História Falling In Love - Capítulo 15


Escrita por: ~ e ~HolyOlivier

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 16
Palavras 2.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura <3

Capítulo 15 - Cap 15: Pare de fazer bolhas de baba!


Fanfic / Fanfiction Falling In Love - Capítulo 15 - Cap 15: Pare de fazer bolhas de baba!

~Yu Jin On~

Escutei um barulho de choro misturado com soluços e as vozes das meninas falando pra pessoa que estava chorando se acalmar, então tentei abrir meus olhos e me arrependi profundamente, porque a luz branca era tão forte que eu tive que piscar algumas vezes pra me acostumar.
O lugar era completamente branco: luzes, móveis, paredes...
 Será que eu estou no céu? Ou no plano espiritual? Então eu pisquei com força mais uma vez porque meus olhos estavam doendo com a claridade e tudo veio como um flash na minha cabeça. O cachorrinho, o farol forte do carro, as meninas gritando meu nome.
Será que eu morri? Tentei chamar alguém, mas a minha voz simplesmente não saía, então eu tentei levantar a minha mão e só escutei um "Meu Deus!" uns gritos e aquele choro aumentando.
-Yu Jin, eu vou chamar o médico fica calma ok? - Sora disse e eu balancei minha cabeça de leve - acho que eu não morri - esperando alguém aparecer pra me dar um copo d'água porque eu tava querendo falar, mas a minha garganta estava tão seca que não deixava. 
Depois de uns 2 minutos veio a Sora correndo e junto com ela um homem de jaleco que eu julguei ser o médico, andando calmo do seu lado. Eles entraram no quarto e ele parou ao lado da minha cama com um sorriso no rosto.
-Annyeong Yu Jin! Eu sou seu médico desde que chegou aqui, pode me chamar de Dr. Yoo, agora siga o meu dedo. - disse movimentando seu dedo para cima e para baixo, de um lado pro outro, os levou para o lado de minha cabeça e eu apenas os seguia - Certo! Agora olhe para frente!
Ele ligou uma caneta com uma lanterninha na ponta e viu meus olhos, murmurando um “ok”.
- Seus reflexos estão ótimos. Pode apertar meu dedos?- perguntou e eu os apertei, ele deu um sorriso -Você está ótima Yu Jin, o que é um milagre com a pancada que levou na cabeça!- continuou e eu sorri de leve.
- Sou difícil de derrubar!- falei baixinho, praticamente inaudível ele sorriu. 
- Se lembra de tudo?- perguntou enquanto pegava um copo de água no frigobar do quarto, me ajeitou na cama e me deu o copo. Assenti, confirmando sua pergunta e bebi toda a água na mesma hora me sentindo melhor.
- Posso me sentar?- perguntei e ele negou pegando o copo de minha mão. 
- Vamos com calma, tudo bem?- perguntou meio que afirmando. 
Fiquei calada e virei meu rosto pro lado vendo o Jimin sentado na poltrona com os olhos vermelhos e o rosto todo molhado, ele estava chorando bastante e eu dei um sorrisinho.
- Se fosse a um tempo atrás você estaria rindo de mim e falando que eu sou idiota por tentar salvar um cachorrinho arriscando a minha vida!- disse me lembrando de quando a gente se odiava e o mesmo veio andando rápido até a cama e me beijou.
 Ele tentou aprofundar mas eu não deixei. Quebrei o beijo e ele me olhou confuso.
- Jimin, eu não sei a quanto tempo eu tô dormindo, então quer dizer que eu não sei a quanto tempo eu estou sem escovar os dentes! Então sem beijos até eu escovar meus dentes.- escutei as meninas e o médico rindo, Jimin deu um sorrisinho e beijou minha testa.
- Eu não sabia o quanto eu te amo até isso acontecer!- ele disse baixinho, encostou nossas testas e eu fiz carinho no seu rosto -Eu te amo tanto Yu Jin, com as suas maluquices, com seus chiliques, com as vitaminas ruins, com as dancinhas! Eu te amo mesmo sendo completamente maluca do jeito que você é.- continuou e eu franzi o cenho.
- A vitamina tava ruim?- eu perguntei fazendo bico e ele me olhou surpreso, olhei em volta e tava todo mundo olhando a gente, até mesmo o médico. 
- Eu me declaro pra você e a parte que você presta mais atenção é a da vitamina?- perguntou me olhando irritado e eu continuei com bico.
- Você disse que ela estava boa!- rebati e o olhei irritada, mas nem deu tempo de ficar muito irritada porque ele me roubou um selinho -Eu também amo você!- disse e ele sorriu.

