História Facínora - Capítulo 13


Escrita por: ~ e ~JuliaVictory

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 142
Palavras 1.703
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olareeees para vocês! E ai gente? Como vocês estão, uh? Contem pra tia.
E mais uma vez não deu pra pegar as notas da Júlia :v.
Já peço desculpas pelos erros.
~ Até as notas finais.

Capítulo 13 - Capítulo 12


POV'S JONAS

 

- Jonas? – Sr.Cooper entra na lojinha de conveniência com uns papeis na mão.

- Sim? – Respondo.

- Será que você poderia me fazer um favor?

- Se estiver em meu alcance...

-Você poderia ir pagar umas contas do posto para mim? – Pede.

- Claro. – Digo.

- Aproveite e vá almoçar. – Fala com um sorriso.

- Tudo bem, Sr. Cooper.

[...]

Caminho olhando com atenção os papéis em minhas mãos, quando sinto algo se chocar contra mim. Olho para baixo e vejo fios loiros.

- Jonas? - A voz suave e aveludada de Alex soa pelos meus ouvidos.  Ela está com algumas sacolas e um livro em mãos.

- Parece que o destino quis que nos esbarrássemos de novo. - Dou um sorrisinho de lado.

- De novo essa história de destino? - Sussurra baixo, porém consigo ouvi-la. - Me desculpe, estou meio atrasada. Tenho q... - Coloco a mão suavemente sobre o seu ombro, e a interrompo.

- Título interessante. - Falo olhando para o livro em sua mão. Mentes Perigosas de Ana Beatriz Barbosa Silva.

- Gosta do assunto? - Pergunta abaixando o olhar para o livro.

- Sem dúvidas. - Divertimento passa pelo o meu olhar.

- É para um trabalho de faculdade. Sobre o Maníaco das Rosas. - Oh, ela está fazendo um trabalho sobre mim. Sinto-me honrado!

- Interessante. Como anda o trabalho?

- Na verdade, ainda estou só no começo. Estou procurando alguns livros sobre o assunto. – Fala dando de ombros.

- Precisa de ajuda? - Pergunto.

- Não, mas obrigada mesmo assim. - Sorri docemente. - Me desculpe Jonas, mas eu tenho mesmo que ir.

- Aonde vai tão apressada assim? - Pergunto franzindo o cenho.

- Irei ao restaurante aqui pertinho para almoçar com as meninas. - Responde me olhando torto.

- Sério? Eu também estou indo para lá. - Respondo. Ela não precisa saber que eu estava indo pagar as contas para o Sr. Cooper.

- Que coincidência! - Fala sorrindo. – Ultimamente andam acontecendo muitas coincidências conosco, não é?! – Dá uma risada. – Está indo sozinho?

- Estou sim.

- Ótimo. Se junte conosco então.

- Será uma honra. - Digo piscando.

 

[...]

 

Ao entrarmos no restaurante, caminhamos em direção as mesas do fundo. Visualizo duas garotas sentadas em uma mesa. Consigo reconhecer a garota de cabelos castanhos, Chloe. Ao olhar para a garota ao seu lado franzo o cenho, já a vi com Alex outras vezes, seus traços me são familiares.

- Hey meninas. - Alex diz quando nos aproximamos da mesa. - Trouxe o Jonas.

- Oh, Jonas! - Chloe fala surpresa. - O que te traz aqui?

- Soube que a comida daqui é excelente. - Dou um pequeno sorriso.

- Com certeza. - Diz dando um risinho.

- Jonas, essa é a Tiffany. - Alex diz apontando para a garota. - Ela estudava com a gente, se lembra?

Nesse momento vários flashes invadiram minha mente. Claro que eu me lembrava de Tiffany, ela sempre foi amiga de Alex.

- Olá Jonas. - Minha atenção vai para Tiffany. Permito-me observa-la com atenção. Ela tem cabelos longos e negros e seus olhos são escuros como a noite.

- Olá. - Respondo com um aceno de cabeça.

- Vocês estão juntos? - Chloe pergunta.

- Oh não. Nós nos encontramos na porta da livraria, e como ele também estava vindo para cá, eu o convidei para se juntar a nós. - Alex responde rapidamente.

