História Everything Is Different - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Block B
Personagens B-Bomb, Jaehyo, Kyung, P.O., Personagens Originais, Taeil, U-Kwon, Zico
Tags Block B, Jaehyo, Ukwon, U-kwon, Zico
Visualizações 9
Palavras 1.360
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Incesto, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Capítulo 14


Fanfic / Fanfiction Everything Is Different - Capítulo 14 - Capítulo 14

Depois de ter estado algum tempo na cozinha com o Ukwon, decidi ir para o quarto. Habitualmente eu passo o tempo quase todo no quarto, e agora que estou numa relação com o Ukwon, não posso dar muito nas vistas porque não quero que as outras pessoas saibam, em especial a Minah. Saber que estou a fazer o mesmo que ela fez, ao envolver-me com o meu tio, é algo que ainda me deixa um pouco confusa, mas eu já tentei e não consigo tirá-lo da minha cabeça. Por isso mais vale aceitar o facto de que eu gosto realmente dele. Eu amo o meu tio.

Passei algumas horas no quarto, deitada na cama sem fazer rigorosamente nada. Acho que nunca estive assim tanto tempo sem fazer nada, nem sei o que se passa comigo, mas talvez seja da ressaca. Bebi cerca de duas garrafas de água daquelas grandes e levei um termo cheio de café para o quarto para beber tudo.

- Vais passar a tarde na casa de banho por causa desses líquidos todos.

Olhei para a porta e vi Chani encostado à mesma, com os headphones à volta do pescoço e um caderno nas mãos. Sorri bastante ao vê-lo ali. Sentei-me na cama e ele fechou a porta e foi ao pé de mim, dando-me um beijo na bochecha.

- O que aconteceu para teres duas garrafas de água e este termo todo com café? – Perguntou Chani.

- Houve uma festa… e… pronto… ao que parece bebi um pouquinho demais. – Disse eu.

- “Um pouquinho”. – Chani aproximou-se de mim e cheirou-me. – Fizeste uma grande mistura.

- Como é que sabes? Eu já tomei banho… - Disse eu. Cheirei o meu hálito, mas apenas me cheirou a mentol misturado com café. – Mas eu não cheiro a álcool… pelo menos agora não…

- Eu sei que não cheira a nada agora, mas eu tive na festa ontem e reparei que bebeste muito.

- Tiveste na festa? Mas tu não és muito novo?

- Fui com amigos meus que são mais velhos, mas eu nunca bebo. Normalmente fico apenas a observar as pessoas e assim.

- Que parvo, podias ter-me dito algo.

- Desculpa, mas parecias tão bem que eu não queria estragar isso. Ah, o rapaz que estava contigo é o teu namorado? – Perguntou Chani.

- Ah… hm… nós somos melhores amigos. Nada mais.

- Para ser sincero não foi o que pareceu, mas se tu o dizes, eu acredito.

- Obrigada por acreditares e não começares a questionar nada Chani… és das poucas pessoas que acredita em mim quando digo algo… - Disse eu. – Mas calma… o que estás aqui a fazer?

- Ah, a Minah deixou-me entrar e subir ao teu quarto. O Jaehyo veio cá trazer não sei o quê e eu vim com ele porque não me apetecia estar em casa sozinho.

- Hm… então o paizinho está cá… o Zico e a Minah estavam na sala de manhã, abraçados no sofá como se fossem o casal do ano… deu-me um bocado de raiva para ser sincera.

- Eu acredito nisso… mas ela sempre foi assim… com o Zico e depois com o Jaehyo… e é tudo com demasiada naturalidade, como se fosse algo habitual. – Disse Chani. Senti um pouco de pena dele neste momento e reparei que ele ficou triste portanto decidi mudar de assunto.

Ficámos bastante tempo a falar sobre música, pois era um tema que ambos gostávamos imenso. A certa altura ouvi alguém a bater à porta do meu quarto. Disse que a pessoa podia entrar e vi Ukwon.

- A tua mãe disse que podia chamar-vos para almoçar. – Disse ele e eu só conseguia olhar para ele. Sinceramente acho que nem prestei atenção ao que ele disse porque estava mais ocupada a olhar para ele. – Chani, o Jaehyo foi embora, mas a Minah não o deixou levar-te. Ela disse que almoçavas connosco e que depois ela ia-te levar.