                              •••••••

Bom, três semanas se passaram e eu recebi alta na semana seguinte de que acordei. Estou a duas semanas em casa com direito à onze babás. Isso ai, onze porque o meu appa decidiu vir também.
Queria dar um prêmio de babá do ano mas ele não ia ser nem do appa e nem das meninas, mas sim do Yoongi:

*-Yoongie oppa me da um copo de água?- pedi fazendo biquinho e ele apenas teve o trabalho de tirar os olhos da tv e me olhar.
- Porque eu que tenho que levantar uh? Estou sentado como você, você está em alguma cadeira de rodas? Cadê ela que eu não tô vendo!- disse olhando de um lado para o outro procurando a cadeira de rodas imaginaria que ele criou, revirei os olhos e me curvei um pouco pra levantar mas ele me empurrou com o dedo -Aish, têm dez pessoas nessa casa, por que tinha que pedir pra mim..- foi resmungando até a cozinha e eu ri por causa de seu jeito, ele voltou da cozinha e me deu o copo.
- Você não cuspiu aqui né?- perguntei o olhando desconfiada e ele negou.
- Só porque não queria buscar a água não quer dizer que eu vou cuspir nela! - disse com aquele jeito indiferente dele, eu dei de ombros bebendo a água e voltei a ver a tv - Me da o pé!- escutei ele falar e o olhei sem entender -Seu pé Yu Jin, por mais que a sua cabeça tenha batido com força no chão o carro bateu nas suas pernas primeiro e você tá cheia de hematomas e também tem nos seus pés então me da um pra eu fazer massagem!- continuou e eu coloquei meu pé em cima de suas pernas.
-Obrigada, oppa. - disse baixinho e curvei minha cabeça fazendo uma pequena reverência.
-Tanto faz.-*

Yoongi oppa tem esse jeito dele, mas é uma pessoa maravilhosa. Ainda vou arranjar um jeito de deixar ele sozinho com a omma, tenho certeza que vai rolar altos beijos.
Mas voltando ao assunto, estou sozinha hoje já que eles decidiram que eu não preciso mais de babá, o que é uma pena porque eu já estava ficando mal acostumada, ainda mais porque o Jin ficava falando que eu não podia ficar sem comer e toda hora mandava o Tae ou o Jungkook pra me trazer alguma coisa.

