História Express - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Albert Spencer (Rei George), August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Cruella De Vil, David Nolan (Príncipe Encantado), Dr. Archie Hopper (Jiminy Cricket), Dr. Whale (Dr. Victor Frankenstein), Emma Swan, Fa Mulan, Hades, Henry Mills, Lacey (Belle), Lilith "Lily" Page, Madre Superiora (Fada Azul), Malévola, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Mérida, Neal Cassidy (Baelfire), Personagens Originais, Peter Pan, Princesa Aurora, Príncipe James, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Roland, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Violet, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Exibições 162
Palavras 1.660
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Leiam a nota final :3 💙

Capítulo 29 - And they lived happily forever...?


Fanfic / Fanfiction Express - Capítulo 29 - And they lived happily forever...?

Era o dia, as borboletas no estômago estavam voando agitadas. A emoção tomava conta a cada segundo que se passava, estava quase na hora de ficarem juntas para todo sempre.
-Emma querida, está pronta?
Perguntou Branca da porta, sua mãe trajava um lindo vestido bordô azul bebê, seu irmão trajava um lindo terno cinza e seu pai... Ah, seu pai estava maravilhoso... O mais lindo de todos como sua mãe o chamou naquela noite.
Emma estava anciosa, talvez com medo e uma pitada de pavor por estar indo pro altar com a mulher da sua vida em alguns minutos e aquilo era novo pra ela.

Ela se lembrou de quando Regina lhe agarrou pela segunda vez, depois do baile de aniversário de 15 anos;

Flashback on:

Emma andava de uma lado pra outro no salão de festas, ela tinha beijado Regina, e tinha gostado. O beijo foi o melhor beijo que recebeu em toda sua vida. Nem os beijos de Killian lhe traziam tais sensações.
A porta se abriu atrás de si mas ela não conseguia nem olhar pra ver quem era, seu nervoso era tanto.
- pretende abrir uma cratera no chão, Emma Swan?
A voz rouca da rainha a arrapiou por dentro. - por que tanto nervosismo menina?

Emma parou e olhou a mulher e deu um sorriso nervoso. - nós... Nós nos beijamos ontem, certo? E isso é errado, eu sou noiva e a senhora é uma mulher... Não...- foi interrompida por outro beijo, sofrego e luxurioso, envolvendo a nuca da rainha com as duas mãos.

- não há nada de errado em sentir isso... Eu sei o quanto é deliciosamente errado! Mas não se preocupe, não a tocarei novamente.

A soltou, tirando o borrado do batom, deixando uma menina muito nervosa e confusa para trás.

Flashback off:

- estou quase mãe, só mais um minuto.
Respirou fundo várias vezes, mas não conseguia ficar calma de forma nenhuma.-respire Swan, respire.
Disse se olhando no espelho, estava ficando cada vez mais pálida e nervosa a cada segundo que passava, ficava mais perto da hora de ir, e seu medo aumentava mais.

Flashback on:

Emma abriu os olhos assim que os primeiros raios de sol inundaram seu quarto, e viu Regina ao seu lado abraçada a sua cintura e sorriu e toda a noite anterior veio em sua mente.
Tinha perdido sua pureza com ela, lembrou-se de toda sua calma e delicadeza e preocupação com ela.
Queria sentir-se culpada por ter traído Killian, mas não conseguia só conseguia lembrar dos gemidos da rainha ao pé do seu ouvido a cada orgasmo que tinha, Só conseguia lembrar dos trejeitos dela quando estava sendo dominada, ela não sentir o menor medo se lançava com prazer e segurança. Lembrava-se dos cabelos bagunçados, do suor, do calor que sentiu, das unhas sendo fincadas nas suas costas e os arranhões. Lembrava-se de tudo, menos de Killian naquele momento.

[Toc Toc] 
Emma ouviu o bater na sua porta e arregalou os olhos.-Quem é?
Perguntou receosa, balançando de leve a mulher em seus braços para que acordasse.

-Sou eu alteza, Jekyll, vim avisar que os senhores seus pais a chamam para tomar o café da manhã.

Suspirou alto, dizendo que já iria descer, foi quando Regina abriu os olhos e deu um sorriso largo esfregando os olhos amêndoa. -bom dia, princesa.

Disse num tom sonolento, olhando ao redor procurando suas roupas. -bom dia, majestade, a gente precisa...- regina a interrompeu com um beijo calmo.
-só me diga aonde minhas roupas estão, preciso sair daqui sem ser notada!

Flashback off:

Emma respirou fundo e resolveu que sairia dali agora e casaria com sua rainha. -mãe chame o pai, estou pronta!

Branca assentiu e chamou o marido que parou na porta do quarto esperando sua menina sair de lá. Emma saiu alguns minutos depois, estava deslumbrante, o vestido sem mangas e bordado lhe caiu muito bem. Deu o braço ao homem e desceram as escadas, deram de cara com amigos, familiares mas a única pessoa que Emma estava se importando naquele momento era Regina que estava com sua coroa e um lindo vestido bordado também, e com alças grossas. Chegaram ao altar e Charming entregou sua menina a Regina dizendo: - Estou te entregando minha jóia mais valiosa, então por favor, cuide bem dela.

Regina sorriu e murmurou de volta. -não garanto que não terá alguns arranhões!
Fazendo todos rirem e voltaram-se para o padre, Felix.

- hoje estamos aqui reunidos para a união de Emma Swan e Regina Mills, duas almas que se colidiram ao longo do tempo e juntaram-se para formarem um lindo casal. Passaram por tremendas tempestades e furacões mas estão aqui hoje, para unirem suas almas para sempre.
Então, Regina Mills, aceita ficar com Emma Swan na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, na tristeza e na alegria até que a morte as separe?

