História Exo Mora Aqui - {Interativa} - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Comedia, Exo, Interativa
Exibições 80
Palavras 2.332
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu volteeeei, agora pra ficaaaar... ahsuhuas

ME DESCULPA
I'M SORRY
DÉSOLÉ
DISCOLPA
ОТГОВОРКА
DISCUPABLE
VERTEIDIGUNGSREDE
VERONTSCHULDIGING
ΔΙΚΑΙΟΛΟΓΙΑ
URSÄKT

ahsuhfduhsduahsu, "desculpa" em muitos idiomas para muitos dias sem postar.
Mais tarde acrescento imagem ao capítulo, espero que gostem.
Fiquei sem tempo e criatividade essa semana, espero que me perdoem, e não pensem que eu parei de escrever!!


POR FAVOR, NÃO DESISTAM DE MIM! <3


ESPERO QUE GOSTEM!

Capítulo 12 - Convites?


Fanfic / Fanfiction Exo Mora Aqui - {Interativa} - Capítulo 12 - Convites?

[Escolha feita:

1- Dar uma chance ao seu irmão.: 12

2- Sair dali e ignorá-lo.: 0

3- Marcar outro dia para conversar.: 1]

 

No capítulo anterior...

— Ok, que seja...Olha só, vamos fazer um acordo. Você aceita conversar comigo, e se a gente não se resolver, eu prometo nunca mais procurar você. 

— Você já fez isso uma vez, não precisa prometer.

— Garota! — ele balança você. — Estou tentando resolver as coisas se você não percebeu. 

— Você tem dez minutos — você cospe as palavras e Seungyoun te encara esperançoso. 

Rapidamente ele te puxa para o carro dele que está estacionado ali perto, onde vocês poderão ter uma conversa mais calma.

... 19:10h da noite, resolvendo problemas do passado

Com grande paciência, você aguarda Seungyoun dar início às suas palavras. Ele vasculha com dificuldade o fundo de sua mente, procura por palavras gentis para se dirigir à você. Tenta não falhar como das outras vezes em que tentou se desculpar. 

 — Seungyoun,...não precisa fazer isso — você percebe a pressão que ele está causando à si mesmo no esforço de falar alguma coisa. Luizy sempre teve um pouco de dificuldade em expressar seus reais sentimentos através de palavras, mas sempre se esforça para tentar.

— Mas eu quero — confirma ele, dando um longo e pausado suspiro. Ele abaixa a cabeça no volante do carro e, após pensar alguns segundos, finalmente toma coragem para falar o que seu coração tanto agoniza. — Há mais de quatro anos eu acordo naquele quarto sozinho. Olho sempre para o lado e vejo que minha pequena irmãzinha não está lá, dormindo abraçada com seu travesseiro e enrolada nos cobertores pequenos para seu tamanho — seu coração sorri — Há mais de quatro anos que eu não sento na mesa para tomar um café da manhã com a minha irmãzinha, que sempre colocava a bolacha dentro do café e que preferia açúcar a adoçante. Há mais de quatro anos, eu não me ajoelho na beirada da cama para consolar a minha irmã que, sempre que chorava por algo bobo, eu a abraçava com todas as minhas forças. Há mais de quatro anos, não escuto a doce voz dela dizendo que me ama, há quatro anos que eu não durmo direito, há quatro anos me culpo por deixar o coração da minha pequenina machucado.

"E-ele s-se sente a-assim?"

— Sinto tanta a sua falta, ___ — Seungyoun não hesita segurar suas lárimas, e começa à chorar na sua frente. — Eu queria muito o seu perdão. Meu erro foi não ter te procurado quando eu pude. Hoje entendo o quanto é doloroso ficar longe da própria família, ME PERDOA POR TIRAR ISSO DE VOCÊ!

— Não, não, não — você não aguenta o desespero do garoto, e simplesmente o abraça — Você não fez nada — você passa as mãos pelos cabelos dele carinhosamente.

— Fiz sim — ele lhe aperta fortemente — Falei coisas que me arrependo até hoje, joguei palavras da boca para fora, e fiz você acreditar nelas...

