História EXO: Secret Love - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekyeol, Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Kristao, Participação Especial Jin, Sulay, Taoris, Xiuchen
Exibições 77
Palavras 1.199
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii gente!
Este capítulo tá meio - muito - confuso mas eu precisava dele para desenvolver a história.

Desculpem-me os errinhos.

Boa Leitura!!

Capítulo 6 - KaiSoo 2


Fanfic / Fanfiction EXO: Secret Love - Capítulo 6 - KaiSoo 2

Abri meus olhos e percebi que eu estava em um quarto de hospital, meu corpo estava dolorido e percebi que uma de minhas pernas estava engessada. Olhei para o lado e vi um rapaz moreno segurando a mão de outro rapaz, que era completamente idêntico a ele.


- Você acordou? - O moreno me perguntou.

- Quem? Eu? - perguntei confuso.

- Além de mim só tem você acordado. - Ele riu e eu senti minhas bochechas esquentarem.

- Ah, bem acho que acordei. Você sabe onde está minha omma?

- Ela estava aqui até agora a pouco, ela foi comer alguma coisa, mas disse que voltaria logo.

- Ok...

- DongIn

- Hã?

- Meu nome é DongIn.

- Tudo bem.

Fiquei confuso com aquele rapaz, em menos de dez minutos eu senti coisas estranhas ao trocar algumas palavras com ele. Sinceramente eu não sei o que estava sentindo. Fui tirado dos meus pensamentos quando minha omma chegou no quarto, acompanhada de um homem - que parecia ser o médico - com o cabelo rosa.

Ela veio até mim me abraçou e começou a distribuir beijos pelo meu rosto. Ela parecia mais magra e estava com olheiras profundas, eu fiquei quanto tempo neste lugar?

- Parece que você está bem jovem Do. - o médico falou - Eu sou o doutor Kim SeokJin, sou o responsável por você.

- Prazer em conhecê-lo doutor. Quando eu poderei sair daqui?

- Dentro de algumas semanas. Sua perna ainda está quebrada e precisamos ter você aqui para saber se terá algumas sequelas.

- Compreendo.

Logo após ele saiu do quarto e minha mãe ficou falando o quanto tinha ficado preocupada comigo. Ela disse que já que eu tinha acordado, ela ficaria mais tranquila em ir pra casa. Minha omma me deixou aos cuidados de DongIn, que tinha um rosto muito familiar.


(...)


Eram 23:47 eu estava sem sono algum, eu estava completamente entediado olhando para o teto, até um rosto aparecer na minha frente e eu gritar.

- Ai meu Deus do céu. Você quase me mata de susto. - Falei para DongIn.

- Perdão. É que eu vi você ficar se remechendo, então pensei que estava tendo um pesadelo e com aqui ver se estava tudo bem.

- Ah... estou bem, só não consigo dormir.

- Espera eu já volto.

Alguns minutos depois o DongIn voltou com uma cadeira de rodas e me colocou nela.

- Onde vamos?

- Ver estrelas.

Ele foi empurrando a cadeira de rodas até chegarmos no terraço do hospital. Olhei para cima e vi um céu totalmente estrelado, nem parecia o céu de Seul, era magnífico, dava para ver vários tipos diferentes de constelações, eu tinha literalmente amado aquele lugar. DongIn parecia pensativo, ele olhava as estrelas e sorria de um modo meio triste.

- DongIn? - chamei e ele me olhou.

- Oi?

- Ah... quem é aquele garoto que divide o quarto comigo?

- Ele é meu irmão gêmeo, JongIn. Ele está em coma a alguns meses, assim como meu noivo.

- Noivo? - perguntei e ele assentiu - vamos voltar? Estou ficando com sono.

- Tudo bem pequeno.

Voltamos para o meu quarto e adormeci, pensando no por que de eu ter sentido aquilo quando ele disse "meu noivo".

Na manhã seguinte minha mãe apareceu no hospital, mas a tarde ela teria que ir resolver uns negócios da floricultura.
Eu e ela conversamos sobre coisas que faríamos assim que eu saísse daquele hospital. Era tão bom ver o sorriso dela, embora eu não sorria muito. As horas passaram tão rápido que quando eu percebi minha mãe já estava se despedindo de mim.
Eu estava quase dormindo, quando DongIn entrou no quarto de repente e eu me assustei

- Oh céus, eu te acordei? - Ele perguntou.

