia ex afair de Justin Bieber é visto aos beijos com Vítor, e aparentemente é ex da atual querdinha do momento de bieber" - sorrio de desgosto , mas é mesmo baixa - estou fervendo de ódio_ Eduarda não vai reagir bem a isso, o que  sofia quer com isso? nos infernizar? - passo a mão pelos cabelos, não tenho tempo para toda essa merda - me levanto e vou ate Eduarda, confiro se esta respirando - concluo que ja fiz isso umas dez vezes em duas horas, estou ficando louco. - volto e sento mais atras ainda mexendo na internet. Vejo o instagram daDuda, -sorrio com a foto que ela postou nossa e com a legenda "Tudo sobre você" tudo sobre mim? é exatamente o contrario baby - olho pra ela imaculada dormindo - volto a atenção para suas fotos, a maioria sorrindo, mas são antigas, aqui ela esta de aparelho, essa aparentemente no ensino médio, seus olhos parecem muito maiores quando era mais nova, não ha muitas pistas de quem ela era antes de mim, bom talvez eu não precise saber mais do que sei.

_Jus... - escuto a voz suave de Duda enquanto ela me cutuca _chegamos, acorda..

- me espreguiço_ cai no sono e nem vi - dou nela um abraço que ela recebe de bom grado         _ Esta preparada?

_NÃÃÃÃÃÃÃÃO - ela diz fingindo panico _ rio dela tão ridicula fazendo cena, ela ri pra mim enquanto pega a bolsa dela.

Desceos do avião sem problemas, chegamos de madrugada pelas minhas contas são 3 da manhã, o que é ótimo ninguem para nos perturbar, decido ir para minha casa daqui, minha mãe nem sabe que eu cheguei hoje acho melhor ir ve-la de manhã. Caminhamos até o carro e estamos indo.

_Aqui faz muito frio eu estou congelando - olho pra Dda que esta palida, aconchego ela em mim.

_Esqueci de dizer a você para se agasalhar melhor- sorrio sem graça

_Tudo bem, você não tem que ser perfeito - ela me aperta._ Vi que você nasceu aqui.- ela diz sem graça.

_aé? e viu onde? - não acredito que ela andou pesquisando sobre mim.

_Ontem pesquisei sobre o Canadá para não parecer tão turista, e apareceu la que você é daqui - sorrio aliviado.

_Sim, vivi aqui até ser descoberto, minha familia é daqui, vamos ter tempo de conhece-los.

_Conhece-los? - ela esta chocada e visivelmente desconfortavel.

_Sim, trouxe você de muito longe para simplesmente fingir que você não esta aqui. - Ela revira os olhos 

_Ta bom, ok. - ela esta desconfortavel, beijo sua mão querendo tranquiliza-la

_você não tem com que se preocupar

_Claro que não, tirando que todo mundo deve estar me avaliando e esperando que eu caia, não ha nada mesmo com que me preocupar.

_Esqueça eles, se concentre mais em nós e no que estamos fazendo.- ela me olha

_E o que estamos fazendo? - sorrio, porque nem eu mesmo sei

_Vivendo .- ela sorri com minha resposta.

-ATA, Justin, ATA.

Chegamos em casa e concluo que a ultima vez que estive aqui foi a dois anos, dois anos que eu não venho na minha propria casa, olho paa Eduarda ela parece não acreditar no que esta vendo.

_Você mora aqui?

_Técnicamente não, eu quase não venho aqui mas é minha casa sim - digo desdenhando.

_Justin é enorme! - ela esta com os olhos arregalados.

_Que boa observadora você é - e por alguma razão sinto vergonha de ter uma casa tão grande para absolutamente nada, ninguém vem aqui._ você não gostou dela? - pergunto enquanto descemos do carro e entramos

_ É linda Justin, mas não se parece um lar- ela como sempre muito sincera, a abraço por tras enquanto caminhamos juntos.

_Bom, talvez não pareça porque nunca de fato foi um lar. minha familia nunca morou aqui, nunca passamos o natal aqui, nunca fizemos grandes coisas aqui. - subo as escadas com ela.

_Como é sua familia? - ela vira pra mim

_Meus pais são separados,sou o unico filho da minha mãe, que se chama Pattie, meu pai se chama Jeremy ele tem dois filhos com outra mulher que são meus irmãos o Jaxon e a Jazmyn,eles ainda são crianças, não sei se você gosta de crianças - deito na minha cama e ela fica de pé

_ Gosto sim, são adoraveis, mas não acho que terei filhos tão cedo sei la não ta nos meus planos - ela tenta se explicar sem graça

_Não esta no meu tambem, apesar de ser um sonho.

_Estamos mesmo falando sobre ter filhos? - ela esta visivelmente constrangida

_Estamos qual  o problema? - puxo ela para cama _ nós temospraticado bastante o atoa de fazer filhos

_MEU DEUS JUSTIN - ela tampa o rosto_ como você é ridiiculo!! - começo a rir da falta de graça dela.

_Você é uma criatura interessante não gosta de falar sobre sexo, mas fazendo vocé é .. como você diz "PUTA QUE PARIU"

_Nossa como você é insdisreto meu Deus. - ela rola na cama e fica de costas pra mim, eu a abraço de modo que estamos deitados de conchinha.

