História Fade - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Hoseok, Jhope, Jikook, Jimin, Jiminnie, Jin, Menção Sugamon, Menção Yoonseok, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Suga, Taehyung, Vkook, Yoongi, Yoonmin
Exibições 411
Palavras 2.778
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Escrevi a noite toda
Gente
Esse horário de verão me bugou tanto
Eu me acostumei dormi nos finais de semana e feriados lá pras 5 da manhã
Hoje foi logo as 7
mds

O certo era eu ter postado esse capítulo mais cedo
Mas, eu decidi prolongar mais ele
Pra eu ter uma base do que escrever pro próximo capítulo

OBRIGADA PELOS 175 FAVORITOS <33

Boa leitura!

Até as notas finais! ~

Capítulo 19 - Patience


Estava ficando com frio e a chuva aumentavam, a melhor opção do momento era realmente ir para o apartamento de Jimin, mesmo não achando apropriado. Não entendo, Hoseok quase não tem nada para fazer essa hora, principalmente fim de semana, e ele nem mesmo me esperou...talvez é o destino dizendo para eu não sair mais da clínica. 

 

A melhor coisas que veio a minha cabeça para amparar a chuva seria tirar meu casaco e colocar na cabeça dos dois, estava molhado? Bastante, mas pelo menos um pouco iria parar. 

 

— Rápido antes que isso piore. — Me agarrei ao braço de Jimin e segurei em um dos lados do casaco para que não escapasse por conta do vento, saímos correndo a rua de volta para a frente da clínica.

 

Já faz um tempo que eu não vou na chuva, só fico observando pela janela. Hoseok não me deixa sair quando é dia de chuva, ele diz que meu corpo não tem imunidade para tratar de uma gripe ou outra doença adquirida por dias assim. 

 

É um pouco nostálgico estar assim na chuva, quando era pequeno costumava tanto andar por aí com Hoseok, mas sempre terminava de cama...entendo ele ainda estar me protegendo. E também eu não gosto de estar doente, é ruim, já sinto meu corpo naturalmente fraco, imagina então quando doente.

 

Chegamos em frente a clínica e nos amparamos por um tempo de baixo do ponto que havia uma cabine ao lado, soltei o braço de Jimin que procurava dinheiro para a passagem, ele me olhou com uma expressão aflita e apontou para sua mão, só haviam alguns trocados.


 

— Só tenho uma passagem, você vai na frente. — Jimin puxou minha mão entregando o dinheiro. Não é justo deixa-lo aqui na chuva, ele se esforçou para me trazer aqui. O devolvi o dinheiro e ele me olhou confuso. — Hyung você vai pegar um resfriado...por favor. — Ele tentou forçar para me devolver, mas recusei novamente.


 

— Já estão os dois molhados, do que adianta? Vamos logo. — O puxei para a calçada, mas ele recuou saindo de baixo do casaco. — Jimin, vamos ir juntos, ta? Não me incomodo ficar doente, me incomoda é você ter que pegar essa chuva sozinho. — A essa altura eu nem mais me importava com minha pronúncia, se ela era confusa ou não, o que importa é que já estava perdendo o medo de falar. O mundo estava quase caindo e ele estava novamente tentando me "salvar".
 

 

—  Se você ficar doente não quero o professor cobrando remédio para mim. — Ele riu entrado de baixo do casaco e colocando um braço por cima dos meus ombros. — Vamos ter que apressar um pouco o passo, ta? — Ele apertou meu ombro de lado fazendo com que ficássemos levemente colados, segurou na outra ponta do casaco e deu sinal para corrermos. 

 

A tendência da chuva nesse momento era só engrossar, o vento parecia uma criança brincando, ia para as direções aleatoriamente. 

 

É engraçado o fato da água estar em todo lugar, está no nosso corpo, no próprio mar, nas nuvens, no ar...é sugestivo que a água seja o melhor elemento? Pelo menos para mim é algo mágico. 

 

Jimin e eu corríamos pelas ruas, as vezes passávamos numa poça ou outra que fazia a água voar para as nossas roupas já molhadas. Desistimos de colocar o casaco por cima da cabeça e acabamos apenas saindo que nem desesperados correndo. Jimin não parava de rir da nossa situação no momento, ousou parar perto de uma casa com uma calha escorrendo água sem parar e encher as mãos para tacar água em mim! Eu parei e olhei ele que estava que nem uma criança fugindo, no meio dessa chuva e ele inventa de brincar?!

 

Enrolei meu casaco que estava usando anteriormente e o joguei nas costas dele, estava pesado por conta da água, então acabou caindo no chão pelo choque. Desta vez fui eu que correu como uma criança dele, já que depois que levantou me 'ameaçou' a jogar em mim.

