História Fallen Angels - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Tags Dolan Twins
Exibições 10
Palavras 1.666
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello people voltei com um capitulo, divirtam-se.

Capítulo 8 - Choose a side


Fanfic / Fanfiction Fallen Angels - Capítulo 8 - Choose a side

                                             Ethan´s POV

    Fecho a porta do quarto e a deixo sozinha, sei que ela quer ficar sozinha, se fosse eu também iria querer. A casa dela se incendiou do nada, tinha acabado de sair do banho quando sinto meus pulmões pesarem e dificuldade para respirar, entrei no carro e só parei quando cheguei em frente da casa dela. Seja lá o que aconteceu essa noite, tenho certeza que Zacarias está metido nisso tudo, pego meu celular e digito o número, ele atende depois do segundo toque.

       -Alô? –Ele diz com a voz embargada de sono.

       -O que você fez? –Digo com raiva.

       -Fiz o que foi necessário.

       -Necessário? –Digo incrédulo. –Matar duas pessoas, dois anjos era necessário? Eles até podiam ser rebeldes, mas não mereciam isso e você sabe.

       -Agora elas estão com vocês, agora será mais fácil vocês serem mais próximos dessas garotas. Sacrifício, Ethan, às vezes é preciso. –Ele diz e desliga o telefone.

    Respiro fundo, tudo isso está passando dos limites, ele havia dito que ninguém se machucaria. Eu me sinto culpado, por mais que não os tenha matado, sinto que o sangue deles está em minhas mãos, eu poderia ter feito algo para impedir Zacarias, mas não o fiz. Me jogo no sofá, tudo está quieto, Gray já está em seu quarto, provavelmente dormindo, e novamente me sinto sozinho, fecho os olhos e só volto a abri-los quando a luz do sol bate em meu rosto. Demoro um pouco para ver, pois minha visão está embaçada, me levanto e calmamente vou á cozinha preparar um café, são 6h e 30min e não dormi muito bem. Pego uma caneca no armário e ao me virar me deparo com Mia parada perto da porta, seus cabelos castanhos estavam bagunçados e seus olhos que antes eram verdes, agora estão azuis, resolvo não falar da tonalidade de seus olhos porque sei que esse é o menor de seus problemas agora. Ela se aproxima a passos pequenos da bancada, e eu permaneço imóvel, sem saber o que fazer ou dizer. Prometi a ela ontem que tudo ficaria bem, talvez eu tenha mentido para Mia, mas quando disse isso vi em seus olhos que ela realmente acredita nisso, me fez ficar aliviado ou feliz, não sei, essas emoções humanas ainda me deixam confuso demais. Coloco um pouco de café na caneca e coloco perto de suas mãos que estão sobre a pequena bancada, pego outra xicara e me sirvo.

       -Obrigada Ethan, de verdade. –Ela diz antes de levar a xicara aos lábios.

       -Por que acordou tão cedo? –Pergunto me sentando na cadeira, deixando uma distante segura entre nós.

     Ela não responde, apenas ergue os ombros e toma mais um gole de café. Queria conversar com ela, sinto que poderia ter impedido tudo isso, que agora ela estaria dormindo, daqui a pouco acordaria para ir á aula e não estaria sentada na cozinha da minha casa, com os olhos azuis achando que a morte de seus pais foi sua culpa. Depois de alguns minutos que pareceram horas, Grayson aparece na cozinha, com muito sono pelo visto, porque tropeça na mesa de centro e quase cai no chão. Ele murmura um bom dia para mim e Mia e pega um pouco de café.

      -O que vão fazer hoje? –Gray pergunta esfregando o olho.

       -Nada, eu acho. –Mia responde dando a volta na bancada e colocando a xicara na pia. –Por quê?

       -Pensei em sairmos, pra você sabe, se distrair.

       -Eu não...

       -Acho uma ótima ideia, Gray. –Digo interrompendo Mia.

    Ela me olha e depois olha para Gray, e para mim novamente. Talvez não seja a melhor coisa a se fazer nesse momento, mas talvez elas se distraiam e esqueçam isso nem que seja por um segundo, se é que é possível. Mia ainda me olha e então murmura um está bem, antes de ir para o quarto, ouço a porta fechar e me viro para Grayson.

        -Foi o Zacarias. –Digo simples, sem muita enrolação.

       -Como sabe? –Ele se senta na cadeira vaga ao meu lado.

       -Eu liguei para ele perguntando o que ele havia feito e ele falou que tinha feito que foi necessário.

     Gray me olha incrédulo e percebo que ele também está com raiva, matar nunca é necessário. Sei que parece meio contraditório já que havia dito que mataria Mia e Scarlet se fosse realmente necessário, mas agora vejo que nem se precisasse iria fazer. Depois de conversarmos sobre o que iriamos fazer, decidimos que não poderíamos deixar elas se machucarem, já passaram por muita coisa em menos de 24 horas, mas tínhamos que escolher um lado, uma coisa a qual deixamos para resolver depois.

