História Fallen Angel - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Angel, Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondam, Beyond The Scene, Bts, Fanfic Taekook Da Unnie, Kooktae, Kookv, Referencias, Sobrenatural, Taekook, Unnie Fanfics, Vkook, Vkook Taekook, Vkook/taekook, Wings, Yoonmin
Visualizações 263
Palavras 2.692
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 39 - He Was Also A Tempter


Fanfic / Fanfiction Fallen Angel - Capítulo 39 - He Was Also A Tempter

"Ele também era um tentador, ele também era um link ao segundo.

O mundo mal, com o qual eu não tenho mais ligação."











- Por favor, hyung. - Pedi mais uma vez enquanto me afastava lentamente. - Não faça isso, você não quer fazer isso e você sabe disso. - Me afastava lentamente, porém ele se aproximava.



- Eu não tenho escolha, JungKook. - Ele disse com a voz triste e vi seus olhos se encherem de água. - Se eu não fizer oque eles mandam, eles vão matar a minha família, e eu não quero isso de jeito nenhum. - Apertou com força a faca que estava em sua mão. Senti meus olhos arderem.



- Por favor, eu sei que você não quer perder a sua família, mas eu perdi a minha. - Coloquei a mão em meu peito e ele se aproximou mais. - Eu vi tudo hyung, vi como eles foram mortos, eu pude ouvir os gritos e o pior de tudo foi que eu não pude fazer nada para salvá los. - Dizia enquanto andava para trás e acabei por cair sentado no balanço feito de madeira que havia no meio daquele quarto.



- Nós não temos escolha JungKook. - Ele disse entre dentes e meu medo aumentou. - Tudo isso é culpa sua, todos nós decidimos que seria melhor se nós sete nos distanciassemos. Seria mais seguro se cada um seguisse o seu próprio caminho, mas você. - Apontou a faca em minha direção e eu estremeci. - Você tinha que estragar tudo, quando todos nós decidimos seguir os nossos destinos separadamente, você escolheu o contrário, preferiu não abandonar este lugar. - Ergueu os braços para o alto. - Decidiu seguir o caminho contrário, não quis passar pela porta, e para quê?.



- Eu nunca quis que nos separassemos e vocês sabiam disso!. - Senti uma lágrima escorrer pelo o meu rosto. - Eu não queria passar pela porta, por que eu não queria abandonar tudo oque vivemos só por que era errado, eu não queria esquecer!. - Ele riu alto e quando ficou frente a mim, me segurou pelo pescoço.



- E por sua causa, toda a sua espécie foi dizimada, seus parentes foram mortos... - Senti a ponta da faca tocar meu pescoço e descer lentamente até meu peito, me arranhando fortemente e me causando dor enquanto descia, e logo se afundar ali aos poucos. Gritei e ele me olhou com ódio. - E tudo por que você não aceitou seu destino! Tudo isso poderia ter sido evitado, você poderia viver normalmente, todos nós estaríamos sendo oque fomos feitos para ser... Mas por sua causa, todos nós vamos morrer. - A faca entrou com força em meu peito e eu gritei mais alto, logo sentindo o líquido rubro descer lentamente, o único som que se podia ouvir naquele quarto era o de meus gritos e as gotas de sangue caindo ao chão. - Como se sente, por saber que você é o motivo de toda essa destruição?.



Sentia me cada vez mais fraco, sentia o sangue escorrer pelo o meu corpo, sentia a faca me perfurando cada vez mais fundo. Logo me estava extremante fraco e fechei meus olhos.









"Posso ver uma separação que se levanta sobre mim, como uma maré alta."










Assim que acordei, olhei em volta e não reconheci o quarto em que estava, me levantei ainda sentindo minha cabeça doer. Andei até estar fora do quarto e pudia ouvir vozes que me eram familiares, continuei seguindo as vozes até encontrar Jimin, Hoseok, Seokjin, Namjoon, Momo e BamBam ali conversando sobre algo.



- Pessoal. - Chamei com a voz falha e rouca e logo todos eles me olharam e vi seus olhos se arregalarem. - Oque está acontecendo? Onde estou?. - Perguntei enquanto me aproximava lentamente e coloquei a mão em minha cabeça.