 

O incrível é que mesmo com toda essa chuva que parecia escurecer tudo, as cores de Jimin continuavam mais vivas do que nunca. Isso pra mim é tão...fantástico, acho que vou me perguntar isso toda vez que puder, o que Jimin tem de tão especial? Por que isso acontece? Aish...o meu coração chega a bater mais rápido.

 

Brincadeiras à parte, o caminho se resumiu de Jimin jogando água em mim e nós correndo para chegar logo, enquanto a chuva não parecia querer parar nunca. Já sentia minha garganta doer um pouco, mas Jimin disse que já estávamos próximo do seu prédio, então tínhamos era que correr mesmo.

 

Ele me deu a mão quando percebeu eu estar perdendo fôlego, pensei por um momento que iria cair, não tenho mais tanta energia para isso, mas ele me segurou.

 

Quando chegamos deu até certo alívio, a entrada era coberta e o portão estava arreganhado, o que facilitou nossa entrada. Jimin pediu para eu esperar em frente a um dos prédios, ele ia pedir alguma coisa ao síndico.

 

Logo retornou e subimos as escadas rapidamente, ele estava com a chave na mão, quando chegamos a porta de seu apartamento olhamos para trás e...um lamaçal. 

 

— Os vizinhos vão chiar muito comigo. — Riu Jimin abrindo a porta e esticando um pouco a mão para dentro ligando a luz por fora. — Vou pegar uma toalha para nós, espera aí. — Jimin entrou retirando os sapatos e as meias e colocando do lado de fora.

 

Havia um tapete de veludo marrom na porta, e logo ao lado um pano de chão, necessário para limpar os pés. Retirei os meus sapatos e os coloquei próximo de onde Jimin havia deixado os seus; não gostava de utilizar meias...são desconfortáveis, esquentam muito os pés.

 

Jimin retornou com uma toalha branca me entregando, enquanto estava com uma toalha...turquesa? Parecia que tudo que estava no corpo de Jimin de repente aos meus olhos ganhavam cores, agora sei que não é um tipo de tintura que estava fazendo isso, é tão mágico.

 

Me sequei apenas para poder entrar dentro de casa e não molhar nada, mas foi uma tentativa falha, só de eu entrar na Sá consegui molhar o chão por conta da roupa que estava extremamente pesada de água.

 

— Calma, não se move, vai sair molhando tudo. Eu já molhei metade da casa pra pegar as toalhas. — Alertou Jimin fazendo alguns sinais com a mão, mas voltando para trancar a porta de entrada do apartamento, mas o que ele chamava de casa. — Vou te pegar um roupão, você se troca aqui na sala e eu pego algumas roupas enquanto isso para você ir tomar banho tá? — Eu assenti. Um banho quente depois de uma chuva fria previne que pelo menos a gripe ataque hoje.

 

Fiquei parado enquanto ele adentrava no que aparentava ser seu quarto, voltou rápido e jogou o roupão em minha direção, fechou então a porta do quarto para que eu me vestisse com aquilo. 

 

As roupas estavam pesadas e grudadas muito ao corpo, para tirar a blusa foi um desafio quase, já a calça e a cueca simplesmente deslizaram juntas em consequência a água que já tinha ultrapassado as duas, os coloquei amontoados em cima do pano de chão que estava perto da porta. Coloquei o roupão e o amarrei, e realmente, agora estou sentido mais que o dobro do frio de antes, até em lugares que eu pensei que não iam surgir alterações de temperatura estavam frios também...me encolhi.

 

— Já colocou o roupão Hyung? — Perguntou Jimin do outro lado da porta. 

 

— Sim, já coloquei. — Fui andando com cuidado para não cair, o chão parecia mais escorregadio do que o do meu dormitório, fui até perto da porta esperando Jimin abrir. Então, abriu, estava com uma roupa dobrada na mão.

 

— Toma. — Jimin me entregou a roupa, parecia ser um pouco menor que meu número, mas já estava bom. Tentou procurar com os olhos onde eu havia deixado minha roupa, demonstrava estar... tímido? Que repentino.

 

— Do lado da porta. — Falei apontando, o fazendo soltar um tímido "Ah...".

 

— O banheiro fica no fim do corredor, tem sabonetes dentro do armário menor e mais toalhas por lá. — Apontou desta vez Jimin para o corredor, segui o caminho então que ele havia dito e adentrei no banheiro.

 

---//---

Assim que Yoongi entrou para o banheiro corri para dentro do quarto para tirar a roupa que estava terrivelmente molhada, fiz o mesmo, usei um roupão, mas coloquei a roupa dentro do sexto que ficava próximo a lavanderia.

 

Meu celular incrivelmente não queimou, mesmo depois de tanta água. E para minha surpresa também haviam várias mensagens de Taehyung. Besta, mas divertidas como sempre.

