História F l o w e r - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, V
Tags Bts, Flower, Jimin, Jin, Jungkook, Kookmon, Minjoon, Minkook, Minmon, Namjikook, Namjoon, Namkook, Nammin, Rap Monster, Seokjin, Taehyung, Taejin, Vjin
Visualizações 58
Palavras 1.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - 0.5 - Lotus flower


- Vai ficar tudo bem se você acreditar que vai, entende?... - Jimin falava enquanto colocava achocolatado em uma xícara, adicionando marshmallows e pitadas de canela. - Quer dizer, se você tem certeza disso, quer dizer que isso realmente irá dar certo 

- Eu sei, mas... - Suspirou. - Eu tenho medo dele fazer algo com meu irmão.

- Vai ficar tudo bem, Kookie. - Sorriu amigável, dando a xícara para o menor. - Esse tal de Taehyung não é apenas um amigo? Não tem perigo deles se apaixonarem.

- Eu sei, mas... - Bufou, se interrompendo toda vez que pronúncia um "mas". - Eu não sei, sabe? Apenas estou com um pressentimento ruim.

- Vai ficar tudo bem, relaxa. - Sorriu mais uma vez. - Daqui a pouco meu turno acaba, vamos dar uma volta? - Jungkook assentiu, tomando parte de seu achocolatado.

Jungkook estava se sentindo um pouco estranho. Ontem a noite, pegou seu irmão de conversa com um tal de "Taehyung".

Ele estava com medo que seu irmão sofresse o mesmo que ele, tanto com seu pai quanto na escola. Não aguentaria ver seu irmão chorar por bullying, e não aguentaria ver seu irmão se diminuir por conta de seu próprio pai.

Se Jin estiver apaixonado por Taehyung - o que Jungkook acha que está, pois nunca viu dois amigos mandarem tantos corações em apenas algumas mensagens -, Kookie terá que proteger seu irmão, não importa o que aconteça.

Mas nem sempre Jungkook estará lá para proteger seu irmão.

[...]

- Para onde estamos indo? - Perguntou ao loiro que sorria enquanto andava bem afrente.

- Você verá. - Disse, empurrando uma porta que dava direto numa biblioteca.

- O que viemos fazer aqui? Pesquisar o tanto em que meu pai é babaca? Acho que nem em escrituras antigas as pessoas possuíam tanto ódio quanto ele. - Jungkook disse, completamente emburrado.

- Elas possuíam, e eram piores. - Kookie lhe olhou torto, se perguntando: por que Jimin anda lendo livros de história? - Mas eu não te trouxe aqui para ler este tipo de livro, te trouxe aqui para que possamos ler um em comum.

Jimin puxou Kookie pela mão até o fundo da biblioteca, numa mesa afastada. Com um livro na mão, ele sorriu antes de se sentar ao lado do moreno.

- Este livro fala sobre amor, e também, sobre magia e guerras entre reinos... - Jimin dizia, apontando para o objeto. - Conta sobre a história de duas pessoas de reinos opostos que se amavam, e como os reinos não se gostavam, eles entraram em guerra, porém, o casal apartou a briga entre reinos, mas morreu no processo. - Explicou detalhadamente, abrindo em uma das páginas que tinha marcado antes.

- Hmm... E o que isso tem de especial? - Perguntou, tentando se interessar por aquele livro.

- O especial é que a garota deste livro me lembra você. - Kookie arqueou as sobrancelhas em plena confusão, e logo, Jimin sorriu, tratando de ler um parágrafo daquele livro. - "Sobre as margens do rio, meu amor pairou sobre a água com um sorriso tênue e olhos marejados, assim como os meus.

Eu sabia que era a última vez que veria aquele sorriso que se tornou uma lembrança triste, mas mesmo assim, eu me sentia feliz por poder ver sua melancolia reconfortante para mim.

"Não importa por quanto tempo está luta dure, ela acabou no momento em que te vi pela primeira vez." - Ele disse, me fazendo piscar os olhos e deixar as lágrimas caírem de uma vez.

"Está luta acabou, mas a minha luta interna para te esquecer algum dia, irá persistir até o final deste mundo." - Agora foram minhas palavras, estás que doeram em meu peito como um corte profundo. - "Você cruzou a linha de meu reino, e eu cruzei a do seu... Isso por acaso faz de nós exilados de nosso próprio convívio?"

"Com certeza faz; mas não importa se fomos exilados ou não. Não pertencemos a um lugar onde nossas ideias são postas como hostis apenas por serem diferentes. Eu disse "adeus" a este lugar a partir do momento em que me disseram que eu não podia te amar."

"E eu disse "adeus" a partir do momento em que me vi presa neste dilema entre você e meu reino, e eu escolhi o errado mais certo em toda minha vida: eu escolhi você." - Assim que terminou de ler, notou que Jungkook tinha seus olhos brilhantes pelas lágrimas que viriam a cair.

Jimin foi rápido em deixar o livro na mesa e ir enxugar as lágrimas do moreno, sorrindo assim como ele sorriu com aquela ação.

- Isso é bonito... Profundo. - Jimin concordou, enquanto suas mãos desceram até as maçãs do rosto de Kookie, onde seus dedões acariciavam seu rosto.

- Eu te achei parecido com esse livro. Tão bonito... - Analisou com calma o rosto do mais novo, sorrindo internamente por tocar aquela perfeição. - Tão profundo... - Olhou diretamente em seus olhos, enxergando no obscuro alguém que estava triste, mas que sentia seguro com uma certa companhia.

Jungkook estava triste, mas se sentia seguro com Jimin.

E foi neste instante que Jimin ficou "desligado". Se perdeu completamente no olhar intenso do outro, que nem conseguiu medir a distância em que se encontrava dele, e aos poucos, foi se aproximando.

Jimin não mediu esforços para se afastar, muito pelo o contrário, apenas seguiu o que seu coração mandou e disse que era certo. E segundo o coração de Jimin, o certo era beijar Jungkook.

Foi tão calmo, com um certo ponto de desejo um pelo outro. Jimin poderia dizer que era melhor que as dezenas de beijos que já deu com seu namorado - e era -, já que era algo que ele nunca experimentou.

Quando se separaram, Jimin tinha as bochechas coradas assim como Kookie, e os dois se encontravam morrendo de vergonha pelo ato recente, mas completamente satisfeitos por isso.

- Podemos fazer isso de novo? - Jungkook perguntou, passando o dedo nos lábios, ainda sentindo como se Jimin ainda tivesse lhe beijando.

Jimin nada respondeu, apenas beijou Jungkook novamente, mas dessa vez, de língua, e de uma forma que ele nunca fosse esquecer.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...