Jimin correu até mim e pulou em cima de mim, quase nos derrubando no chão, porém eu consegui me equilibrar. O róseo me abraçou com força e eu retribui ainda sem entender nada.



- Kookie! Pensei que nunca mais fosse ver você!. - Ele dizia enquanto me abraçava e depois me olhou com os olhos marejados. - Seu puto! Nunca mais me assuste deste jeito. - Sorriu para mim e eu franzi o cenho.



- Diz isso para depois me chamar de puto? Vai se ferrar seu gnomo de jardim!. - Soltei Jimin e ele quase caiu sentado no chão, olhei para os outros e me aproximei dos mesmos. - O que é que está acontecendo aqui?. - Olhei confuso para cada um deles e encarei Jin com os olhos arregalados. - Hyung... Você... Eu vi...



- Eu sei. - Ele me interrompeu e depois suspirou. - É uma longa história. - Coçou a nuca e eu bufei.



- Que bom, adoro histórias longas, elas possuem mais conteúdo. - Cruzei os braços e olhei para Namjoon. - Podem começar, do começo, para ser mais exato. - Eles se entre olharam e Namjoon e Momo me explicaram tudo, desde o momento em que Stefan foi "morto", até agora. - Então... Cadê o Taehyung?. - Perguntei com os olhos arregalados e Jimin que estava ao meu lado disse.



- E cadê o Yoon? Até agora vocês não me disseram aonde ele está!. - Cruzou os braços e quando Momo ia dizer algo, Stefan e uma garota apareceram e eles estavam bem sérios. - Que caras são essas?. - Perguntou Jimin enquanto encarava os dois e os mesmos me olharam.



- JungKook, que bom que acordou e bem na hora. - Disse Stefan com um sorriso no rosto.



- Hora? Hora de quê?. - Perguntei ainda mais confuso e levantei uma sombrancelha.



- Jimin, o Yoongi está com o BamBam e... - Dizia a garota, porém Jimin a interrompeu.



- AONDE?!. - Gritou ele com os olhos arregalados.



- Você tem certeza de que quer vê lo agora?. - Perguntou Stefan.



- Sim! Lógico!. - Correu até Stefan e o mesmo olhou para a garota ao seu lado.



- Jisoo, leve o Jimin até o Yoongi, por favor. - Pediu ele e Jisoo assentiu, logo ela e Jimin correram em direção a um dos corredores. Quando voltei o olhar para Stefan, percebi que havia algo atrás dele. - JungKook... Eu, Momo e Jisoo conseguimos purificar o Taehyung. - Ele disse e eu sorri abertamente. - Demorou um pouco mas conseguimos, porém ele não quis que apagassemos a memória dele, para ele não se lembrar de tudo de ruim que fez. - Se aproximou um pouco de mim e vi que os que estavam ao meu lado, se afastaram um pouco.



- Certo, então... Cadê ele?. - Perguntei afoito e Stefan olhou para todos ali e logo se afastou um pouco, meus olhos se arregalaram ao ver Taehyung ali.







Jimin POV's...







Jisoo havia me mostrado o caminho para o quarto onde Yoongi estava, eu nem esperei por ela e comecei a correr em direção ao local, eu podia ouvir os gritos de Jisoo me pedindo para parar de correr, mas eu estava desesperado demais... Não queria perder tempo, eu queria o Yoongi hyung.



Logo quando cheguei, abri a porta do quarto com tanta força que quase voei para frente, olhei para BamBam que estava sentado em uma cadeira perto da janela e me olhava assustado, olhei para o outro lado do quarto e lá estava Yoongi... Ele estava parado em pé na minha frente e me olhava de cima a baixo, vi seus olhos se encherem de lágrimas e senti meus olhos arderem fortemente.



- Vou deixá los a sós. - Disse BamBam com um enorme sorriso e o vi sair do quarto ao lado de Jisoo, que estava parada na porta, logo a mesma se fechou e eu olhei para Yoongi sorrindo.



- SUGA!. - Gritei e corri até o mesmo.



- Vem Minnie!. - Abriu os braços para mim e pulei com força em cima de Yoongi, acabamos por cair na cama, eu estava em cima dele e o abraçava com força, enquanto ele fazia o mesmo e chorava baixinho em meu ombro. - Você não tem noção do quanto eu estou feliz por te ver, Minnie. - Ele disse em voz baixa e eu o encarei sorrindo, Suga limpou as lágrimas que escorriam pelo o meu rosto e sorriu.



