História EXO Next Door - Capítulo 62


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Amor, Baekhyu, Chanyeol, Chen, Drama, Exo, Kai, Lay, Sehun, Suho, Suspense, Xiumin
Exibições 125
Palavras 3.871
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OOOOOOOOOOiiiiiiiiiii


Gente, hoje é um dia muito especial! E sabem o por que né? Simplesmente, hoje é o aniver do nosso querido Park Chanyeol..... Tenho certeza que se pudéssemos, daríamos vários presentes e abraços com muito amor e carinho que só nós temos ( não é querendo me gabar nem nada, mas está meio que comprovado que os brasileiros são os melhores no quesito de " companheirismo" ou que nós recebemos todos de braços abertos e tals)

Enfim, o capitulo é pequeno, mais é como se fosse meu imagine, tipo minha imaginação de que realmente essa história fosse real, então BOA LEITURA!

^^

Capítulo 62 - Aniversário de Park Chanyeol


Fanfic / Fanfiction EXO Next Door - Capítulo 62 - Aniversário de Park Chanyeol

Chanyeol On

 

- Olha não adianta dizer que Bangtan e BTS é a mesma coisa porque não é! – revirei os olhos para Sofia.

Estamos nessa discussão faz 1 hora. Motivo?

Bem, não falei nada demais, apenas disse que Sonyeondan é a mesma coisa que Bangtan Boys e BTS, daí Sofia ficou revoltada com a vida. Não quero ofender ninguém, pois eu sou um fã, mas acho isso desnecessário. Assim como a rixa das A.R.M.Y e as Exotic.

Só que eu  estou indignado e, não é só com a Sofia não, mas com os meninos, com os meus pais e a minha irmã também. Cara, como é que podem esquecer o meu aniversário? Justo eu?

Como podem esquecer o dia em que o Happy Vírus nasceu?

Fico mandando indiretas para Sofia, só que a mesma é tão tapada que não entende. Onde eu errei? O que custa dizer Parabéns ou Felicidades? 

- Tá certo... Então, sabe que dia é hoje? – perguntei com uma pitada de esperança.

- Domingo – abaixei a cabeça saindo da casa dela e indo para a minha. Tô pouco me importando se ela ficou confusa com a minha atitude.

Entrei e vi todos na sala. Kai, Xiumin, Suho, Lay, D.O, Sehun, Chen e Baek. Um sorriso – gigante – se formou em ver todos os meus amigos reunidos assim. Vamos lá, Só mais uma vez Chanyeol.

- Meninos! Sabem que dia é hoje? – perguntei animado, talvez eles se lembrem.

- Domingo hyung? – Lay foi o primeiro a se pronunciar

- Sim, mas o que tem nesse dia – tentei novamente

- Nada de importante – Do Kyungsoo falou indiferente e, minha vontade agora é socar essa cara de coruja perturbada. Estou passando tempo demais com a menina Mary

- Como você pode falar assim? É claro que hoje é um dia especial né Chanyeol? – Baek passou seu braço na minha cintura, ficou me encarando com aqueles olhos de que esconde algo. Típico dele, sempre.

Fico até surpreso quando percebi que Anny conseguiu aprender os temperamentos de Byun Baekhyun.

- É mesmo! Como podemos esquecer? – kai bate na própria testa. Cruzo meus dedos mentalmente aqui

- Hoje é nada mais e nada menos quê... Dia de faxina – Serio isso?

Funguei e andei para o andar de cima, ou seja, meu quarto.

Não acredito que eles se esquecerem do meu aniversário, principalmente minha família. Isso é uma tragédia, não pode ficar pior!

Pego o meu celular, vejo minhas redes sociais e nada também. Agora bateu uma Bad

Minha namorada, meus amigos, minha família e até as fãs. Pessoas que amo muito, parece que fizerem questão de me deixar triste.

Não que é que estou me queixando por que não vou ter uma festa ou presentes, isso pra mim não importa, mas sim, só um simples “Parabéns” de coração. Eu queria que eles me dissessem que o amanhã não nos pertence, mais que poderíamos viver o hoje ou até mesmo de dar palavras confiantes, já que estou tendo mais um ano de vida. Sei lá, alguma coisa relacionada pra eu seguir em frente com os meus sonhos, mas não!

