História Expensive Girl — Imagine Kim Namjoon - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Imagine, Kim Namjoon, Professor, Rap Monster, Romance, Sexo, Você
Visualizações 931
Palavras 1.494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey spirits! 🌸

Demorei um pouquinho hihi, como sempre a minha escola voltou, por isso vou me dedicar somente nos finais de semana (sei que hoje não é, mas né) espero que entendam.

Gostaram do novo banner?

Algumas coisas que vocês devem saber antes de ler:

➡ Muitas vezes o Namjoon retrata a S/N como sua menina, mas não pensem que ele irá obrigar ela a fazer alguma coisa, leia a fanfic inteira antes de tirar conclusões.

➡ Não pensem que o Namjoon quer abusar dela, o sentimento vai nascer pouco a pouco, não julgue antes de ler.

➡ Não sei ainda quantos capítulos serão feitos.

Boa leitura ^.^

Capítulo 4 - Delírio.


Fanfic / Fanfiction Expensive Girl — Imagine Kim Namjoon - Capítulo 4 - Delírio.

Tire isso agora

Garota, apenas tire isso.

(Eu sou um mestre amor, com o seu sutiã)

Tire isso agora

Garota, apenas tire isso.

(Eu posso te ajudar a deslizar essa calcinha)

NAMJOON ON

Meu corpo congelou e eu tirei minhas mãos - que estavam na cintura de S/N. - rapidamente. Engoli seco quando ele se aproximou.

- Vocês estão aqui sozinhos? - Arqueou uma sobrancelha.

- S-Seokjin, a S/N estava... - Enrolei um pouco para falar, quando iria inventar alguma desculpa S/N me interrompeu.

- Eu estava passando mal, papai. - Colocou sua mão na cabeça e fez uma careta engraçada. Tive que me segurar para não rir.

Minha menina mente bem, dessa eu não sabia.

- Hum... - Ele olhou por mais alguns segundos como se desconfiasse. - Você está melhor, filha? - Olhou para ela.

- O professor Kim Namjoon me ajudou.

Queria ter ajudado ainda mais, porém poderia ser de outra forma. - Pensei e sorri de sacana movendo minha cabeça negativamente com o meu próprio pensamento.

S/N me olhou rapidamente e vi suas bochechas ficarem em um tom rosado logo S/N colocou suas mãos para trás.

- Tudo bem filha, agora vá para a casa e descanse, não sei quando irei chegar mas já avisei sua mãe. - Falou e levou minha garota para fora da sala assim dando um beijo em sua testa.

Eu estava tão perto...

- Preciso conversar com você, Namjoon. - Jin bateu levemente em minhas costas depois que S/N saiu da sala.

- Diga. - Sorri e me sentei, vi ele fazer o mesmo.

- Bem, eu queria lhe convidar para ir em minha casa. - Ele disse enquanto brincava com uma caneta que estava próxima.

- Sério? - Perguntei um pouco surpreso. Afinal, Jin e eu paramos de nós encontrar faz tempo. Ou por causa do trabalho cansativo, ou pela falta de tempo, então ficava difícil conversamos e irmos em festas como antigamente.

- Sim, faz tempo que não fizemos isso. Vai ser um jantar simples, com a minha esposa e filha. - Fiquei pensativo quando ele disse a última frase.

S/N vai estar lá, não perderia isso por nada.

- Então, você quer ir? - Jin me encarou. - Claro, vamos conversar sobre alguns assuntos da escola, estou com problemas e queria que você me ajudasse.

- Tudo bem, eu vou ir sim. - Sorri e afrouxei minha gravata.

- Depois eu marco com você o dia e o horário. - Levantou-se e arrumou alguns papéis.

Espero que até lá eu tenha S/N em meus braços. Não vou aguentar encara-la sem poder toca-la. Preciso concretizar meus desejos o mais rápido possível.

[...]

No corredor segurava minha bolsa de mão junto com o meu notebook, já havia fechado algumas médias desse bimestre, porém faltavam alguns.

Saí rapidamente e fui para o estacionamento aonde estava meu carro, coloquei meus matérias em cima do veículo para pegar a chave do mesmo.

- Precisa de ajuda professor Namjoon? - Cindy apareceu atrás do carro me fazendo levar um susto. - O que foi?

- Não, não preciso. - Sorri e abri a porta do carro, mas antes que eu pudesse, Cindy segurou meu braço alisando a parte de meu músculo.

- Eu preciso de carona... - Abaixou a cabeça e sorriu, sua fala havia saído manhosa.

- Mas é o seu carro? - Perguntei olhando-a, Cindy tinha seu carro e eu sabia disso.

- Ele está aqui mas infelizmente não consegui liga-lo. - Falava sutilmente me fazendo repensar se isso era mesmo verdade. Mas enfim, ela não mentiria sobre isso, talvez Cindy precisasse mesmo.

Acabei concordo e nós entramos no carro, a viagem estava sendo tranquila se não fosse Cindy. Ela começou a deslizar suas mãos pela minha coxa enquanto olhava para frente como se fosse algo normal. Depois, ela levantou seu vestido vagarosamente e cruzou suas pernas deixando suas coxas visíveis.

- Cindy, você pode abaixar isso? - Apontei em um gesto rápido na direção de seu vestido.

- Por que? - Sorriu abertamente. - Não gosta quando estou assim? - Mordeu seu lábio inferior me fazendo apertar minhas mãos no volante.

- Não, eu não gosto. Por favor, somos colegas de trabalho. - Falei olhando para a estrada, não queria vê-la, não para cair em mais provocações.

