História Falling Boy - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias 24K, Bangtan Boys (BTS), Big Bang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, J-hope, Kisu, Seungri, Suga, T.O.P, Taeyang
Tags Bigbang Bts 24k
Visualizações 14
Palavras 1.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Hentai, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ah o GD consegue mexer com todos os meus sentidos kkkkkkkkkkkk

Capítulo 9 - Eu te amo Ji-yong


Fanfic / Fanfiction Falling Boy - Capítulo 9 - Eu te amo Ji-yong

CAPÍTULO 09

Os dias iam se passando e aquele sentimento crescia cada vez mais entre eles. Estavam em paz. Ela acabou por sair do emprego que tinha e também evitava ir ao bar onde Seungri trabalhava. Mas Seungri sempre ia ao seu encontro matar as saudades de sua amiga. Ji-yong tinha um bom salário e podia cuidar de Mia. Ele era dono da própria empresa.

Todas as noites ele chegava do serviço tomava um bom banho quente para relaxar e após o jantar ficavam conversando entre uma taça de vinho e outra. Se abriam no seu mais íntimo ser. Mia contou tudo sobre como foi sua vida sua infância e adolescência. Sobre como Matt fazia falta para ela. Como Kisu a tratava antes e depois de ir morar com ele e como era diferente com Ji-yong. Ela experimentara coisas que jamais sentiu em toda sua vida.

Ji-yong também falou sobre sua caminhada até ali e mostrou como sua vida mudou depois de conhecer la.

E eram assim suas noites. Amizade carinho respeito amor ♡

Depois de um dia inteiro de compromissos, Ji-yong chegou em casa chamado por Mia que estava na cozinha preparando o jantar. Lhe entregando um buque de rosas vermelhas lhe deu um beijo na testa em sinal do seu respeito por ela.

Maravilhada com aquela atitude Mia retribuiu com um selinho em seus lábios e uma carícia em seu rosto.

Ficaram se olhando por alguns instantes e Ji-yong sussurrou perto de sua boca “- Vc está completamente recuperada?”

“- Sim!” disse ela com um sorriso desconfiado. Ansioso por aquela resposta ele a beijou profundamente. A sentou na mesa de mármore branca e lhe beijando o pescoço foi tentando se livrar de cada peça das roupas de Mia. Ela usava uma camiseta rosa clara que deixava a mostra a lingerie rendada cor da pele.

Ao ver aqueles pequenos seios que mais pareciam duas maçãs seus olhos brilhavam e sem hesitar, os tocou lentamente com a boca, o que provocou gemidos em Mia. Era a parte mais sensível de seu pequeno corpo.

A cada toque, Ji-yong descobria segredos nunca revelados, áreas sensíveis que nem ela sabia que tinha. E ele se empenhava cada vez mais a dar prazer a sua amada.

Após tirar sua gravata cor de chumbo Mia desabotoava cada botão de sua camisa branca, acariciando seu peito másculo e tirando segredos de cada toque que ela fazia nele.

Se beijavam a todo momento. Ji-yong queria fazer daquela noite inesquecível. Queria leva la ao céu sem precisar sair do lugar.

Lentamente a deitou na mesa fria e fez com que ela se contorcesse e arrepiasse. E para esquentar seu corpo que sentira frio naquele instante, ele curvou lhe beijando cada parte alternando entre mordidas de leve e assim deixando algumas marcas vermelhas em sua pele tão clara. Ele fazia movimentos com a língua de vai e vem e o único som que se ouvia eram seus gemidos.

Ao chegar perto de sua fina cintura, desabotoou o short jeans que ela usara e o tirou completamente. Percebeu então que a única coisa que separava seus lábios do paraíso era apenas um fino tecido rendado cor da pele. Então , ele olhou para a expressão do rosto de Mia. Pode perceber o quanto ela estava excitada. Sua respiração ofegante e seu corpo trêmulo.