- Eu também senti a sua falta, hyung. - Disse ainda sorrindo e juntei nossas testas, Suga sorriu mais ainda e fechou os olhos, fiz o mesmo e ficamos assim por alguns segundos. - Yoongi, eu nunca mais quero perder você. - Ele abriu os olhos e se sentou na cama, me sentei em seu colo com uma perna para cada lado.



- Você não me perdeu, Minnie. - Tocou meu rosto com a ponta de seus dedos e senti sua pele fria em contato com a minha, me senti arrepiar, mas logo fechei os olhos ao sentir uma leve carícia ali. - Você nunca me perdeu, nós apenas nos distanciamos por um tempo. - Sua mão desceu até meu queixo e ele levantou o meu rosto, olhei em seus olhos e vi que os mesmos brilhavam. - Eu só espero que nunca mais nos separem outra vez. - Sorriu e eu retribui.



- Pensei que nunca mais fosse ver você, achei que o nosso amor tivesse acabado para sempre. - Segurei em seu pulso e Suga negou com a cabeça.



- Nunca vai acabar. - Disse e então me abraçou com força, o abracei e escondi minha cabeça em seu ombro. - Agora já passou... Estamos juntos agora, e é isso oque importa. - Fez um carinho em minhas costas e eu beijei seu pescoço, vendo Yoongi se arrepiar logo em seguida.



- Eu te amo, hyung. - Disse assim que me afastei para olhar em seus olhos e vi Yoongi sorrir.



- Eu também te amo, Jimin. - Abraçou minha cintura e se aproximou mais de mim. - Muito mesmo. - Sorri e Suga fez o mesmo, coloquei minhas mãos em seus ombros e logo nos beijamos.









JungKook POV's...








Era Taehyung ali, porém ele estava diferente... Seus cabelos que antes eram louros, agora estavam castanhos, sua pele que antes era pálida agora estava amorenada, seus olhos que antes eram azuis agora estavam em um castanho claro. Ele olhava fixamente para o chão e tinha a mão esquerda em seu pulso direito.



Me aproximei lentamente dele e Taehyung me encarou com uma expressão triste, ficamos nos olhando por alguns segundos, até eu puxá lo para perto e abraça lo com força, ele ficou parado, sem mover um músculo sequer.



- JungKook... - Ouvi ele sussurrar em meu ouvido e me senti arrepiar pela sua voz rouca.



- Não diga nada Tae. - Sussurrei de volta e o abracei mais forte. - Só me abrace. - Escondi meu rosto em seu ombro e Taehyung segurou em minhas coxas e me levantou, fazendo com que minhas pernas ficassem presas em volta de sua cintura, ele me abraçou com força e deitou sua cabeça em meu ombro. Ficamos ali, abraçados, sem dizer absolutamente nada, até eu sentir algo molhado tocar em meu ombro. Coloquei minhas mãos no rosto de Taehyung e vi que o mesmo chorava. - Taehyung, não chore. - Sequei suas lágrimas e ele me olhou nos olhos.



- JungKook, me desculpa. - Ele disse e depois tocou o meu rosto com seus dedos, segurei em sua mão e ele a apertou com força. - Me desculpa, me desculpa por tudo, eu não queria fazer aquelas coisas. Eu juro que não queria, eu jamais faria qualquer coisa para te machucar e eu te amo sim, te amo com toda a força do meu ser e eu quero muito que você me perdoe. Você me salvou e me ajudou tanto. - Ele abaixou a cabeça. - E eu só consegui te machuchar.



Segurei em seu rosto e sem qualquer explicação, juntei nossos lábios em um beijo lento e calmo, Taehyung pareceu surpreso mas logo depois retribuiu, segurando minha cintura com força e me beijando calmamente.



- Eu sei que você jamais faria aquelas coisas, nem comigo e nem com os outros. - Disse assim que paramos o beijo. - Eu te perdôo sim Tae, e você não me faz mal, você só me fez bem. E a culpa foi toda minha, eu não deveria ter sido tão curioso. - Ri de nervoso e Taehyung entortou um pouco a boca.



