História False Incest - Diabolik Lovers - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz"
Tags Ação, Comedia, Diabolik Lovers, Drama, Hentai, Revelaçoes, Romance, Sadomasoquismo, Sexo, Suspense, Violencia
Visualizações 126
Palavras 2.443
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ohayougozaimasu! Nesta segunda-feira (07/08) duas pessoas estão fazendo aniversário: Ayumi e eu! Sim, demorei para postar porque queria nossos aniversários na mesma data! XD Enfim... Desculpe a demora! (de novo!)

Já nem sei quantas vezes já pedi desculpas! '-'

Espero que gostem do capítulo, fiz muito alegre porque estava com raiva de uma pessoa muito próxima! Espero que gostem dele tanto quanto eu gostei! Deixem suas opiniões no final, please! S2 Acho que estarei postando mais um capítulo hoje!

Boa leitura, fofinhas! S2

Capítulo 29 - Happy Birthday Bitch


Fanfic / Fanfiction False Incest - Diabolik Lovers - Capítulo 29 - Happy Birthday Bitch

* Happy Birthday Bitch *

 

Uma vez uma leitora chegou na ala de comentários, lembro-me que havia postado o capítulo “(Sem) Limites”, que foi um belo de um estouro! Todos amaram! Entretanto, dei o pior presente de todos aos meus leitores: uma foto cujas criaturas estão em uma espécie de clímax e eram elas Subaru e Yui. Hahaha! Foi hilário ver os comentários dos leitores criticando o presente que eu havia dado! Eu também me critiquei! De repente, surgiu o seguinte comentário:

 

“...Mas eu gosto da essência da fic, que tem um tipo de: “Da inocência nasceu a safadeza.”

 

Minha queria irmãzinha mais nova (minha himouto-chan) Maya-Hime disse isso e eu fiquei honrada! Não gosto de histórias com romances melosos, gosto de histórias com personagens quentes, histórias quentes e emocionantes! Gosto daqueles tipos de personagens que estão nua posição de submisso e dominante e que, em certos momentos, invertem esta pose, sendo assim, o submisso que vira dominante e dominante que vira submisso. Gosto daquela personagem doce e inocente que nunca havia sentido prazer, desejo ou luxúria! E, essa personagem, se torna a viciada no desejo, prazer e luxúria!

Sadomasoquismo? Sexo? Marcas de momentos quentes? Adoro isso em meus personagens! E foi assim, honrada e orgulhosa de meu trabalho que respondi com tamanha emoção a leitora, da seguinte forma:

 

“Hahaha! Amei a frase! Fico lisonjeada!”

 

Foi pouco? Sim! Contudo, estava muito feliz e fui dormir com a frase “da inocência nasceu a safadeza” em minha mente.

Quase não dormi.

E é com isso que inicio mais um capítulo do tipo “da inocência nasceu a safadeza”. Aproveitem.

Momoko-chan.

 

 

 

 

Cada momento com Shu fora maravilhoso! Sabe quando você sente cada vez mais desejo pelo corpo do outro junto ao seu? Quando ele saiu do meu quarto, em minha mente só ficaram as lembranças! Seu toque, cheiro, suor, seus gestos e voz... O modo como fazia-me gritar seu nome loucamente! Jesus! Bem que o inferno é maravilhoso quando se está com o demônio certo! O que me deixa totalmente surpresa são as capacidades de Shu como vampiro! Adentrou meu quarto sem que eu o visse, agiu feito ninja, silenciosamente! Quando vi, já estava com a criatura dentro do banheiro!

Minha tarde foi maravilhosa! E a noite será ainda maior! Após me arrumar, olho-me por algum tempo mais no espelho e borrifo um pouco mais de perfume no pescoço e pulsos. O maiô rosa cavado encaixou-se bem em meu corpo. É um tanto devasso, porém, é o que eu e Ayslla decidimos usar!

Saio do quarto e ou em direção ao de Ayumi, batendo três vezes e adentrando o local. Sentada na penteadeira, a mesma me olha através do espelho e arregala os olhos, largando o lipgloss vermelho e levantado-se da banqueta acochoada, me abraçando. Observo-a da cabeça aos pés, bastante surpresa!

- Uau! Se eu fosse o Subaru, te sequestraria pelo resto da noite! – Dou risada.

- Hahaha! Quer se tornar o Subaru-kun? – Ela brinca.

As risadas logo cessam.

- Ayumi-chan, você ficou muito fofa com essa roupa! Tão kawaii, ousada, segura de si! – Seguro suas mãos e noto que há um brilho fosco em seu olhar. – Ei, está nervosa?