Ele apenas lhe sorriu curvando se para extrair aquele tecido que separava seus lábios da pele dela e com a ajuda das mãos tirou com tamanha delicadeza a lingerie, tocando profundamente sua feminilidade. Mia já não conseguia mais controlar seus pensamentos e nem seus sentimentos naquele instante.

A cada movimento que Ji-yong fazia com os lábios e a língua Mia se contorcia de prazer e gemia cada vez mais alto, o que deixara Ji-yong bastante excitado. Seus gemidos soavam como música aos seus ouvidos e assim ele continuava os movimentos naquela área que se tornara tão quente e molhada.

A cada movimento, Mia estava mais perto de entrar em êxtase e alcançar o orgasmo, algo que ela também não se lembrava como era.

Poucas vezes ela pode ter esse sentimento com Kisu. Mas ali finalmente se encontrara com aquele belo homem de olhos cor de mel e os lábios rosados. Esse homem que conhecera num bar ao acaso e que jamais imaginara se apaixonar perdidamente por ele.

Finalmente ela conseguira sentir aquilo que ainda não havia sentido antes. Amor verdadeiro. Foi ao clímax e ao orgasmo delicioso apenas com toques e carícias.

Ji-yong, com a respiração profunda, o coração acelerado e os lábios umedecidos com prazer de Mia, ergueu se e a levantou, beijando a para que ela sentisse o quanto seu gosto era bom e não ter nenhuma vergonha disso.

A desceu da mesa e segurando suas mãos, a levou para a sala. Curiosa, Mia o acompanhava mas ainda não sabia ao certo o que ele queria.

Pararam e se beijaram por alguns segundos. Mia deslizava as mãos pelo corpo de Ji-yong com leves toques com a ponta dos dedos até tocar o cos de sua calça e desabotoa la. Novamente a cena daquele membro ereto saltando para fora como da primeira vez que se tocaram tão íntimo. Mia pode perceber o quanto Ji-yong estava excitado. A todo momento ela o olhava nos olhos. Lentamente, deslizava suas mãos para afastar o tecido de seu corpo e finalmente livre de toda roupa, ela o sentou cuidadosamente no sofá cor de marfim aveludado. Ergueu se para se aconchegar em cima de suas pernas trêmulas. E ali começara os movimentos de vai e vem. Gemidos e sussurros podiam ser ouvidos a quilômetros de distância. Queriam aquele momento que era deles e esperavam a muito por isso.

Aproveitavam cada centímetro do corpo e descobriam segredo por segredo de cada um. Se amavam.

Entre um gemido e outro a frase “Eu amo vc” pairava no ar e inundava os ouvidos e seus corações.

Depois de um tempo cavalgando sobre Ji-yong, Mia desacelerou os movimentos. “Deite se no tapete” E ele a obedeceu como seu fiel servo. Sentando se, ela continuou com os movimentos que lhe davam tanto prazer porém agora mais confortável. Então ele se colocou por cima dela para que pudesse ter mais contato com seu corpo. Assim podia beija la e senti la mais perto dele.

Estavam dispostos a ficarem assim por uma noite inteira. A muito esperavam por isso. Até que no auge da excitação, Ji-yong chegou onde ele mais queria levando Mia consigo pela segunda vez.

Ficaram um tempo se olhando e acariciando em silêncio. Muitas coisas passavam pela cabeça deles agora. Sentimentos misturados, dores que já se desfaziam mas uma única certeza. Realmente se amavam.

Enquanto estavam deitados nos tapete macio da sala, despidos de qualquer pudor, eles se olhavam o tempo todo. Ji-yong acariciava a face de Mia que por fim adormecera. Então aquela frase que os levara a se entregarem de corpo e alma sem medo nem receio algum, Ji-yong sussurrou novamente “Eu amo vc”. Subiu até o quarto pegou um lençol de cetim azul da cor do céu para cobrir sua amada e deitou se ali mesmo, ao lado dela, até adormecer também.


Notas Finais


Agora sim kkkkkkkkkk
Adorei escrever essa cena kkkkkkkkkk e vcs gostaram de ler? 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...