História Fallen For You - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias SHINee
Personagens Jinki Lee (Onew), Jonghyun Kim, KiBum "Key" Kim, Minho Choi, Taemin Lee
Tags 2min, Anjos, Jongkey, Kpop, Lemon, Minho, Romance, Shinee, Taemin
Exibições 114
Palavras 2.166
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fantasia, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiii amoreees, voltei tão rápido que nem deu tempo sentir minha falta, certo?
Bom, eu estou apenas morrendo de ciúmes desse capítulo, sim, sou dessas.
Por favor não me matem e nem me apertem depois desse capitulo kkkkkk
Gostaria de dedicar esse cap como agradecimento a ~AlwaysReminds2 pelo presentinho fofo e que eu AMEI.
Eu espero infinitamente que gostem!
Boa leitura!!

Capítulo 11 - Capítulo XI


-Do que está falando, Kai? –Jinki questionou com uma feição confusa e desesperada.

-Você sabe que o Taemin está sujeito a tudo lá em baixo. Jinki... Ele está em perigo, pelo amor de Deus, não podemos permitir que o Taemin faça alguma besteira ou que façam mal a ele... –Kai o olhava incrédulo enquanto Jinki apenas passou a encarar o nada diante da revelação do mais novo.

-Ele já está avisado Kai... Ele sabe que se aquele humano o machucar de qualquer que seja a forma ou o motivo... Eu não respondo pelos meus atos... –Jinki olhou o mais novo com um olhar tomado de fúria que rapidamente causou medo no mais novo, fazendo suas asas encolherem.

-E você vai esperar acontecer para fazer alguma coisa? Hyung... Você sabe o que pode acontecer se o Taemin tiver um deslize? Ele estará ainda mais longe de nós, até que chegará um momento em que ele não poderá voltar... Vamos aceitar perdê-lo dessa forma? –Kai sussurrava em tom tristonho e amedrontado enquanto se aproximava do mais velho, tocando o ombro do maior.

-O que quer que eu faça? –Jinki o olhou triste e ainda com lágrimas nos olhos.

-Você não, nós vamos fazer... Vamos falar com ele. –Kai sorriu levemente enquanto limpava as finas lágrimas que caiam pelas bochechas do mais velho.

Jinki desviou o olhar e ligou o portal de observação em frente ao Kai e tiveram a visão de um Taemin deitado preguiçosamente na cama do Choi enquanto dormia profundamente e sorria mínimo com suas bochechas sendo imprensadas pelo travesseiro.

-Ele deve estar tendo ótimos sonhos... –Kai revelou e sorriu ao observar como o loirinho havia ficado diferente sem as suas asas. –Eu já começo a sentir falta das cantorias do hyung, ele sempre cantava músicas tão boas e alegres... –Kai sorriu ao lembrar-se da tão contagiante felicidade do pequeno anjo no qual tinham visão.

-Eu também sinto pequeno, você não imagina o quanto... –Kai o olhou e novamente a feição triste tomava conta de Jinki. -Será que vamos conseguir trazê-lo de volta? –Jinki perguntou com seus olhos vidrados na feição angelical que Taemin possuía até no mundo dos sonhos.

-Tenho certeza que sim... Quando ele acordar, nós vamos ao seu encontro e falaremos com ele.

Minho pov.

Não sei por quanto tempo estava encostado naquela geladeira, apenas perdido em pensamentos enquanto encarava um ponto qualquer na cozinha. Eu não sabia o que estava acontecendo comigo... Taemin estava me deixando confuso, já fazia dois dias que eu não saía para me divertir, e eu nem cheguei a sentir falta...

Por quanto tempo eu irei ter que fugir disso? Eu não consigo encará-lo por mais de quinze segundos, minhas pernas amolecem, minhas costas formam uma película de suor e... Meu coração dispara... Eu definitivamente não estou gostando dele... Era apenas uma necessidade de pagamento por ele ter me salvado, apenas isso. Respirei fundo pela trigésima vez e fui caminhando lentamente até o meu quarto enquanto pensava confusamente no assunto. No estado em que eu me encontro, minha cabeça poderia explodir facilmente a qualquer momento.

Adentrei o meu quarto lentamente e logo me deparei com uma cena que facilmente poderia ser classificada como fofa. O Taemin havia pegado no sono, ele dormia tão gostosamente agarrado aos lençóis que eu senti dó em acordá-lo, pelas situações em que ele vivia, é no mínimo normal que ele esteja exausto.

O pior é que... Acho que me afeiçoei demais para manda-lo embora. Ele não é alguém ruim, muito menos ameaçador, e eu não sou tão desumano assim... Okay, talvez só um pouco. Porém é um pouco diferente quando se tem um garoto adormecido em sua cama com uma feição fofa bem a sua frente. Qualquer pessoa poderia facilmente confundi-lo com um... Anjo.

