História Fake Death - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amizade, Banghim, Bangtan Boys, Bap, Bottom!jungkook, Bts, Bullying, Colegial, Death!au, Escolar, Hopekook, J-hope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Sope, Suga, Suícidio, Taehyung, Taekook, Top!jimin, Traição, Vhope, Vkook, Yongguk, Yoonmin, Yoonseok
Visualizações 160
Palavras 2.593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OIEEEE, CHEGUEI!!

Gente se alguem aqui LÊ SCANDALOUS, eu repostei o cap hj ISHAIUSA não, não foi nenhum bug do spirit se anunciou pra vcs dnv, eu repostei msm.

ENFIM, GENTE, 100 FAVORITOS
104
104 FUCKING FAVORITOS E EU TO COMO?!
CHEGOI ONTEM A 100 E EU TIVE UM SURTO DAQUEOLS
TO ATE ESCREVENDO TUDO ERRADO, OLHA SÓ...

GENTE EU AMO TANTO VCS!
TIPO DEMAIS MSM, VCS SÃO TUDO MEUS FILHOS QUE QUERO CUIDAR <3
QUE VENHAM MAIS E MAIS!

Sintam-se a vontade para interagirem comigo, NESSE CAP ENTAO RSRS
Mas terão mais caps com surpresas, este é um!
***********É um cap que acontece algo inesperado, MAS É A CHAVE PARA DESENCADEAR UMA CERTA COISA, não disse oq, LEIAM E DESCUBRAM KKJJJJJJJ
Sério, nada que eu escrevo aqui em FD é atoa, sempre irá desencadear coisas futuras! Ok?
Pode ser ridiculo agora, mas mais pra frente terá muito sentido! Então guardem essas armas vai ;-;***********

COMENTEM AI OQ ACHARAM E EU TO RINDO DE NERVOSO LKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

TENTEM NAO ME MATAR TA? GUARDEM ESSA AK-47 VAI PF ;-;
Enfim, interajam cmg, tá? amo quando vocês comentam...

é isso <3
Boa leitura
I'm out <3

Capítulo 16 - Quinze


Fanfic / Fanfiction Fake Death - Capítulo 16 - Quinze

Taehyung entrou na sala com uma expressão nada boa, recebendo olhares curiosos, principalmente de Jungkook e Seokjin. O mais velho franziu o cenho, tentando chamar atenção do amigo, mas este estava muito ocupado lançando olhares discretos para Hoseok, que parecia despreocupado com tudo.

 

Até agora não tirava as palavras que Yoongi e Hoseok trocaram no banheiro, parecia surreal. Não se importou quando o moreno foi seco e frio com si no dia em que foi para a lanchonete com ele, ou quando este não lhe dava atenção ou lhe olhava meio torto. Agora, Hoseok foi longe demais.

 

– Kim Taehyung? – O professor de história lhe chamou a atenção, fazendo o garoto botar seus olhos na lousa. – Sobre o quê eu estava falando?

 

– Desculpe, professor. Não vai mais acontecer. – Era melhor se desculpar do que manter o orgulho e acabar se pagando de babaca na frente da classe toda. O homem assentiu, ainda insatisfeito, mas também não queria discutir com seu aluno e se estressar.

 

E foi assim que passou o dia. No intervalo, Jungkook e Seokjin o barraram, exigindo explicações.

 

– Depois eu falo com vocês dois. – Passou as mãos pelo rosto. – Não é bom falar sobre isso aqui.

 

– Mas...é muito sério? – Perguntou Seokjin, receoso. Taehyung assentiu.

 

– E tem a ver com você, Jungkook. – Ao dizer isso, o mais novo engoliu em seco, assustado. Jin arregalou os olhos e logo abaixou a cabeça.

 

– Quando as aulas de hoje acabarem, nós vamos para a sala de artes, ok? – Disse Taehyung. Os dois assentiram.

 

Então, tentaram conversar sobre coisas aleatórias, mas nenhum dos três colaboraram. Taehyung demonstrava irritação, Jungkook medo e Seokjin apreensão, então acabou que os três ficaram em silêncio o intervalo todo. Jimin, para sua surpresa, foi falar com si, pois ficou preocupado com a expressão do garoto.

