História Fama, Poder e Amor (IMAGINE EXO E BTS) - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lay, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin
Tags Ambição, Drama, Fama, Romance, Traição, Você
Visualizações 72
Palavras 2.227
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, leitores como vocês estão? Eu sei que demorei, me desculpa.
Tem tantas coisas acontecendo comigo, tenho ficado com a mente bloqueada. E sem tirar que anda acontecendo vários problemas com minha vida e saúde.

Recomendações de músicas pra ler o cap; A 1000 times e The Night We Met. ( Sim, trilhas sonoras de 13 Reasons Why)
Espero que gostem do capítulo.

Capítulo 25 - Suffocating


Fanfic / Fanfiction Fama, Poder e Amor (IMAGINE EXO E BTS) - Capítulo 25 - Suffocating


"Eu tive tudo, e então quase tudo de você
Um tanto, e então nada de você
Me leve de volta para a noite em que nos conhecemos
Eu não sei o que devo fazer
Assombrado pelo seu fantasma
Me leve de volta para a noite em que nos conhecemos."- Lord Huron

 

Sehun*

Entro numa sala bastante movimentada, pessoas por todo o lado. Procuro em volta e nenhum sinal de S/N. Me pergunto onde ela estaria? Depois de ela me mandar uma mensagem dizendo que esperaria por mim na agência.

- Sehun, você chegou? – Olho pra trás e percebo Taeng, ele estava com uma enorme sorriso no rosto e muito bem vestido.

- Você sabe onde S/N está?- Pergunto e ele dá uma breve risada

- Fui eu que te chamei seu bobo. – Taeng fala me fazendo o encarar surpreso

- É, por qual motivo? – Falo lhe encarando de cima a baixo

-Quero você. – Ele fala e fico apavorado

- Como?- Pergunto

- Quero fotografar você.- Ele fala com um enorme sorriso

- Por quê? – Pergunto  colocando as mãos no bolsos

- Preciso de um modelo pro trabalho da faculdade, você é perfeito pra isso. – Ele diz e dou um breve sorriso

- Acho que não vai rolar. – Falo negando com a cabeça

- Eu pago. – Ele fala e dou risada

- Dispenso, mas tenho coisas pra fazer na empresa. – Digo me retirando

- Te pago uma refeição. – Ele fala e paro, me viro pra ele.

-Feito. – Digo com um sorriso

(...)

- Que lugar é esse? – Pergunto olhando em volta do  prédio abandonado

- Um lugar secreto, adoro vir pra cá de vez em quando. – Diz ele sorrindo e fico receoso.- Eu não vou te matar, relaxa. – Ele fala e o encaro

- Haha. – Digo ironicamente.

- Vamos subir, quero tirar fotos no terraço. – Ele diz e vamos até lá.

Abrimos a porta e fui até o parapeito, observei a bela vista daquela prédio.

- Bonito, não?- Taeng pergunta e apenas assenti com a cabeça sem me virar pra ele. – Vamos começar? Tire a camisa. – Ele fala e o encaro

-Como? – Pergunto surpreso

- Relaxa, só pras fotos. Não vou fazer com você, ao menos que você peça. –Ele fala fazendo uma cara maliciosa. Reviro os olhos e me viro de costas pra ele retirando minha camisa.

- Agora eu sei como suas fãs se sentem. – Ele fala encarando meu abdômen quando me viro pra ele

- Podemos começar ? Tenho compromissos hoje. – Falo e ele dá um sorriso.

- Faça suas poses. – Digo e começamos a sessão de fotos.

Depois de algumas fotos, ele se aproxima de mim. Envolve a mão na minha cintura e sinto sua respiração perto da minha, ele amarra sua camisa xadrez envolta de mim e o observo. Depois de amarrar ele dá um sorriso e se afasta, dando um tapa em minha bunda.

- Vamos continuar ? – Ele fala segurando a câmera me trazendo de volta para a realidade, penso por alguns segundos. Ainda estou analisando o que ocorreu e apenas afirmo com a cabeça, voltando pras fotos.

Kyungsoo*

- Vamos ver mais uma vez?- Pergunto me virando pra S/N que me encara com raiva

- Eu não vou rever esse filme, não quero ver essa menina forçada se atracando em você novamente. – Disse ela e dou uma breve risada

- Qual é? ciumenta. É apenas um filme. – Digo e ela me empurra, me fazendo cair no chão e começo a rir

- Eu te amo, só você. – Digo e ela me encara da cama e dá um sorriso

- Também te amo. – Ela diz com seus olhos brilhando

- Amanhã vamos ter um jantar especial. – Digo e ela me encara curiosa

-Que tipo de jantar? – Pergunta ela

- Você irá conhecer meus pais amanhã. – Eu falo e ela fica pálida

-Você está louco, Soo? E se eles me odiarem? – Ela fala assustada

- Calma, olha pra mim. Eles vão te amar, se eles verem o que eu vejo e que os membros do grupo veem, será capaz deles me trocarem por você. – Eu falo e ela sorri

- Se eu conhecer seus pais, isso se será oficial. – Ela fala

- Eu quero que todos saibam, que você é a única pra mim. – Digo e ela apenas me encara

- Não acredito que isso esteja acontecendo. Kyungsoo me assumindo. – Ela fala com um enorme sorriso e dou uma risada

- É você quem eu quero. – Digo e ela me beija.