Regina olhou no fundo dos olhos da mulher e sorriu. -eu aceito.

-Emma swan, aceita ficar com Regina Mills ma saúde e na doença, ma tristeza e na alegria, na riqueza e na pobreza até que a morte as separe?

Emma sorriu e respirou fundo. -eu aceito!

- vocês tem votos a fazer?

Ele olhou de uma pra outra e ambas assentiram. - façam-os.

Emma suspirou e deu início ao seu voto: - Regina, quando nós nos conhecemos no meu aniversário de quinze anos, assim que bati meus olhos em você meu coração bateu mil vezes mais forte, eu juro, tentei ignorar aquilo que senti e continuar vivendo mas não deu...Na mesma noite, dormimos juntas mas antes tivemos nosso primeiro beijo, e eu me senti culpada, achei errado e continuei minha vida porque pensei que você continuaria a sua mas você estava cada vez mais presente no meu dia a dia e não dava para ignorar. Percebi que já não tinha volta quando acordou na minha cama, abraçada a minha cintura depois do meu aniversário de dezesseis e ali foi só desenrolando mais ainda.
Estávamos sempre juntas, eu só ficava feliz com você comigo. Só sorria, brincava e era eu mesma com você ao meu lado, sem você era gelado, sem cor e sem vida. Passamos por enormes tempestades, ficamos dez anos longe uma da outra mas finalmente retornamos aos nossos devidos lugares que são no abraço uma da outra...!

A loira chorava a cada palavra dita, Regina segurava-se para não chorar, mas não aguentou muito tempo e desabou também e logo após uns minutos, começou o seu: - Emma, você sabe que tive muitos pecados e erros até chegar a você... Nunca te disseram mas quando você era um bebê, eu te sequestrei por uma semana, e lá eu vi algo em você.

Nesse momento Emma arregalou os olhos fazendo todos gargalharem e ela continuou. - sempre me vi presa as trevas por não ter mais capacidade de não criar vínculos com ninguém, e na época que você foi minha mini prisioneira eu criei um enorme vínculo com você. Sentia ciúmes, medo que se machucasse mas negava pra mim mesma que não faria.
Anos mais tarde, nós nos reencontramos, um reencontro num tanto explosivo onde no mesmo tivemos nosso primeiro beijo!
Após isso, eu não queria mais sair da sua vida mesmo que tivessem medo ainda de mim! Te pus em risco por diversas vezes, só deus sabe quantas vezes tive que por curativos em você escondido pros seus pais não verem!
Quando me vi apaixonada por você, achei impossível e neguei para mim mesma que não me apaixonaria por você a qualquer custo, mas falhei miseravelmente e hoje agradeço por ter falhado. Você foi a única que sempre ignorou meus erros do passado! Era impressionante como um só sorriso seu iluminava todo o meu dia! Quando me vi encurralada com você a beira da morte em meus braços, me vi em desespero e agi por completo impulso num ato desesperado de salvar sua vida e te lancei as trevas! Lancei uma maldição para apagar da sua memória o erro que cometi e fiquei dez anos sem poder tocar você. E aquilo me corroia todo santo dia! Quando finalmente a maldição foi quebrada, vi você morrer novamente pelas minhas mãos e fui literalmente ao inferno por você, cometi erros a seguir e você como sempre me perdoou;
E agora finalmente estamos onde devemos estar!

Todos ouviram os votos com lágrimas nos olhos, era impressionante o amor das duas, passar por tudo aquilo e o amor continuar forte e firme parecia coisa de filme. O amor delas era imutável. -pelo poder a mim concedido, eu vos declaro casadas. Agora, podem beijar-se.

Disse ele com um sorriso contido, Emma aproximou-se de Regina, iniciando o beijo apaixonado.

-Eu te amo muito Swan.
Disse entre o beijo sorrindo.
-Eu te amo muito Regina...

Estavam felizes, foram de encontro a festa, a felicidade e harmonia entre todos era maravilhosa. Branca não parava de mimar seu pequeno netinho Henry que tinha traços de ambas os olhos verdes e os cabelos castanhos.

Tudo era paz e harmonia até se ouvir o estrondo da porta se abrindo, e revelando uma figura pavorosa na mesma. -desculpem interromper o felizes para sempre de vocês mas... É isso que vilões fazem eles estragam e hoje é o seu final feliz que será estragado Regina.

A voz rouca e gélida era inconfundível, Regina bateu os olhos no homem e entrou na frente de Emma. -Você deveria estar morto...

Ele gargalhou, sua gargalhada gelada foi cortante e horripilante. -deveria não é majestade, mas não estou. E sinto muito por essa decepção minha cara...

Sorriu mostrando seus dentes apodrecendo e se aproximou, segurando o rosto de Regina com força.: Espero que você entenda majestade, por mais que você tente apagar seu passado ele sempre a assombrará. E pro seu total desgosto, eu estou nele.

O homem sumiu em fumaça vermelha deixando a Rainha em pavor, olhou para trás para ver Emma e sentiu seu peito doer... Emma havia sumido junto!


Notas Finais


Bom, chegamos a reta final dessa estória e agradeço muito por todo apoio.
Todo comentário positivo.
Foi de extrema importância e eu adorei expor para vocês minha obra!
Express hoje teve seu fim, mas podem ficar sossegados ela tem uma continuação que se chama Bleeding for you.
Mais para frente postarei um prólogo dela para ver se será do agrado de vocês!
Bem, nesses 30 episódios, tivemos emoções diversificadas não é? E foi uma horna causar isso em cada um de vocês!

Espero que tenham gostado e aproveitado a viagem com Express, pois uma nova viagem estará para começar...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...