História Ezidium - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Ação, Dimensões, Originais, Sei La:v
Exibições 1
Palavras 1.215
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Sla o que eu coloco aqui :V

Capítulo 1 - Dia 1 - O círculo vermelho


Fanfic / Fanfiction Ezidium - Capítulo 1 - Dia 1 - O círculo vermelho

 A neve caia lentamente entre os galhos sem folhas das árvores,  o vento levava as folhas, o silêncio era o que reinava, junto com a lua cheia daquela noite. Era uma noite calma… Riku ("Uirko") estava dormindo sentado abaixo da árvore mais grande daquele lugar. Ele estava dormindo profundamente, como se estivesse morto, o vento passava sobre seu rosto, Riku foi abrindo os olhos aos poucos, irritado com aquele vento que entrava em sua orelha.
 -Onde… eu estou? - Disse ele observando a paisagem em sua volta.
 Riku levantou aos poucos, ainda estranhando o lugar que estava, o vento batia em seus cabelos castanho. Ele avistou uma casa pequena ou uma cabana de grande tocos de madeira que soltava fumaça pela chaminé, talvez uma casa de algum lenhador ou caçador, ele não pensou duas vezes, correu até essa casa ou o que seja aquilo. Riku chegou no destino, realmente era uma casa de madeira, ele bateu na porta várias vezes, mas ninguém atendeu, Riku ouviu alguma coisa se aproximando e começou a bater mais na porta por instinto,  mas era inútil, os passos apenas aumentava, junto com o barulho que parecia ser de uma corrente se arrastando no chão, ele começou a bater mais na porta e até puxar a maçaneta, mas nada funcionava, e o som aumentava.
 -Droga!
 O barulho se aproximava, Riku estava preparado para correr, mas no último minuto, ele ouviu uma voz saindo de trás da porta:
 -Hehehe! Você quer entrar aqui e se proteger? Então terá que acertar uma charada! - Era a voz de um velho.
 -Maldito desgraçado! Não vê a situação que eu estou? Esse barulho não pode ser coisa boa! - (TRIGGERED)
 -Como eu disse, apenas acertando uma charada!
 -Fala logo!!!
 -Sim. Foi feito para pular, mas não pula? 
 -Hum...
 O som já estava bem perto.
 -A CAMA ELÁSTICA!!!! - Respondeu Riku. 
 -Errou, é a sua mãe. TROLLEI! 
 -Isso não fez sentido nenhum! 
 -Dane-se. 
 Depois disso, o velho parou de falar e Riku começou a correr estilo FAST A SANIC, mas nisso, ele tropeçou e torceu o pé. Riku viu o que estava atrás dele, era uma pessoa vestida completamente como médico da peste, desde a máscara, até os sapatos, e um capuz que chegava até o topo de um tipo de máscara de ferro que parecia um bico de urubu, Riku estava perplexo, não sabia o que fazia diante daquela figura, Riku que já estava assustado, viu o que a pessoa carregava na mão, era uma corrente amarrada ao pescoço de um cadáver podre, e na outra mão carregava outra corrente amarrada em uma bola de demolição.
 -"Se acalme!" - Pensava Riku com ele mesmo. - "O que eu poderia fazer nesse momento?"
 O mundo de Riku desabava enquanto ele apenas via a pessoa se aproximando, a respiração de Riku estava forte, ele não conseguia respirar normalmente, era como uma tortura, ele mal conseguia se manter de pé, estava agachado no chão usando a mão como apoio.
 -"Merda... Se continuar nesse ritmo eu morrerei… " - Pensava Riku. 
 O médico da peste já estava a apenas alguns 5 metros de distância de sua presa, sim, presa.
 -"Mas afinal, por que eu estou com medo? Eu sinto como se estivesse com medo e coragem ao mesmo tempo…" 
 A pessoa misteriosa já estava na frente de Riku.
1 -Maldito número 2, quem é você? E por que usa essa roupa?