 

Texting.

 

pArK jImIn

Em nome de Jeová, olha essa chuva 

Tu tá na rua desgraça? 

Jesus tomara que tome um resfriado pra deixar de ser vacilão

Não me pergunta onde eu aprendi essa palavra

Mentira 

Pergunta sim

...

...

...

Já que tu morreu já deixo a explicação aqui

É uma fanfiqueira brasileira que eu amo 

Me ensinou essa gíria do Brasil 

Já adquiri 

Enfim, 

Jungkook ta meio chateado

Por isso o vacilo

Tu é muito burro cara.

....

Já tô ficando preocupado

JÁ TEM 30 MINUTOS Q TU SAIU DAQUI 

E NEM VISUALIZA 

#SAVEJIMINJOYCE 

nossa senhora 

Já tô imaginando que você e o guri pararam pra se comer em algum lugar 

Ashuashua Brinks 

...

...

Jesus 

Estou preocupado mexmo cara 

1 hora sem respostas

Mds

Já tô chamando a funerária aqui

Visualizado √√
-

Taehyung era louco da cabeça, mas engraçado da mesma forma. Sentei no sofá para ler as mensagens com mais atenção, aproveitei para tirar uma selca da minha situação. 
-

*Foto* { Estava sentado no sofá com o cabelo totalmente molhado e com o rosto ainda com umas gotas que haviam se acumulado lá fora}

Isso responde tua pergunta?

Cê tá num spa? 

AAAAAAA

Ta louco? 

To molhado da chuva, isso sim

A clínica do Yoongi fechou

Ele vai ter que dormir aqui em casa hoje.

Então a gente se molhou pra voltar pra casa
 

Aliás, não conta ainda sobre isso pro Jungkook
 

Deixa pra eu falar contigo

Q falta de sorte em man

Já tinha até pagado o caixão

Ok falei nada

Deixa de ser besta

É sério

Yoongi ta tomando banho e eu tô no sofá esperando
 

Pegamos aquela chuva todinha, chegamos encharcados 

 

Opa, tira nudes pra nóis

Deixa de ser louco, mds 

kkkkkkkk

Jimin, aprende a rir direito

É ashuashuashuashua

não kkkkk

É broxante

 

Ok, vou tentar

Mas tu tá puto comigo?

 

Áudio: Querido, puto eu tô com Jungkook que tá há duas horas escolhendo uma roupa para uma balada.

Deixa ele, é a primeira vez dele num lugar assim

 

Áudio: Daqui a pouco ele desce as escadas como aquelas miss universo, com flash até na pupila do olho e todo maquiado.

 

Vai ficar bonito pelo menos

 

Áudio: Se ele não estiver fazendo isso por querer seu corpo nu... mano, eu bato nele. Mas bem provável que é meu palpite.

 

Olha, pela primeira vez 

Eu tô rezando pra esse seu palpite ser praga

E pegar mesmo.

 

Áudio: Mas sabe, eu tô pensando que meu OTP agora vai ser outro...deixa eu pensar em um nome...Yoonmin?

 

-

Fiquei um tempo retornando a mensagem de Taehyung, já que não a entendia. Foi um longo tempo..

Um 

Dois 

Três...

-

NOSSA MAN 
AGORA QUEM É VACILÃO É VOCÊ 

 

NoOOOOooosa tu entendeu?

Vocês fazem um casal bonitinho também

Tu faz casal bonitinho com todo mundo 

você é um beyblade

 

Fala o que ficou com 7 garotas diferentes em uma semana
Aimds 
Cansei de você
Preciso secar a casa 
Tchau

 

Deixei o celular com a tela desligada no sofá e procurei um pano de chão nas gavetas da cozinha, não tinha lugar pra guardar, então era lá mesmo. Encontrei um que estava bem no fundo da gaveta. Precisava de um rodo também, esse não era tão difícil de encontrar, havia um na lavanderia bem na entrada, o peguei.

 

Coloquei o pano por cima do rodo e fui passando da porta de entrada (Que tinha respingos até na parede), até meu quarto. Enquanto isso Yoongi ainda estava no banho, o vapor quente saia por de baixo da porta e indicava que estava na última temperatura.

 

Deixei o pano secando em uma das janelas da lavanderia, e pendurei o rodo num gancho, para evitar o frio entrar pela casa fechei a porta.

 

Precisava escolher uma roupa também, afinal daqui eu iria para Hongdae, se a chuva parasse né...seria realmente muita falta de sorte a chuva não querer parar, logo num dia assim! Que infelicidade da porra em tempo!

