História Eye candy! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Daddy, Help Me, Killer
Exibições 40
Palavras 692
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Então, eu vou escrever uma história "BEM PESADA" se vc gosta desse tipo de leitura vc veio ao lugar certo!
Caso vc nao gosta de nada que está ali na descrição, eu bem recomendo nem ler.
Eu estou escrevendo para um determinado público e é esse meu plano, mas não venha me dar lição de moral sobre romantizar estupro e lalala porque eu não sou obrigada
BEIJOS DE LUZ
tenha uma ótima leitura.

Capítulo 1 - Início do verão.


Fanfic / Fanfiction Eye candy! - Capítulo 1 - Início do verão.

Ela estava correndo pelo quintal com o sully, sully era o nosso cachorro, um labrador preto extremamente mimado por Sky.

Meu nome é Christopher heistins e eu tenho 24 anos, eu moro em uma cidade pequena ao leste dos Estados Unidos, mais especificamente florida. Tenho uma filha chamada Sky, ela é a única pessoa que de fato vivê ao meu redor além de jhosh.

Sky tem 14 anos e mora comigo desde que nasceu, sua mãe infelizmente morreu na hora do parto Oque fez com que eu não pudesse a largar no mundo, eu não iria me perdoar.

Josh é um amigo que eu tenho desde quando eu tinha 16 anos, ele cresceu comigo eu eu isso fez com que eu só consegui-se confiar nele. Ele me acompanhou nos momentos em que eu imaginei que não iria tem ninguém ao meu lado, principalmente quando sky havia nascido. Pense dois caras enormes viajando ha trabalho o tempo todo com uma bebê recém nascida.

 14 anos atrás. 

Eu há aconpanhava a em todas as seções sem ela ao menos saber. Eu havia descoberto que ela estava grávida a um mes e meio atrás e então comecei a segui-lá. 

Ela saia do consultório e eu estava tão destraido que nem há vi se aproximar de mim.

-Oque você quer de mim? 

-Lílian? E...eu. Por favor me desculpe.

-Você diz isso a todas as suas vítimas? ou tá treinando comigo pela primeira vez?

-Esse bebê é meu não é?!! -Disse olhando em seu olhos porém podendo sentir meus olhos marejar. 

-Você não tem que saber de nada.

Ela saiu virando as costas para mim e fazendo sinal para que um táxi parace para ela entrar.

Corri e segurei em seu braço.

-Por favor Lílian. Me perdoe e me deixe ajudar.

Ela entrou no táxi e seguiu seu caminho...

Passou-se semanas e semanas e então consegui fazer com que ele confiace em mim

Ela saia da clínica e então a chamei para uma noite relaxante... faltava pouco para a criança nascer, Lílian não havia escolhido um nome ainda Oque fazia com que nos dois a chamasse de criança.

-Para onde vai me levar? -Disse ela com cara de preocupação porém sem medo.

-Será surpresa.

Chegamos e havia um bosque, lá havia algumas velas e lamparinas, tinha um colchão de ar no chão e algumas comidas fora de uma cesta.

-Esta de noite Oque fazer aqui essa hora, por que não de dia?

Levei ela até o lugar e começamos a falar sobre tudo... 

-Porque que eu não larguei aquela vida antes e não me esforcei para te conquistar da maneira certa? 

-Acho que nós só estavamos no lugar errado na hora errada.

-Você não gosta de estar grávida de mim não é?!

Ela abaixou a cabeça.

Eu não amo estar inchada, enjoada e mt menos ganhar peso. Mas não digo que tudo isso foi ruim, porque eu e você geramos nossa criança. 

Deitamos e ficamos observado as estrelas que estavam atrás das copas das árvores.

Era dia 24/04/2002 e então me ligaram do hospital

-Senhor Christopher reistins? 

-É ele.

-Sua esposa esta entrando em trabalho de parto e está gritando por você.

Senti meu corpo gelar e exato desliguei o telefone, corri me vestir para que eu pudesse correr ao hospital.

Barulho de alguem batendo na porta

Corri até a porta para atender, quando vi era um homem para quem eu devia um favor, 

Gritei em bom tom.

-Eu estou saindo e estou muito ocupado não posso parar agora.

Ele me atrasou até estou usando pagar 2.0000 para ele poder jogar na merda de um casino.

Cheguei no hospital com 1 hora e meia de atraso e então.

-Lílian??? -gritei com as mãos na cabeça. -vendo a deitada na maca porém sem vida, havia muito sangue escorrendo da maca ate o chão. 

-Senhor precisamos que você tenha controle, sua esposa faleceu porém conseguimos salvar uma das crianças.

-Uma das? 

-senhor ela estava grávida de tri gêmeos, dois meninos e uma menina, apenas a menina sobreviveu.

Então vi uma enfermeira me entregar aquela coisinha pequena e frágil enrolada em um pano.

-É sua guerreira senhor, ela lutou muito para estar aqui agora.

Agarrei em meus braços e podia sentir ela caber na minha mão.

Olhei em seus olhos e ela estava com uma expressão linda, linda como a Lílian.

Seu nome será Sky heistins.






Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...