História Eyes On Fire - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles
Tags Aaron Johnson, Ação, Carros, Drama, Harry Styles, Mackenzie Young, One Direction, Revelaçoes, Romance, Tragedia, Zayn Malik
Visualizações 21
Palavras 1.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem :)

Capítulo 2 - Recém Chegada


- Aqui, beba isso. – Pediu Monica, me entregando uma caneca de café. Ela estava sendo muito compreensiva desde que eu tinha pisado em sua casa e eu não poderia estar mais agradecida. Contei tudo a ela, desde o começo e não escondendo nenhum detalhe. 

- Olha, Mackenzie, eu sei que não deve ter sido fácil descobrir tudo dessa maneira, o que os seus pais fizeram foi muito errado, mas você precisa conversar com eles.

Bebo um gole da bebida e coloco a caneca na mesinha de centro.

- Monica, eu realmente achei que você conhecesse meus pais. Você mais do que ninguém sabe como eles são controladores. Essa foi a gota d’água para mim e eu nunca vou perdoar o que eles fizeram. – Falo com lágrimas nos olhos.

Droga! Eu detesto chorar na frente de pessoas. Me faz me sentir fraca, vulnerável e eu não gosto de demonstrar fraqueza.

- Meus próprios pais me enganaram, eles me apunhalaram pelas costas. – Me debulho em lágrimas ao lembrar das verdades ditas pelo Aaron logo depois que eu o peguei no flagra aos beijos com minha ex-melhor amiga, Carla. Eu o amava, mas tudo o que tivemos for uma relação repleta de mentiras, tudo armado pelos nossos pais. E ele sabia de tudo desde o começo.

Monica se senta do meu lado no sofá e me olha com os olhos cheios de compreensão.

- Mack...- Meu coração se aperta ao escutar ela me chamar pelo apelido que usávamos no colegial anos atrás. – Eu não entendo o motivo deles terem feito o que fizeram, mas sei que você pode superar tudo isso e seguir em frente. Você é uma garota forte e sabe disso.

- Eu não sei se tenho coragem de vê-los novamente. A essa hora eles devem estar se descabelando de preocupação. – Falo com um sorrisinho no rosto. É o que eles merecem mesmo...

- Você deveria pelo menos mandar uma mensagem para seus pais para dizer que está viva, eu não quero acordar amanhã com o FBI arrombando minha porta a sua procura. – Nós duas caímos na risada por alguns minutos. Era isso que sentia falta em Monica, sua capacidade de me fazer rir nos momentos mais difíceis.

Nós duas estudamos juntas por um curto período no colegial três anos atrás. Eu ainda estava no segundo ano do ensino médio quando Monica já estava cursando o terceiro. Era de se estranhar que uma veterana como ela fosse amiga de uma garota mais nova como eu, mas as circunstâncias não nos deram outra escolha.

Monica sofria constantemente com piadas ditas por colegas de escola por conta de ser gorda. Em uma dessas ocasiões eu a defendi e foi ali que nossa amizade se iniciou. Logo depois de Monica se formar, ela e o irmão gêmeo, Oliver, foram viver em Seattle com a família. A distância acabou nos afastando com o tempo.

- O que aconteceu com você nesses últimos anos? – Abro um sorriso ao olha seu corpo agora bem definido. – Você mudou bastante, devo admitir.

- Nada que uma vida de exercícios e dieta não resolva. – Ela diz, com as bochechas rosadas.

- Monica, eu sei que é pedir muito, mas gostaria de saber se eu posso ficar na sua casa por um tempo até eu arrumar um emprego e me acomodar na cidade.

Ela me encara com os olhos arregalados.

- Mackenzie Young trabalhando? O fim dos tempos está próximo. - Ela começa a rir e eu jogo uma almofada nela.

- Não tem graça, eu sou nova nisso. Você tem que me ajudar a arrumar um emprego porque daqui apouco meu pai vai saber que eu realmente saí de casa e eu vou ser obrigada a dizer adeus ao meu cartão de crédito.

Meu coração se aperta só de pensar no que vai ser de mim sem meu cartão platinum.

- Não se preocupe, Mack. Você pode ficar em meu apartamento o tempo que for e trabalhar não é tão ruim como pensa.

- Como você sabe, por acaso trabalha?

- É Claro que eu trabalho. Só porque meus pais são ricos não quer dizer que eu não tenha que ganhar meu próprio dinheiro. - Explicou ela.

Eu me encolho no sofá, me achando a maior idiota por ser sustentada pelos pais aos 20 anos de idade.

- E caso você não saiba, eu faço faculdade de gastronomia e trabalho como estagiaria em um restaurante muito famoso da cidade. – Contou.

- Que ótimo, Monica. Fico muito feliz por você, de verdade. – Pego sua mão e coloco entre as minhas.

- Mack, você se lembra do Oliver, certo? – Ela pergunta.

- É claro que eu me lembro. A propósito, como ele está?

- Ele está bem e continua o mesmo de sempre, mas eu preciso alerta-la de que ele mora aqui também. Só para o caso de você se esbarrar com ele no corredor logo de manhã.

- Ah, sem problemas. Onde ele está agora? – Pergunto

Monica franze o cenho e olha para porta.

- Deve estar fazendo as coisas dele, ele vai chegar na madrugada. – Fala com um leve toque de irritação na voz.

 Pego meu celular no bolso, ignorando as ligações perdidas de meus pais e de Aaron e levo um susto ao ver que já se passava da meia noite. Monica tem a mesma reação que a minha e levanta num salto.

- Nossa, eu não percebi que já era tão tarde. Vou lhe mostrar seu quarto.

Pego minha mala e a sigo até um corredor com quatro portas no total. Monica vai até a última e a abre me dando espaço para entrar e olhar o lugar. O quarto não era tão pequeno e nem era tão grande, possuía uma cama de casal no centro de uma janela com vista para a cidade e dois criados mundo com um mini abajur em cima, um de cada lado da cama. O guarda roupa branco de deus portas continha um espelho grande no meio e um baú de madeira ficava ao lado. Percebo que o quarto é bem modesto em comparação ao que eu estou acostumada, mas logo me sinto aconchegada. Eu adorei.

- É perfeito, Monica. Obrigada mesmo. – Agradeço 

-Que bom que gostou. O banheiro fica em frente se quiser tomar um banho e se trocar para dormir. - Ela vai até a janela e ajeita as cortinas.

- Vou deixar você se acomodar – Ela dá um último sorriso e logo em seguida fecha a porta.

Coloco minha mala em cima da cama e me sento ao lado. Encaro meu reflexo no espelho e fecho a cara ao ver meu estado. Eu precisava de um banho urgente.


Notas Finais


Gostaram? Comentem por favor e muito obrigada por lerem até aqui.
vejo vocês no próximo capitulo!

XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...