História Evil - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Anjos, Bts, Demonios, Got7 2jae, Jikook, Vhope
Exibições 37
Palavras 1.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Luta, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OBS1: A MUSICA QUE O HOSEOKÃO DANÇA NESSE CAP É DE 'WINGS' Comeback Trailer: Boy Meets Evil, PRA QUEM NÃO VIU VOU DIXAR O LINK NAS NOTAS FINAIS.
OBS2: Breath SIGNIFICA: RESPIRE
OBS3: Too bad but it's too sweeT QUER DIZER: TÃO RUIM, MAS TÃO DOCE
OBS4: It's too evil SIGNIFICA: É TAÕ MAU
OBS5: EVIL: MAU

ESSA FOTO DO J-HOPE ME UNS COISO

Capítulo 5 - Boy Meets Evil


Fanfic / Fanfiction Evil - Capítulo 5 - Boy Meets Evil

 

-Eu vi o que fez. – O homem encapuzado parou assim que ouviu essas palavras, ao vira-se para trás deu de cara com quem menos esperava. – O que faz aqui senhor? – Dirigiu a pergunta para o esverdeado que o observava sério.

-Vim ficar de olho em algo que me pertence. –Aproximou-se do encapuzado que provavelmente não estava entendendo nada.

-E o que seria? – Engoliu em seco quando o outro ficou cara a cara consigo.

-Aquilo que você estava ameaçando momentos atrás. –Sorriu maldoso e tocou a face alheia fazendo um leve carinho. – Sabe Klaus, não gosto que ameacem o que é meu.

-Está falando do Jeon senhor? Ele é só um anjo e aquilo foi só um aviso. – O outro não compreendia os dizeres do esverdeado, porém estava ficando com um certo medo das palavras do outro, afinal todos conheciam a crueldade de Min Yoongi.

-Por favor. – Riu. - Anjos em nada me preocupam, estou falando do ruivinho, aposto que nem sabe quem ele é.

-Um humano qualquer senhor. –Afastou-se do outro em busca de certa segurança.

-Se ele fosse mesmo um qualquer, não teria um anjo o protegendo. – Sacou a faca de dentro do sobretudo e se aproximou novamente do ouro. – Você pode ter estragado tudo com essa sua cena.

-Senhor e-eu por favor, eu não sabia. – O outro não sabia o que dizer.

-Como eu disse antes. – Atacou rapidamente sem dar chance ao outro. – Odeio que ameacem o que é meu. – Enfiou a faca o mais fundo que podia e observou a vida deixar os olhos do demônio abaixo de si. Virou-se para trás limpando o sangue no sobretudo e desapareceu novamente na névoa escura.

 

#~~~~#

 

 

 

- Onde aqueles dois se meteram? – O moreno e o loiro estavam a quase uma hora atrás do ruivo e do moreno mais novo.

-Eles devem estar fazendo o que eu e você vamos fazer quando estivermos sozinhos. – O loiro puxou o mais velho para se sentar na mesa onde antes estavam e sentou-se no colo do mesmo iniciando um caminho de beijos do pescoço ao maxilar do outro.

-Não está preocupado? – O moreno segurava na cintura alheia enquanto incentivava o carinho que o ouro fazia.

-Nem um pouco. – Mostrou que queria encerrar o assunto beijando os lábios do outro que lhe correspondeu na mesma intensidade. Beijaram-se por vários minutos não ligando para outras pessoas.

O loiro começou a rebolar no colo do outro que apenas apertava cada vez mais o loiro o incitando a continuar, enceraram o beijo e se olharam.

-Acho que deveríamos ir resolver isso na sua casa. – O loiro foi o primeiro a se pronunciar.

-Então vamos. – O moreno se levantou pegando na mão do namorado e foram em direção a saída da boate. Deram com a mão ao taxista que passava e entram no taxi logo passando o endereço para o homem no volante.

 

 

Teve o corpo jogado com brutalidade na cama pelo maior que rapidamente subiu em cima de sim.