 

Taehyung nada disse, falou que estava apenas irritado com algo em sua família. Jimin, como sempre, deu apoio moral, mas Taehyung jamais falaria algo disso para Jimin, logo ele, o namorado de Yoongi.

 

*~~*

 

Quando as aulas acabaram, os três foram correndo pra sala de artes. Jungkook notou o olhar de Jimin para si, e céus, queria tanto falar com ele, mas tinha outras coisas para se preocupar primeiro. Sentou-se numa mesa que tinha apenas pincéis, enquanto Seokjin e Taehyung sentaram-se numa cadeira, de frente para Jungkook.

 

– O que houve, Tae? – Perguntou Seokjin, preocupado. O garoto respirou fundo.

 

– Jungkook, Hoseok e Yoongi estão tramando contra você. – Os dois arregalaram os olhos. “Eu sabia”, pensou Seokjin. – Eu estava no banheiro quando os ouvi falarem sobre você. Yoongi acha que você está dando em cima do Jimin, e quer que Hoseok tire essas palavras de você.

 

– Espera...o que?! – Jungkook estava perplexo.

 

– Ele quer que você confie no Hoseok e contar tudo pra ele, pra depois dar com a língua nos dentes. – Bufou. – E ele também ia te conquistar, para depois te abandonar e deixá-lo mal. – Fez uma expressão triste.

 

– Eu sabia! – Gritou Seokjin. – Eu te disse que Hoseok era suspeito, eu te disse que devia tomar cuidado com ele. – Estava enfurecido. Já Jungkook, não sabia o que pensar.

 

Sua vida se tornaria um inferno novamente?

 

– Maldito... – Sussurrou Seokjin. – Eu vou falar com ele.

 

– Não precisa. – Disse Taehyung, se levantando da cadeira. Jungkook estava incapaz de dizer algo. – Eu falo, posso lidar com ele melhor do que vocês dois.

 

Os três saíram da sala de artes, indo até o gramado do colégio, onde ficava o portão. Metade de todos os alunos da manhã haviam ido embora, tinha apenas ficado as crianças do integral. Jungkook se despediu dos dois amigos, indo em direção a sua casa, sem cerimônias. Estava pra baixo demais para querer sair com seus amigos ou fazer qualquer outra coisa. Primeiro, achava que Jimin não queria mais saber de si, e agora era alvo de uma armadilha feita por Yoongi e Hoseok.

 

– Tae... – Seokjin chamou. O mais novo se virou para encará-lo. – Faça Hoseok se arrepender de ter existido. – Disse, sua expressão com um toque sombrio.

 

– Não se preocupe, eu farei..,

 

*~~*

 

Quando chegou em sua casa, Taehyung almoçou e logo ficou sozinho, pois sua mãe saiu para trabalhar. Não sabia como falaria com Hoseok, mas queria que fosse hoje, não achava que conseguiria segurar por tanto tempo. Sacou o celular e selecionou o contato do garoto, o mesmo atendendo depois de três toques.

 

“O que você quer?” Reclamou. Taehyung sentiu sua raiva aumentar.

 

“Vem aqui em casa..” Foi direto. Do outro lado da linha, Hoseok arregalou os olhos.

 

“Por quê eu iria? Não sou seu amiguinho.” Bufou.

 

“Eu não ligo, preciso ter uma conversa com você, e não, não é pra distrair ou qualquer coisa, desta vez é muito sério. Te mando o endereço por mensagem e quero você aqui no máximo em quinze minutos.” Não deu brecha para Hoseok responder, apenas encerrou a ligação.

 

E exatamente quinze minutos depois, a campainha tocou. Taehyung abriu a porta e perdeu o ar por uns segundos: Hoseok estava muito bem vestido. Uma blusa de manga comprida verde, de botões, os dois primeiros botões estavam abertos, e uma bermuda branca. Seus cabelos não tão bem penteados lhe davam um ar sexy, e seu perfume completava esse ar.

 

Taehyung, por segundos, até esqueceu tudo que ia falar. Porém, se lembrou da conversa de mais cedo e como Jungkook pareceu abatido, então, tomou a postura séria novamente.