- Sim, um pouco. Subaru é um tanto indecifrável e, devido ao fato de ser um vampiro, não parece tão impressionado com as coisas! Tenho medo do mesmo não achar nada demais! – Ela suspira pesado.

- Você quer agradá-lo, não é mesmo? – Acaricio seus cabelos. – Ok! Verei o que posso fazer!

Ayumi sorri e me abraça.

- Arigatougozaimasu! – Diz docemente.

Afasto-me de si e saio do quarto, ando pelo corredor e, por pura ironia do destino, esbarro com Subaru, que me observa assustado. Corro até ele, encostando-o numa parede e olhando-o profundamente nos olhos.

- Olha aqui, motherfoquinha, a Ayu está se esforçando para ser notada por você! Acho bom não vacilar, hein! Eu sou a traficante de brigadeiro dessa bagaça, a coelha rosa da zorra toda! Acho bom elogiar a vestimenta sexy que ela estará usando durante a festa, provocá-la como um lobo mau caçando e dando todo o prazer que a mesma merece no final da noite! São dezoito anos de vida especiais dela, não a decepcione! Quero ouvir seus gemidos lá do meu quarto, tá me entendendo? – Digo séria, Subaru apenas faz que sim com a cabeça. – É isso aí... Quem avisa amigo é!

Dito isso, me afasto de Subaru e desço as escadas, vendo a casa totalmente lotada. Ao longe, vejo Azuna-sama com sua fantasia na cor azul e o seu companheiro, Hijime-sama, totalmente sério. Ela dança loucamente com outros convidados, inclusive com Laito, que usa a fantasia de coelho azul. Dou risada, apoiando-me no para-peito da escada e observando o pessoal curtir. Em um canto do salão, os irmãos Sakamaki, pelo menos alguns deles e num canto, Reiji e Ayslla se beijando como se já estivessem namorando há tempos atrás! Arregalo os olhos, totalmente surpresa. Como assim eles  já estão se agarrando nos cantos, trocando carícias e suspiros!? De repente, uma respiração gélida em meu pescoço arrepia-me os pelos, causa-me uma elevação na temperatura e um amento de batimentos cardíacos. Viro-me para trás e me deparo com a figura, o alto rapaz pálido de olhos cristalinos e fios dourados que me fita, paciente. Esboça-me um sorriso, segurando minha cintura e juntando meus lábios aos seus, me beijando com enorme delicadeza, provocando estalinhos que causam risos de minha parte. Nos afastamos e eu observo o loiro melhor.

- Esse bando de coelhas aqui foi ideia sua? – Ele ri.

- Sim! – Concordo. – Virou uma epidemia de coelhinhas!

- E onde está a principal? Subaru está inquieto!

- A principal está se arrumando, ainda tímida! Eu realmente adoro o casal que eles formam, entretanto, a timidez de ambos me irrita profundamente! – Reviro os olhos de leve.

De repente, uma certa rosada surge com suas vestimentas negras totalmente adequas ao seu corpo. Parece tímida, mas ao mesmo tempo segura. Em meio à toda aquela música altíssima, aquela dali parece não se importar e tenta enfrentar seus medos. Vendo que estou distraída, Shu olha na mesma direção e vê Ayumi. Ela nos olha e sorri, se aproximando de nós.

- Uau! A aniversariante chegou! – Shu exclama, abraçando-a. – Parabéns, Ayumi!

- Oh! Obrigada! – Ela retribui o abraço e se afasta.

- Recomendo que comecemos com bebidas! – Digo, puxando Ayumi e Shu para a parte mais agitada.

Ayslla passa com uma bandeja cheia de drinks, pego três e entrego para Shu e Ayumi, bebendo o meu. Ao engolir o líquido, ela faz uma cara não muito satisfeita e dá um grito, em seguida abrindo um sorriso.

- É forte! Mas não tanto quanto os maotais! – Ela ri.

- Com certeza! – Dou risada.

De repente, começa a tocar “Senpai” (Shiki). Impossível não dançar com esse som! Ayumi me puxa para a pista, bem enlouquecida e começa a dançar comigo um tanto provocante. Olho para Shu sem entender e ele apenas ri, fazendo um movimento com a mão para que continuemos. Ao longe, vejo Subaru observando a garota, com um sorriso safado na cara! Dou risada, encostando Ayumi bem próxima a mim e descendo até o chão com ela. Coitada, nem tem noção de nada! Apenas curte feito uma louca! A música acaba e Ayumi dá um grito eufórico, sentando-se no sofá comigo.

- A festa está tão legal! – Ela ri.

- Hahaha! Pode se soltar! – Dou um leve empurrão nela.

- Ei... Onde está o Subaru-kun? – Pergunta aflita.

