História Fairy .. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Happy, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Natsu Dragneel
Tags Fairy Tail
Exibições 11
Palavras 2.089
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - 2


Um dia, enquanto era levada de um campo de guerra ao outro, meu carro havia sido atacado.

O motorista havia levado um tiro à queima roupa em sua cabeça,perdendo assim o controle do veículo.

Tínhamos capotado algumas vezes antes de enfim, cairmos da ponte e afundarmos no gelado rio, que a ponte onde estávamos passando estava.

Eu estava dormindo,e a sensação agonizante de acordar com seu corpo, se movendo e girando de forma brusca era algo que jamais iria esquecer…

Tal sensação era a mesma que sentia nesse momento.

Sentindo como se meu corpo fosse se bater em uma rocha a cada momento.

Era agonizante,torturante, e estranhamente...surreal…

Algo que jamais pensei que iria sentir novamente.

 

A água da chuva batia  no rosto da mulher que, ia acordando ao poucos, a sensação de náusea tomava conta de seu estômago, seus olhos se abriram e fitaram o céu escuro e chuvoso, seu corpo não tremia de frio mas suas roupas encharcadas se grudavam em sua pele, seus cabelos grudados no rosto,pescoço, e em suas costas.

Seu vestido de  mangas curtas, com comprimento até seus joelhos ,era azul e com flores,com alguns botões na frente  que iam até o final estavam levemente suja por conta da lama.

Ela se sentou, sentindo uma leve dificuldade, como se ela tivesse levado algum tipo de baque ou tapa , olhou ao redor  assustada com o que havia acontecido...será que ela acabou tropeçando bateu a cabeça e acabou adormecendo?

Ela não se lembrava de muita coisa...apenas imagens vinham em sua mente naquele momento...a voz lhe chamando, o zumbido,seu marido,as mulheres , e aquela linda estátua...e mais nada.

E quando ela tentou se lembrar de mais algumas coisas,sentia sua cabeça doer.

Olhou ao redor,tentando encontrar seu marido mas nada estava lá, assim como as mulheres...ou a estátua.

Mas as grandes pedras talhadas assim como as tochas que estavam aos seus pés ,ela se levantou, sentia seu corpo levemente trêmulo.

-Onde...está todo mundo?Murmurou a mulher-Onde..está aquela estátua?Ela olhava ao redor, dando leves e lentos passos, para perto de uma das longs rochas, ela observou com  um pouco de dificuldade, os desenhos e escritas cravadas na pedras.

Eram desenhos que, aparentavam uma espécie de ritual, mulheres, homens, algo que aparenta representar fogo...e um dragão, ela tocou levemente a rocha.

-Eu...não  tinha percebido esses desenhos antes...Murmurou ela, começando a andar com dores leves em seu corpo, ela se retirou de dentro do círculo de pedras, andando na direção de onde ela acreditava ser a cidade.

Andando lentamente até a árvore mais próxima, seus olhos se alargaram em total espanto quando notara que, o local onde seu carro deveria estar, não estava mais lá mas sim , uma grande e densa floresta úmida, olhou para os lados, vendo nenhuma menção ou, parte da cidade estava lá, parecia como se a cidade...tivesse simplesmente desaparecido.

-Mas...o que?Murmurou ela um pouco assustada, sentia uma estranha sensação de perigo correndo em seu corpo, uma vontade de gritar atrás de seu marido, de qualquer pessoa que pudesse lhe explicar o que estava acontecendo ou , onde ela realmente estava.

Será que seu marido, havia levado o carro para outro lugar e ela não lhe avisou?

Será que ela foi deixada lá?

Eram tantas perguntas que vinham em sua mente mas, todas logo foram apagadas quando uma estranha sensação no solo, onde seus pés estavam , tomou conta do ar.

Um forte tremor começou, era como se um grande caminhão ou, algo muito grande tivesse se locomovendo ou apenas, caiu de uma altura grande.

Ela via as folhas das árvores se ,mexerem, não por conta da chuva que insistia em continuar a cair,mas sim pela movimentação.

-O-Oque está acontecendo??Gritou ela assustada olhando ao redor, um barulho de explosão ao fundo pode ser escutado, e seus olhos se alargaram ao ver a horripilante visão a poucos metros à sua frente, gritando de dor.

Ao longe, Lucy via uma criatura gigantesca, maior que um caminhão de guerra, seus olhos eram amarelos ,como as de uma cobra, seu corpo parecia ser feito de escamas, negras e brilhosas, como um pedaço de prata refletindo assim a imagem da loira,a mulher percebia os chifres na cabeça dele e , as garras afiadas em seus longos e grandes dedos, Lucy percebeu uma ferida na parte de trás do corpo da estranha e assustadora criatura, sangrando, aberta, e totalmente dolorosa.