 O médico não respondeu, apenas fez um silêncio incomum e deu um chute em Riku, que voou longe e só parou quando bateu em uma montanha nevada, tudo estava em câmera lenta para ele, a sua visão estava embaçada, o sangue escorria pelo seu corpo, mas o que ele poderia fazer? Ele nunca tinha passado por esse tipo de coisa antes, era uma experiência terrível, apenas aquele chute doeu mais que um tiro, ele estava mais ainda a beira da morte, Riku, então, ouviu uma voz ecoando por sua cabeça:
 -"Mate-o…"
 -Como…?
 -"Siga o seu instinto…"
 -Instinto... Como isso soa forte…
 Riku se levantou silenciosamente, mas com a fúria de 1.000 cavalos pilotando submarinos.
 -Instinto… - Ele repetia isso em sua mente.
 O médico da peste estava se aproximando de Riku novamente, o som da corrente era por algum motivo, atordoante para Riku, ele não sabia explicar, mais odiava aquilo, era como um som que representava a morte.
 -Essa batalha já esta ganha! - Disse Riku colocando a mão na montanha.
 Fazendo isso, um círculo vermelho com várias letras que parecia estar em uma língua estranha, Ele de alguma forma conseguia ler aquilo, na parte de cima estava escrito "controlar pelo tempo" e na de baixo "invocar", essas palavras estavam destacadas,  Riku selecionou "controlar pelo tempo", nisso apareceu um círculo de mais ou menos 5 metros em volta dele, e também apareceu uma lista vermelha com o nome "Médico da peste" destacado, ele selecionou isso e apareceu um relógio (também vermelho:V), Riku rodou o ponteiro grande do relógio e se impressionou com o que viu, quando ele mexia aquele ponteiro em sentido anti-horário,  a pessoa voltava para trás (Exemplo: se ele voltasse 1 minuto no relógio, a pessoa escolhida voltaria para onde ela estava a 1 minuto atrás, é realmente confuso:V), Riku voltou 30 minutos no relógio, assim, a pessoa desapareceu de vista.
 -Isso é realmente apelāo. - Falou Riku com ele mesmo.
 Ele estava cansado depois de tudo isso, mas desconhecia aquele lugar e não tinha onde dormir por ali, então ele resolveu procurar um hotel ou algo do tipo, mas de qualquer forma, ele precisaria de dinheiro, e começou a procurar algum trabalho naquela hora da noite, depois de procurar muito, o único trabalho que ele achou foi um de caça.
 -Então você quer um trabalho? Eu tenho um para você. - Disse um homem.
 -Qual? - Perguntou Riku.
 -Um de caça. 
 -Eu não tenho opção, então de qualquer forma eu aceito. Qual é as informações? 
 -Você realmente é um homem de negócios. Um bando de arquiodos irão passar perto das montanhas daqui a pouco, quero que você vá lá, os mate e pegue a carne.
 -Arquiodos? - Perguntou Riku confuso.
 -Sim. Algum problema?
 -O que são arquiodos? 
 -Você é um estrangeiro? Bem, arquiodos são como javalis, só que a carne deles é melhor, mas em compensação, eles são mais fortes e ferozes do que javalis comuns, eles já mataram muitos caçadores por aí. 
 -Quanto de dinheiro vai ser a recompensa?
 -Hummm,  que tal 5.000 mil?
 -ACEITO! 
 Riku recebeu um arco e flecha e uma espada enferrujada, apesar das armas ruins, ele partiu sem mais nem menos, depois de um tempo esperando nas montanhas, ele avistou os arquiodos.
 -Moleza…
 Ele derrotou o bando facilmente usando a espada e o "controlar pelo tempo".
 -"Com esse poder eu ficaria rico facilmente." - Pensou Riku.
 Ele foi se encontrar com o homem que deu a missão e recebeu a recompensa de 5.000 mil, depois ele encontrou uma vila, ele usou 580 em dinheiro para comprar comida o suficiente para mais ou menos 12 dias e uso 120 para dormir em uma pousada, enquanto descansava várias coisas enchiam a cabeça dele:
 -"Como eu fui parar aqui? Por que eu ganhei esse poder?" - Pensava ele.
 Depois de refletir muito, Riku foi fechando os olhos aos poucos, até cair no sono…


 

 
 

 


 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...