- Ah, tá bem, nós descemos já. – Disse Chani.

Ukwon ficou mais um pouco a olhar para mim e depois desceu.

- Não disseste nada. – Disse Chani. – Fiquei surpreendido.

- Porquê? – Perguntei eu.

- Porque digamos que não és das pessoas mais bem-educadas a falar com as pessoas.

- Eu sou simpática. – Disse eu. – Para quem eu quero. Mas sim, na maior parte das vezes não sou a pessoa mais simpática e bem-educada.

- Hm, entendi, mas bem, vamos almoçar senão ainda começam a estranhar nós estarmos a demorar muito tempo.

Eu e Chani descemos e vimos toda a gente à mesa, Zico, Minah, Ukwon, Taeil e Kyung. O meu lugar desta vez era ao pé de Ukwon, Chani ficaria ao pé de Minah e de Kyung. Zico ficava do outro lado de Minah e Taeil ao lado de Zico. Sentei-me no meu lugar, um pouco nervosa. Servi-me e comecei a comer normalmente. Tudo parecia estar a correr como sempre, eu não falava com ninguém e ninguém falava comigo, provavelmente com medo que eu responda mal ou algo do género, sinceramente já nem me importo com isso. Ukwon olhava para mim de vez em quando, a expressão na sua cara era um bocado estranha e eu não conseguia decifrar aquilo que ele poderia estar a pensar.

- Já acabaste? – Perguntou Minah, quando eu dei a última garfada na comida. Nem me apercebi que já tinha comido tudo, estava tão entretida nos meus pensamentos que foi tudo muito rápido.

- Hm… sim. – Respondi eu.

- O que vais fazer à tarde?

- Combinei encontrar-me com o Minhyuk hoje, daqui a umas horas. Mas até lá invento algo para fazer. Porquê a pergunta?

- Queria saber o que ias fazer. Eu vou levar o Chani a casa depois do almoço.

- Hm, ok. – Disse eu.

Tirei o meu prato da mesa e as coisas que sujei e pus no lava-loiça. Saí da cozinha depois de pegar numa maçã e voltei para o meu quarto. Tranquei a porta e sentei-me na cadeira, à frente do computador. Fui jogar um pouco, mas a certa altura comecei a ficar com sono e decidi ligar a Minhyuk. Ele estava a meio de um jogo de basket com uns amigos mas disse que eu podia ir ter com ele. E foi isso que eu fiz, deixei estar os calções pretos com rasgões que tinha vestidos e mudei de blusa, vestindo uma de alças preta que não me ficava muito justa ao corpo. Vesti ainda um casaco desportivo por cima, calcei uns ténis e atei o meu cabelo. Pus os fones e o capuz do casaco, puxando em seguida o fecho para cima e assim que saí do quarto pus as mãos nos bolsos.

- Vou sair, não sei a que horas volto. – Foi a única coisa que disse, mas rapidamente ouvi a porta de casa a abrir novamente. Virei-me para trás quando ouvi o meu nome a ser chamado e reconheci a voz de Ukwon. – O que foi?

- Ei, calma, o que aconteceu? Não pareces bem. – Disse Ukwon aproximando-se de mim. Eu tirei um dos fones e olhei para ele.

- Não é nada… não te preocupes…

- Vais ficar sozinha?

- Vou ter com o Minhyuk, ele está a jogar basket com uns amigos… eu preciso de me distrair por isso acho que depois jogo com eles se puder…

- Podias ficar comigo… ouvi o Zico dizer que ia levar o Taeil e o Kyung não sei onde… e como a Minah vai levar o Chani a casa… conseguíamos algum tempo para estarmos sozinhos…

- Ukwon, não me leves a mal, mas… não me apetece muito… nós falamos depois.

Voltei a meter o fone que tinha tirado e segui o meu caminho até ao lugar onde Minhyuk estava com os amigos. Sinceramente não sei o que me deu para ter falado assim com o Ukwon… foi como se eu tivesse ignorado tudo o que aconteceu esta manhã e tivesse esquecido que agora somos namorados… tenho que ver se falo com ele depois… tenho que lhe pedir desculpa por ter agido assim… o pior de tudo é que não sei o que lhe dizer para ter agido desta forma… 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...