- O Subaru-kun... – Passo os olhos pelo chalé. – Ele está na escada! Esqueça ele por uns instantes! Vamos curtir!

Levanto do sofá, puxando Ayumi para mais uma rodada de bebidas e música, além de muita dança! Seguimos a noite feito loucas, tirando fotos inusitadas com Ayslla e nossos outros amigos loucos!

 

 

 

Digamos que Ayumi fora roubada de mim por Alice! Foi estranho e hilário quando a loira me parou no meio do corredor para falar de Ayumi! Foi muito engraçado! Tive que me conter para não rir, afinal, as orelhas de coelho da garota eram muito fofas, sem falar no esforço que a mesma fazia para me encarar profundamente nos olhos bem na pontinha dos pés!

Durante a festa, Ayumi mostra-se totalmente animada! Fico feliz por ela, afinal, está atingindo sua maioridade. De repente, surge Laito e Ayato, vestidos de coelhos com uma gigante bandeja com bolo, colocando-o na mesa no centro do salão. Ayumi, surpresa, começa a pular com Ayslla e Alice. Ela me olha, sorrindo e manda um beijo, em seguida volta o foco para o bolo. Já é a hora dos parabéns.

- Parabéns pra você... Nesta data querida...

E no final...

- Happy Birthday, Bitch! – Laito brada

- Happy Birthday, Ayumi-chan!

- Happy Birthday!

Ayumi atinge a maioridade.

 

 

 

Após os parabéns, boa parte das pessoas vão embora e depois de tudo, finalmente a casa fica “vazia”. Alguns amigos de Karl, o próprio e Hijime conversam na sala, tomando uísque. Azuna-sama, coitada, dorme sobre o colo do marido, totalmente exausta. Saio da escada e vou para o quarto de Ayu, onde há uma pilha de presentes organizados que vai até o teto, em um canto do local. E Ayu? Ayu encontra-se debruçada na cama, acordada, acompanhada de uma taça com Vodka X-Rated. Me aproximo lentamente da cama e a garota em seu estado totalmente bêbado diz:

- Foi muito louco... Louquíssimo. – Diz ela.

- Seu aniversário? – Dou risada.

- Yes, baby... – Ela se senta na cama, dando um gole na bebida. – Eu desci até o chão!

- Eu vi. – Dou risada.

- E gostou, Subaru-kun? – Ela ri, me jogando na cama e ficando sobre mim, com a taça na mão direita.

- Ayumi...

O som da madeira sendo queimada na lareira é o único ao ser escutado. Lá fora, começa a chover e os anis olhos de Ayumi me encaram querendo uma resposta. Sorrio, respondendo:

- Gostei... Gostei muito.

Ela sorri, satisfeita, colocando o restante da bebida na boca e me beijando, fazendo o líquido descer ardente por toda minha garganta. O álcool aquece meu corpo e eu continuo beijando a garota voraz, segurando-a pela nuca para que não se afaste. Quase sem ar, inverto a posição, continuando a beijá-la e descendo minha boca até seu pescoço, espalhando mordiscadas leves, alguns chupões e beijos por toda a pálida extensão. Ayumi arfa, retirando o enfeite de coelho e jogando-o longe, em seguida retirando minhas roupas e eu fazendo o mesmo com as suas. Após retirar o maiô, com raiva, rasgo suas meias, deixando-a totalmente despida. Mordo o lábio inferior, descendo até suas pernas, vendo sua umedecida, rosada e delicada intimidade, pulsante. Dou risada, segurando as pernas de Ayumi e encarando-a com seus olhinhos brilhantes de súplica. Ah... Ela teve uma grande revolução!

Passo a língua de leve, ouvindo-a dar um fino gritinho, em seguida realizo com minha língua movimentos mais precisos ao redor de seu clitóris. Ayumi morde o lábio, se contorce e retorce, arfa, suspira pesado e chama meu nome em um tom doce de se ouvir, uma música para meus ouvidos.

- Você é mesmo prazerosa, Ayumi. – Digo, penetrando dois dedos na garota e a ouvindo gritar. – Grite um pouco mais alto...

- S-Subaru-kun... – Diz quase sem voz. – Vai acabar acordando meus pais...

Ignoro-a totalmente, rindo e movimentando meus dedos dentro de si. Ayumi põe o travesseiro no rosto, dando altos gritos abafados. Retiro os dedos da garota algumas vezes, esfregando-os em seu clitóris, penetrando-os na mesma novamente e fazendo movimentos enérgicos e fortes, movimentos esses que aumentam o volume dos gritos de Ayu.

- Ayu, você está tomando seus remédios conforme falei? – Pergunto, tirando os dedos de Ayu.

Ela faz que sim com a cabeça.