Na noite anterior, antes de Luizy ir realmente viajar com seus pais, você e ele tiveram uma discussão horrível. Por algum motivo, você achava que seus pais davam mais atenção e importância à Seungyoun, e ele sabia das suas inseguranças. Como irmão protetor, ele sempre te garantia do contrário, porém, ele mesmo percebia isso no tratamento diferente que recebia de seus pais. Eles, seus pais, haviam marcado uma viagem de negócios e prometeram levar Seungyoun junto, porém não contavam com a sua presença neste passeio. E, naquela noite, justamente naquela noite antes da viagem, Seungyoun não aguentou mais ouvir suas reclamações sobre ele ser o mais importante para os pais e, simplesmente, jogou tudo na sua cara. Explodiu em cima de você, mesmo que o que disse não fosse realmente o que ele sentia. Os meses passaram, seus pais, infelizmente, receberam uma proposta de emprego que os impediu de voltar para casa. Eles tentaram entrar em contato com você e titio Lee por um tempo, mas, após você abominar as ligações de sua mãe, ela parou de ligar. Já Seungyoun, nunca te procurou na época, porém, nunca deixou de sofrer por deixar você arrasada de tal forma. Agora, tudo que ele precisa é que você o desculpe, que você o perdoe.

— Por favor, _____ — Seungyoun chora no seu ombro sem forças — Me perdoa.

Seu coração também está desesperado, ver seu irmão chorando é agoniante. Mesmo o mesmo tendo virado um kidol, que cá entre nós, você ainda não acredita que seja ELE mesmo, você o ama como Cho Seungyeon. Seu coração é tão amoroso que você está disposta à esquecer o passado, pois realmente acredita nas palavras de seu irmão.

— Sim...— você responde de forma quase inaudível — Sim Seungyoun, eu te perdoo.

Suas palavras servem de alívio para o pequeno o coração de Luizy, que agora chora de alegria nas suas costas.

...No dia seguinte, 08:35h da manhã, no hotel

A noite passa conturbada para você. Ficara pensando em Seungyoun maior parte dela, e agora se sente feliz por vocês dois terem se resolvido. Seungyoun está disposto à, pouco à pouco, conquistar sua confiança novamente. Ele até passou o número dele para você, caso queira procurá-lo. 

Você levanta da cama igual uma pedra, porém sorridente. Uma pedra sorridente. Hoje é a sessão de fotos com Do Kyungsoo, e você está empolgada com isso.

Em rápidos pulinhos você se arruma e desce até o restaurante do hotel para tomar seu café. Pega uma bandeja e começa à servir-se. Sua felicidade é tanta que te deixa avoada e, sem perceber, uma pilha de alimentos é formada em seu prato. 

"Aigoooo, que gulosa!" pensa sobre si mesma.

Com vergonha de devolver os alimentos ao buffet, você se isola numa mesinha, longe dos outros hospedes. Você abocanha cada pedacinho de fruta com alegria e voracidade. Parece que há efeitos de rosas caindo ao seu redor, de tanta felicidade em seu ser.

— Você vai comer tudo isso? — uma doce voz interrompe sua comilança.

Bhaék?! — você fala de boca cheia. O garoto ri. — B-bom dia!

— Bom dia, ______.

— O-o que faz aqui? — você pergunta sem graça.

— Tomar café? — ele responde o óbvio.

— Ah certo.

Byun Baekhyun retira a cadeira debaixo da mesa e senta-se à sua frente, te deixando confusa. A lembrança do dia anterior veem à sua mente, mas agora Baekhyun não veste um pijama de foguetes.

— Você não...vai comer? — pergunta você, já que o garoto não segura nada nas mãos.

— Vou, divide comigo.

— Aigoooo! Por quê?

— Você é egoísta! — acusa ele, sorrindo.

— Por que?! — você arregala os olhos.

— Olha quanta comida...

— Aigo, coloquei demais.

— Então divide comigo.

Você não resiste à doçura e ao aegyo do menino Bacon que, sem esforço algum, consegue derreter seu coração de fã. Byun Baekhyun levanta-se para buscar um hashi para ele, e logo volta à sua mesa. 

"Tão fofo comendo. Dá vontade de apertar."

— O que foi? — Baekhyun fica sem graça ao perceber que você o observa com um sorriso nos lábios.