 

– Vem... – Falou, baixo. Hoseok fechou a porta atrás de si e acompanhou Taehyung até seu quarto. O mesmo fechou a porta e encarou Hoseok com um semblante irritado, parado no meio do quarto.

 

– O que foi agora? – Perguntou, irritado. Taehyung se aproximou, desafiador.

 

– Por quê você quer machucar o Jungkook? – Foi direto ao ponto. Hoseok começou a rir.

 

– Eu não sei do que você está falando, garoto. – Revirou os olhos, e Taehyung mordeu o lábio inferior.

 

– Não se finja de babaca! – Elevou o tom de voz. – Eu estava no banheiro hoje quando ouvi você e Yoongi conversarem sobre isso! Ele quer que você tire informações do Jungkook sobre isso, depois você irá tentar conquistá-lo para depois ferir os sentimentos dele! E você gostou disso, ainda por cima!

 

– Você também iria querer informações se achasse que alguém estivesse dando em cima do seu namorado. – Sorriu, cínico.

 

– Talvez, mas não é esse o seu caso. – Cerrou o punho. – É de Min Yoongi que estamos falando, se esqueceu que ele é o maior filho da puta do mundo? E que ele foi o maior responsável pela morte do meu melhor amigo? – Os olhos de Taehyung se encheram de lágrimas. – E você gostou da ideia de magoar o Jungkook, o que torna isso MUITO diferente.

 

Hoseok deu de ombros.

 

– Ele me humilhou na social do Jimin, sem contar que ele é bem ousado pro nosso gosto, tsc. – Cruzou os braços. – E quem vai me impedir disso, Kim? Você?

 

– SIM! – Berrou, enfurecido. Hoseok não se abalou, o que irritou mais ainda o mais novo. – SÉRIO? EU NÃO SABIA QUE VOCÊ PODERIA SER TÃO BAIXO A PONTO DISSO! ELE ESTAVA BÊBADO, NÃO SABIA O QUE ESTAVA FAZENDO! ELE REALMENTE GOSTAVA DE VOCÊ COMO AMIGO, E AI O BABACA QUE É JUNG HOSEOK VAI LÁ E...-

 

Parou de falar quando sentiu a respiração de Hoseok muito próxima. Ele tinha a mão em seu braço direito, o rosto inclinado perto do seu, o que deixou Taehyung em choque. Ouviu a risada baixa do moreno, que deu-lhe uma lambida nos lábios. Taehyung arregalou os olhos.

 

– Você...fala demais. – Riu, abafado. Suas mãos subiam e desciam pelo braço de Taehyung. – Eu não sabia que você ficava tão lindo quando bravo, Kim. – Mordeu o lóbulo da orelha do garoto, que estremeceu.

 

Ele não sabia, mas Hoseok estava apenas sendo mais baixo ainda. Taehyung se viu em uma decisão difícil: sabia que o mais velho estava prestes a lhe beijar e, conhecendo ele e se conhecendo, cairiam na cama rapidamente. O que fazer? Se entregar por garoto que nutri sentimentos por muito tempo, ou resistir e continuar defendendo o amigo?

 

Taehyung, um pouco inconsciente, escolheu a primeira opção.

 

Perdeu todo seu autocontrole quando Hoseok mordeu seus lábios. Colocou as duas mãos na bochecha do mesmo e as apertou, colocando mais próximo de si e aprofundando o beijo, indo direto para as batalhas de línguas. Não havia delicadeza, nenhuma palavra bonita, nenhum carinho trocado, embora Taehyung quisesse tudo isso. O beijo era de tirar o fôlego, e foi o que aconteceu. Se separaram, implorando por oxigênio, mas Hoseok não deixaria aquilo apenas desse jeito, já estava duro.

 

Assim como Taehyung.

 

Hoseok não negaria que Taehyung beijava bem e se excitou com isso. Jogou o mais novo na cama brutalmente e se colocou em cima do mesmo. Taehyung, desajeitadamente, desabotoou a blusa de Hoseok e a jogou em um canto qualquer do quarto, colocando suas mãos na nuca do mesmo, aprofundando o beijo que foi iniciado novamente. Fazia tempo que não sentia um calor humano desse jeito, tirando a ficada que teve com Jungkook, mas não se passou de apenas beijo.

