História Excepcionais Três Desejos - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Suga, V
Tags Taegi, Vmin, Yoonmin
Visualizações 20
Palavras 1.233
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu disse que ia postar segunda, e eu realmente achei que tinha postado. DESCULPA

Capítulo 8 - Sex Shop


Anteriormente: Yoongi conheceu Rosé e ia sair com o Jimin, Rosé e as amigas dela. Mas antes disso Jimin e Yoongi tiveram sua primeira experiência sexual juntos.

 

Jimin’s POV

 

A ida até o shopping foi boa. Tentei ao máximo não mancar, para disfarçar a minha dor. Infelizmente uma das amigas de Rosé, Jisoo ficou fazendo piada, mesmo eu dizendo - mentindo - que tinha machucado o joelho. Yoongi só me olhava balançando a cabeça em sinal de negação. Quando saímos do shopping, Jennie e Yoongi convenceram o resto de nós a ir em um sex shop. Dois tarados. Eu simplesmente queria morrer só de vergonha no meio daquele povo pervertido. Mesmo que eu tivesse perdido a virgindade mais cedo, eu tinha vergonha desses assuntos. Yoongi e as meninas ficavam rindo e dando gritinhos. Ele parecia uma menina também. Eu estava me sentindo bem excluído ali.

- Jimin? - Yoongi me chamou segurando uma calcinha de renda escrito “fuck me”. - Gostou? - Eu fiquei mais vermelho que um tomate. Ainda mais com as meninas rindo da minha cara.

- Gostei. Vai usar? - Entrei no jogo. Ele me deu língua e voltou a falar com as garotas. Eu estava chateado. Elas pareciam amar o Yoongi, e ele igualmente em relação a elas. Eu estava sozinho de qualquer forma. Sempre que eu e o Yoongi saímos com mais alguém, eu pareço ficar de lado. E isso magoa.

- Gi, você já ficou com meninas? - Lisa perguntou.

- Na verdade não. - Ele fez uma cara pensativa.

- Quer tentar? - Rosé perguntou e minha cara foi no chão.

- Com licença. - Me meti na conversa. - Não acha que é muita cara de pau falar isso na frente do namorado dele?

- Eu tava brincando, relaxa. - Ela disse e Yoongi me abraçou de lado.

- Calma aí, baby. - Ele falou dando um beijo na minha testa. Suspirei.

- Tudo bem.

- Eu gostei da ideia. - Jisoo falou chamando nossa atenção. - Já fizeram orgia? - Parece que só eu tinha me assustado com a pergunta.

- Não. - Yoongi e Rosé responderam juntos.

- Óbvio que não. - Falei.

- Jennie?

- Longa história…

- PERA, COMO ASSIM?

- Era pra ser uma orgia, mas acabou sendo um threesome.

- Dois homens ou duas mulheres? - Yoongi perguntou.

- Dois homens. - As meninas começaram a gritar. As pessoas da loja já estavam nos olhando estranho.

- Ah gente, vocês não topam mesmo uma orgia? - Jennie parecia muito interessada.

- Olha, eu comeria vocês. Mas é meio complicado, depende do Jimin.

- Não. - Disse seco. - Sou gay. Nem bi nem nada.

- Não pode nem tentar? - Jisoo perguntou.

- Por que vocês estão tão interessadas? - Respondi com outra pergunta. - E você também, Yoongi? Se quiser comer essas garotas, vá em frente. - Saí batendo o pé. A chave do carro estava comigo. Ia usar o pouco que sabia pra chegar até em casa. Foda-se como o Yoongi ia se virar. Cheguei em casa e fui tomar banho. Vesti uma roupa confortável e deitei na minha cama. As palavras de Taehyung vieram à minha mente.

“Se a química entre vocês terminar, termina tudo mesmo”

 

Levantei rápido e peguei meu celular. Liguei para Yoongi e ele não atendia. Eu não tinha o número das meninas então o jeito era esperar ele aparecer. Mas e se isso significasse “terminar a química"? Eu não poderia perder o Yoongi. De forma nenhuma. O ruim de ser uma pessoa paranóica é o fato de sempre pensar no pior. Eu já estava imaginando o Yoongi voltando pra casa no meio de uma chuva e morrendo de pneumonia. Dá pra pegar pneumonia com chuva? Enfim. O que importa é que todos os pensamentos terminavam em morte. Enquanto eu estava me desmanchando em lágrimas, deitado na minha cama em posição fetal, chega uma mensagem do Yoongi.