- Quer saber?. - Perguntou e eu apenas o olhei. - É, você não deveria ser tão curioso assim não. - Disse com uma expressão séria e eu sorri amarelo, Taehyung me soltou do nada e eu quase cai no chão. - Na próxima vez que você decidir seguir alguém, certifique se de que não é uma armadilha. - Colocou as mãos na cintura e me olhou de cima a baixo. - E quando eu disser para não fazer algo, não faça! Se não você vai levar uma bela de uma chinelada nesse seu rostinho bonito, entendeu Jeon JungKook?!. - Perguntou com voz autoritária e com a mão erguida para o alto, como se estivesse se preparando para me bater.



- Tá. - Disse sem me importar e Taehyung deu um soco no topo da minha cabeça, ouvi todos ali rirem alto. - Sim senhor. - Fiz um bico enquanto massageava o local machucado.



Logo Yoongi e Jimin apareceram de mãos dadas e Taehyung os encarou.



- Yoongi, seu louco!. - Gritou Taehyung e o mesmo correu até Yoongi e abraçou o mesmo com força. - Você quase me matou do coração, seu puto, nunca mais me assuste deste jeito!. - Levantou Yoongi enquanto o abraçava e o mesmo fazia muitas caretas.



- Jimin hyung me disse a mesma coisa. - Cruzei os braços e olhei para o baixinho que sorriu amarelo.



- Me solta!. - Gritou Suga e logo Taehyung o soltou.



Taehyung andou até Seokjin hyung e parou em frente ao mesmo, andei ao lado de Jimin até eles e ficamos apenas observando.



- An... Jin hyung. - Disse Taehyung e o mesmo segurou novamente seu pulso. - Eu não acho que pedir desculpas seja o suficiente para, pelo menos, tentar fazer você ficar com menos ódio de mim. Mas... Se você preferir nem olhar para mim novamente... - Olhou para o hyung que até agora se mantinha sério e atento as palavras do moreno. - Eu vou entender, afinal eu não acho que mereço o seu perdão e muito menos a sua amizade.



- Taehyung. - Disse Jin qua ainda estava sério e Taehyung o olhou com os olhos começando a se encher de água. Seokjin não disse nada, apenas puxou Taehyung para um abraço, o mesmo ficou parado por alguns segundos, mas logo retribuiu. - Você merece sim a minha amizade e eu te perdôo sim, sei que você não fez por querer. - Sorriu para ele e Taehyung voltou a abraça lo, agora com mais força.



Logo Hoseok abraçou os dois e depois Namjoon se juntou ao abraço, depois Jimin, eu e logo Yoongi se juntou ao abraço coletivo. Ficamos ali todos nós nos abraçando de forma meio desajeitada e apertada por alguns minutos, até Taehyung dizer.



- An... Pessoal, não é por nada não, mas daqui a pouco eu vou acabar morrendo sufocado aqui. - Ele disse e todos nós começamos a rir.



- Problema seu. - Disse Hoseok enquanto ria.



- Vai morrer, mas pelo menos vai morrer com os best friends te abraçando cheios de amor. - Disse Jimin enquanto aumentava o aperto do abraço que já estava ficando cada vez mais apertado.



- Socorro... - Sussurrou Taehyung que ria alto.



- Quanto amor. - Disse Namjoon.



- Eu não amo vocês, só estou abraçando por abraçar. - Disse Yoongi com uma expressão séria e Jin o chutou, fazendo com que saísse do abraço coletivo. - Oh, meus best friends! Eu estava brincado, eu amo vocês sim, deixa eu voltar para o abraço! Por favor, seus lindos, amores da minha vidinha doce. - Pediu com um sorriso e uma voz fofa.



- Não. - Dissemos em uníssono e Yoongi bufou.



- ANDA LOGO, SEUS PUTOS! ANTES QUE EU RESOLVA METER O CACETE EM TODO MUNDO AQUI, PORRA!. - Gritou com os braços cruzados e Jimin o puxou de volta para o abraço.



- As vezes eu me pergunto por que eu te amo, Min Yoongi. - Disse Jimin e todos riram, menos Yoongi, que mandou todos nós irmos a merda.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...