 

Hoseok e Taehyung iriam para um nível avançado, e o mais novo estava com saudades disso. Já Hoseok, agia como se fazer aquilo fosse rotina, mas fazia um pouco de tempo que era o ativo das relações. Última vez que foi ativo, foi há meses atrás, com Yoongi, este nunca mais deixou-lhe ficar por cima.

 

O mais velho inclinou Taehyung pra cima, facilitando a retirada de sua jaqueta e, logo, a camisa. Seus peitorais se chocavam, e cada um passava as mãos pelo corpo do outro. Taehyung levou sua mão esquerda até a nádega de Hoseok, apertando-a e fazendo o moreno soltar um gemido abafado, pois estavam ainda com as bocas conectadas uma na outra.

 

Separaram-se e Hoseok desceu um pouco, beijando o pescoço, logo os mamilos e logo o abdômen de Taehyung, que sentia mini espasmos a cada toque. Ás vezes sua consciência voltava, dizendo que aquilo era uma situação que iria se arrepender. Era pra estar tentando falar com ele e botar em sua cabeça que o que queria fazer era errado, e não ter relações sexuais.

 

Mas quando Hoseok abaixou suas calças e massageou suas coxas, ele simplesmente ignorou seu lado racional. Estava tentando, também, deixar seus sentimentos de lado, seus sentimentos por Hoseok, que recentemente descobriu ter.

 

Já Hoseok, bem, este queria apenas desfrutar de um corpo alheio.

 

 – Você gosta quando eu te massageio assim? – Perguntou, sua voz rouca, o que excitou Taehyung mais ainda. Gemeu em resposta, fazendo Hoseok rir e dar uma mordida em cada coxa.

 

– Caralho... – Disse Taehyung, colocando a mão na boca. Hoseok sorriu de canto, sentindo-se vitorioso. Tirou suas próprias calças, ficando apenas de cueca, e fez o mesmo com o mais novo. Acariciou o membro alheio, ainda por cima do tecido, fazendo Taehyung afundar sua cabeça no travesseiro.

 

– Eu te darei prazer, mas de outro modo. – Piscou. – E para esse modo acontecer... – Engatinhou, chegando sua boca no ouvido de Taehyung para sussurrar. – Você vai ter que me chupar.

 

Taehyung riu, malicioso. Trocou de posição e retirou a cueca de Hoseok com brutalidade, sua boca ficando na altura de seu membro. Olhou para o mais velho, que já puxava seus cabelos.

 

– Quer como, Jung? – Riu. Isso, de certa forma, excitou o mais velho. – Quer que eu vá fundo?

 

– Engole tudo, garoto. – Taehyung riu com a resposta e, com seus anos de prática, colocou todo o membro de Hoseok na boca, que gemeu roucamente. Fazia movimentos de sobe e desce com a boca, enquanto seus dedos acariciavam os testículos do mais velho, que tombou a cabeça pra trás, gemendo. – V-Você até que é bom nisso.

 

– Eu sei. – Disse quando retirou o pênis de Hoseok da sua boca, vendo o falo alheio cheio de saliva. Masturbou-o com a mão, devagar. – Você quer gozar agora, ou dentro de mim?

 

Hoseok riu da audácia do mais novo, então, visto que ele ainda estava de cueca, retirou-a rapidamente e jogou-o de bruços na cama. O mais velho empinou a bunda do outro, já se preparando.

 

– Você tem camisinha? – Perguntou, enquanto passava seu pênis pela entrada alheia, apenas passava. Taehyung gemeu.

 

– T-Tenho, mas você tem alguma doença? – Perguntou, falho.

 

– Não, mas...-

 

– Então não usa, caralho! Não sou mulher pra ter útero e engravidar, para de bobagem e me fode logo. – Disse, irritado. Hoseok sorriu e se inclinou para sussurrar novamente.

 

– Isso não significa nada. – E o penetrou devagar. Taehyung sentiu uma pontada de tristeza, que até não se importou se ardeu um pouco. Sua consciência voltou a gritar, dizendo para parar tudo porque iria se arrepender, porque Hoseok não sentia o que ele sentia e, ainda por cima, não era por isso que havia chamado o moreno.