Poxa fiquei triste. 

Enterrei meu rosto no travesseiro.

Chanyeol Of

Baekhyun On

Quando o Dumbo subiu para o andar de cima...

- Meu Deus!  - Chen já estava no chão

- Ele acreditou mesmo – xiumin falou olhando a escada, para ver se há indícios de Chanyeol está nos ouvindo.

- Certo galera. Acho que devemos começar a correr né? – Sehun pergunta com a sobrancelha arqueada, como só ele sabe fazer.

- Sehun tem razão. Kai já cuidou do espaço? – Suho, nosso líder pergunta novamente.

- Sim, está tudo arrumado e acertado, ás 20:00 começa uma festa inesquecível! – Jongin festejou, eu em! Pelo o que me lembro, ele não se comportava assim, mas fazer o quê?

- Xiumin, já falou com Sun Hae? – Suho pergunta e Minseok acena a cabeça positivamente. Okay, eu vou explicar, Sun ficou responsável pelas as fotos... Acho que deu pra perceber né?

- Separou ás músicas Sehun? – perguntou e o nosso manakel responde que sim

- Ótimo, Lay você cuidou de organizar os presentes né? – Suho perguntou

- Mais eu não fiquei responsável pra convidar ás pessoas? – meu ***

Nos entreolhamos, ficamos alguns segundos sem falar nada, porem Chen se pronunciou

- Se vossa majestade permitir posso ir ao shopping e comprar os presentes – palhaço de carteirinha. Claro que só perde pra mim e o Chanyeol

- Vai lá, mas pegue a lista – Chen concordou e subiu para o andar de cima.

- D.O, conseguiu avisar o manager sobre a festa? – Suho pergunta com um pouco de receio. O entendo afinal, não podemos nos expor tanto assim e, ainda mais em uma festa de aniversário. Espero que tudo ocorra bem.

Pra falar a verdade, estamos planejando isso com uma semana de antecedência. Nós fizemos isso tudo calculado, até agora. Isto é de total sigilo. Não queremos sasaengs dando dor de cabeça pra nós, já que as mesmas parecem que são mais inteligentes que a FBI ou á CIA.

- E você Baek, pronto? – Suho me pergunta, em sua voz á diversão.

- Nasci preparado – dei uma piscadela, me levantei e comecei a me direcionar para a escada, digamos que no andar de cima, meu destino é o quarto do Park Chanyeol.

Meu objetivo: Enrolar ele até dar a hora da “Festa Surpresa”

Entrei no quarto, cujo é meu também, já que divido com o poste orelhas de Dumbo. Vejo o mesmo deitado balançando as pernas pra cima e seu rosto no travesseiro. Peguei o meu celular e tirei uma foto.

Vai ficar muito boa quando eu colocar junto com o cartão de natal.

Ri sapeca. Okay Baek, hora de atuar!

Fui à minha parte do enorme guarda-roupa e peguei o meu casaco. Com um objeto que achei do meu lado – não sei como – joguei no Chanyeol, que num piscar de olhos já esta em pé.

- Vamos dar uma volta, preciso conversar com alguém – perguntei me fazendo de triste.

- Você tá bem Baekhyun? – caiu direitinho

- Aqui não – peguei em sua mão e saímos do quarto

No corredor, Chanyeol me enchia de perguntas, sinceramente, não gosto de mentir pra ele, mas vai valer a pena, ou não vai haver aniversário. Chegamos ao térreo, na sala pra ser exato, onde avistamos Suho aos beijos com Megan... Eu em! Se querem ficar só os dois, vão para um quarto mano. Aí quando é eu e a Anny todos ficam pegando no meu pé

Olhei para Channie que estava com o rosto ruborizado. Soltei um sorriso baixo

Pois é amigo, hoje você completa 24 aninhos de vida. De todo o meu coração, espero que você possa alcançar todos os seus objetivos e que seja muito feliz!

Entramos no carro, logo dei partida então assim, uma vez na rua, sempre na rua... Confesso que essa não foi minha melhor filosofia, mas fazer o quê?

[...]

Baekhyun Of

Assim, Byun Baekhyun e Park Chanyeol com todo o cuidado possível, entraram em um parque aonde sempre iam quando queriam ficar sozinhos.

