História Fake girlfriend - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Garota conhece o Mundo (Girl Meets World)
Personagens Maya Hart, Riley Matthews
Visualizações 70
Palavras 1.132
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sweater Weather

The Neighbourhood

Capítulo 8 - 7


Fanfic / Fanfiction Fake girlfriend - Capítulo 8 - 7

Maya

Hoje estava um pouco frio pela manhã mas mesmo assim meu pai insistiu em nos levar para nossa casa de praia,acordei meio tarde por que ontem eu segurei riley até ela dormir,não tenho certeza do porque ela chorou mas eu tinha que acalmar ela.

Não vou mentir que adorei a sensação do seu corpo colado no meu,..mas nada muito importante.

Desci as escadas encontrando Millie e Finn conversando no sofá,ela realmente estava se dando bem com ele.

Ja estava vestindo meu suéter cinza,estava ficando mais frio..

"Boa tarde preguiçosa"Meu pai disse jogando minha mochila em meus braços.

"Quer mesmo ir na praia nesse tempo?"Eu perguntei mais uma vez.

"Sim,se ficar frio demais vamos ficar na casa"Ele respondeu caminhando até a porta"Cadê a riley?"

"Aqui"uma voz doce vindo da escada respondeu por mim,me virei para encontrar riley em um moletom branco com um short...bem pequeno aliás.

Ela sorriu e passou por mim em direção a porta,fiquei paralisada alguns segundos a observando até alguém estalar os dedos em frente ao meu rosto.

Desviei o meu olhar encontrando meu pai rindo "Cara..ta realmente apaixonada " Ele disse antes de sair com todos os outros.

Apaixonada?

Não..

Ela só é uma ..menina muito bonita,reconheço isso.

Mas nada de mais.

Sai de meus pensamentos caminhando até a porta

~~

A praia estava vazia,millie e finn conversavam em algum lugar da casa enquanto eu estava apoiada contra a porta na varanda observando uma certa morena sentada na areia,olhando para o mar.

Ela se encolheu em seu moletom pelo vento fraco que passava.

Porque tava tão difícil para mim sair daqui e ir falar com ela?

Tentei desviar meu olhar olhando para os lados da praia mas eu sempre voltava,porque tava tão difícil não olhar?

Ela é apenas uma garota bonita

"Maya?"Alguém chamou me fazendo saltar um pouco antes de virar para ver millie e finn.

"Eu e finn podemos ir no mercado?,vamos assistir filme e queremos comprar algumas coisas"

Olhei por alguns segundos e botei a mão no bolso pegando minha carteira "Não demorem,o mercado não é tão perto então tomem cuidado" Falei tirando uma quantidade de dinheiro um pouco mais do que o necessário " E não façam nada estúpido " Terminei dando o dinheiro na mão de Millie.

Ela assentiu e saiu com Finn.

Meu pai tinha saido então a casa ficou vazia,suspirei botando a carteira no bolso novamente.Riley ainda estava ali observando o mar,ela pensava tanto sobre oque?

Riley

Maya não sai da minha cabeça,estou sentindo seus olhos em mim e isso está me matando.

Meus pensamentos foram interrompidos quando senti algumas gotas de chuva caindo,em pouco tempo começou a chover mais forte.

Antes que eu possa fazer alguma coisa sinto uma mão agarrando meu pulso e me guiando para a casa.

Estava tão frio

Entrando na casa vi Maya que estava molhada me trazendo uma toalha.

"Obrigada"Eu sussurrei antes de secar meu rosto.

Ela me olhou por alguns segundos "Ta tudo bem?" Ela perguntou.

"Sim,porque?"

" Você ta tremendo,eu posso pegar algumas roupas no meu quarto se quiser"

Ela tem que parar de ser assim.

Ta piorando tudo.

"Okay"

Ela assentiu e subiu as escadas.

Olhei ao redor da sala,aqui é bem bonito,botei a toalha no sofá e fui em direção a um rádio que estava na mesa da cozinha,depois de mudar algumas vezes parei em um música que parecia ser legal.

Suspirei me sentando no balcão da cozinha.Esperando pacientemente.

"Tudo que eu sou é um homem"

"Eu quero o mundo em minhas mãos"

Me pergunto quantas casas o pai dela tem,e em quantos lugares.

