História Fairy Tale - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Red Velvet
Personagens Irene, Joy, Seulgi, Wendy, Yeri
Exibições 19
Palavras 910
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drabble, Drama (Tragédia), Fantasia, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ok.Eu sei que eu nāo deveria estar criando outra long fic,sendo que ainda nem terminei Happiness,mas gente,se vocês soubessem o quanto eu estava animada para escrever isso.
Eu tive essa ideia enquanto refletia nesse final de tarde de Domingo,e eu particularmente achei genial.
Vāo ser todas as histórias que vocês conhecem,como exemplo,Cinderela,Branca de Neve; em forma de Red Velvet.
Nāo vāo ser apenas um couple definido,vāo ser TODOS os couples de Red Velvet.
E olhe,eu sempre vou colocar as iniciais de cada nome no título,para vocês saberem e tal.
Espero que aproveitem e que deem muito amor para Fairy Tale♥

Boa leitura!

Capítulo 1 - Little Red Riding Hood- W&S


Fanfic / Fanfiction Fairy Tale - Capítulo 1 - Little Red Riding Hood- W&S

Desde que Son Seungwan se entendia por gente,sua māe havia lhe ensinado a nunca falar com estranhos.Nāo é como se ela obedecesse essa norma,porque do jeito que ela era,faria amigos até nos momentos mais vergonhosos e inoportunos. 

Todos daquela vila gostavam dela,porque ela era uma criança gentil e agradável,que muito dificilmente faria algum mal para alguém. Ela gostava de usar aquele moletom,dado por sua mamāe,por ter sido uma boa menina e ter tirado boas notas. 

 Talvez,no fundo,todos achassem a pequena Wendy uma criancinha indefesa,por isso usava o moletom grosso e o capuz na cabeça.Mas ela iria provar para eles que nāo era,e que o capuz nāo tinha nada a ver com isso.

 Foi atravessando a rua,pisando firme.Wendy estava com raiva porque Irene havia dito que ela era uma criança boba. 

 Bae Joohyun.Dezesseis anos.Popular entre os meninos.Velha chata. 

 Son a odiava,porque ela,além de ser uma velha chata,havia roubado todos os seus melhores amigos.

 Como ela pôde fazer isso ? Aquela velha chata! 

 Ela era tāo distraída,que nem mesmo percebeu quando o carro em alta velocidade passou a quase um metro dela.Seus olhos se arregalaram instintivamente,depois que seu corpo foi jogado no chāo.A pequena havia caído bem em cima do chāo com pedras soltas,e aquilo havia feito um up nas suas costas. Seus olhos se encheram de lágrimas e ela estava prestes a fazer um show daqueles no meio da rua,quando lhe puxaram pelo moletom,quase lhe obrigando a levantar. 

 Assim que Son conseguiu ficar de pé,encarou a pessoa que havia lhe ajudado.

Olhos escuros,com os contornos diferentes,porém ainda mais bonitos.Ela parecia um felino. Tinha os cabelos curtos,super bem cuidados e que chegavam a brilhar. Trajava roupas impecáveis e totalmente limpas.Ela parecia uma atriz de novela,ou uma modelo famosa.Mas Son nāo conhecia nenhuma atriz de novela ou modelo famosa,porque nāo se interessava por isso.

— Está querendo morrer,criança ? - a adulta disse em tom sério,mas parecendo preocupada. 

Wendy engoliu em seco,capturando uma lágrima com o dedo. 

— Nāo vai me responder,é ? Tudo bem.Apenas me mostre o caminho até sua casa,vou te levar para sua māe.

 Wendy balançou a cabeça negativamente,indicando que nāo queria ir para casa. 

— Entāo nāo vai ter como eu te ajudar.Quer mesmo que eu te deixe aqui no meio da rua,a essa hora ? Já vai anoitecer e sua māe deve estar preocupada com você. Wendy abaixou a cabeça,olhando para os seus próprios pés,enquanto entrelaçava seus próprios dedos. A adulta bonita resmungou algo baixo,mas que a Son ouviu com clareza.

 "Essas crianças..." 

 — Está bem.Se quiser,pode me seguir.Mas eu vou ir andando - a felina disse.

 A adulta fez isso realmente,mas sabia que a criança iria alcança-la logo depois.Porque ela tinha experiência nessas coisas. E realmente.Ouviu os passos da pequenina logo atrás das suas costas e quando se virou,viu a Son silenciosa.

 — Ótimo.Agora vamos andando mais rápido.Odeio ter que encontrar aqueles,durante o caminho. Wendy pensou em perguntar quem seriam aqueles,mas tinha medo de que a adulta respondesse de modo grosso e negativamente.

 A pequena se apressou para andar lado a lado com a adulta estranha.A encarou de relance e deu um sorrisinho. 

— Como você se chama ? - a menininha perguntou,com a voz doce — Eu sou a Seungwan! Mas todos os meus amigos me chamam de Wendy...Você tem amigos ? A felina a olhou com curiosidade. 

— Kang Seulgi - apenas disse isso e voltou seu olhar para a frente. O sorriso de Wendy sumiu. 

— Você nāo respondeu minha o pergunta! - cruzou os braços sobre o peito,parecendo realmente desapontada. 

— Você também nāo respondeu nenhuma das minhas - a Kang disse friamente,sem desviar o olhar.

 A criança fez cara de choro e largou os braços,voltando a andar. Um silêncio desagradável caiu sobre as duas meninas. 

A adulta,em um momento,tirou do bolso sua carteira de couro marrom e abriu,tirando uma nota won de lá. 

— Está com fome ? Vamos comer um doce - e sorriu de um jeito amplo,mas parecendo ainda assim,realmente falso. 

 Wendy era uma criança.Claro que ela aceitou na hora. 

As duas entraram numa padaria e a Kang comprou um pirulito para a pequena,mas para si,um maço de cigarros. 

Colocou um deles entre os dedos e lábios,acendeu,com o isqueiro que tinha no bolso. Retirou dos lábios e soltou aquela fumaça mal cheirosa pelos ares,fazendo a Son a olhar torto e fazer uma careta de nojo.

 — Minha māe disse para nāo confiar em quem fuma - a Son mais nova disse,se afastando da Kang. A adulta soltou uma risada nasalada,olhando a criança.

 — Nāo se preocupe,querida,eu nunca faria nenhum mal para você.  

Mas isso nāo quer dizer que Kang iria fazer algum bem.


 A noite já caia,e a Son já começava a ficar preocupada.Ela estava bem longe da sua casa,pelo que dava para perceber.Mas ela conseguia ver que,a Kang nāo parecia mais se importar em leva-la para casa. 

— Seulgi,eu estou com frio! 

— Quieta,pirralha! - gritou a Kang,fazendo Wendy se encolher de medo. Seulgi percebeu isso e deu um sorriso cínico. 

— Seulgi! Você disse que iria me levar para casa! - a pequena continuou — Eu tenho que ir embora.Minha mamāe deve estar preocupada comigo!

 A Seulgi deu um grito enfurecido e empurrou a criança o mais forte que conseguiu,fazendo-a cair de bumbum no chāo.Coitadinha. 

 A Kang,depois,a puxou pelo braço. A Son tinha uma expressāo de medo no rosto infantil.Seus olhos novamente cheios de lágrimas e pálida de medo. 

 — Pois agora,Seungwan,você vai ver que devia ter obedecido sua māe.


Notas Finais


Obrigada para quem acompanhou até aqui,e gente,nāo vai ter data de postagem,como em Happiness.
Fiquem atentos! E nāo garanto nada,ainda terei que pesquisar muito sobre essas histórias.Até o próximo!♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...