História Evil Angel - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys (bts), Espíritos, Família, Jogo, Namoro, Romance, Visões
Exibições 11
Palavras 1.481
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - O Namorado Da Minha Tia


Acordei com o sol entrando pelas frestas da cortina do meu quarto, me levantei e fui ao banheiro, tomei um banho rápido, sai e me vesti, hoje eu tinha motivos de sobra para não estar de bem com a vida: aniversario de morte da minha mãe, meu melhor amigo não fala mais comigo porque começou a namorar e o pior de tudo, era Segunda-Feira às 5:55 A.M.. Ninguém é feliz acordando antes das 9:30 A.M., principalmente numa Segunda-Feira.

Sai do quarto e desci as escadas chegando a cozinha, minha tia estava fazendo o café e falando ao telefone com alguém. Ela parecia muito animada, morávamos sozinhas a 12 anos e em nenhum dia desses eu vi ela em tamanha felicidade. 'Ela foi abduzida, só assim pra tá feliz assim a essa hora da matina!'. Guardei meus pensamentos para mim, ela desligou e colocou o pão e o café na mesa para comermos. Não resisti a curiosidade e perguntei com quem ela estava conversando:

- É mesmo né? Você não o conhece ainda, o nome dele é Seokjin, ele era um grande amigo meu e da Isabel.

- Esse cara era amigo da minha mãe?

- Sim, ele era amigo de todos, não nos víamos ou nos falávamos a mais de 17 anos, e olha que eu tenho 29, eu o encontrei ontem quando estava trabalhando no bar.

- Hm, entendi, pelo o que ouvi, ele vai vir hoje de noite, certo?

- Exato, mas, indo para um lado pessoal, como você está meu môro? - na língua da minha tia, 'meu môro' significa: meu amor.

- Tô bem, tirando que é segunda, mas isso passa em... - olhei para o relógio na parede, 6:15 - passa em 18 horas e 25 minutos... e eu preciso sair. - a abracei e sai.

Sai ouvindo musica, mais precisamente Marilyn Manson, This Is The New Shit. Amo essa musica, não me importo de ele ser o rei das trevas do rock, EU AMO AS MUSICAS DELE! Não gosto? Me processa. Cheguei e fui direto para minha mesa, fiquei desenhando coisas aleatórias na carteira tipo: gatinhos, caveiras, caixões, cachorrinhos, lagrimas, corações com estacas etc. Isso até o Jimin chegar, correr até mim e se ajoelhar no chão:

- PELO O AMOR DE XESUIZ! PARA DE ME DAR ESSE TRATAMENTO DE SILENCIO! - eu o olhava com cara de 'migo, para que tá feio, por favor, te dou um real na saída'. Mas, simplesmente abri meu caderno, fui na ultima folha e escrevi: "Só se você me prometer que nunca mais, repito, NUNCA mais, me trocar pela sua namorada. Se você fizer isso, eu penso no seu caso, mas é pra prometer e cumprir!" - Tudo bem, eu prometo! Nunca mais vou te trocar pela Lya, eu juro pela sua vida!

- Tudo bem, mas se eu morrer, eu vou voltar pra te assombrar. - ele se levantou e me abraçou quase me quebrando ao meio.

A aula foi uma corda no pescoço, mas com dois palhaços do meu lado, tudo foi como uma corda no pescoço mas com dois bobos da corte do lado, eu não conseguia me imaginar sem o Jimin e o Taehyung, meus melhores amigos, muitos falavam que éramos um triangulo amoroso, sabe aqueles? Que tem três pessoas em mesmo relacionamento? Então, esse mesmo. Mesmo sendo mentira, eu e eles até brincávamos com a situação de vez em quando.

Uma vez, eu estava conversando com o Paulo e o Taehyung chegou dizendo:

- ô Jimin! Você não consegue deixar a nossa namorada longe dos outros nem por um dia? Vem amore, não se misture com a gentalha! - depois ele me puxou para longe de Paulo e nós começamos a dar risada da imitação de Dona Florinda (o Taehyung tem um certo dom para imitar pessoas e personagens).

Eles eram dois patetas, realmente, mas eu não conseguia mais viver sem eles, estávamos estudando juntos desde a quinta série. Inseparáveis.

A aula finalmente teve fim e eu contei para eles sobre o amigo da minha tia e sobre o jantar que teria em casa, os convidei para ir e ficou tudo combinado, iriamos jogar videogame a noite toda! Só videogame, musica, filmes, mangas, animes e muitos doces e salgadinhos. Tudo ótimo para terminar uma Segunda-Feira.