_Ta não falo mais- beijo seu pescoço _ mas nós podemos definitivamente fazer, até porque estou sem sono por causa do fuso - continuo beijando seu pescoço e sinto seus arrepios, ela se vira pra mim

_Você sabe que não é justo né? - sorrio pra ela

- o que não é? - digo enquanto volto beijando seu pescoço e  seu colo

_Você ser assim tão desse jeito.. - ela esta coma respiração acelerada

_ que jeito Duda.. - tiro sua blusa..

_Ser tão sedutor  - rio da resposta dela

_Você não gosta? - aperto seu peito perfeito que ja esta entumecido causando espasmos no meu orgão.

_ O problema ta ai - ela diz quase gemendo _ eu amo... - "eu amo", sorri com a resposta, enquanto chupava seu seio esquerdo e apertava o direito, ela esta arrepiada com meu toque e arquiando s costas deliberadamente, ela é muito gostosa, cada centimetro de pele imaculada, sem nenhum imperfeição, na verdade sou suspeito para dizer qualquer coisa sobre ela, ela me deixa louco , suas mãos estão em meus cabelos apertando e puxando querendo mais

_Você vai me matar- diz ela enquanto revira os olhos, subo o rosto e beijo ferozmente seus labios que me corresponde na mesma medida, sua lingua jogando um jogo sensual que eu não queria entrar, não agora, me puxando mais para ela, enquanto ela me abraça com as pernas na minha cintura fazendo com que meu penis encoste na sua vagina o contato a estremesse , ela morde meus labios e eu não consigo evitar, sou levado a seu proprio ritmo e não mais o meu, ela desce e me beija o pescoço com alguns mais molhados outros não sei se esta mordendo ou chupando não tenho certeza, estou usando todo meu auto controle para não a colocar de quatro e fuder ela até que ela não aguente mais, mas no momento estou perdidamente nos encantos dessa mulher, ela tira minha blusa e minhas calças e esta por cima de mim

_ E agora, o que vai fazer?- olho em seus olhos e não consigo mais ver o azul, apenas sua ires completamente preta tomada pelo desejo, - ela sorri de modo safado e preciona sua bunda fantastica em minha ereçao _ meu Deus - fecho os olhos, para absorver todo o prazer, ela tira o sutiã e aproxima seus seios na minha cara, e isso é bom demais para ser verdade, me sento com ela entrelaçada em mim precionando seu sexo contra o meu e me oferecendo seus seios incriveis a mim, me perco neles enquanto absorvo seu rebolado  em mim

_Eduarda a não sei que voce queira que eu te  come até você gritar , você tem que parar com isso - ela ri, arqueia uma sombrancelha morde o labio

_parar com o que Justin? - ela rebola pela ultima vez e eu sinto que ela esta quente e pulsando, troco nossas posições e fico por cima dela, ela me beija mais uma vez enquanto tira minha cueca e eu sua calcinha, minha ereção é liberada e ela a massageia com as mãos, e eu estou a um fio de explodir, então com muita maestria ela me coloca dentro dela, quente, encharcada e pulsando e me empurrando pra ela com as pernas, ela geme em stisfação e eu teho certeza que eu poderia fazer isso só isso pro resto da vida, começo a me movimentar de maneira sutil enquanto absorvo seus tremores

_eu vou te fuder Duda até você pedir para parar - ela segura minhas costas  enquanto absorve o prazer , sua boca esta entreaberta

_Boa sorte, porque eu não vou pedir - sorrio com a resposta dela e a beijo, ela geme enquanto me beija, e então eu vou mais forte mais firme_

_ isso é muito bom, você é muito gostosa - faço mais rapido e ela grita, e me da um soco no peito _ to machucando você? - ela sorri completamente fora de si

_Não, não para - ela me segura _ eu não posso bater em você.. as marcas...- ela fala coisas sem sentido algum ou eu não estou apto a compreender, chupo seus peitos enquanto continuo as investidas _ mais fundo Justin e mais forte - ela ordena e assim eu faço e eu sinto no fundo dela algo que u nunca senti antes e então ela começa a pulsar por dentro me apertando dentro dela eu tenho um vislumbre do qune é o paraiso , gozo dentro dela como se minha vida dependesse disso, estou literalmete puxando o ar para meus pulmões, saio dentro dela e a limpo, ela esta com os cabelos grudados no rosto de suor, esta completamente linda e sexy desse jeito, meu pau concorda, ela sobe em cima de mim

_ Mais um vez? - ela fala enquanto morde o labio, a beijo e ela sobe em cima de mim, me colocando dentro dela, ela é gostosa pra caralho e tem atitude, gosto disso, ela começa a cavalgar e reblar desse jeito eu tenho certeza que eu não duro muito tempo mas que se foda, ela é fantastica, ela não quebra o contato visual comigo  e isso esta me deixando louco , e continua rebolando e gemendo e eu tenho conciencia de estar respirando muito alto e aceleradonão consigo evitar... não ha nada que eu possa fazer só sentir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...