— Nada.

— Qual o motivo desse sorriso tão grande?

"Ele percebeu.."

— Eu e Seungyoun estamos bem agora — você sorri de orelha à orelha, contagiando um sorriso em Baekhyun.

— Fico feliz por você, mesmo não sabendo os motivos.

— Aigooo — você abaixa a cabeça — Desculpa falar Baek, só queria gritar ao mundo que agora tenho meu irmão de volta.

Byun Baekhyun ri e te encara com um olhar sereno.

— Por que está se desculpando? 

— Porque você não precisa saber da vida fútil de uma exo-l.

— AHRÁ! — grita ele. — Não fale assim, se uma exo-l está feliz, eu também estou. 

Você ri envergonhada.

— E pare de se colocar em patamar de fã.

— Huh? — você se surpreende com as palavras de Byun Baekhyun.

— Você se refere à fã como algo inferior. Se estamos trabalhando juntos, podemos ao menos ser amigos.

"Isso é uma forma sútil de pedir para ser meu amigo? Byun Baekyun, você está me deixando confusa."

— Você vai querer ser amigo de uma fã maluca como eu?

— Aí, ta vendo? — Baekhyun ri. — Você está desperdiçando suas oportunidades.

"Aigo...que convencido"

— Normalmente... os amigos se conhecem...— Baekhyun lança umas indiretas meio furadas — Sehun, Tao e eu, vamos dar uma volta hoje à noite — ele levanta-se da mesa e empurra a cadeira para baixo da mesmaa — 19:00 horas, no lobby do hotel — ele dá as costas, te deixando confusa.

"QUE?  Como assim?! Isso é um pedido para sair junto com eles? E se realmente for?"

— Baek! — você chama o rapaz antes que ele saia do restaurante, o mesmo olha para você com um sorriso curvado nos lábios — Isso é um convite? 

Ele gargalha baixinho e pisca de forma encantadora para você, em seguida some dali.

"AIGOOOO! O que está acontecendo?!  Esse menino quer me matar?" 

Você volta à comer, inquieta com as palavras do Sr. Bacon.

Por incrível que pareça, essa foi a forma "sútil" de Byun Baekhyun te chamar para sair. À noite passada, ele passou a maior parte do tempo conversando com seu conselheiro amoroso, Sehun. Um conselheiro que mal entende as instruções de um macarrão instantâneo quem dirá dos problemas de um coração, no entanto, é confiante aos olhos do menino Bacon. Com muito esforço, Byun Baekhyun admitiu apenas ao maknae que queria conhecer você melhor, mesmo sendo uma fã. Sehun, então, o aconselhou à chamar você para sair, conhecer você melhor. Só assim Baekhyun poderá dizer se está realmente interessado em você. 

... no estúdio fotográfico, 16:40h da tarde

Você esbanja alegria junto à Kyungsoo para a câmera. Chanyeol foi o único que veio assistir o ensaio do amigo, e está aproveitando para tirar sarro de vocês dois. 

"Chanyeol não vai calar a boca?" você o abomina em pensamentos.

— Isso, última foto! — o próprio fotógrafo já está se cansando de Park Chanyeol gritando ao seu ouvido. Mas, dá graças à Deus que é a última fotografia do dia.

O último disparo de flash é efetuado, dando fim ao ensaio. Você se senta para descansar, e, Park Chanyeol, não cessa as risadas,  seu desejo de esganá-lo só aumenta.

— Ótimo ensaio, _______ — Kyungsoo aparece parabenizando-a.

— Aigo, Kyung! Obrigada, à você também. 

Ao menos, D.O não te torturou quanto Chanyeol.  As risadas de Chan durante seu ensaio com D.O foram propositais.  Não para incomodar o amigo, mas para distrair você. Sim, Chanyeol quis distrair você para que Kyung não te causasse palpitações. É bobo essas coisas vindas de Chanyeol, mas é a lógica dele.

Ontem à noite, não houve apenas confissões de Byun Baekhyun, Park Chanyeol também se abriu com seu amigo, Kyungsoo.

Loucura, não? Você despertar a curiosidade nos corações de dois integrantes do EXO?