Sorri e balancei a cabeça para afastar tais pensamentos e caminhei até o banheiro, tirei minhas roupas e tomei uma ducha rápida, escovei meus dentes e vesti uma calça de moletom e uma regata branca. Em outros momentos eu dormiria sem camisa, porém... Bem, vocês entenderam que a situação é bem diferente, não que exista possibilidade de acontecer algo, sem um pingo de chance. Saí do banheiro e encarei novamente a cena a minha frente.

Eu não consigo dormir no sofá, e também não quero acordá-lo... Ah, foda-se ele não iria me atacar no meio da noite, certo? E também, já perdi as contas de quantas vezes já dividi a cama com o Jonghyun, e algumas vezes literalmente dormimos um em cima do outro, no sentido INOCENTE da palavra, não pensem besteira. Aish, eu estou cedendo muitas coisas a esse garoto, droga o que eu estou fazendo da minha vida?

Relutante, deitei-me ao lado de Taemin e puxei metade das cobertas sobre o meu corpo e virei-me para o lado contrário, fechando meus olhos e apenas esperando o sono vir.

Autora pov.

Naquela noite, o moreno deu graças aos céus pela janela se encontrar fechada, caso contrário, ele morreria de frio. O loirinho, vez ou outra se mexia na cama e puxava qualquer resquício de tecido para cima de si, não deixando sobrar nada para o mais velho.

Minho levantou-se da cama bufando irritado e procurou outro cobertor em seu guarda-roupa, ao achá-lo jogou-o sobre os ombros e cambaleou até a cama, cobrindo-se com o novo cobertor e logo adormecendo.

Taemin se remexia inquieto sobre a cama, e num determinado momento passou a perna e o braço por cima da pélvis e do peitoral do moreno que se quer se mexeu com o ato. O mais velho costumava dormir como pedra e Taemin por mais que também desse trabalho para acordar, se mexia como louco, mas se tratava apenas da sua forma de dormir.

Porém após esse determinado movimento, pela primeira vez em anos, o corpo de Taemin aquietou-se durante o sono, como se todos os seus músculos finalmente relaxassem apenas por sentir o calor do corpo do mais velho.

Taemin foi arrancado do mundo dos sonhos ao sentir um estrondo no quarto, fazendo-o acordar assustado e com a respiração acelerada. Acendeu a lâmpada do abajur no criado mudo e olhou em volta, não havia nada.

Porém ao olhar para o moreno, assustou-se totalmente ao encontra-lo suado e ofegante, enquanto se mexia levemente e franzia as sobrancelhas em sinal de pura agonia. Taemin ajeitou-se de frente para o moreno e notou que o mais velho havia derrubado um livro enquanto dormia, voltou seu olhar ao mais velho e respirou aliviado ao perceber que era só um pesadelo.

Já o viu assim tantas vezes, em tantas noites ele havia sentado na cabeceira de sua cama enquanto o observava dormir, porém não conseguia tocá-lo, sua maior curiosidade era saber se os fios negros do mais velho eram tão macios e sedosos como aparentava ser, porém ele nunca conseguiu descobrir, pelo menos... Não até agora...

Taemin levou as mãos até os cabelos de Minho e sorriu, sanando sua curiosidade ao perceber que sim, eram macios como ele sempre imaginou... O coração de Taemin se apertou ao vê-lo tão angustiado, Taemin sabia que no sonho o mais velho lutava para acordar, mas ele não conseguia.

O mais novo fechou os olhos e fez o que sempre fez quando encontrava o maior nesse estado, ele apenas juntou todo o sentimento que nutria pelo maior e soltou com ar junto a sua voz... Como música.

Neoreul johahandaneun geu mareul

Dizer que eu gosto de você

Chama hal su eobseosseo

Eu não conseguia suportar isso.

Geunyang idaero ni yeope isseodo joha

Só de estar ao seu lado parece ser bom o suficiente

Geudae hanbeonman deo yonggireul naebolkka

Eu deveria juntar um pouco de coragem mais uma vez?

Nae mameul jeonhaebolkka

Devo te dizer como me sinto?

Ireon nae mamdo moreugoseo manyang

Você nem conhece o meu coração

Hwanhage utneun neo

E você só sorri brilhantemente

Naega neol wonhago itdan mallya

Eu estou dizendo a você que te quero

Naega neol bureugo itdan mallya

Eu estou dizendo a você que estou te chamando

Nae soneul jaba nae soneul jaba

Segure a minha mão, segure a minha mão

Irheobeorilkka duryeopjanha

Tenho medo de que eu vou perder você

Naega neol wonhago itdan mallya

Eu estou dizendo a você que te quero

Naega neol saranghandaneun mallya

Eu estou dizendo a você que te amo

Neol hyanghan nae mam deutgo inni

Você está ouvindo o meu coração por você?

Baraman bwado apeujanha

Dói só de olhar para você

Ireoke

Assim.

Taemin abriu os olhos e levou seu olhar para o maior que já dormia tranquilamente sob o carinho de suas mãos em seus cabelos. Ele suspirou e reuniu toda coragem que possuía para aproximar-se da face desacordada de Minho e de tão próximos, conseguir misturar ambas as respirações.