"Eu odeio a praia
Mas eu permaneço
Na Califórnia com os meus pés na areia"

Maya desceu as escadas com um casaco preto em suas mãos,se aproximando ela deu um pequeno sorriso me entregando o casaco,mas..antes que ela se afaste,peguei em sua mão que ainda estava molhada,ela me olhou e olhou para nossas mãos e voltou aos meus olhos novamente.

Não tenho certeza do porque fiz isso,foi tudo tão rapido,olhei em seus olhos azuis por um tempo tentando encontrar alguma desculpa.

"Use as mangas do meu suéter"

"Vamos ter uma aventura"

Mas ela se aproximou,a cada passo se aproximando mais.

"Cabeça nas nuvens, mas minha

gravidade é centrada"

Eu nao conseguia pensar,seu rosto tão perto do meu,posso sentir sua respiração.

"Toque o meu pescoço e eu tocarei o seu"
"Você nesses pequenos shorts de cintura alta"

Senti sua mão tocar a minha perna,meu coração começou a bater forte,acho que ela pode ouvir.

Péssimo dia para usar shorts.

"Ela sabe no que eu penso"

"E o que eu penso"

Ela se aproximou mais, ficando entre as minhas pernas,não consigo pensar sobre isso,não parece real.Maya botou as duas mãos em minha cintura,me aproximando mais ainda,se isso for possível.

"Um amor, duas bocas"

Com sua mão molhada,tocou minha bochecha se aproximando cada vez mais até seus lábios se encontrarem com os meus,e borboletas começaram a correr em meu estômago.

"Um amor, uma casa"

Estamos sozinhas.

"Sem camisa, sem blusa"

Sem quebrar o beijo,sua mão desceu lentamente levantando a bainha do meu moletom ainda molhado,me causando arrepios.

"Apenas nós, você vai descobrir"
"Nada que eu não queira te contar, não"

Ninguém precisa saber.

"Porque está muito frio"
"Para você aqui e agora"

Ela não precisa saber como eu me sinto.

"Então me deixe segurar
Suas duas mãos nos bolsos do meu suéter"

Quebrando o beijo apenas para tirar o meu moletom por completo,estava frio mas o seu calor me aqueceu.

"E se eu pudesse somente tirar o seu fôlego"
"Eu não ligo se não tem muito o que dizer"

Eu não me importo com oque vai acontecer depois disso.

"Às vezes o silêncio guia sua mente"
"E te move para um lugar tão distante"

Mas vai acontecer

"Os arrepios começam a chegar
O momento em que minhas mãos encontram sua cintura"

Em poucos minutos sua mão chega em minha cintura me dando mais arrepios,forçando levemente meu short para baixo.

"E então eu vejo seu rosto
Coloco meu dedo em sua língua
Porque você ama o gosto, yeah"

Seu corpo se encaixa perfeitamente no meu,nossas batidas combinam.

"Estes corações adoram
Toda a pulsação acelerada"

Ao barulho das gotas de chuva batendo na janela,Maya explora cada parte do meu corpo com sua mão.

"Aqui dentro está quente
Lá fora começa a chover"

Ja não está frio.

"Vamos lá
Um amor, duas bocas
Um amor, uma casa
Sem camisas, sem blusas
Apenas nós, você vai descobrir
Nada que eu realmente queira te contar, não, não, não"

Não sei dizer como fui parar em seu quarto,estava muito ocupada com sua boca.

"Porque está muito frio
Para você aqui e agora
Então me deixe segurar
Suas duas mãos nos bolsos do meu suéter
Porque está muito frio
Para você aqui
Então me deixe segurar
Suas duas mãos nos bolsos do meu suéter"

Mas eu não me importo,não consigo pensar...não agora.Ela agarra minhas mãos sobre o lençol durante o beijo,o barulho da chuva fica mais forte mas aqui dentro está quente.

"Porque está muito frio
Para você aqui e agora
Então me deixe segurar
Suas duas mãos nos bolsos do meu suéter"

Ela me fez sentir coisas incríveis.

"Está muito frio
Está muito frio"

E quando boto um suéter que achei em seu quarto ela ja está dormindo,minha cabeça deitada em seu ombro,seu braço me envolve e faz um leve carinho no braço com o polegar.Talvez ela tenha descobrido,acho que os vizinhos também,não preciso me preocupar com isso,tudo vai voltar ao normal em dois dias.

"Os bolsos do meu suéter...."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...