História Exceção - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Cute, Yaoi
Visualizações 33
Palavras 446
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Shonen-Ai, Yaoi

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Único


Fanfic / Fanfiction Exceção - Capítulo 1 - Único

"Ele era exceção de tudo."

Único

Eu sempre fui um ótimo mentiroso. Escondi de todos os meus sentimentos e eles acreditavam quando eu dizia que estava tudo bem, afinal, eu era forte. Sempre fui forte. "Está tudo bem morar sozinho, eu me viro." Todos concordaram e foram embora, menos ele. Ele se mudou para cá. Seu sorriso era gentil e as palavras que saiam de sua boca também. Ele conseguia ver além dos meus olhos e eu podia mentir até para mim mesmo, mas para ele, não. Eu queria dizer que gosto dele, mas não vou. Será que ele gosta de mim? Não, ele só é gentil demais. 

No enterro da minha mãe, todos sentiram muito e, em seguida, foram embora... menos ele. Ele ficou o tempo todo comigo. Ele não sabia como me confortar e suas palavras eram desajeitadas, mas eu tenho certeza de que ele fez o seu melhor e, por incrível que pareça, eu melhorei. Melhorei por ele, porque ele estava ali. Eu queria dizer que gosto dele, mas não vou. Será que ele gosta de mim? Não, ele só é gentil demais.

Quando eu adoeci, todos me desejaram melhoras, menos ele... ele comprou remédios e meu chocolate favorito, permaneceu do meu lado mesmo quando eu espirrava mais do que falava, mesmo quando eu delirava por causa da febre alta. Ele estava lá. Eu queria dizer que gosto dele, mas não vou. Será que ele gosta de mim? Não, ele só é gentil demais.

Quando eu desmaiei na sala de aula, todos me olharam preocupados, menos ele. Ele me carregou até a enfermaria ignorando as piadas idiotas que os amigos dele fazia. Ele era tão popular e tinha tantos amigos mas, mesmo assim, ele quis passar tal vergonha, por mim. Merda. Eu queria dizer que gosto dele, mas não vou. Será que ele gosta de mim? Não, ele só é gentil demais.

Agora, eu estou em uma cama de hospital e ele continua do meu lado. Ele está chorando. Eu o fiz chorar. 

— Você não pode ir. Você não pode me abandonar. — Segurou minha mão. Eu já não conseguia mais me mexer. 

— No fim, eu não pude retribuir os seus favores. — Sorri. — Desculpa por ser um peso.

— Você nunca foi um peso, idiota! — Ele soluçava de tanto chorar. 

Eu preciso ser forte agora.

Eu sinto que minha hora está chegando. 

Eu queria dizer que gosto dele, mas...

— Se cuida. Agora, vou descansar. 

Aos poucos, o choro dele vai desaparecendo. Aos poucos, eu não ouço mais nada. Ele fala algo mas eu não consigo entender direito, a voz dele falha.

Eu te amo. — Ele falou. 

Acredite, eu também amava.

E eu queria ter dito. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...