- Claro. - Chloe faz uma cara maliciosa.

- Vocês vão ficar parados ai em pé? – Tiffany pergunta direta.

- Ah, é mesmo. - Alex responde se sentando em uma cadeira vaga do lado de Chloe, só restou uma cadeira que está entre Alex e a Tiffany, me sento lá.

Pelo canto do olho vejo a garçonete se aproximar. Ela para ao lado de Chloe e então seus olhos me encontram, ela me encara e um grande e sugestivo sorriso surge em seu rosto. A garota em minha frente é uma ruiva falsificada, e sua roupa é extremamente curta. Ela puxa o pequeno vestido para baixo, seus seios saltam do grande decote v. Que cena deprimente.

- O que vão querer? - Fala de forma maliciosa.

- Que preste atenção em nós também. - Chloe diz de forma irônica. Alex arregala os olhos. Chloe é uma garota sarcástica, eu gosto disso.

- Eu vou querer o especial da casa. - Tiffany se pronuncia, sua voz demonstra tédio.

- Eu quero um frango grelhado e uma saladinha light. - Chloe pede olhando para as suas unhas. - Estou de dieta. - Completa.

- Está precisando mesmo. - A voz debochada da garçonete preenche meus ouvidos. Chloe abre a boca em um perfeito “O”, sua face está contorcida em puro ódio.

- Como ousa? - Fala se levantando da mesa. A mão de Tiffany pousa sobre o seu pulso a puxando para trás.

- Fique quieta. - Sussurra para Chloe. Seu rosto se vira ameaçadoramente em direção a garçonete. - Se você não quer perder o seu emprego, cale a boca, anote os nossos pedidos e depois vá embora. - A garçonete faz uma cara de nojo.

- Eu vou querer lasanha de quatro queijos. - Alex diz se remexendo desconfortavelmente na cadeira.

- E eu vou querer um bife mal passado acompanhado de batatas fritas. - Me pronuncio.

A garçonete anota os pedidos com a cara azeda e se dirige a cozinha.

- Gostei do estilo. - Chloe diz olhando para a minha jaqueta, a garota age como se não tivesse acontecido nada a alguns minutos atrás. Dou de ombros e abro um pequeno sorriso.

- Horário de almoço, Jonas? - Alex me pergunta.

- Sim. – Respondo.

- Onde você trabalha? - Tiffany pergunta.

- No posto do fim da cidade. - Ela balança a cabeça em afirmação.

- Faz muito tempo? - Agora foi a vez da Chloe.

- Isso é um interrogatório? - Dou um sorrisinho de lado. - Mas sim, faz muitos anos.

- Você faz faculdade? - Tiffany pergunta. Somos interrompidos pela garçonete trazendo a comida, ela faz uma rápida cara de desgosto e sai. Não ficaria surpreso se descobrisse que ela cuspiu na comida de Chloe.

- Ridícula. - Chloe sussurra baixo. 

- Não, eu não faço faculdade. - Falo respondendo a pergunta de Tiffany. - E vocês? – Pergunto educado.

- Faço advocacia. – Tiffany responde.

- Moda. – Chloe responde com certo orgulho.

- E eu faço jornalismo criminal. – Alex fala dando de ombros. Irônico, não? A minha própria mulher pode descobrir. Excitante.

- Ah, falando em faculdade. – Chloe chama atenção para si. – Vocês ficaram sabendo das câmeras?

- O que tem as câmeras? – Alex pergunta confusa.

- Elas pifaram.

- Como assim pifaram? – Tiffany pergunta.

- Pifaram, estão com defeito, não funcionam mais, tiraram um tempo de férias, bateram as botas, foram para o paraíso das câmeras, estragaram, capiche? – Chloe responde com sarcasmo. Tiffany revira os olhos diante a fala da garota.

- Você é ridícula, Chloe. – Alex responde dando um meio sorriso.

Estico minha mão para pegar a água que está no centro da mesa, sem querer a manga da minha camiseta sobe um pouco revelando algumas das minhas cicatrizes, puxo minha mão rapidamente. Olho para os lados para ver se alguém me observava. Alex está concentrada em sua comida, Chloe está mexendo em seus cabelos, e Tiffany... Tiffany está com os olhos presos em minhas mãos. Será que ela viu? Coloco-as debaixo da mesa rapidamente.

