História Exorcists - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Kakashi Hatake, Madara Uchiha, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Bruxas, Demonios, Exorcismo, Hentai, Itachi, Itaizu, Itasaku, Naruto, Neji, Sakura, Sasuke, Sasusaku, Tortura
Visualizações 142
Palavras 3.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Harem, Hentai, Josei, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Aqui estou, atrasada novamente.. Desculpa.

Bom quero dizer que o capitulo não teve muita ação com o nosso grupo de exorcistas, mas é normal.. E também vamos começar a descobrir muitas coisas, no inicio veremos algo que é CRUCIAL para fic. Que foi o encontro de Sakura, Neji e Naruto.


Quero saber também se vocês (que comentam) me digam o que estão achando da fic. as vezes acho os capitulos meio sem noção haha.. e fico receosa em postar, agora saber o que vocês estão achando e o que esperam pode me ajudar..

Espero que gostem e bom leitura.

Capítulo 19 - Capitulo XIX


Fanfic / Fanfiction Exorcists - Capítulo 19 - Capitulo XIX

 

_Quem é você! –Grita novamente ainda apontando a lança para o peito do moreno enquanto o primo tinha uma flecha preparada.

O garoto cheira o ar, assim como seus amigos haviam ensinado e logo um perfume diferente veio. Sorriu de lado ativando seus olhos e algo estranho aconteceu, o loiro apenas viu o garoto sumir e aparecer ao seu lado, as luzes azuis nas palmas de suas mãos haviam começado a sumir e um grunhido fez o loiro se virar.

A rosada estava com mão em cima de um enorme ferimento na barriga, o sangue lingava no chão e foi justamente aquilo que fez o moreno franzir o cenho estranhando tudo aquilo.

_Sakura. –O loiro chamou correndo ao encontro da garota, o moreno apenas observava tudo em silencio. Aquilo estava bem interessante de ver. Com toda certeza se Itachi estivesse aqui, tentaria parar o irmão – que estaria atacando - para analisar toda aquela situação.

O garoto faz alguns movimentos com as mãos as colocando em cima do ferimento da garota e o liquido passou a escorrer para fora do corpo de Sakura.

_Agua benta... –murmurou se erguendo com dificuldade. Ele ainda estava ali, de frente para eles os observando. _Um exorcista?

_Quem é você? –dessa vez foi a vez de Naruto perguntar.

_Neji. –Responde desativando os olhos e isso não passou despercebido pelos dois. _Vocês são bruxos, mas pela forma que me atacaram no outro dia também são exorcistas, mas tem algo estranho..

Sakura franze o cenho tentando se lembrar desse “outro dia” e logo veio em sua mente a pessoa encapuzada que encontraram, acharam ser um demônio e então tacaram, mas assim que viu o sangue escorrer da flecha – que Naruto cravou no braço de Neji – percebeu que era um humano.

_É exorcista? –perguntou novamente e o mesmo riu.

_Mais ou menos. –Murmura. _Vocês são bons, tive dificuldade para me curar. –Completa erguendo a manga da camisa mostrando um pequena cicatriz no antebraço direito. _Quem são vocês?

 

oOo

 

_E então Neji, por que nunca fala sobre você... O que está escondendo? –pergunta Naruto após sentar de frente para a hospedaria. O moreno sorrir de lado vendo o quão curioso o novo amigo era e suspirou. Não falaria nada sobre sua vida, até por que seria algo arriscado.

_Não tenho muito o que falar.

_Está interessado na minha prima então? Por que na primeira oportunidade que teve se juntou a nós. –Diz animado e o moreno gargalha negando com a cabeça.

_Não, não... Eu tenho noiva. –Diz e o loiro ergue a sobrancelha, aquilo foi a primeira coisa que soube sobre o moreno depois de quatro semanas juntos. _Não ficarei com vocês por muito tempo por que logo iremos nos casar.

_Nossa. E ela te deixou sumir assim no mundo?

_Ela me ajudou a fugir. –Murmurou rindo. _Queria vir, mas seria arriscado então a convenci a ficar. Era mais seguro.