- Eu nem estava dormindo.

- Ótimo. Quero que venha a um lugar comigo.

- Que lugar?

- Surpresa.

Ele saiu do quarto e voltou com uma cadeira de rodas. Fomos na direção oposta da saída do hospital, paramos em frente à uma porta, ele abriu e eu vi um lindo jardim com vários tipos de flores e diferentes perfumes, mas um perfume não passou despercebido por mim, eram violetas.

- Você gostou? - DongIn me perguntou.

- Sim.

- Você tem um belo sorriso. - Ele falou e só então eu percebi que eu estava sorrindo.


Passamos por alguns muros de plantas, que pareciam até terem saído de algum filme. Paramos quando chegamos a um chafariz. Em volta dele tinham alguns bancos e mais e mais flores. DongIn me empurrou até perto de um banco, onde ele se sentou e eu fiquei admirando o local.

- Você me lembra ele... - DongIn disse e eu o encarei.

- Seu noivo?

- Sim. Vocês dois amam flores, são bem tímidos, adoram estrelas, até mesmo se parecem fisicamente... eu sinto tanta falta dele... - DongIn abaixou a cabeça e começou a chorar.

Não sei ao certo, mas ver ele chorando me deixou com um aperto no peito.

- DongIn... calma eu estou aqui. - Falei tentando acalmar ele.

- Fica comigo Hyuk por favor. - Ele falou acho que foi o nome do noivo.

- Eu vou ficar DongIn...

(...)

Quando estava escurecendo nós resolvemos entrar no hospital. Passamos pelos mesmos corredores de quando fomos para o jardim. Assim que chegamos no quarto, DongIn me pegou no colo e me colocou na minha cama, logo após me deu um beijo na testa e eu senti minhas bochechas esquentarem.

~ Dia seguinte ~

Uma enfermeira passou no quarto pela quando acordei e perguntei a ela se eu poderia sair do quarto de cadeira de rodas, ela disse que sim, quando eu terminei de tomar meu café da manhã - não muito bom - vi um enfermeiro entrar no quarto e me colocar na cadeira de rodas.

Passei por vários corredores do hospital, até chegar perto de uma sala onde havia uma mulher chorando na porta e um homem abraçando ela, cheguei mais perto para ver quem estava lá dentro, mas senti uma tontura e me afastei dali o mais rápido que eu pude.

Não sei ao certo o que aconteceu, mas aquela mulher me parecia muito familiar.

Decidi voltar para meu quarto. Abri a porta do quarto e vi DongIn sentado numa cadeira olhando para o rapaz que estava em algum tipo de coma. Por que deixaram eu e ele no mesmo quarto? Essa era uma pergunta que não saía da minha cabeça.

- DongIn? - chamei e ela me olhou sorrindo.

- Você está aí. Fiquei preocupado com você. - Ele se levantou e veio na minha direção.

- Eu quis sair um pouco do quarto.

- Entendo.

Ele estava perto de mais, eu podia sentir sua respiração se misturando com a minha. Senti algo como se estivessem várias borboletas no meu estômago, era uma sensação estranha mas boa. Ele cortou a distância que existia entre a gente e me beijou, ele pediu passagem com a língua e mesmo eu estranhando cedi para ele. A boca dele tinha um gosto de abacaxi com um leve sabor de hortelã. Paramos de nos beijar quando o ar se fez necessário, DongIn me encarou e logo voltou a me beijar. Ele agarrou a minha cintura e me fez ficar em pé, DongIn me empurrou até eu ficar com as costas coladas na porta.

- Kyungsoo... - DongIn me chamou e eu o encarei - Quando for de noite, fique comigo, sim?


Notas Finais


Quem é DongIn? Vocês devem ter percebido que para o D.O é o irmão gêmeo do Kai. Porém o D.O não lembra do Kai.

Vcs entenderam né?

Confesso que eu não fiquei muito satisfeita com esse capítulo mas eu precisava dele para a história.

Ah quase me esqueci... Eu Já acabei de escrever a KaiSoo, mas ainda faltam 2 capítulos para postar.

Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...