O lugar era bem espaçoso, com arvores de todos os tipos, mas o que prevalecia mesmo eram cerejeiras. Como todo filme, há uma trila que leva para um lugar afastado dos demais, então os dois adentraram o local, caminharam apenas uns 15 minutos. Park Chanyeol perdido em pensamentos, pois não caia a ficha que as pessoas mais próximas dele haviam esquecido de fato o seu aniversario e Baekhyun cantarolando alguma musiquinha enquanto sorria disfarçadamente do amigo.

Chegando onde queria, Baekhyun foi o primeiro a se jogar no banco feito de madeira. Chanyeol olhando o menor sem entender e dizer nada, apenas se senta no chão, balança a cabeça para espantar os pensamentos tristes e olha para o céu.

Baek dá uma olhadela e começa a pensar em que dizer para Channie sem estragar nada, senão o plano, a festa... Tudo iria por água abaixo, ou seja, não teria graça.

- Hoje está um lindo dia pra pensar, repensar e começar esperar pelo o futuro né Chanyeol? – Baek diz fitando as unhas bem cuidadas dele.

- S-sim, eu concordo – o maior ainda não entendendo nada apenas respondeu.

- Quais são seus planos? – Baek pergunta agora brincando com suas madeixas

- Como assim? – Chanyeol franze a testa, o menor o encara com uma expressão de “Você é burro”.

- Seus planos Dumbo! O que você quer, sei lá, daqui uns anos ou se você quer construir uma família já que está... – Baek calou a boca quando percebeu que quase falou sobre Chanyeol completar 24 anos hoje.

- Já que o quê? – o outro perguntou bastante curioso

- Já que você é muito idiota, claro que só perde pra Yixing, fora isso meu filho... Não sei o que comentar – Chanyeol piscava os olhos freneticamente, já que sentia seus olhos marejarem. Ele pensou, por um minuto, que o outro fez aquela pergunta por que pelo o menos se lembrou de alguma coisa, mas quando Baekhyun disse que ele era imbecil, ficou um pouco trise, não porque o amigo lhe azucrinou, mas porque o seu amigo não dava indícios que estava brincado. Chanyeol queria ouvir tanto um Happy Birthday to you, mas ninguém dizia.

- Vai á merda – mesmo pra baixo, Channie bagunçou os cabelos de Baekhyun que, ficou espantado ou até mesmo admirado. Chanyeol fez questão de continuar: - Quero que saiba que você parece um anão de jardim e que fica feio sem maquiagem

Pisou no calo do Baekhyun, simplesmente deu merda mesmo.

[...]

 

- Acho melhor irmos para casa – Chanyeol se levantou quando olhou o seu relógio, vendo que estava ficando muito tarde.

- Como achar melhor orelhas de Dumbo – Baek empurrou o maior com o seu corpo e saindo na frente.

- Ué? O que foi que eu fiz? – Channie pergunta enquanto vê seu amigo se afastando conforme ia andando.

 

 

- Dumbo! O Taehyung nos convidou para uma festa que eles vão dar lá no dormitório deles – Baek disse com a sua toalha no pescoço

- Pode ir, vou ficar em casa – e comemorar meu aniversário sozinho.

Pensou

- Ah mais você vai, nem que eu tenha que te amarrar e te deixar amordaçado, mais você vai – Baekhyun o fuzilou com o seu dedo, já que fez o sinal de uma arma com a mão.

- Tenho outra escolha? – como Chanyeol não estava a fim de ouvir os berros do amigo, se deixou se convencido.

- Pior que não – o menor falou animado e subiu para o andar de cima. Chanyeol suspirou pesado e alto.

O mesmo começou a brincar com os indicadores, achou tão interessante que nem percebeu a presença repentina de Chen, D.O e Marley. O cachorro que já não era mais um filhote, latia para Chanyeol bobamente.

- Vem cá garotão! – num piscar de olhos, Marley se encontra encima de Chanyeol, a sorte do garoto é porque estava no sofá, porem Do Kyungsoo com a sua grande mania de deixar tudo organizado e limpo, mandou os dois se sentarem no chão. O que foi incrivelmente acatado.

neon syugapeuri ije neon syugapeuri

naegeman syugapeuri modeunge syugapeuri

neoneun galsurok wae ireoke

gaseumeul apeuge haeyo

ireoke apeugeman hae dalkomhameul irheobeorin

 

Sehun cantava a música enquanto Kai tentava dança, já que não sabia muito a coreografia. Chanyeol queria tanto rir, só que o fato de ninguém ter lembrado o seu aniversario não deixava pensar em mais nada.