 

Voltei a me sentar no sofá com a roupa de lado, o friozinho que entrava por de baixo do roupão não era nada agradável, então mantinha as pernas encolhidas, tentava me distrair vendo alguma coisa no celular, mandei algumas mensagens para Yujin e aparentemente o carro dela voltou em segurança, mudei para o chat de Jungkook, conversava algumas coisas com ele, nem tocou no assunto do beijo. Aos poucos fui afastando as pernas, estava mais concentrado no celular do que o movimento que meu corpo automaticamente fazia.

 

Ouvi a porta sanfonada abrir, indicando que Yoongi já havia saído. Não me lembro muito bem que roupa tinha pegado pra ele, mas vendo o 'estilo' dele só gostava de roupas preto e branco, peguei as que tinham com pouca coloração.

---//---

 

O banho foi aliviante, bem quente e conseguiu suprir aquele frio que me rodava. O banheiro de Jimin, assim como o resto dos cômodos, eram bem bagunçados, ao passar pelo corredor e ir para a sala já conseguia até ver uma camiseta em cima de um abajur, e outras coisas jogadas no meio do nada. 

 

Jimin havia me dado um casaco preto grande, maior do que eu, o modelo deste parecia ser assim mesmo; uma camiseta branca para colocar por baixo e uma calça moletom, que estava bem quentinha...mas ele pareceu esquecer a cueca, não vou chegar nele falando uma coisas dessas né...não é tão ruim, a calça é larga, então...nem da pra perceber nada, qualquer coisa eu peço um cobertor pra ficar enrolado ou coisa assim. 

 

 Fui até a sala secando o cabelo com uma toalha que não faço ideia da cor que seja, só encontrei dentro da banheiro e estava limpa. Jimin estava mexendo no celular com um sorriso, estava com um roupão também

 

—  Acabei. — Avisei ainda passando a toalha no cabelo. Ele parecia tão concentrado que nem sequer me deu atenção, olhei para os lado e me perguntei onde eu poderia colocar a toalha, acho que nem tem um lugar certo, realmente ta tudo uma bagunça. Ouvi o chinelo dele escorregar para o lado e olhei para ver se ele iria levantar ou algo assim, mas ele só tinha espaçado as pernas...pequeno problema, ele tava de roupão e tinha uma 'visita' em casa.  — Jimin...— O chamei tentando desviar olhares daquela área que ele nem se importava estar mostrando, novamente não me escutou. — Aish...— Coloquei a toalha no ombro e caminhei até mais perto e o tomei o celular da mão, agora sim ele pode me ver e ouvir . — Não é educado ficar com as pernas abertas assim. — Falei antes que ele protestasse e apontando para as pernas dele, no qual ele encolheu, não é nenhum bicho e sete cabeças para mim, só que...né, é meio anti-ético uma coisa assim. — E onde eu deixo a toalha?

 

— Ah...— Jimin pareceu sem reação, só conseguia ficar com os olhos arregalados e os olhos, mas se levantou pegando a toalha que estava no meu ombro e pegando alguma coisa que estava do lado dele. — Desculpe...pode deixar que eu coloco a toalha lá fora.
 

— Que nada...— Falei dando espaço para Jimin passar, me sentei no  sofá e coloquei o celular de lado, ele ainda vibrava...ah, Jimin já estava em outro cômodo, não faz mal bisbilhotar um pouco.

 

Peguei o celular novamente e já me dei de cara com  uma janela escrito na parte de cima: Jungkook.

 

---//---

 

— Como assim só agora que você se tocou que o Yoongi não ta na clínica? — Praticamente gritava com Hoseok que falava de forma distraída do outro lado da linha, ele tinha dito como se fosse um nada e que Yoongi simplesmente saído e Hoseok o esquecido. — Vai na chuva caçar ele! 

 

— Eu nem sei onde ele ta...saiu com o Jimin e não voltou, não tenho culpa! — Falou Hoseok tentando se justificar. Jimin novamente aprontando, o que esse garoto fez dessa vez?

 

— Mas que merda, em Hoseok...

 

Desliguei o celular, realmente, não tenho paciência para lidar com algo assim.


 

— Namjoon, pega o carro. Já sei onde o Yoongi ta...eu acho. Mas, é hoje que eu mato aquele menino. 


Notas Finais


POSTEI TARDE, MAS POSTEI
Com acompanhamento de estrogonofe
Anyway

Esse capítulo que deveria se chamar Rain
Mas...seria meio estranho alterar e tals
entom
usei o ultimo elemento do capítulo (Paciência)

E minha mão já está ficando melhor, bom já tem casquinha
então daqui a pouco cicatrizara completamente
mas a afta ainda ta aqui

Bom, eu nunca sei o que eu escrevo nas notas finais direito
Mas ai bate uns 5 minutos e me vem uma biblia que eu poderia ter escrito
então
acontece q

Até o próximo capítulo ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...