_Entendo. –Diz sorrindo, Naruto via nos olhos de Neji que era perdidamente apaixonado. _Como é o nome dela?

_Nome de quem? –perguntou Sakura chegando no local, usava um casaco por cima da roupa já que o frio havia piorado.

_Da noiva do Neji.

_É Tenten. –Diz sorrindo e logo Sakura se juntou ao primo tentando arrancar mais detalhes sobre a garota do moreno.

 

oOo

 

_Onde vamos agora Sakura? –perguntou Naruto já cansado na longa e diária caminhada.

_É um vilarejo, recebemos algumas cartas da Matriz, eles querem que investigamos o local, nada de luta ou algo do tipo... Como sempre. –Murmurou rindo e o loiro resmungou novamente.

Neji já estava ciente de que a Matriz não passava trabalhos de verdade para os dois, eram apenas verificações, boatos que poderiam ou não ser de algum demônio. Nada muito “legal”. Eram bruxos e por isso seria arriscado confiar cegamente nos dois, mas durante essas seis semanas confiava neles de olhos fechados.

Sakura era carinhosa e se preocupava com o primo mais do que com si mesma, Naruto por outro lado era avoado a maior parte do tempo, mas era esforçado e duas vezes mais carinhoso que a prima, ambos eram curiosos e tagarelas. A triste historia dos dois não os afetou ao ponto de se fecharem para o mundo, tinha um objetivo e por mais que a igreja ainda não confie totalmente nos dois estavam satisfeitos com o que conseguiram, por hora.

_Espero que tenha um demônio. –Diz o moreno fazendo os dois ao lado começarem a falar animados sobre a pequena possibilidade. Eles eram muito agitados, ou tinham alguma doença.

_A viagem vai demorar um pouco, e já aviso Naruto, Se começar a reclamar eu te mato! –Diz a garota e o primo fez uma careta antes de gargalhar.

.....

 

oOo

 

Um relâmpago corta o céu e o mais velho sorrir de lado. Ainda era dia e haviam poucas nuvens aquilo com certeza e o que pensava que era.

_Sasuke, faça o fogo. – Diz Itachi parando a carroça e o mais novo para o cavalo fitando o irmão com o cenho franzido.

- Mas, ainda é cedo podemos continuar. – Sakura diz na tentativa falha de convencer o moreno, coisa que Sasuke aceitou sem reclamar, afinal, o irmão sabia do que falava.

_Vamos parar, é mais seguro. –Diz descendo da carroça enquanto Naruto cobria Neji com uma manta. Sentia algo estranho dentro daquela floresta, e mais estranho ainda era a falta de vento na estrada já que aquele local sempre ventila muito tanto de dia como de noite. –Fiquem alertas.

 

Sasuke abre os olhos sentindo uma pequena dor de cabeça, havia começado a ouvir múrmuros por perto e não conseguiu dormir já que conhecia a voz. Fitou ao redor e viu Itachi sentado escorado em uma tora de madeira, ele tinha a cabeça baixa provavelmente dormiu no posto.

O loiro dormia próximo a carroça e algumas velas que usou para um feitiço ainda estavam acesas. Andou até Sakura que estava sentada de frente para a fogueira e a cada passo dado em direção da garota os murmúrios cresciam. Era algo estranho e continha mais de uma voz.

Franziu o cenho ouvindo um “Afasta-o de mim”, “Me ajude”.

Viu o braço direito da rosada se mover algumas vezes e assim que se acocou ao lado dela arregalou os olhos fitando a Kunai que deveria estar em suas coisas sendo usada para refazer as cruzes do braço esquerdo dela. O cabelo cor de rosa estava no meio cobrindo o rosto de Sakura mas Sasuke não precisava olha-la para ter certeza de que estava chorando.

- Sakura.. –A chamou com cautela, e os murmúrios pararam. Sasuke olha ao redor vendo que tinha mais de uma voz ali e assim que ergueu o rosto em direção a rosada saltou para trás.