- Só dou desconto pra você que é novo na família – sussurrou baixinho para Marley

- Sugar Free - Chen fez o ritmo 

- Chanyeol! O que você está fazendo aí? Anda vai se arrumar... Ah, e mais uma coisa, vá elegante, despojado e bonito, entendeu? – Baek falou da escada

- Te chamou de desengonçado, eu não deixava hyung – Sehun botou lenha na fogueira.

Chen começou a rir, Kai ainda tentava dançar a música, Marley latia, D.O revirava os olhos e Chanyeol se perguntava onde foi que ele tinha errado ou se, ele foi uma pessoa muito má no passado...

O Maior se levantou e subiu para o andar de cima, melhor dizendo, seu quarto.

Pegou sua toalha e entrou no banheiro, ignorando o Baekhyun só de box.

[...]

 

- Pronto? – Com essa, já era a milésima vez que perguntava para o garoto que não se vê sem maquiagem.

- Calma cara, o bagulho ainda vai demorar a começar – Baek agora colocava suas lentes azuis.

- Hey vocês viram o Marley por aí? – Yixing entra

- Tenho cara de babá de cachorros chinês? – Baekhyun pergunta se virando para o homem portador das covinhas.

- Não ligue pra esse anão de jardim, dá última vez que eu o vi, ele estava com o D.O e com o Chen – Chanyeol bocejou logo em seguida.

- Meu Deus! Isso não vai prestar – Yixing saiu do quarto correndo. Os dois que ficaram apenas deram um riso divertido.

- Lesado – Baekhyun falou

- Menos querido, menos por favor – o maior fez sinal com ás mãos

[...]

 

- Agora com vocês, senhores e cães... Apresento- lhes Byun Baekhyun! Uma salva de palmas para ele – Logo o garoto apresentado desceu as escadas.

- Obrigado, muito obrigado. Amo vocês, menos você – falou para o cachorro.

- Onwt, não liga pra esse abestado, saiba que você é uma gracinha – Xiumin disse brincalhão.

- Ei que hora nós vamos mesmo? Estou começando a ficar com sono – Chanyeol pergunta sentado no sofá.

- Nanjoom vai vir nos buscar – a boca de Channie ficou num perfeito “O”

- Tá brincando comigo? – perguntou

- Não estou não, e muito cuidado mocinho, não quero sua cara amassada – todos presentes na sala, saíram deixando apenas Chanyeol.

Eles estão estranhos... Normal

Pensou

 

 

- Tchau galerinha – Kai saiu todo arrumado de casa

- Aonde ele vai? – Chanyeol pergunta

- Não é obvio? Encontrar a Krystal. Hellooo – Chen respondeu revirando os olhos

- Bem, eu vou sair com á Sara – Lay também saiu de casa.  

- Vou pro meu quarto, qualquer coisa é só chamar – Xiumin disse enquanto subia as escadas.

Chanyeol ficou se perguntando o que Sofia estava fazendo agora?

Sofia On

Pelo o que eu o conheço, aposto que o mesmo deve está chateado.

Confesso que fiquei triste por ele, afinal, hoje de manhã o mesmo esbanjava alegria, só quê  isso foi indo embora aos poucos, já que eu nós fazíamos questão de mentir pra ele.

Baekhyun me deixava á pá de tudo. Infelizmente eu não podia fazer muita coisa, pois segunda haveria uma prova, eu passei a tarde  toda estudando. Como a velha expressão: Meti a cara nos livros.

Literalmente. Mas se não me engano, teve um momento em que realmente meti o meu rosto nos livros, pois eu estava com sono e, quase levei um tombo feio.O que será que Chanyeol está fazendo agora?

Bom, vamos nos ver mais tarde. Posso saber como ele se sentiu o dia inteiro depois.

Hoje á noite promete. Comprei um presente bem razoável, de coração. Minha mãe sempre dizia pra mim quando eu era pequena... O que vale é a intenção. E levo isso comigo pela vida toda. Vamos lá, comprei uma corrente de ouro, ouro puro. Digamos que era fino e delicado... Só espero que Channie não o quebre rápido.