Ele a fitou, seus grandes e amarelados olhos recaindo sobre ela, e então um grande rugido foi escutado,e logo a criatura começou ir atrás dela.

Foi então que ela gritou, gritou em um tom totalmente apavorada e assustada, enquanto sem nem pensar duas vezes começou a correr.

Correu como nunca havia antes corrido, entrando como louca no meio e toda aquela mata, parecia que tal floresta nunca tivera sido desvendada antes, tão fechada e densa.

Ela batia nas árvores, tropeçava nas raízes e, nas pedras mas , em nenhum minuto ela parou,começou a escutar vozes e sons de algumas pessoas,algo como se tivessem atacando a criatura, e ao fundo o rugido destas.

Foi então que ela parou de correr perto de uma clareira, ao se deparar com a figura de um homem, que fez Lucy sentir um arrepio gigantesco.

O homem era alto, de pele bronzeada e longos cabelos negros e rebeldes,suas roupas eram negras ,com um toque de metal e prateado, seu rosto possuía alguns pinos de metal a qual a loira nunca havia visto antes, assim como em suas orelhas,cobertas por brincos de ferro, seus braços desnudos possuem pinos de metal, e braceletes de ferro, seu corpo assim como o da loira estava totalmente encharcado por conta da chuva, sua respiração estava pesada e aparentemente estava cansado,ele olhava a loira de cima a baixo, de forma séria e analisava cada movimento que ela poderia dar.

-Quem é você?Perguntou o rapaz, sua voz saia grossa e áspera,perigosa e hostil, a mulher se manteve calada, assustada, sem soltar um som sequer,apenas o forte som de sua pesada respiração.

E então mais um barulho pode ser escutado….uma espécie de explosão, os dois olharam na mesma direção da floresta, onde uma espessa fumaça negra começou a surgir no topo do céu,algo como uma fumaça  de incêndio.

-Tsc...aquele idiota está exagerando de novo! Falou o homem que fitou o céu com a fumaça,  mesmo já sendo de noite a fumaça  era visível , Lucy sentiu que essa deveria ser a hora de escapar e antes que o homem pudesse perceber, a mulher começou a correr, sem saber para onde mas ela, deveria sair de perto daquele estranho homem, afinal...quem era ele?Onde  ela estava ?Onde estava o seu marido?

-O-Oe você !Gritou o rapaz ao ver a mulher ao longe- Tsc...isso vai me atrapalhar ,mas não deixarei você escapar!

Correndo entre a mata, Lucy sentia as folhas e galhos baterem em sua corpo, alguns galhos a machucando e fazendo leves feridas em sua pele , suas roupas se sujaram com o marrom da lama que  havia se formado, sua respiração  estava rápida e ofegante, seus pés  começaram  a latejar por conta das diversas pedras e, raízes de árvores em que ela estava pisando , foi então que uma grande barra de ferro sólido  passou rapidamente  por perto de sua cabeça  batendo, e quebrando algumas árvores  perto de si  a assustando o que a fez torcer o pé , e cair de um pequeno desfiladeiro, caindo por fim em cima de alguns arbusto.

-Isso...doeu muito.  Murmurou  ela se levantando , olhando seus joelhos ralados-O que diabos...era aquilo?!

-Oe garota! Disse aquele homem,Lucy sentiu um gelo em seu corpo ao se virar  em direção  ao dono da voz e ao vê lo em cima de uma pedra , um forte raio iluminou todo o local deixando um ar assustador e ameaçador na figura bruta do homem, seus olhos se alargaram mais que o normal ao fitar a figura de uma grande barra de ferro saindo do braço direito do homem e logo, se transformando em uma mão humana.

-O-O que você  quer  comigo?!Gritou Lucy  assustada, ela tinha vivido muitos momentos de medo e tensão  nas horas em que ficava  cuidando de feridos , presenciara momentos de total tensão  e pânico  mas, nunca havia sentido uma sensação  como aquela antes.

De impotência, fraqueza...

O homem a fitou intensamente,  seus negros olhos não desgrudaram do corpo da mulher, foi então  que ele soltou um largo e… assustador  sorriso dando um grande pulo o qual  Lucy havia jurado…

Ter visto algo como molas de metal em seus pés .

-Você  é uma mulher muito rápida sabia… mas não muito esperta.Falou o rapaz na sua frente.-Agora você  irá  vir conosco temos algo a perguntar a você.

-Com...vocês?Respondeu  a mulher assustada, havia mais que um ?