Já não basta aquele dia da balada...

- Para de ser tão chato namjoon-ah... - Tirou seu cinto de segurança ficando de joelhos no banco. - Eu sei que você me deseja, assim como eu te desejo. - Alisou sua mão pelo meu peitoral me fazendo suspirar.

- Pode para com isso? - Tirei sua mão do local e vi a mesma bufar. - Eu preciso passar em um restaurante, se comporte. - Cindy revirou os olhos voltando a sua posição normal.

Parei meu carro um pouco nervoso, não gostava de dividir o mesmo ambiente que Cindy.

- Quer que eu entre com você? - Perguntou de braços cruzados.

- Não precisa. - Peguei minha carteira e finalmente pude sair daquele local tenso.

Assim que entrei fui para o local que ficavam as bebidas, peguei algumas garrafas de água e outras de soju, tomaria mais tarde, quem sabe eu chame o Wale e o Yoongi.

Parei no caixa que ficava perto de uma mesa do restaurante, estava esperando a mulher me entregar o troco, quando rolei meus olhos pelo lugar me deparei com uma visão nada agradável.

S/N e Jungkook dividindo a mesma mesa.

Jungkook pegava os hashis e colocava uma comida coreana na boca de S/N. Ela sorria e ria das palhaçadas que Jeon fazia, o que me fez revirar os olhos.

Esse menino só quer se aproveitar da minha doce menina. Isso não ficará assim.

Tossi alto e denunciei minha presença no local, Jungkook deu de ombros sem se importar que eu estava próximo. S/N parecia envergonhada e com medo de me ver ali, bem em sua frente.

Não me aguentei e caminhei até a mesa dos dois.

- O que meus dedicados alunos estão fazendo aqui? - Perguntei sem controlar o sentimento de ciúmes que crescia em mim.

- Estamos fora da escola, podemos fazer o que a gente quiser. - Segurou na mão de S/N me fazendo trincar o maxilar. Esse Jungkook me paga, menino sem respeito.

- Oppa! - S/N exclamou chamando sua atenção. - Mais respeito ele é o nosso professor.

- Tanto faz. - Jungkook continuou comendo normalmente, queria tanto falar umas poucas e boas aqui, mas isso não seria bem visto.

- Não tem problema, senhorita S/N. - Dei ênfase quando citei seu nome.

- Tudo bem, Namjoon. - Disse meu nome no mesmo tom.

- Amor? - Cindy surgiu me abraçando por trás, não acredito que ela está fazendo isso, na frente de S/N. - Ah! Encontrou nossos alunos? Que coincidência.

- Eu já vou indo, seu pai sabe que está aqui S/N? - Ignorei totalmente Cindy.

- Sabe. - Bebeu um pouco do seu suco. - Além do mais, vou ficar aqui com o Kookie-ah, ele é uma boa companhia. - Sorriu para ele.

"Kookie-ah"

Impressão minha ou minha menina está me provocando? Só sei que fiquei enfurecido por ela chamar aquele imbecil dessa maneira.

Minha vontade de chicotear seu bumbum redondinho era grande, S/N verá que pertence a mim.

S/N é somente minha e estou louco e ansioso para mostrar isso para ela.

[...]

Wale, Yoongi e Hoseok - Amigo de Yoongi. - vieram até minha casa, deixei Cindy em sua casa e por sorte a mesma não aprontou nada.

Eu no momento estava bebendo enquanto os meninos conversavam normalmente. Eu havia tomado umas três latas de soju.

- É você cara? Há quanto tempo seu meninão não levanta? - Wale disse fazendo os outros meninos rirem. Não sei como chegamos nesse assunto.

- Faz um bom tempo. - Disse embolado e os meninos me encararam. - Até que levanta, mas ele está tão triste esses dias. - Para mim, isso seria um pensamento, mas como eu havia bebido eu não controlava o que estava falando.

- A coisa está feia mesmo. - Yoongi comentou. - Não posso passar por isso e nem quero.

- E quem é a dona que está deixando você nessa situação? - Wale pronunciou-se.

- Uma garota na escola.

- Uma professora? - Hoseok perguntou me fazendo negar com a cabeça.

- Secretária? - Yoongi levantou uma sobrancelha.

- Também não. - Ri abafado. - Uma aluna. - Eles me olharam surpresos. - Estou tendo sonhos eróticos com uma garota de dezesseis anos e eu mal consigo dormir. - Puxei meus fios de cabelo totalmente frustado, joguei a última lata de soju fora.

Afinal, eu estava praticamente obcecado por aquela garota, nossa diferença de idade é grande. S/N é uma adolescente e tem que aproveitar sua vida enquanto pode, não quero atrapalhar essa parte de sua vida.

Chegava a ser frustante, não poder toca-la exatamente como eu queria. Aquele curto tempo que tivemos naquela sala em quatro paredes ao nossa redor foi maravilhoso e quente.

S/N é realmente quente.

Seu gemido baixo em meu ouvido me fazia imaginar coisas que para mim parecia ser distante.

Mas quero acabar com isso, se não vou acabar enlouquecendo.

- Namjoon? Aonde você vai cara? - Os meninos gritaram assim que sai de minha casa em passos rápidos.

Eu preciso dela, agora!


Notas Finais


Gostaram? O que será que o Namjoon vai fazer? Hihihi.

Comente aqui nos comentários! 🌸

Amanhã tem atualização de Escolhi te amar e no dia seguinte Ligados pelo amor >_<

Perfil: @TiaSory

Byebye 🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...