 

Se amaldiçoou por ter se deixado levar pelo charme e pelos seus sentimentos. Estava prestes a parar tudo, mas quando Hoseok deu a primeira estocada, jogou tudo pro ar.

 

– Você tá parado por quê, seu filho da puta? – Disse Taehyung, realmente irritado. – Se mexe!

 

– Calma ai, apressadinho. – Hoseok estava se divertindo, e muito.

 

– Eu não sou mais virgem há muito tempo, e nem ta ardendo! Só...se...mexe. – Falou pausadamente, e então, Hoseok concedeu seus desejos.

 

Começou a estocá-lo, forte e rápido, levando Taehyung ao delírio. Tentou manter o tom de voz o mais baixo possível, mas falhou miseravelmente. Falava para Hoseok ir mais rápido, e este conseguia aumentar a velocidade.

 

– Ah, sim, isso... – Falava Taehyung entre gemidos, devido ao imenso prazer. – Me...fode... – Disse, e gritou quando Hoseok atingiu sua próstata. Levou sua mão até seu próprio membro, se masturbando, afim de aumentar mais ainda seu prazer. O que era senso comum e coisas racionais? Taehyung naquele momento desconhecia os significados disso.

 

– Você é tão gostoso. – Hoseok não mentiu nessa. Na verdade, nenhuma palavra proferida por ele foi mentira. Taehyung falava demais, era gostoso, e aquilo não significava nada. Era apenas sexo, para Hoseok.

 

– Porra! – Gritou Taehyung assim que sentiu o líquido quente de Hoseok dentro de si. O mesmo continuou parado, dando estocadas lentas e curtas, enquanto Taehyung se masturbava. Teve compaixão e o ajudou, fazendo movimentos mais rápidos, para que este gozasse logo. Taehyung despejou seu líquido, e então Hoseok saiu de dentro de si, observando a entrada de Taehyung ainda meio aberta e “piscando”, se contraindo, como se implorasse por mais.

 

Hoseok deu apenas uma mordida na nádega direita de Taehyung e se levantou da cama. O mais novo se deitou, cansado. Hoseok se trocava, e Taehyung o assistia. Aquele corpo era perfeito em sua visão, e acabou de tê-lo.

 

 Teve o corpo de Hoseok, mas se lamentava por não ter o coração.

 

– Você realmente ajudou na minha abstinência de sexo, Kim, principalmente de ser o ativo. – Riu, enquanto passava as mãos pelos cabelos, sua testa suada. Abotoou sua blusa. – Quando você se sentir muito falante, me chame. – Piscou, mas Taehyung sentiu o sarcasmo pingando da voz do mesmo.

 

Hoseok saiu do quarto sem nem dar um tchau, deixando Taehyung perturbado. Céus, havia chamado Hoseok para lhe dar uma bronca sobre como estava sendo cruel com seu amigo, mas acabou na cama tendo relações sexuais com o mesmo. Agora, havia perdido a chance de mudar a cabeça do outro e, ainda por cima, foi apenas sexo.

 

Taehyung entristeceu, pois para Hoseok, aquilo não significou absolutamente nada. Amaldiçoou todos seus hormônios e sua também abstinência de sexo.

 

– Credo, Kim Taehyung, você é um péssimo amigo e um babaca. – Disse, passando as mãos pelo rosto suado.

 

Levantou-se da cama e foi em direção ao banheiro, com o objetivo de tirar o cheiro de sexo que se emanava em si e, também, tentar esquecer isso.

 

Mas sabia que seria impossível.

 

Continua....

 

 

 


Notas Finais


SIM, VHOPE SE DESENCADEOU.
Mas não é isso a coisa que fará tão sentido assim, é outra ´gjojgf
lembrem-se: NADA EM FAKE DEATH É POR UM ACASO! Tudo tem coisas conectadas ou que se conectarão futuramente, hein?

ME PERDOEM JIKOOK SHIPPERS, esse cap n teve tanto Jikook, mas prometo que no proximo tera e serão coisas meio angst, já taquei spoiler já af.

E AGUARDEM NAMJIN, HEIN? IS RISING!

Bom, TENTEM NÃO ME MATAR, é isso
ATE A PROXIMA MEUS LINDOS E LINDAS <3
KKj to rindo mas to preocupada


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...