Coincidência, não? Sua loucura e um pouco de doçura misturadas, conseguiu atingir dois membros da 92 line.

E sabe o que é mais engraçado? Você ainda não percebeu isso. Foram poucos dias de convívio com você e EXO, e de EXO com você, mas quem disse que o amor tem hora para chegar?

Assim como Byun Baekhyun, Chanyeol quer te conhecer melhor, para depois, realmente entender as intenções do próprio coração. 

— _____! — Chan te ataca assim que você sai do provador  vestida nas sua roupas, pós o ensaio.

— O QUE ESTAVA FAZENDO AQUI? SEU PERVERSO.

— Não grita! — ele pede num sussurro — Eu não vi nada — diz ele rindo.

— E ainda ri? — você franze o cenho e ameaça batê-lo.  — Jáestoumearrependendodeescolhervocêcomomeufavorito — você murmura.

— O que disse?

— NADA!

— Enfim... — ele resolve ignorar sua loucura.  — Vamos fazer um jogo.

— Um jogo?

— Sim, agora.

— Que?! 

— Exatamente! Quem perder, tem que fazer o que o outro pedir. 

— Como assim, Chanyeol? Assim, tão de repente.

— Farei uma pergunta, se você acertar, eu faço o que você quiser, mas se você errar, quem fará será você. 

Você não entende muito bem o motivo do joguinho, mas concorda.

— Prometa que vai cumprir com a consequência — pede ele.

— Está com convicção de que eu vou perder? — Você não é boba.

— Prometa! — insiste ele, encarando seus olhos fixamente. 

— Aigo...eu prometo.

— Ótimo — ele mostra suas covinhas vitorioso — A pergunta é, por que as pessoas que trabalham no mar são marujos e as que trabalham no ar não são araújos?

— Que tipo de pergunta é essa?

BIIIP! Resposta errada. 

— Mas não era uma resposta — você tenta justificar.

— Você tem que saber que não se deve responder à uma pergunta com outra pergunta. 

— Quem inventou essa regra? 

— Eu — Chanyeol sorri contente. — Você prometeu, agora tem que cumprir com a sua palavra. 

Você suspira e assente.

— Diga, qual é a minha consequência...?

— Vou te esperar no lounge do hotel hoje, às 19:00h.

Você abre a boca para contestar, mas Chanyeol te interrompe.

— Não volte atrás, cumpra sua palavra — o menino Chan sai dali, te deixando perdida igual uma barata tonta.

"MAS QUE TIPO DE CONSEQUÊNCIA É ISSO? Por que eu tenho uma leve impressão de que ele sabia que eu iria perder? Mas por que isso? A louca da história sou eu, não ele."

Cada rapaz com seu jeito e criatividade para chamar você para sair

" Aigooo, espera! Baekhyun falou sobre algo parecido essa manhã. Dois convites? _____, você é tonta. Baekhyun e Chanyeol marcaram um encontro para o mesmo horário. Afinal, isso é um encontro? Não, não é um encontro. É um encontro? Definitivamente, não. Qual kidol iria querer sair comigo? Aigooo, os dois são tão fofos. Chanyeol é chato às vezes, e Baek é tão querido. Isso é sonho de qualquer exo-l. Se a Mi-cha soubesse disso ela piraria. O que eu faço?! Meu coração é tão indeciso. Não quero magoá-los..."

O comportamento dos dois garotos te deixa um pouco assustada, você não entende as verdadeiras intenções dos dois, e ainda os vê como seus ídolos.  Seu amor é grande pelos dois, e você está profundamente grata por esses convites. Quem sabe quando você poderá ter essa chance de novo? Mas você precisa decidir o que fará.

 

E então, o que você irá fazer?

1- Desconsiderar a brincadeira boba de Chanyeol e se encontrar com Baekhyun, afinal ele convidou primeiro.

2- Ir com Chanyeol, afinal ele é seu membro favorito.

3- Não sair com nenhum, você não quer magoar o outro se fizer uma escolha.
 


Notas Finais


OI POVO, to postando igual doida aqui por que já já tenho que sair.
Espero que tenham gostado e perdoa por não por playlist, realmente to na correria.

aiuhfiauhfiuea <3 Amo vocês, não me abandonem ^.^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...