História Exchange - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 4
Palavras 1.232
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Essa é uma fic escrita por duas pessoas, eu e minha melhor amiga, não temos muita experiência nisso mas ficou bem legal e esperamos que gostem, até as notas finais.
-XOXO

Capítulo 1 - Airplane


Fanfic / Fanfiction Exchange - Capítulo 1 - Airplane

Mia viewpoint:

Olá, eu me chamo Mia, Mia Trierweiller e tenho 17 anos. Ok, isso pode ser meio estranho. Nesse exato momento estou sentada nessa merda de acento do aeroporto, irei explicar. Eu e minha melhor amiga, Millena, estamos indo para o Canadá. Sempre foi o nosso sonho, desde pequena. Nós vamos morar junto com a tia da Millena, ela é muito bem sucedida por sinal, depois conto os detalhes. Enfim, vamos para lá pra melhorar o inglês e ter experiências diferentes, conhecer pessoas novas, boas oportunidades de emprego e bla bla bla. Ah, esqueci de um pequeno detalhe, vou me descrever pra vocês. Tenho a pele bem branquinha (pareço mais um fantasma), tenho os cabelos ruivos, tenho sardas, olhos castanhos, sou bem baixinha também, tenho cerca de 1,55, mais ou menos.

P.V.O Millena 

Meu nome é Millena Bittencourt, tenho 17 anos, sou loira e tenho olhos mel que às vezes ficam verdes. Eu estou sentada esperando um voo pro Canadá, o que é muito bom já que sempre foi meu sonho morar com a Mia, minha melhor amiga, lá no Canadá, pena que nem tudo é como a gente quer, nós vamos morar na casa da minha tia Carolina e eu tenho muito medo de avião, mesmo sempre viajando eu tenho medo dele cair, pegar fogo ou qualquer coisa do tipo, eu sei que dizem que é um dos meios de transportes mais seguros mas pra mim só quando eu estou a pelo menos 2 pés do chão.
Sim, eu tenho um pouco de medo de altura também, enfim eu só acho que morar com a Tia  Lina seria a mesma coisa que morar sozinha mas pergunta se meu pai me escuta, não ele realmente não me escuta. 
"Senhoras e senhores o embarque pelo portão 11 com destino ao Canadá irá começar."
Porra finalmente, já são onze e cinquenta.- disse bufando.-a gente tá aqui tem uns 50 minutos.
Caralho deus, muito obrigada, não aguentava mais ficar aqui, sério. Minha bunda tá dormente.- ela disse bufando também mas depois caímos no risos.
Entramos no avião e sentamos na poltrona fileira 10 acento A e B, Ottawa aqui vamos nós.
Passei a tarde toda tentando dormir já que são umas 14 horas de voo até Ottawa, bom depois de muitas tentativas eu finalmente apaguei.

Mia viewpoint:

Depois do check-in entramos no avião, finalmente, eu realmente não aguentava mais. Depois do piloto ter avisado e passado todos os comandos e bla bla bla, a Millena finalmente conseguiu adormecer, eu realmente sei como é difícil pra ela por causa do medo de avião e da altura. Coloquei o telefone no modo avião e os fones de ouvido e comecei a escutar a minha playlist que eu denominei de "avião" (risos), muito criativa, eu sei. Eu nunca consigo dormir nos voos mas são 14 horas né, preciso conseguir, pelo menos um pouquinho. Pouco depois depois de finalmente ter conseguido cochilar um pouquinho, ouço barulhos que pareciam de pessoas falando ou coisas assim, quando abro os olhos e observo o lugar, vejo reações de leve pânico no rosto das pessoas e em outros normalidade, como se nada tivesse acontecido. É quando escuto o piloto falando: "senhoras e senhoras, informo a vocês que estamos passando por uma pequena turbulência, nada fora da normalidade", parece que Millena só esperava isso, do nada, ela acordou. 
- meu deus do céu mia, nós vamos morrer, eu tô dizendo - disse ela com uma cara de pânico 
- Relaxa, vai ficar tudo bem Millena, isso é normal - tentei tranquiliza-lá