O rosto sem olhos era horrendo, parecia que haviam arrancado as orbes esmeraldas as mãos. Sasuke coloca a mão onde deveria estar sua Katana e não a encontra, fitou novamente o rosto da garota e a viu sorrindo antes de levar a Kunai a boca e lamber o liquido ali, sua língua queimou com o toque.

- Monstro! – Rosnou sabendo que aquela não era sua rosada, correu em direção ao irmão e assim que Itachi ergueu o rosto saltou para longe novamente, a boca costurada e os olhos vermelhos. O que estava acontecendo.

Viu Naruto rindo sentado dentro da carroça ao lado de Neji e ambos tinham os olhos negros de demônio. Fez alguns selos e a bola de fogo foi soprada da boca queimando os dois dentro do veiculo junto dos cavalos. Poderia não está com Kusanagi mas ainda havia seus poderes e sua força.

As vozes voltaram e percebeu que vinham de Sakura que já estava ao seu lado fazendo novos cortes, o mais novo não pensa duas vezes antes de correr para dentro da floresta, mataria Sakura se fosse preciso apenas sairia vivo. Uma porta surge entre duas arvores e nela tinha o símbolo Uchiha, Sasuke abre a mesma entrando rapidamente e a queda é longa dentro daquele breu.

 

-Acorda! – Gritou Naruto já desesperado, Itachi tinha os olhos vermelhos e acompanhava cada momento do sonho de seu irmão mais novo. Aquilo com certeza era outro sinal, o segundo sinal...

 

Acordaram com um grito e assim que a rosada olhou para Sasuke viu uma luz esquisita de cor roxa cobrir todo o corpo do moreno, não sabia o que era aquilo. Talvez mas alguma carta na manga, Itachi corre em direção ao irmão e assim que o mais velho tocou o corpo do Uchiha a luz se apagou.

- Você está bem? – perguntou itachi vendo o irmão fitar todos de maneira estranha. Sabia de tudo, mas preferia fingir não ter visto nada.

- Estou, foi só um sonho maluco. – murmurou enquanto fitava cuidadosamente Sakura, o casaco de manga comprida não o convenceu. – Podem voltar a dormir, eu fico de vigia.

Naruto olhou para a prima e suspirou negando com a cabeça, seguiu ao lado de Itachi e ambos deitaram um ao lado do outro, um relâmpago cortou o céu iluminando tudo e o mais velho sorri antes de fechar os olhos.

 

oOo

 

- O que está fazendo? – perguntou se assustando com a repentina aproximação do moreno, Sasuke a pegou pelos braços e rapidamente ergueu as mangas tirando prova do que havia novamente ali.

Os cortes eram mais fundos e muito, mas muito recentes. Olhou para a Katana arrumada em sua bainha e respirou fundo.

- Por que não me diz... – murmurou vendo a mesma fitar o chão, Sakura não dizia nada, não queria dizer. E naquele momento sua cabeça estava a mil.

- Por favor Sasuke...

- Ok, vá dormir. –Diz enquanto arrumava as mangas da garota e Sakura fita o rosto do mais novo.

- Vou ficar com você.

Sasuke sorrir de lado a puxando pela nuca e logo seus lábios travavam uma batalha intensa.

 

Em algum momento da noite Sakua dorme com o pescoço apoiado no ombro do moreno, não conseguia dormir novamente então moldou em um pedaço de madeira Izumi em sua forma de lobo. Lembrava perfeitamente de cada detalhe e se sentiu triste sabendo que a morena deveria está sofrendo nas mãos dos demônios.

Fitou a floresta à sua frente e viu uma pessoa parada a alguns metros entre as arvores, pelo que tinha visto em algumas visões em que Neji o fez ver era Abaddon ali os observando. Sasuke se quer se moveu mas cinco Kunais voam em direção ao demônio que apenas sorrir negando com a cabeça.

O sonho só poderia ser coisa daquele homem, afinal ele tinha os mesmo olhos que Neji e consequentemente os mesmo poderes. Sentiu Sakura se remexer ao seu lado e assim que voltou os olhos novamente em direção a floresta Abaddon havia desaparecido.