E uma semana antes, fui a uma joalheria e pedi para fazerem um pingente de ouro, escrito o nome dele com uma pedrinha brilhante no C de Chanyeol.  

Também espero que ele goste. Foi caro.

Mas não porque era de ouro ou por causa do brilhante, mais sim porque tive que pagar o dobro para manter o dono da joalheria de bico calado. Afinal, não é qualquer pessoa que chega a um lugar e manda produzir um pingente com um nome de um cantor famoso sem ter algum tipo de aproximação.

Tipo isso

Suho me contou que além de nós vai ter alguns amigos dele na Festa surpresa, aí eu fiquei um pouco nervosa. Praticamente, ninguém sabe que boa metade do EXO tem relacionamentos com estrangeiras, aos olhos de algumas pessoas isso seria um absurdo. Então, o líder disse para todos nós não ficar mostrando afeto em público, assim não desconfiaria.

O que eu acho ótimo, não querer me expor. Na verdade, não quero prejudicar o Chanyeol e muito menos os meninos. Creio que não é sou eu que penso desse jeito.

[...]

- Mary, me empresta aquele seu sapato cor de prata? – Anny pergunta.

- Aham, está dentro do meu guarda-roupa na parte de baixo – Mary e sua boa compaixão, só que não. Não sei qual é o milagre

Quando íamos para algum lugar, nós sempre se arrumávamos juntas e, hoje não seria diferente.

- Nina, onde você colocou a escova? – Sun Hae perguntou procurando só que não encontrou

- Está com Maia – Nina responde enquanto fazia uma maquiagem em sara

Digamos quê, a mesma é expert no assunto.

[...]

- Prontas? – Yixing perguntou quando estávamos descendo

- Sim, lindas pra causar – Anny joga seu cabelo para o lado. Anny sendo Anny

- Por um momento achei que tivéssemos indo para um casamento – Xiumin comenta abraçando sua namorada, Sun Hae.

- Engraçadinho você em! – Nina diz pegando ás chaves do carro

- Então vamos né? – Mary pergunta já saindo e, logo todo seguiram ela, inclusive eu.

 

 

- Uau, tenho que tirar meu chapéu pra quem organizou isso tudo – Megan fala batendo palmas animadamente.

- Obrigado – Kai se gaba, seu braço estava enroscado com o da Krystal, onde a mesma estava bastante arrumada e bonita. Parecia uma bonequinha de porcelana.

- Muito bem, todos lembram o que combinamos não é mesmo? – Suho pergunta, e todos nós assentimos. Tenho certeza que alguns ficaram chateados por não poderem passar o tempo se divertindo com os parceiros/ parceiras.

Fazer o quê é a vida?

[...]

Todos já estamos reunidos, não faltava ninguém... Apenas Baek e o aniversariante.

Como esperado, alguns nos encararam estranhos como se perguntassem “Ochi?” bem na testa.

Era muitas pessoas, da SM, de outras empresas também, alguns familiares, amigos mais próximos onde não tem nada haver com o mundo do entretenimento e até mesmo o BTS meu povo!

Talvez nessa história não faça tanta diferença assim, já que não pode ir à esquina que encontra uma pessoa famosa. As mais sortudas são a Mary e a Nina, quando se tratam disso... Espera, estou mudando de foco.

Chen diz no microfone que Baekhyun e Chanyeol se encontravam na entrada do lugar aqui e blá blá blá. Não é que estou sendo egoísta ou algo do gênero, mais não vejo a hora de ralar daqui, claro, levando Park Chanyeol comigo

De repente, os holofotes estavam nas duas pessoas que acabaram de chagar e, como é costume – acho que em todo o mundo – começamos a cantar parabéns.

Os meninos se aproximavam e percebi que o meu grandão estava chorando.  Deve ser porque o mesmo achou que tínhamos esquecido essa data que pra ele é tão importante.

Tinha um lugar só para presentes e, acreditem eram muitos, mas isso não importa. Me sentei perto de Anny e Megan, que estavam com um semblante derrotado.

- Que animação é essa meus amores? – perguntei mesmo sabendo.