Yoongi:

Hey, desculpa por ter falado aquelas coisas. E eu estou na casa da Jennie. Parece que vai chover, então…

Hoje a noite eu vou te ver, ok? Quando eu chegar a gente conversa. Te amo, anãozinho. <3

 

Sorri por saber que ele estava bem, mas com raiva por ele estar na casa da Jennie. Nossa, sou paranóico e bipolar, que coisa linda, Jimin. Tentei dormir um pouco e só acordei quando o Taehyung gritou meu nome e estava me balançando.

- Ah, oi Tae.

- Você tá ficando doido, viado?

- Quê? Boa tarde pra você também.

- Hahaha. Agora sério. Você é louco ou só se faz?

- Aish. O que eu fiz?

- Crise de ciúmes. Sabiam que muitos casais terminam por isso?

- Sei, ué.

- Então, sua anta. Assim você vai perder o Yoon. Pra sempre.

- Primeiro: foram ciúmes com razão. Segundo: tá praticamente tudo de boas já Terceiro: como é que você sabe? Quarto: quem te deu a liberdade de chamar ele de Yoon? E quinto… É só isso. E eu não gosto do número 4. - Falei tudo rápido.

- Então vamos lá. Primeiro: pode ter razão, mas você extrapolou. Segundo: não é o que parece. Terceiro: eu vi tudo quando tava com meu namorado no Shopping. E quarto: eu chamo como eu quiser. - Ele terminou de falar e eu dei um grito.

- COM SEU NAMORADO NO SHOPPING? VOCÊ TÁ NAMORANDO?

- Aish. Mereço quando sua viadagem ataca.

- Responde logo, porra.

- Sim… Eu meio que tô saindo com ele, não teve pedido de namoro ainda, mas tudo bem.

- Caraca mano, não me contou nada né… - Fingi estar chateado.

- Hmm. Para de graça e vai atender seu telefone.

- Mas ele não tá tocan… - Fui interrompido pelo toque do meu celular. Que macumba é essa?

- É a Rosé. - Ele disse se sentando na minha cama.

- Hahaha. Errou. É o Yoongi. - Atendi. - Oi, amor.

- Jimin? Ah, oi. É a Rosé.

- Ah, Oi Rosé. - Escutei Taehyung rindo da minha cara.

- O Yoongi foi tomar um banho e pediu pra eu te avisar que ele vai levar comida pra janta.

- Tá certo então. Obrigado.

- Disponha, tchau.

- Tchau. - Desliguei.  - Tá. Agora me diz como tu faz isso.

- Talvez um dia você saiba. Agora me dá licença, vou dormir.

- Aqui na minha cama? - Questionei.

- Relaxa, ué. Qualquer coisa eu fico invisível. - Ele piscou pra mim.

- Aish. Como eu queria ter esses poderes.

- Pra quê? Você ia continuar sendo um idiota.

- Mas seria um idiota com poderes. - Ele riu fraco.

- Um idiota melhorado. Vai levar o Yoon pro baile da sua escola?

- Nem tava lembrando disso, cara. Mas vou sim. Vou levar como troféu e exibir pra todo mundo.

- Melhor não, viu? Talvez lá não tenha ladrão de troféu, mas pode ser de gente. - Ele falou dando de ombros.

- Isso é coisa que se fale pra alguém ciumento?

- Talvez não. Mas já falei, então foda-se.

- Só quando o Yoongi chegar. - Sorri malicioso e ele me jogou um travesseiro.

- Sinto orgulho e vergonha ao mesmo tempo.

- Se acostume, queridinho. Vai ficar pro jantar?

- Yes. I’m not going anywhere.

- Aff, não falo alemão, Taehyung. - Ele riu.

- Como eu disse, um idiota melhorado.


Notas Finais


Não sei o que tô fazendo da minha vida, não me julguem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...