 

oOo

 

_ Que brincadeira é essa Izumi. – murmurou Madara, já irritado com tudo aquilo.

_Preciso que me matem. –diz seria e Obito franziu o cenho sabendo que ela sentiu a mesma movimentação no andar de baixo. _por favor, eu tenho um plano mas para isso preciso que me matem!

_Mas...

_Vocês não precisam se preocupar eu não posso morrer, sempre volto.

_Você está me deixando confusa Izumi.. –Mikoto diz verificando se a sobrinha tinha febre.

_Eu sou amaldiçoada, os Deuses me amaldiçoaram e eu simplesmente não posso, não consigo morrer.

_Eu, nem sei o que responder... por favor me dê um tempo.

_Amanhã vocês me dão a resposta. –Diz sem olha-los e então deita no chão respirando fundo.

 

Acordou num susto, simplesmente sentia mãos agarradas em seu pescoço e ouvia a voz de Obito murmurando “Perdão”. Estava sufocando e via confusão no rosto do irmão, o mais novo tinha lagrimas nos olhos a vendo se debater. Foi rápido e assim que sentiu ela amolecer soube que Izumi estava morta.

Madara abre os olhos sentindo a movimentação dos mais novos e viu o filho retirar as mãos do pescoço da “filha”. Izumi estava imóvel no chão, ouviu um grito vindo de Mikoto e a irmã correu em direção a morena.

_O que você fez, Obito! –Sussurrou Madara fitando o olho ônix sem vida da mais nova, por outro lado o olho azul estava mais brilhante do que nunca. Ainda não havia se acostumado com aquilo, aquele bendito olho que ao mesmo tempo que era brilhoso era morto e vago.

_Ela queria morrer, eu confio na minha irmã pai. Izumi sabe o que fazer.

Foi a ultima coisa que disse durante o resto do dia. Em algum momento receberam a visita de Abaddon e o demônio ficou desesperado vendo a morena morta no chão, aquela obsessão era ridícula e assustadora. Tiveram de presenciar o beijo que o demônio deu nos lábios de Izumi, logo depois desferindo um forte chute no cadáver da morena que foi jogado para o outro lado da sala.

Se deliciou vendo o sofrimento estampado nos olhos dos Uchihas e saiu gargalhando de dentro da sala.

Izumi passou o dia ali, apodrecendo vagarosamente num canto do quarto. Obito havia começado a se arrepender do que tinha feito, e se ela não volta-se, e se estivesse enganada. Mikoto passou a mão no rosto gelado da menina e logo lembrou-se do filho mais velho.

Já havia passado da meia noite quando o selo no braço da morena ganhou uma coloração mais viva e brilhante, os três acordaram com a claridade que vinha não só do antebraço mas como do olho azul.

_O que é isso.. –murmurou Madara pegando o corpo da filha e apoiando a cabeça dela nas pernas da irmã que sorria vendo o selo do braço começar a sumir vagarosamente dando lugar à um novo selo, um triquetra.  

_Menina esperta. –Diz Mikoto sabendo exatamente do que se tratava, afinal, ela trabalhava com aquele selo.

Duas horas e meia mais tarde e Izumi se remexe ainda deitada nas pernas da tia, Obito sorri aliviado e Madara fica eufórico. A mais nova pisca algumas vezes tentando lembrar do que aconteceu e logo se sentou sendo recebida com um abraço carinho de seu irmão.

_Você morreu.. –murmurou o mais novo e ela assente. _Mas está aqui, de volta... isso é incrível!

_Olhando por esse lado, sim é incrivel. –sorriu abraçando o pai. _Havia descoberto algo durante o tempo em que fugi, mas precisaria da ajuda de um Uchiha e Itachi não me mataria.

_Manteremos o combinado? –Diz Madara e só então Izumi lembrou de algo importante.