-Ei Gajeel , não assuste a mulher!Falou uma voz feminina delicada, mas em tom bravo , repreendendo o rapaz que, logo relaxou seus músculos ao escutar aquela voz-Ela deve estar perdida e assustada com tudo isso..e você  ainda fica botando mais medo nela!

-Tsc...deixa eu ter o meu momento Levy.Respondeu o homem cruzando os braços.

Foi então  que uma mulher apareceu, um pouco mais baixa que Lucy, magra, de corpo miúdo e pequeno, seus cabelos ondulados curtos de um tom azul médio,  seus olhos castanhos fitaram a mulher e logo se mudaram, bravos, para a figura do homem, suas roupas,uma calça  preta ,sandálias de couro e uma regata roxa, assim como  Lucy e do rapaz  seu corpo estava molhado.

-Qual era o plano?Terminarmos esta missão de boa...mas tudo saiu do controle!Falava a azulada que, se aproximava da loira.

-Onde está o Lily?Perguntou  o moreno olhando  ao redor, sentindo  a falta de alguém.

-Ele foi levar aquela  cabeça  de fósforo  pra guilda...parece que ele se machucou feio ao cair de uma árvore. Respondeu a mulher que,logo ajudava a loira a se levantar com cuidado.

Gajeel a olhou abobado, com seus olhos levemente abertos,mas logo um sorriso surgiu em seu rosto.

-Então  aquela fumaça  e explosão  realmente eram obras dele?Aquele idiota...ele tem sorte de nao ter morrido ainda.

-Sim...não sei os detalhes mas, a coisa foi séria, eu apenas escutei os gritos dele quando Lily o levava as pressas para a guilda. Falou Levy que logo mudou sua atenção  Lucy- Consegue andar? Perguntou ela calmamente e carinhosamente.

Lucy a olhou, com um misto de desespero, confusão e, ajuda mas sem falar uma palavra,apenas assentiu com a cabeça.

-Viu só Levy, essa dai não vai falar nada, temos que levá-la a guilda para interrogatório!Gritou o homem

-Cale a boca Gajeel...ela deve esta asustada como eu lhe disse!Falou a mulher-Não se preocupe, iremos te levar para um lugar melhor.

-O-O que era aquilo?Murmurou a loira sobre a criatura que vira antes.

-O bicho?Apenas uma praga mal sucedida de um fajuto alquimista...uma missão que tínhamos que resolver,mas, não se preocupe...ele já foi morto.Disse Levy que ajudou ela a ficar em pé-Vamos Gajeel ,não quero que pegue um resfriado e fique choramingando por aí.

-Tsc, você está muito ousada e bocuda hoje baixinha.Falou o homem que, deu meia volta e começou a caminhar- E eu não fico choramingando quando fico doente!

Então as duas começaram a andar, na direção em que o rapaz ia, Lucy olhou para trás, assustada e preocupada, enquanto Levy segurava seu ombro com carinho e cuidado,enquanto falava com Gajeel.

                                                           ..................................................

Lucy olhava ao redor curiosa e totalmente perdida, a cidade em que tinha acabado de chegar era totalmente diferente da Magnólia em que estava hospedada, a chuva em nenhum momento havia acabado.

As construções eram mais antigas e rústicas,algumas vezes as paredes estavam pintadas com cores diversas, perceberá um riacho que cortava grande parte da cidade em que estava passando, quando enfim os três pararam, na frente de uma grande construção de mármore,Lucy se viu fitando intensamente naquele monumento,com portões de metal,janelas,bandeiras e uma grande placa de metal dourada escrita…

- Fairy Tail..Murmurou Lucy.

-Sim essa é a nossa guilda. Falou Levy com um singelo sorriso, enquanto ao fundo, um agonizante grito de dor era escutado,Lucy sentiu um gelo em seu estômago,...guilda.

Aquilo era loucura!Guildas não existiam há muitos anos!E aquele grito?

Lucy olhou para o estranho símbolo que tinha na bandeira central daquele lugar...era um símbolo ao qual ela tinha a estranha sensação de já ter visto em algum lugar...logo perceberá que tal símbolo era idêntico...ao que o jovem rapaz possuía pintado em preto em um de seus braços desnudos, o que isto significava...ela não tinha ideia .

-Parece que chegamos na hora certa...vamos,quero ver aquele cabeção chorando pela merda que fez.Falou Gajeel abrindo os portões, enfim...revelando o grande salão.


Notas Finais


Vestido da Lucy ( o azul da esquerda) - http://teusvestidos.files.wordpress.com/2011/06/1945.jpg


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...