- Algum problema, Jonas? – Tiffany pergunta com as sobrancelhas arqueadas. Não sei se ela realmente viu minhas cicatrizes já que puxei minha mão rapidamente.

- Claro que não. – Dou um sorriso nervoso. Tiffany olha para o meu rosto como se me avaliasse, seus olhos demonstram que ela não acreditou nem um pouco em mim. Essa garota é perigosa, ela é muito observadora. Tenho que tomar cuidado com ela. Se eu der um passo em falso, ela pode descobrir algo.

Há somente duas coisas que me deixam desconfortável, falar dos meus ‘’pais’’ e as minhas cicatrizes. Elas me lembram coisas que não devem ser lembradas, elas são o espelho para o meu passado.

- Sei.

- Jonas, por que você saiu da escola no primário? – Chloe pergunta.

- Deixe de ser inconveniente, Chloe! – Alex exclama.

- Qual é Alex?! É só uma pergunta, não tem nada demais! – Bufa.

- É, não tem nada demais Alex... – Tiffany diz. – Ou tem? – Estreita seus olhos em minha direção.

- Meus pais morreram naquele ano. – Falo respirando fundo. Seus rostos demonstram perplexidade.

- Oh meu Deus, Jonas. Sinto muito. – Alex diz com pena.

- Sinto muito por ter te lembrado disso. – Chloe diz parecendo arrependida.

- Não sinta. – Falo com frieza. Tiffany arqueia as sobrancelhas. – Já faz muitos anos. – Estreito os olhos.

- Claro... Mas uma coisa dessa o tempo não apaga. – Tiffany diz.

- Com certeza não. – Respondo.  A mesa fica em silencio por alguns segundos.

- Então Jonas, terá uma festa na faculdade, você não gostaria de ir? – Chloe fala tentando mudar de assunto. Tiffany olha para Chloe com perplexidade, mas a garota nem parece se importar.

- Festa? – Pergunto. Eu não gosto muito de festas, não gosto de aparecer em público.

- Sim, festa de Halloween. – Alex responde.

 - Festa de Halloween? Hum, interessante. Talvez eu apareça por lá. – Respondo.

- Sim, é no último domingo do mês. Espero que você vá. E não se esqueça da fantasia. – Chloe completa.

- Tudo bem. Acho que já está tarde meninas, eu tenho que ir. – Digo.

- Está mesmo, já se passou uma hora. – Alex diz olhando para o relógio do celular.

- Foi uma honra almoçar com vocês. – Digo me levantando.

- Obrigada por nos fazer companhia. – Alex fala com um pequeno sorriso.

- Até a festa, Jonas. – Chloe fala com um enorme sorriso e acena com a mão.

- Foi um prazer, Jonas. – Tiffany fala com a mão no queixo.

Essa garota é realmente perigosa. Parece que ela me estudou o almoço todo, e não é no bom sentido.

Balancei a cabeça em um aceno e me dirigi a saída. Ainda tenho que pagar as contas da loja para o Sr. Cooper.

Algo me diz que essa festa será surpreendente.


Notas Finais


Oi de novo.
Eu sei, está pequeno... Mas bem, tenham paciência! Já falei isso em alguns comentários, mas vou repetir. Galero, a história está meio zzz por enquanto, eu sei, mas é essencial. E essa fase já está quase acabando! Terá um acontecimento que mudará um pouco as coisas, e só então a ação realmente vai começar. Então paciência pequenos gafanhotos.
E ah, viram a capa nova? O que acharam? Todos os créditos para a Júlia! Ela fez tudo, só dei minha opinião nas coisas mesmo. Até que você serve pra algo, não é Alce? Shauhsua. Me digam o que você acharam.
E sobre a Chloe... A garota realmente é sincera! Talvez eu tenha um pouquinho da Chloe, só ''talvez'' sgaysgyagy
E essa festa? Hum... Nada a declarar. Me levem na festa com vocês gente, nunca te pedi nada.
Obrigada pelos comentários do capítulo passado, amo vocês <3.
E só isso mesmo, até o próximo capítulo.
Tchauzito.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...