- Não estou gostando de saber que Taeyeon está no mesmo lugar que eu e Baekhyun – meu ***

- Certo, e você Megan? – olhei para a loira

- Não é obvio tia? Eu quero está perto do Junmyeon mais ele está ocupado – quase ri

- Meninas, meninas, meninas. Recompõe-se, tenho a absoluta certeza que eles estão sentindo á mesma coisa, porem estão se divertindo ao invés de ficar aí com a bunda pregada na cadeira.

Falei sem dó, mas na verdade, estou me corroendo pra não começar a rir aqui mesmo. Não quero ser o mico do ano.

Sai de perto delas e fui em direção á Nina e Mary... Elas sim são um exemplo de animação. As duas dançando, mesmo sabendo que algumas pessoas acha nossa presença um tanto que estranha e, ainda assim não se importam com opiniões alheias.

Tipo isso

- Já falou com o Channie? – Mary pergunta quando me vê

- Não, o coitado não tem um minuto só – olhei para o homem que acenava, reverenciava ou agradecia a cada pessoa que passa por ele.

Nossos olhares se encontraram, e o mesmo me mandou um beijinho no ar. Achei fofo

Sai de perto das britadeiras ambulantes e indo em direção ao aniversariante, mas  eu gosto de o chamar de elefante voador, necessariamente, meu namorado.

Passei por Maia, Sehun e Luhan. Os três discutiam sobre alguma coisa, depois por Sara que conversava  animadamente com Minho e, mesmo de longe vi que Yixing observava, passei por Sun Hae que era uma das fotografas, bom, ela tá tirando foto porque quer, mas não precisa pois tem outras pessoas pra isso. Xiumin, D.O, Chen e Amber brindavam eufóricos. Suho brincava de quebra de braço com Nanjoom, enquanto Jin diziam que aqui não era o local apropriado, passei por Jimin e Jungkook, depois por suga que dormia com a cabeça na mesa... E finalmente cheguei onde eu queria chegar.

Dei um abraço bem apertado nele, que foi retribuído com a mesma intensidade. Nos separamos e demos um sorriso. Sei até o que ele vai dizer.

- Antes de qualquer coisa, desculpa e outra, foi o Baek que disse pra dizer nem um parabéns – choraminguei e o mesmo deu um sorriso maior do quê o tubarão de procurando Nemo.  

- Talvez eu te perdoe – falou de forma sapeca e continuou: - Viu quem está aqui?

Seu rosto ficou em um tom avermelhado

- Não. Quem? Tem tantas pessoas aqui, que meu deuzu – falei olhando envolta

- Meus pais e minha irmã, Sofia – Assim, meus sogros e minha cunhada.

- Já falei com eles se é isso que quer saber, tanto é que a Sr. Park disse pra eu aparecer lá na casa dela – falei

- Pra quê? – perguntou curioso

- Ela disse que iria me ensinar uma receita de família – respondi

- Sabe, a minha vontade é de te dar um beijo agora, mas não aqui – falou olhando para ver se alguém estava prestando atenção na gente. O que eu duvido muito.

E eu não disse nada, nadinha mesmo. Pois eu estava... Estou com a mesma vontade. Bom, vou colocar meu plano em pratica logo.

- Channie daqui uns 30 minutos, você me encontra no estacionamento – falei e sai de perto dele. Bem, tenho dois presentes, um eu já disse o que era e o outro falarei só quando eu encontrar o meu namorado no lugar marcado por mim.

 

Trinta minutos depois

E lá estava ele sentando no meio fio, á minha espera. Não comentei em hipótese nenhuma, mas ele está muito bonito.

Seus braços apoiados nos joelhos enquanto cantarolava alguma musica enquanto eu não chego. Bom, melhor parar de tanto suspense e ir logo ao ponto... Quanto mais cedo, melhor. Só que no meu caso, tenho um namorado que não pode se reconhecido, então:

- Vem Chanyeol – o chamei em um bom som, o legal é que ele não estava muito longe de onde estou. Vejo o mesmo vir correndo.

Demos um selinho, mandei-o entrar na vã que aluguei. Á principio o mesmo não entendeu de imediato.

- Hoje á noite promete – fiz um sinal de silencio e dei partida.

 


Notas Finais


Desculpinha por qualquer erro aí


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...