Andou até a janela e então fixou seus olhos no céu escuro, respirou fundo fechando os olhos e assim que os abriu estava com o Sharingan ativo. Concentrou sua magia de bruxa misturando perfeitamente com seu Sharingan e fazendo dois selos e um movimento com a mão o relâmpago cortou o céu indo na direção que queria, sabia que ele o veria.

Madara ficou ainda mais encantado em como Izumi combinava tudo que tinha sem nada dar errado. Minutos depois ainda se encontrava fitando o céu e o enorme movimento do lado de fora. Há se eles soubessem de tudo.

_Vejo que acordou vadia. –A porta é aberta bruscamente por Mammon, havia visto o relâmpago e sabia exatamente de quem era aquilo. _Abaddon saiu e me deixou encarregado de cuidar de vocês. –Diz movimentando as mãos e o mais novo rapidamente se põe na frente do pai e da tia recebendo toda a carga da magia.

O corpo do garoto tremia e varios cortes eram feitos, Obito cai no chão desacordado e permaneceria assim durante o resto de sua vida, pelo menos enquanto Mammon viver naquele corpo. Izumi arregala os olhos indo para cima do ruivo que sorrir lambendo os lábios vendo o desespero da garota, adorava vê-la sofrer.

Ergueu uma das mãos em direção a Uchiha mais nova e a mesma voou atravessando a parede do quarto indo parar no corredor.

_Assim ela não atrapalha. –Murmurou estalado os dedos e mais cinco demônio menores apareceram no quarto. Mikoto e Madara fitaram a morena que se remexia cuspindo sangue do lado de fora do quarto e com apenas uma troca de olhares partiram para cima dos demônios.

Izumi sorriu vendo os tios em ação e retirou do selo no peito uma Katana e duas Adagas. Assoviou fazendo um pequeno portal e colocando as armas dentro, logo Mikoto e Madara embainhavam ambas as armas matando demônio por demônio.

_Odeio vocês cadela!

_É recíproco. –Diz rindo de lado tendo sua Katana em mãos, o demônio sorriu indo para cima da garota que desviou do ataque.

Haviam começado atacando cinco demônios e logo os três estavam correndo pelos corredores da enorme casa matando todo demônio que encontravam. Mammon atravessou a parede de um quarto do segundo andar e despencou escada a baixo parando no hall de entrada.

_Você é divertida mas por que está enrolando?

Sabia que se Izumi lutasse serio estaria mais machucado que aquilo, porém parecia que a morena queria ter certeza de algo e irritava ainda mais o ruivo saber que estava sendo usado.

_Izumi pode ir! –Grito Madara cortando a cabeça do demônio a sua frente.

_Pode ir querida, ficaremos bem! –Gritou Mikoto sorrindo de lado.

_Não irá à nenhum lugar filha da puta! –Rosnou Mammon fazendo dois selos e quando percebeu que nada aconteceu repetiu novamente.

Izumi gargalhou erguendo a capa do antebraço e o ruivo arregalou os olhos vendo que o selo não estava mais ali. O que fazia que controlassem a morena havia sumido, se apagado e dando lugar à um outro selo.

_Vão ficar bem?

_Vamos, agora vá!

_Que bagunça é essa? –Gritou Abaddon aparecendo na enorme porta de entrada. _O que minha vadia está fazendo aqui?

_Ela apagou o selo. –Diz Mammon e o grisalho arregala os olhos fitando o antebraço da morena.

_Você não irá a lugar nenhum Izumi, é minha e será minha nem que para isso eu a mate!

Abaddon ergue as mãos para o alto e toda a casa estremece, uma mão de madeira enorme surge do chão e assim que pegaria Izumi a morena sorri erguendo os braços para cima da cabeça e bate palma. As chamas azuis a consomem e a morena desaparece do local sem deixar rastro.

Ela havia fugido novamente!

_Desgraçada! –Gritou Abaddon e todas as janelas de vidro do local se explodem. _Mammon, pode bancar o medico maluco, nada me interessa se não for minha cadela! –diz passando por todos e subindo escada. _Prepare tudo, amanhã será um grande dia! –gritou novamente e os gêmeos caem no chão desacordados.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...