A ardência em suas costas o torturava como brasas ferventes, mas ele não pararia agora. O calor em seu peito era mais forte e seus batimentos cardíacos podiam ser ouvidos por ele mesmo. Ele encarou aqueles lábios avermelhados e entreabertos e aproximou-se um pouco mais, sentindo a respiração aquecida do mais velho em seu rosto.

Ignorando a ardência torturante em suas costas ele cessou a mínima distância que os separava e uniu seus lábios aos de Minho, apenas sentindo a textura daquela boca que ele tanto desejou tocar. Aquele estava sendo o primeiro beijo de Taemin e ele não imaginava que fosse tão bom, ele não imaginava que poderia se apaixonar ainda mais do que já estava.

Com o objetivo de conseguir mais daquela sensação, Taemin movimentou seus lábios sobre os de Minho e foi surpreendido ao sentir uma leve pressão vinda do maior sobre seus lábios. Taemin abriu os olhos e encarou os olhos entreabertos de Minho, ele havia acordado.

O menor se afastou rapidamente e teria caído da cama se o mais velho não o tivesse segurado pelo braço, seu rosto queimava e estava prestes a explodir com o sorriso sacana que Minho lhe dirigia.

-Hy... Hyung, me desculpe... –Taemin abaixou sua cabeça e levou sua outra mão até uma de suas bochechas, sentindo-a queimar contra as costas de sua mão. Não conseguiria encara o moreno tão cedo.

-Acha que pode roubar beijos das pessoas enquanto elas dormem, Taemin? –Minho estava extremamente surpreso e assustado com a atitude repentina do mais novo, mas não deixaria transparecer e também não podia negar que havia gostado.

-De... Desculpe Hyung... –Taemin o olhou choroso e com medo, o mínimo que o mais velho faria seria coloca-lo para fora de sua casa sem um pingo de misericórdia.

-Porque está pedindo desculpas se fez de propósito? –Minho soltou o braço do menor que logo sem encolheu na cama, abraçando os seus joelhos. Minho suspirou e encontrou os olhos marejados do mais novo. –Porque fez isso? –Minho perguntou tocando o queixo do mais novo, fazendo-o olhar para si.

-P... Porque e... Eu... Eu gosto de você. –Taemin revelou corando novamente e Minho sorriu desacreditado na ousadia do menor a sua frente. Ele já havia ouvido aquilo tantas vezes, mas nenhuma vez aquilo lhe causou uma emoção tanto como agora.

-É mesmo? –Ele perguntou mais para si mesmo do que para o menor... Naquele momento Minho repassou todos os momentos em que trombou com o mais novo, e com isso, todas as mudanças que haviam acontecido consigo durante o período em que Taemin esteve próximo. Era horrível admitir que havia alguém que tinha poder sobre si, mas era inevitável não observar isso claramente.

-Desculpe hyung... Eu não deveria ter... –Taemin foi interrompido por Minho que repousou seu indicador nos lábios de Taemin que o encarou surpreso.

-Eu preciso saber o que esta acontecendo comigo... Taemin, o que você está fazendo? Porque eu estou tão confuso em relação a você? Eu estou tão bagunçado... –Minho bagunçou seus cabelos e Taemin aproximou-se novamente do Choi e segurou as mãos do mais velho retirando-as dos fios negros.

 Taemin sorriu encarando a face confusa do moreno e resolveu cessar aquela confusão do coração de Minho... Taemin o beijou. Minho não teve controle sobre a descarga de energia que percorreu todo seu corpo e o fez retribuir aquele beijo como se precisasse daquilo para viver, ele movia seus lábios sobre os de Taemin que tentava atrapalhadamente acompanhar o ritmo do mais velho e Minho percebendo isso, diminuiu os movimentos facilitando a aprendizagem do menor.

Não houve a presença de língua naquele osculo, estranhamente Minho correspondeu àquela união de lábios de forma carinhosa, diferentemente de todas as suas antigas relações. Pela primeira vez, Minho pôde sentir carinho e não somente um desejo carnal. Havia muito mais sentimento do que toque. Havia um amor prestes a aflorar no coração do moreno...

-Eu queria muito dizer que não, mas você realmente despertou algo em mim... –Minho revelou se sentindo estranhamente aliviado e feliz ao encarar o sorriso infantil do mais novo. Taemin depositou um selinho nos lábios do moreno e deitaram-se novamente. Minho repousou sua mão na cintura do mais novo, enquanto o loirinho se ocupava em acariciar as madeixas escuras do agora... Seu moreno.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Aiigooo, foge dos surtoosss kkkk
E então, gostaram? Alguém querendo me matar? Não,né?
Enfim... Comentem, sim? Obrigado por lerem e tenho dúvidas se vou poder postar esse final de semana, se eu conseguir vai ser altas horas da madrugada kkkk então me desculpem por agora, sim?
Beijinhooos e até o próximo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...