P.V.O Millena 

Fudeu, fudeu, fudeu.- eu estava quase chorando enquanto a merda de uma garotinha me olhava como se eu fosse maluca.- que foi perdeu alguma coisa aqui!?- indaguei irritada e ela virou pra frente, sorte que a mãe dela não ouviu.
Calma, já vai passar.- a Mia disse expressando tranquilidade.
Como você pode estar calma?- perguntei confusa.- parece que estamos desabando, e estamos a sei quantos lá pés do chão!- falei um pouco alterada.
Eu não sei.- ela respondeu.
A turbulência durou uns 7 minutos, sete minutos de total desespero pra mim, é claro. 
~horas depois~
Faltavam umas 3 horas, e sim íamos chegar lá de madrugada. Eram 23 da noite, eu resolvi ler as crônicas de gelo e fogo e ouvir minhas músicas, até acabar cochilando.
"Senhoras e senhores o avião irá pousar no Aeroporto Internacional de Ottawa, por volta de 5 minutos."
Aí meu cacete, Mia, a gente vai pousar fudeu.- disse já desesperada.- vai ser igual aquele avião que as rodinhas não abriram e tiveram que ficar taxiando até acabar combustível pra fazer um pouso forçado.
Caralho você é doente! Vai dar tudo certo e você tá fazendo a gente passar vergonha.- ela disse rindo. 
"Senhoras e senhores afivelem deus cintos, estamos pousando."
O avião fez um barulho estranho e eu cerrei meus punhos com força e fechei os olhos prestando atenção na letra da música, fiquei em pânico todo o pouso, era tudo muito rápido e fazia barulho.
"Senhoras e senhores, chegamos em Ottawa, Canadá. São 01:10 da manhã do dia 15 de dezembro e está fazendo -3º graus com o céu parcialmente nublado. Agradecemos pela preferência e tenham uma ótima viajem."
Desembarcamos e fomos direto pra alfândega, eles eram bastante profissional, eram bem diferente do Brasil, pegamos nossa mala e fomos procurar a Tia Lina.

Mia viewpoint:

Após o pouso e a alfândega, fomos procurar a tia Lina. Cinco minutos depois de sair do portão, avistamos ela segurando uma plaquinha com os nossos nomes. Ela estava bem vestida, bem agasalha, acima de tudo, é claro. 
-Oi meninas, que saudade que eu estava! Sejam bem-vindas, como foi o voo? - ela disse com um enorme sorriso e tão empolgada que até perdeu o ar por segundos 
- Tia, calma - Minha melhor amiga riu - estamos bem, foi um ótimo voo e também estava com saudade -sorriu 
- Oi tia lina, que saudade! - ri - apesar da Millena ter tido um pequeno show de pânico pouco antes de chegar, ocorreu tudo bem - eu disse zombando com a cara dela 
- porra Mia, esquece isso, pelo amor né - Millena riu
- Também te amo - ri da cara dela 
- Então crianças, Vamos pra casa? Estou ansiosa pra conhecerem! Pedi pra Amanda (empregada) fazer alguns biscoitos e um lanchinho pra vocês - Tia lina disse sorrindo como sempre
 - vamos, tô com fomeee - Millena falou estridente quando sua barriga roncou 
- nada que me surpreenda - eu e tia lina falamos ao mesmo tempo revirando os olhos 
Fomos para casa rindo e conversando bastante

P.V.O Millena 

Tia Lina dirigiu até a casa dela, e que casa, meu Deus.
Então meninas é aqui.- ela disse.- entrem, não vou mostrar a casa pra vocês porque estou muito cansada mas vocês podem pedir pro Pedro e pro Luccas, eles devem estar acordados.
Quem são esses dois?- Mia perguntou.
O Luccas e o Pedro, eu esqueci de te contar, o Luccas é o filho da tia Lina e o Pedro é o filho da do marido dela, o nome Seu Luiz.- respondi.
Ah, entendi.- ela disse.
Te garanto que eles vão te interessar sussurrei pra ela.- e rimos.
O que foi meninas?- tia Lina indagou.
Nada.- falamos rindo em uníssono.
Gente, chegamos.- gritou tia Lina abrindo a porta da casa, que era enorme e chegava a fazer eco.


Notas Finais


Então foi isso, esperamos que tenham gostado, obrigada por lerem e se vocês gostaram curtam, comentem e compartilhem.
-XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...