- Certo... Você está muito nova para engravidar, sabe disso. – Sorrio.

Levanto da cama, pegando uma caixa negra que deixei escondida de baixo da mesma, caixa que pus um longo tecido rosa. Pego o tecido e guardo a caixa novamente. Ayu fica um pouco assustada ao ver o tecido, sem entender.

- Tem algo que eu realmente quero testar em você... – Sorrio para ela, mostrando o tecido.

Ayumi, mesmo com medo, demonstra um sorriso e seus olhos brilham de tanta luxúria. Quando adolescente, ouvia a mesma criticar esses desejos que condenavam a alma ao precipício que prefiro não citar nome! Hoje em dia, parece adorar a sensação! Subo na cama, amarrando os braços de Ayumi na cabeceira e beijando-a novamente, introduzindo minha língua em sua boca enquanto me encaixo entre suas pernas, massageando seus seios.

- Está apertado de mais, Subaru-kun... – Diz tristonha.

- A sensação será boa, você vai ver. – Digo, movimentando minha língua sobre um de seus mamilos rosados rígidos.

Sem pudor algum, sugo os mamilos da mais nova, que grita baixinho para somente  nós ouvirmos. A madeira continua queimando na lareira, dando um clima um tanto erótico ao quarto. Sem ao menos avisar, penetro Ayumi com força, fazendo com que a mesma dê um alto grito de dor. Movimentos rápidos e profundos de minha parte fazem com que a cama bata na parede. Ayumi parece ter medo dos pais acordarem e eu, simplesmente, ativo o foda-se.

- Subaru, seu membro é mil vezes melhor que apenas uma masturbação! – Ela diz arfando.

- Haha... Começou a ter maus modos, Ayumi? – Dou risada, aumentando a força dos movimentos.

- A-Ah... Está muito apertado! Não aguento mais meus braços presos! – Ela suspira.

Minha voz já ousa falhar, enfio minhas presas no pescoço de Ayu, sugando-a para me recompôr. De repente, meu orgasmo finalmente chega e eu me desabo dentro da garota, que grita totalmente cansada, com a voz falhando. Me retiro de si, afastando minha boca de seu pescoço e beijando-a, causando estalinhos. Solto os pulsos de Ayumi e ela os toca, respirando irregularmente. Me afasto da garota e sento na cama.

- Seus pais não acordaram, certo? – Dou risada.

- Parabéns, Subaru! Eles não acordaram! – Ela ri, se aproximando de mim e começando a me masturbar.

- Ayu, o que você está fazendo? Quer acordar seus pais de verdade? – Digo rindo.

- Iie... – Sorri sapeca, sentando em meu membro e subindo e descendo devagar.

- Ayumi, vai acabar me matando desse jeito! – Dou risada, tocando nas laterais de sua cintura.

- Não me toca! – Ela exclama, retirando minhas mãos de si.

E assim ela continua, pulando lentamente sobre mim enquanto dou meus gemidos roucos.

- Você está gostando?

- Muito... – Ela responde rapidamente. – É muito bom te dominar! Você não pode me tocar agora!

- No momento sou todo seu, use-me como quiser... – Arfo.

- Su-Subaru-kun... – Ela rebola sobre mim e finalmente chega a seu ápice, dando um gemido fofo. – Cansei...

- Parabéns, Ayumi. – Toco em sua cabeça, Ayumi adormece.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Brotoeeeeeeeeeeeeeeeei! XD
De novo! :P

Quem topa fazer uma festa igual a da Ayu comigo!? Hahahaha! Só não vale roubar os doces antes do parabéns! :3
Gente... Não leva a sério, ok? '-' *estragadora de prazeres*

Espero que tenham gostado do capítulo! Agora, os links!

Bolo da Ayu (modelo): https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/7e/b4/f5/7eb4f572cd2f1e4eb156a4a6ded61093.jpg

Fantasias (Ayslla e Alice): https://ae01.alicdn.com/kf/HTB1QE9jOXXXXXXYXXXXq6xXFXXXr/Adult-Women-Rabbit-Bunny-Halloween-Cosplay-Costume-font-b-Party-b-font-Sexy-Erotic-Lingerie-Outfit.jpg

Fantasia (Ayu): http://d2ydh70d4b5xgv.cloudfront.net/images/2/7/new-sexy-bunny-rabbit-cosplay-fancy-dress-halloween-costume-party-dress-up-teddy-9519b2b9b4bbd85e3414738c18b4f979.jpg

* Link Extra *

Brincos: https://vivacy.com.br/17979-thickbox_default/brinco-de-coelho-playboy-dourado-101000020900.jpg

Foi isso! Até mais tarde! S2
Parabéns pra mim! XD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...