Estou fazendo o que eu sempre faço, sentava vendo tv, vendo um filme de terror um tanto idiota já que do nada cai panelas do teto e a mulher fica perguntando quem está lá.
- Aish, sinceramente mulher, você acha que o espírito vai responder "Sou eu aqui! Tô derrubando as panelas porque quero que você faça comida pra mim" Vende logo essa droga dessa ca - não pude nem terminar de reclamar da mulher já que a campainha tocou.
Me levantei bem devagar pra não tropeçar ou cair em nada e fui abrir a porta, era a vizinha do 202, So Young.
- Annyeonghaseyo unnie- fiz uma pequena reverência e ela deu um sorrisinho. 
- Você está melhor Yu Jin?- perguntou e eu assenti.
"Bom se eu já posso ficar sozinha é porque eu já estou melhor, acho." Pensei inclinando um pouco minha cabeça pro lado e fazendo biquinho mas logo parei porque ela poderia me achar estranha. 
- Posso te pedir um favor? 
"SABIA QUE ELA ERA UMA DAQUELAS QUE SÓ APARECEM PRA PEDIR FAVOR, MAS TRAZER UMA COMIDINHA PRA ACIDENTADA AQUI NAAAAAAAAO QUE ISSO".
Revirei os olhos sem ela perceber e assenti dando um sorrisinho.
- Claro, unnie! Me fale o que é.- disse.
"Eu falei pras meninas, mas ela é tãããão gentil". Pensei de novo e ela me deu uma bolsa grande e rosa com patinhos na frente da bolsa e aquelas cadeirinhas de bebê.
- O que é isso So Young?- perguntei séria a olhando entrar no seu apartamento e voltar segurando uma criança. 
Arregalei meus olhos e comecei a negar com a cabeça. 
- Unnie, isso não vai dar certo, eu não sei cuidar nem de mim mesma!- disse a olhando assustada e ela deu um tapinha no meu ombro.
- Deixa de bobeira, é só dar de mama, trocar a fralda e brincar um pouquinho! Eu vou voltar as 20:30, tchau Yu Jin, tchau meu bebê.- disse me entregando a criança e indo pro elevador. 
- ESPERA, UNNIE! EU NÃO SEI TROCAR.... Fralda...- tentei gritar, mas ela entrou rápido no elevador e ficou acenando, bufei e voltei pra dentro de casa.
Coloquei a criança naquela cadeirinha e ela ficou me olhando com aqueles olhos grandões. 
- Não me olhe assim!- disse e ela gargalhou - Não ria de mim!- disse de novo e ela voltou a rir -Que ótimo, agora tem um bebê tira sarro da minha cara- resmunguei e me sentei no sofá.
- O que eu faço com você?- perguntei pra neném que estava fazendo bolhinhas de baba e rindo do que estava fazendo -Pare de fazer bolhas de baba, isso é nojento! Quantos meses você deve ter uh?- fiquei falando sozinha e peguei o controle da tv colocando BTS pra tocar no YouTube e a coloquei sentada no meu colo.
- Ta vendo esse loiro gost.. muito bonito? É meu namorado!- fiquei falando sozinha que nem trouxa até ela começar a chorar - AI MEU DEUS! PORQUE VOCÊ TA CHORANDO?- comecei a balançar ela devagarzinho e nada.
-Você tá com fome? Deve ser isso não é?- "porque eu fico fazendo perguntas a um bebê, meu Deus? ".
A coloquei entre duas almofadas no sofá e fui olhar a bolsa onde eu obviamente achei leite em pó e fui preparar "espero que quando eu voltar ela ainda esteja no sofá". Assim que a mamadeira ficou pronta eu fui correndo pra sala ver a criança que tava berrando aos quatro ventos e coloquei a mamadeira em sua boca, parece que foi como mágica porque ela calou a boca no mesmo segundo.
A endireitei em meu colo e fiquei ninando ela -Porque logo hoje? Porque logo quando a omma não ta em casa? Quem gosta de criança é ela não eu!- fiquei resmungando até a mamadeira acabar e coloquei ela pra arrotar e a coloquei pra dormir no sofá.
" Ai meu deus as bochechas dela são tão fofinhas, será que se eu te roubar da vizinha eu vou ser presa?" 
Deu 17:00h e nada de ninguém chegar. Quando eu senti um cheiro horrível e a SuBin começou a chorar.
- Ah não, eu não vou fazer isso.- falei pra ela e ela começou a gritar e eu comecei a chorar de nervoso já que ela não parava de chorar e eu não queria trocar a fralda dela - Aaaaaah eu não quero fazer isso!- disse com a voz embargada pelo choro e a porta abriu e a Sora entrou junto com as meninas. 
-OMMAAAA!- gritei chorando ainda mais segurando a bebê com os braços esticados porque ela tava fedendo,as meninas arregalaram os olhos.
- Yu Jin, você se machucou?- a Sora perguntou, neguei e ela pegou a neném do meu colo -Porque você tava chorando então?- continuou. 
- Eu não queria limpar a fralda dela e fiquei desesperada!- disse e elas começaram a rir. 
- Meu Deus, Yu Jin não é pra tanto.- Sora disse indo pra banheiro limpar ela. 
- Vocês sabem que eu não me dou bem com crianças, nem peguei ela no colo direito pra não deixar ela cair no chão! Não sei nem me equilibrar direito, imagine me equilibrar com uma criança!- continuei e a Shay me abraçou. 
- Claro! Até porque você também é uma criança, e crianças cuidando de criança não dá muito certo.- revirei meus olhos saindo do abraço e me sentei na bancada da cozinha.
- Shayla eu tenho 19 anos e criança que é criança não tenta fazer sex...- Shayla me fuzilou com o olhar e eu ri.
- Pra mim você ainda é um bebê!- disse dando de ombros e eu sorri maliciosa.
- Pro Jimin eu não sou um bebê!- só escutei a Sora e a Hillary gargalhando do banheiro, desci da bancada e dei boa noite.
- Já vai dormir?- Shayla perguntou me olhando estranho.
- Cuidar de criança cansa unnie, e outra, eu nunca mais abro a porta pra So Young do 202! Ela só aparece quando quer alguma coisa.- resmunguei e subi pro meu quarto indo dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...