-Gosto quando você é bruto. – O loiro dizia enquanto tirava a camisa que vestia.

-Sei que gosta. – Ajudou o loiro a retirar a calça ficando apenas de box.

-O que foi?  - Perguntou olhando o moreno que se levantava.

- Tenho uma pequena surpresa. – Foi até o aparelho de som presente no quarto e apertou o play. A música de começo melancólico se deu início e logo depois foi seguida de uma voz bem conhecida por si, era o seu homem ali mostrando doto o talento que possuía na arte do rap. Acompanhou o corpo másculo do outro indo ao centro do quarto ficando de frente para a cama e diante de si, o corpo começou a se movimentar seguindo a batida da música que misturava um certo drama e sensualidade, o dançarino fazia movimentos sensuais precisos e olhava de forma sexy para o outro o que tornava ainda mais sublime toda a cena. Aproximou-se da cama retirando a blusa e a jogando para o loiro hipnotizado na cama. Em certa parte da música já se encontrava apenas de box, então dirigiu-se para a cama movendo o corpo como um leopardo caçando a presa, ficou centímetros acima do corpo do ser loiro que estava completamente em transe e sussurrou.

-Breath. – Movimentou o corpo sobre o do outro fazendo seus membros se rosarem e continuou. – Too bad but it's too sweet. – As palavras em inglês e ditas de forma rouca arrepiaram o loirinho deixando ainda mais excitado. – Evil. – Mais um roçar de membros. - It's too evil. – O loiro não aguentou mais e puxou o outro namorado para que pudesse beija-lo.

Os corpos suados entravam em sincronia enquanto o mais velho ia fundo no outro que pedia cada vez mais, estocava de forma lenta e funda como se quisesse torturar o mais novo abaixo de si que ofegava e arranhava suas costas com as unhas curtas. O ápice veio forte para ambos que gemeram forte extasiados pelo prazer do momento.

-Eu realmente tenho sorte em namorar um dançarino. – O loiro foi o primeiro a quebrar o silencio que antes era regido pelos ofegos cansados de ambos. – Você com certeza sabe como usar a cintura. – O mais velho riu puxando o Kim para se aconchegar em seus braços.

- Sempre tão romântico. – Beijou os lábios do menor abaixo de si.

- O que foi aquela dança? Eu fiquei ainda mais duro com você dançando e sussurrando daquele jeito pra mim.

-É parte de um projeto da faculdade, você foi o primeiro a ver. – Fazia um cafune nos cabelos loiros enquanto explicava o mesmo.

-Então você vai apresentar isso em uma aula? – Perguntou olhando para o outro.

-Provavelmente sim.

-Nem pensar! – Levantou-se bruscamente e sentou-se na cama encarando o outro. – Do jeito que as assanhadas da sua classe são, vão agarrar você assim que a música terminar.

-Não exagere Tae. – O outro riu da ração do mais novo.

-Não quero saber Jung Hoseok, se você apresentar isso, vai ficar na seca por um mês!

- O que? amor...

-Amor o caramba. –levantou-se seguindo direto para o banheiro parando e olhando uma última vez para trás. – Você não vem? – E lá foi Jung Hoseok para uma segundada rodada de sexo e claro, tentar acalmar a fera que era Kim Taehyung com ciúmes.

 

 

 

             #~~~~#

 

Atualmente apartamento 513

-Então qual dos dois vai me explicar o que realmente está acontecendo?


Notas Finais


CANAL DA BIGHIT: https://www.youtube.com/watch?v=iJJSh-eEdRk
VÍDEO LEGENDADO: https://www.youtube.com/watch?v=qlDFCTpRwjA

Capitulo pequeno, porém necessário.
O próximo vai ser maiorzinho eu prometo.
desculpem pelo lemon bosta que escrevi (isso pode ser considerado lemon?), mas eu não queria detalhar tudoooooo sacam?
bjsssssssssssssssssssssss obrigado por todos os comentários e favoritos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...