Cheguei em casa, arrumei a cama e deixei tudo pronto para de noite, enquanto escolhia os games e os animes, a campainha tocou, minha tia havia saído para comprar algumas coisas, desci e atendi, era um homem muito bonitinho e fofo.

- Olá, você deve ser a Mey, prazer, meu nome é Seokjin, mas me chame de Jin.

- Prazer Jin, entra, mas... a Taly foi no mercado.

- Não me importo de espera-la um pouco.

- Ok, entra.

Ele entrou, parecia um príncipe, mas se comportava delicadamente como uma princesa. Por um instante pensei na possibilidade dele ser gay, mas deixei isso dentro da garganta, o levei até a sala e disse que ele podia assistir até ela chegar, o entreguei o controle e voltei para meu quarto. Pouco tempo depois, minha tia chega e eu só escuto os berros do andar de baixo:

- JIIIIIIN! QUANTO TEMPOOO! QUE SAUDADE QUE EU TAVA DE TI GAROTO!

- Rs, você que está sumida, ainda moro no mesmo lugar.

- Foi mal, esqueci seu endereço.

Eu dava risada só com o tom de voz da minha tia. Olhei o relógio e comecei a trocar de roupa, um shorts preto, uma camiseta solta cinza escrito: "Life Is Only Pain", minha sapatinha de pano e cabelo preso em um coque. Não demorou muito eu ouvi assovios do lado de fora da minha janela, coloquei a cabeça para fora e os vi lá em baixo.

- Mey, Mey, jogue a escada Mey. - Taehyung se curvou quando me viu, assim como o príncipe faz na historia da Rapunzel.

- Mas é claro, meu querido príncipe de araque. - Joguei uma escada feita de cordas e eles subiram até meu quarto.

Começamos jogando Sillent Hill e logo depois passamos pros animes: Tokyo Ghoul, Death Note, Elfen Lied. A coisa mais legal de ver animes de terror, jogos de terror ou filmes de terror com ele, é ver a reação do Jimin, ele morre de medo, é muito engraçado. Ficamos Assistindo até eu ouvir minha tia me chamando lá de baixo. Pedi para que eles ficassem lá e eu desci.

- Mey, o que acha do Jin?

- Sei lá, bonitinho, mas um pouco princesa demais.

- E se ele fosse meu namorado, como reagiria?

- Sei lá... - *raciocinando* - Ele te pediu?

- Sim.

- Você aceitou?

- Sim.

- Krlh, ele não é meio novinho pra ti?

- Tá me chamando de velha?

- Nesse caso, tô. Mas sei lá, se que sabe, a vida é sua, a perseguida é sua então, você que escolhe. - disse isso e voltei pro meu quarto, os meninos estavam vidrados na TV assistindo a cena que o cachorro da Lucy é morto na frente dela por três trogloditas e que depois ela mata eles. Cheguei por trás e pulei no meio dos dois.

O Jimin deu um salto igual o frajola quando ele se assusta, só faltou ficar grudado no teto:

- Ai, assim cê mata o papai... - ele colocou a mão no peito como se fosse garantir o coração estava batendo.

- É isso que dá ficar assistindo Elfen Lied quando se é um Jimin. - Taehyung se espreguiçou e sorriu.

- Man, minha tia quer namorar um guri de 24 anos!

- E...?

- E ela tem 29!

- E daí? Quem somos nós para julgar o amor?

- Eu sou Mey, e eu julgo sim, não gosto me processa!

- Tá, deixa eu ligar pro meu advogado então. - Taehyung ligou o celular e o colocou na orelha como se estivesse lingando para alguém.

- Mey, calma, é só um relacionamento. Se você tiver um enfarto por causa disso, quem é que vai ir com a gente no cemitério jogar 'o jogo'?

- Tá falando ir com você, né Jimin? - Taehyung o olhou com uma das sobrancelhas arqueada.

- Que se ferre!

- Ô, desculpa meter a colher na briga do casal mas, por que vocês não falam mais alto? Acho que não deu pra escutar muito bem do outro lado do mundo. Esqueceram que estão escondidos?

Ficamos jogando, assistindo e comendo o resto da noite. Umas 4 da manhã, eles saíram pela janela de novo.

- Adeus bela dama Mey, nos espere amanhã antes do sol se por atrás da verde floresta do vale. - Taehyung se curvou novamente e saiu correndo junto com Jimin. Eles estavam falando de uma festinha que um amigo de 'jogo' nosso iria fazer. Pela primeira vez iriamos fazer 'o jogo' fora da Sexta-Feira.

Acenei e voltei para dentro, não demorei para adormecer.


Notas Finais


Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...