História Faithfully - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Adriano Ramos, Alícia Gusman, Bibi Smith, Carmen Carrilho, Cirilo Rivera, Daniel Zapata, Davi Rabinovich, Diana Ayala, Firmino Gonçalves, Jaime Palillo, Jonas Pallilo, Jorge Cavalieri, Kokimoto Mishima, Laura Gianolli, Marcelina Guerra, Margarida Garcia, Maria Joaquina Medsen, Mário Ayala, Paulo Guerra, Personagens Originais, Rabito, Valéria Ferreira
Tags Carmiel, Ciriquina, Daléria, Glee, Marilina, Paulicia
Exibições 89
Palavras 1.315
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Primeiramente, desculpa. Eu sei que demorei mas eu VOLTEI.
As vozes serão todas tiradas de Glee, ou seja, você precisa ter um pequeno conhecimento na série, mas ao longo da fic eu vou ajudando vocês.
Vozes:
Alícia- Rachel
Marcelina- Santana
Valéria- Mercedes
Maria Joaquina- Tina
Paulo- Finn
Jorge- Kurt
Mario- Artie
Davi- Sam
Jaime- Blaine
Margarida- Quinn
Daniel- Puck

**Essas são as que eu lembro no momento, aos poucos vou adicionando mais.

Capítulo 2 - Loser Like Me


Fanfic / Fanfiction Faithfully - Capítulo 2 - Loser Like Me

Alícia entrava na escola arrancando arrepios nas meninas e suspiros nos meninos. Ela tinha um ar de superioridade e alto segurança incrível, coisa que o uniforme de capitã das líderes de torcida proporcionava a ela.

- Vê se você se manca, garoto! - ela gritou jogando um copo de refrigerante na cara de uma nerd. Todos riam, ou melhor, gargalhavam da pobre garota, a mesma corria para o banheiro chorando. 

- Caramba Alícia, pegou pesado. - Marcelina disse chegando perto da garota. 

- Que foi, Marcelina? Foi só uma brincadeirinha, ela vai superar. Agora, se me dê licença, está na hora de ajudar seu irmão a jogar refrigerante no duas rodas. - Alícia disse olhando no relógio e logo depois dando um beijinho no rosto da amiga. 

- Alícia! - gritou a baixinha fazendo a amiga voltar. - Não mexe com ele, ok? Ele não tem como se defender, não é justo. 

- Humm, acho que alguém tem mal gosto. Tchau, miga! - falou Alícia nem se importando com o sermão de Marcelina.

No banheiro, Valéria e Carmem ajudava Maria Joaquina há se limpar.

- Eu não acredito que aquela vaca da Alícia fez isso com você! Eu odeio aquela vadia. - urrava Valéria 

- Cuidado na hora de vocês saírem, a abelha rainha está irritadissima hoje. - Maria Joaquina falava chorando.

- Vamos mudar de assunto. - disse Carmem tentando ajudar a acalmar os nervos da amiga. - Val, você não vai se inscrever para o coral?

- Sei lá, amiga. Acho que isso daria mais motivos para aqueles idiotas implicarem com a gente. - dizia Valéria, tristonha.

- Eu não acho, tenho certeza. Mas, nós não podemos viver em função deles, vamos fazer o que nós gostamos, no caso vocês gostam. Eu não nasci para isso, vocês sabem. - Carmen falava toda sem graça.

- Para com isso, Car. Você dança super bem, e além do mais você é super inteligente. - dizia Valéria com um sorriso estampado no rosto.

- Pena que quem eu quero que note tuddo isso não percebe. - ela se lamentava

- Relaxa, você vai conquistar o Daniel. - Maria Joaquina falava, enquanto as amigas saiam do banheiro.

Na sala da diretora Olívia, Alícia estava aos prantos. 

- Mas, diretora... Eu não tenho tempo para isso, eu faço tantas coisas. São as cherrios, as notas, os garotos e mais um monte de menina mal vestida que eu tenho que ensinar a se vestir. - Alícia usava todo seu dom para o teatro.

- Sem mais Alícia, você vai sim participar do coral. Eu fingo que não vejo nada do que você faz pelos corredores dessa escola, por respeito e carinho a sua tia, mas já chega. A mamata acabou. - a diretora dizia firme.

- Mas por que, diretora? - a garota ainda tentava manter sua pode de boazinha, mas era só olhar nos olhos dela que você percebia a raiva em olhar.

- Alícia, entenda: você não tem créditos o suficiente para entrar em faculdade nenhuma, você já está no último ano e só participa das cherrios. Agora, por favor saia da minha sala e leve esse papel assinado para o professor Renê, tenho certeza que ele vai adorar a sua presença. - a diretora dizia isso com um sorriso falso estampado no rosto. 

