História Fairy (Imagine Taehyung-Bts.) - Capítulo 18


Escrita por: ~ e ~EUSOUKPOPER

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Magia
Visualizações 159
Palavras 1.247
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Já deram views em monsta x hj? 😂❤

Capítulo 18 - Eighteen


S/N pov on:

Minha cabeça doía conforme o tempo ia passando. Sentia-me fraca e enjoada. Sabia que algo estava errado, o que era? Eu não sei!

Sento no chão do banheiro da escola, vejo que logo batera o sinal do intervalo e será o momento perfeito para despedir-me dos meus amigos. Tive tanto tempo ao lado deles que me corta o coração ter que partir.

— Levanta-se S/N, temos que conversar sobre a sua nova protegida. Será uma menina dessa vez para que não corremos risco de você bular algumas regras. — Jin olhava-me com pena. Enquanto Suga olhava-me com sangue nos olhos. Eu sei que isto será para o bem do Taehyung e pra minha proporia sanidade mental.

— Eu sei, me dê um tempo Jin, eu preciso! — olhei com os olhos marejados.

— Reaja, não foi uma escolha minha, eu sinto em fazer isto. — Jin sempre cuidara de todas as minhas feridas,e hoje não será diferente, ele irá apagar Taehyung de minha memória.

— Aish, que drama vocês dois. Não tenho paciência. S/n esta madrugada irei em sua casa buscá-la e mostra-lhe o novo lá. Viajaremos pelo amanhecer. — Suga ditou com firmeza e sumiu. Jin apenas beijou a minha testa e se fora também.

Maldito Taehyung, maldito coração que pulsa apenas de olhá-lo, de senti-lo. Taehyung era como uma droga, provei e viciei.

[...]

Vamos S/n, erga-se, o sinal já bateu. Vá atras daqueles que você não quer deixar. Chegou a hora! Pensava comigo mesma.

— Oi. — todos estavam em uma rodinha. Vi o olhar do Namjoon e Hoseok sobre mim, sentia a dor de ambos. — preciso que vocês prestem atenção em mim. — digo e sinto os olhares direcionaram para o meu rosto. — obrigada!

— o que aconteceu S/n? Porque os seus olhos estão tão brilhantes. Você quer chorar? — Jimin diz.

— E-eu vou embora. — falei de uma vez vendo que Thai levantou batendo a mão na mesa em reprovação.

— como assim embora? Quando, é pra onde? Unnie, por favor não me deixe. — as palavras de Thaissa cortam o meu coração como estivesse entrando estiletes afiados.

— Pirralha, voltarei para o Brasil, eu tive um imprevisto e terei que voltar. — Minto pois não sabia onde viveria a partir de amanhã. Sinto o olhar do Taehyung parar em minha sombra. Droga!

— já vai tarde! — suas palavras foram curtas e grossas.

— Cale-se Taehyung. Nos sentiremos sua falta S/n. Você foi uma Irmã para mim todos esses anos. — Jimin abraçou-me com os olhos tristonhos.

— Eu não sei o que dizer, eu to triste, não quero ficar longe de você S/n? Quem será a minha base a partir de agora? — Thai chorava.

— O Jimin. Jimin, me prometa que cuidará da Thai? Me promete de dedinho? — Entrelaçamos os nossos dedos. E a garota sorriu. Pelo menos um casal foi formado. Namjoon e Hoseok apenas olhava a cena. Deles eu iria me despedir-me mais tarde. O olhar confuso e vazio do Taehyung fazia a minha mente entrar em confusão.

— Enfim, eu amo vocês, e depois da escola eu não quero vê-los. Eu odeio despedidas. — não estava mentindo. Nunca é fácil dizer Adeus àqueles que nos amamos e sabendo que eu não lembrarei deles amanhã. — com licença. Preciso ir no banheiro.

Saio do meio de todos e corro em direção a um lugar vazio que eu possa pensar. Na verdade "fujo" para o meio da floresta. E sento em frente ao lago.