     Um bom tempo depois, Scarlet acordou e seus olhos também estão azuis, mas ao contrário dos de Mia, não havia nenhum tom de vermelho neles. Ela concordou de primeira em sair para se distrair, acho que ela precisa disso, Mia precisa disso, só não sei como nós iremos conseguir tal proeza. Nos oferecemos para comprar roupas para elas, já que não tinham nada e estavam usado pijama, mas elas recusaram. Disseram que tinham uma muda de roupa no armário de educação física da escola que só precisávamos passar por lá, que elas entrariam para buscar. Continuei com a roupa de ontem, pois não era pijama, Gray fez o mesmo. Tranquei a porta da frente e andei em direção ao carro, Mia se sentou no banco do carona como na noite anterior, Scarlet e Gray sentaram atrás. O percurso foi agradável, Mia falou bastante assim como Scarlet. Estacionei em frente á escola e elas desceram dizendo que não demorariam.

     Me encostei no banco e esperei, Gray estava quieto e até cogitei a ideia de que estivesse cochilando, mas minhas esperanças acabaram quando senti ele balançar meu ombro. Estava prestes a gritar com ele, quando vejo Galadriel, ainda em sua casca de criança, acompanhado de Esther, abro a boca para chamá-los, mas eles desaparecem.

        -Scarlet e Mia. –Gray diz e abro a porta rapidamente.

    Zacarias deve ter os mandado para levarem elas, já que segundo ele estamos trabalhando devagar demais. Corro para dentro do colégio, e vejo eles entrando no vestiário feminino, ainda é horário de aula então não há ninguém pelos corredores. Pego minha faca dos anjos e Gray faz o mesmo, nos entreolhamos e entramos no vestiário. Ando a passos pequenos e escuto a voz de Mia, me aproximo até sua voz ficar mais alta.

        -Dissemos que não iriamos demorar. –Mia diz enquanto fecha seu armário.

     Scarlet faz uma careta e termina de amarrar seu tênis. Mia se vira rapidamente e esbarra em mim.

         -Ethan. –Ela exclama. –Grayson, o que estão fazendo aqui? Já estávamos indo.

      Abro a boca para responder, mas Esther aparece e a puxa pelo braço, depois faz o mesmo com Let. Elas se debatem, mas Esther é forte demais. Um garoto, que presumo ter 16 anos, aparece segurando uma faca dos anjos, Galadriel.

         -O que fazem aqui? –Gray diz.

         -Zacarias nos mandou, porque ... –Ele aponta para nós dois. –Bom, já está bem óbvio porque.

      Aperto o cabo da faca com tanta força que a dobra dos meus dedos ficam brancas. Galadriel dá um sorrisinho pretensioso e avança encima de mim, o derrubo no chão e chuto sua faca para longe e dou um soco sua cara. Ele segura minha mão e torce meu pulso, o fazendo sair do lugar. Dou um gemido de dor e ele me acerta um soco no queixo me fazendo cair de costas no chão.

        -Você se rebelou contra Zacarias, você se rebelou contra todos nós. –Ele dá um sorriso maligno e pega sua faca que está no chão. –Agora você merece morrer.

    Ele avança novamente tentando acertar meu peito com a faca, rapidamente seguro minha faca e a cravo em seu estômago, vejo sua graça se esvair de seu corpo e quando ela se vai, sua casca cai no chão, sem vida.

    Olho para Gray que já cuidou de Esther. Mia me encara, percebo que está brava e confusa, guardo minha faca e me aproximo.

       -Vocês estão bem? –Seguro meu pulso com mão, com certeza saiu do lugar.

      -Você... –Mia começa a dizer. –É um anjo, por isso seus olhos ficavam amarelos e eu achava que estava louca. Você... Vocês... Anjos... –Ela gagueja tentando entender.

     -Nos íamos contar a vocês, mas...

    Mia faz um sinal para que Gray se cale e, volta a olhar para mim. Seus olhos de azuis ficaram vermelhos.

     -Vocês tem alguma coisa a ver com a morte dos nossos pais? –Scarlet diz claramente alterada.

    -Não, eu juro. Zacarias nos mandou para pegar os dons de Ezequiel que caíram com vocês. Não sabíamos o que ele planejava e o enfrentamos logo que suspeitamos que houvesse algum envolvimento dele naquele incêndio.

    -Não estamos com os dons de Ezequiel. –Mia fala rapidamente. –E como vou saber que está dizendo a verdade se ao que parece desde que nos conhecemos, vocês dois só disseram mentiras.

    Não digo nada, ela está certa, mentimos para elas. Mas não o tempo todo.

       -Acreditem em nós, tudo o que Ethan disse é verdade.

   Elas se entreolham e depois Scarlet balança a cabeça.

       -Está bem, eu acredito em vocês. –Let diz.

       -Ok então. –Mia se aproxima de mim e me olha. –Mas se eu souber que estão mentindo ou que tiveram alguma coisa haver com a morte dos meus pais, eu mato vocês.

       -Tudo bem, mas vamos sair logo daqui, Zacarias irá mandar mais capangas quando descobrir que matamos Galadriel e Esther. –Gray diz abrindo a porta.

    Scarlet toma à dianteira e Gray sai logo atrás dela, estou prestes a sair quando sinto minha blusa ser puxada para trás.

      -Eu realmente acredito em você, Ethan. –Mia diz soltando minha blusa. –Não faça eu me arrepender dessa decisão.

  Em seguida sai do vestiário me deixando sozinho, murmuro um não vou e vou atrás deles segurando meu pulso, Grayson e eu traímos Zacarias e escolhemos o nosso lado, agora basta saber se iremos ganhar a batalha a qual está começando.

 

 

 


Notas Finais


Então já escolheu seu lado? Proximo capitulo em breve bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...