- Tudo bem. - dizia saindo da sala - Ah diretora, esse blazer amarelo já saiu de moda a tempos. 

Margarida e Marcelina esperavam por Alícia ansiosas e preocupadas do lado de fora da sala. 

- Aí amiga, o que aconteceu? - dizia Margarida estridente.

- O que a bruxa fez com você? - Marcelina copiava a amiga.

- Não interresa, vadia. - a morena disse ácida - Apenas peguem esses formulários e me sigam. 

(...)

- Pessoal, fiquem quietos por favor! - Renê gritava o mais alto que podia.

- Professor, com todo o respeito. Mas, o que essazinha está fazendo aqui? - Alícia dizia apontando para Valéria.

- Essazinha meu ovo esquerdo, escutou?- Valéria respondia colocando o dedo na cara de Alícia. Enquanto seus amigos gargalhavam de seu lado.

- Mas que vândala! - dizia Margarida indiguinada. 

Logo após isso começou uma briga entre os grupos, professor Renê sem saber o que fazer, apenas pegou um megafone e gritou fazendo todos pararem.

- Pelo amor de Bon Jovi, parem! Valéria isso não é coisa que se fale para sua colega, e Alícia você não pode tratar as pessoas dessa forma só por quê as acha inferiores a você. - depois da fala de professor Renê, Mário começou a bater palma, levando ligo depois um peteleco de Maria Joaquina. - Agora, vamos prosseguir com a aula. 

- Professor, o que nós vamos cantar hoje? - Valéria perguntou toda animada. 

- Bom, como vocês têm muitas diferenças, vocês vão cantar uma música que eu mesmo escrevi. - ele disse e Alícia revirou os olhos. - O nome da música é "Loser Like Me" e eu gostaria que a Alícia cantasse.

- Eu não vou cantar uma música com esse nome, eu não sou uma loser. - ela disse como se fosse algo óbvio. 

- Ah, você é sim. - disse Maria Joaquina, recebendo um dedo do meio que foi retribuído com prazer 

- Vai sim, Alícia. É como é um dueto, eu quero que o Paulo Guerra cante com você. - o mais velho disse fazendo Paulo sair do cantinho escondido que estava.

- Eu estou aqui obrigado, não vou cantar. - ele disse 

- Todos estamos. - Alícia disse o consolando.

- Isso é um coral vocês têm que, obviamente, cantar. - o professor disse.

Os dois pegaram as partituras e se posicionando. Logo Alícia deu o início da música, com má vontade mas logo depois começou a se divertir e ver que aquilo não era tão ruim.

Yeah, you may think that I'm a zero

But, hey, everyone you wanna be

Probably started off like me

You may say that I'm a freakshow (I don't care)

But, hey, give me just a little time

I bet you're gonna change your mind

All of the dirt you've been throwin' my way

It ain't so hard to take, that's right

'Cause I know one day you'll be screamin' my name

And I'll just look away, that's right

Just go ahead and hate on me and run your mouth

So everyone can hear

Hit me with the worst you got and knock me down

Baby, I don't care

Keep it up and soon enough you'll figure out

You wanna be

You wanna be

A loser like me

A loser like me

Push me up against the locker

And hey, all I do is shake it off

I'll get you back when I'm your boss

I'm not thinkin' 'bout you haters

'Cause hey, I could be a superstar

I'll see you when you wash my car

All of the dirt you've been throwin' my way

It ain't so hard to take, that's right

'Cause I know one day you'll be screamin' my name

And I'll just look away, that's right

Just go ahead and hate on me and run your mouth

So everyone can hear

Hit me with the worst you got and knock me down

Baby, I don't care

Keep it up and soon enough you'll figure out

You wanna be

You wanna be

A loser like me

A loser like me

A loser like me

Hey, you, over there

Keep the l up-up in the air

Hey, you, over there

Keep the l up, 'cause I don't care

You can throw your sticks, and you can throw your stones

Like a rocket, just watch me go

Yeah, l-o-s-e-r

I can only be who I are

Just go ahead and hate on me and run your mouth

So everyone can hear

Hit me with the worst you got and knock me down

Baby, I don't care

Keep it up and soon enough you'll figure out

You wanna be

You wanna be

A loser like me

A loser like me

Just go ahead and hate on me and run your mouth

So everyone can hear

Hit me with the worst you got and knock me down

Baby, I don't care

Keep it up and soon enough you'll figure out

You wanna be

You wanna be

A loser like me (a loser like me)

A loser like me (a loser like me)

A loser like me




Notas Finais


Continuo?
Se alguém quiser spoilers, conselhos ou qualquer outra coisa, meu Ask (@juliagirao020603)
Bjs😘
Link da música:
https://youtu.be/gIvleB5fF78


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...