— Como sabe desse lugar? — Era a voz de quem eu temia. Que não queria dizer adeus.

— Taehyung, deixe-me só. — não atrevi a olhá-lo.

— Quem é você S/n? Diga-me. Que tipo de ser sobrenatural é você? — fiquei cega na hora que ele havia dito isto. Levantei-me tentando sair da tensão que havia instalado-se ali.

— Você está ficando maluco! — rir de nervoso.

— eu vi, sua sombra continha asas, S/n. Você é um anjo ou melhor, é um demônio que veio para desgraçar com a minha vida? — talvez eu seja um demônio disfarçada de fada. Já que é isto que ele pensa. — olhe para o chão S/n olhe! E diga-me, o que você é? Tem asas, asas em suas costas. — tremi em ver que o menino começou a ver a minha verdadeira identidade. Mais um motivo para sumir da vida dele. Talvez saber que exista seres sobrenaturais e místicos em sua volta o deixe maluco e paranóico.

— Coisa da sua imaginação. Eu não vejo nada. — menti.

— você é um demônio, só pode, você me deixa confuso, você acaba com a minha sanidade mental, trás confusão interna, você me deixa louco S/n. Eu a odeio mas ao mesmo tempo eu a amo.

— Taehyung, por favor! — sabia que tudo que ele dizia era verdadeiro, seus olhos estavam direcionados ao meus. Seu corpo veio de encontro ao meu. Suas mãos alisavam toda extensão das minhas bochechas. Taehyung parecia ler-me. Parecia decorar cada traço e linha do meu rosto para nunca esquecer. Seus olhos brilhavam e estavam dilatados. Eu neguei tento tempo. Como ele era lindo. Até sua respiração que ele tentava controlar fazia-me bem. Seus dedos desenham os meus lábios. Sinto um frio na barriga pelo os seus toques.

Empurrei antes que aquilo virasse um beijo. E mais uma vez eu errei em dizer.

— me esqueça, eu vou embora! Eu não amo você Taehyung. — sai dali tentando ser forte, não derramei lágrimas na frente do menino. Mas meu coração estava estilhaçado. E sei que o dele também.

[...]

Ter que me despedir dos dois meninos que sempre me protegeram e cuidaram de mim é mais complicado que eu havia pensando. Namjoon e Hoseok estavam sentados em minha frente dizendo que iriam me visitar onde eu estivesse, todavia, minha mente estada pousada em outra dimensão, onde eu era feliz e uma humana, mas eu era feliz ao lado do Taehyung e dos meus amigos.

— Meninos, quantas horas? — olhei em minha volta percebendo que estava sozinha na enorme sala do meu apartamento. — Uai, onde eles foram?

Peguei o meu celular vendo que ainda era "cedo" e eu teria um tempo até o Suga e o Jin chegarem.

Sai de casa sem destino, apenas queria pegar a brisa fria da madrugada que faziam os meus cabelos balançarem. Quando me dei conta encontrava-me dentro do quarto daquele que horas antes eu desejei ser feliz, mas o que os meus olhos viam era um pesadelo. Como o Taehyung é capaz de enganar-me desta forma?

O menino de cabelos avermelhados beijava o corpo da Soo enquanto suas mãos pequenas escorregavam pelas costas nuas do garoto. Ambos com apenas roupas intimas. Fiquei sem reação, apenas ajoelhei-me naquele quarto escuro iluminado apenas com a luz do luar que entrava pela janela. Talvez eu esteja realmente fazendo a coisa certa. Lágrimas desciam pelo o meu rosto, meu coração acelerava sempre que olhava aquela cena. Soo gemia o nome do Taehyung a cada estocada do garoto.

Apenas levantei cansada de me martirizar de tal maneira. Sei que depois que ele for apagado de minha mente não lembrarei de nada. Funguei alto vendo que sua cabeça fora em direção a minha pessoa encolhida no canto do quarto. Seu corpo foi em direção ao chão, rir da expressão confusa do menino e da Soo. Sai dali às pressas antes que algo desse errado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...