Hoseok*

Ainda sinto algo por dentro, como se algo tivesse me sufocando. Só sei que preciso tirar ou pelo menos amenizar isso que estou sentindo. Essa dor no meu peito, essas lágrimas que não saem, que insistem em ficar e só pioram o que estou sentindo. Talvez seja angústia, não sei. Só sei que nada que me dizem não está ajudando. Talvez seja tudo que está acontecendo; ou talvez seja apenas todas essas lágrimas que guardei, que não deixei rolarem pelo meu rosto. E agora querem sair, mas por algum motivo não saem. E essa dor que insiste em ficar, e meu coração que só quer chorar.

Todas as palavras que deixei de dizer, está me consumindo aos poucos. Apenas queria poder ver (S/N) mais uma vez, sei que ela entrou no meu caminho com um propósito, mas nada acontece por acaso.  Sei, que posso estar sendo otimista ou trouxa por pensar que algo a mais existiria novamente entre nós, depois de tudo isso. Mas, só quero uma chance de falar com ela novamente, apenas uma.

Taeng*

- Como está sua refeição? – Pergunto encarando Sehun, que está devorando o churrasco em nossa frente

- Está uma delícia, obrigado. – Ele fala com um sorriso

- Que ótimo lugar pra um primeiro encontro, não acha? – Falo comendo um pedaço na carne que peguei do prato do Sehun e ele me encara

-Isso não é um encontro. – Diz ele me observando

- O que seria então? – Pergunto olhando em seus olhos

- Dois amigos, fazendo uma refeição. – Ele fala

- Somos amigos? Bom saber. – Falei sorrindo e ele abaixa a cabeça envergonhado.

-Algo do tipo. – Ele fala me encarando e dou risada.

Contínuamos a comer silenciosamente, até ouvirmos o barulho de trovões e de repente começa cair um temporal lá fora. Depois de terminamos de comer, paguei a conta e fomos até a frente do restaurante, pessoas estão correndo de um lado pro outro. 

- Se corrermos chegamos no meu apartamento, em 3 minutos. – Digo e ele me encara

-Ficarei por aqui, vou pegar um táxi. –Ele falou hesitando

-Ok, você que sabe. Boa sorte pra achar um táxi. – Falo andando

-Espera.- Ele fala e me viro pra ele.-Eu vou com você, mas só vou ficar até a tempestade passar.- Ele fala e afirmo com a cabeça.

Corremos até o apartamento, chegamos encharcados. Tiro minha blusa e percebo olhares de Sehun em mim, quando ele percebe que estou o encarando ele desvia o olhar. Dou um breve sorriso e vou pro meu quarto.

Pego 2 toalhas e uma peça de roupa, volto pra sala e entrego a Sehun.

- Obrigado.- Ele fala tímido

- O banheiro é logo ali, fique á vontade. Vou fazer um café.- Digo e ele me encara, vou pra cozinha enquanto Sehun vai no banheiro.

Depois de alguns minutos ele sai do banho, secando os cabelos.

- Aceita café? – Falo encarando

-Claro. – Ele fala se sentando na cadeira. Sirvo o café e ficamos ali em silêncio por alguns segundos

- A (S/N) mora com você? – Sehun pergunta tomando um gole de seu café

- Sim. – Digo

- Vocês se conhecem há muito tempo? – Pergunta ele

-Sim, desde de crianças. Ela é como minha irmã. – Falo sorrindo e olhando pro mural de fotos que está na porta da geladeira.

- Ela é como minha irmã também. – Ele fala e dou um sorriso

- Seus pais sabem que você é..

-  Gay?- Sehun fala me interrompendo- Claro que não, eles acham que sou o cara perfeito pra namorar todas as garotas. Mas, nunca se questionaram porque nunca gostei de nenhuma ou talvez eles saibam, mas tenham medo de que suas suspeitas sejam verdadeiras. – Ele fala desviando o olhar

- Desculpa, não devia ter falado sobre. – Falo e ela me encara

- Tudo bem. E seus pais sabem?- Pergunta ele

-Minha mãe sempre soube, meu pai nos abandonou quando eu era criança. – Digo e ele me encara surpreso

- Eu não sabia, desculpa. – Ele fala e dou breve um sorriso

- Tudo bem, já passou. – Digo sorrindo. Me levanto e vou até o som, ligo numa música aleátoria e começo a dançar. Sehun me encara sem entender nada.

- O que está fazendo? – Ele pergunta rindo

- Quando eu falo alguma coisa profunda e que me deixa pra baixo, eu venho e ligo o som. Danço pra esquecer tudo isso. – Falo e ele me encara

- Até que você dança bem. – Ele fala e dou uma risada

-Esqueci que você é Sehun do EXO, um dançarino renomado. – Eu falo e ele ri. Ele caminha na minha direção e começamos a dançar.

A cada batida ficamos mais próximos, sinto sua respiração próxima a minha. Ele coloca sua mão em minha nuca, nossos lábios estão se aproximando. Porém, alguém bate na porta fazendo nos separar rapidamente.

 Abaixo o som, vou até a porta. Abro a porta e vejo um cara totalmente encharcado, o encaro de cima a baixo

- S/N está aqui? – ele fala desesperado, sua boca está roxa

- Hoseok?- Pergunto quando reconheço ele

- Preciso falar com ela, por favor. – Ele fala me encarando, olho pra  sua situação e chega dar pena, olho pra Sehun que está encarando Hoseok sem entender nada

- Ele precisa se secar e de uma bebida quente urgente. – Sehun fala

- Entre. – Falo pra Hoseok que entra logo em seguida. Pego uma toalha no quarto rapidamente e Sehun pega uma xícara de café, e entregamos pra ele.

- Você sabe onde ela está?- Ele pergunta nos encarado

-No dormitório do EXO. – Falo e ele abaixa a cabeça.

-Ela está com ele, não está?-Ele pergunta

- Está. – Sehun fala e o encaro fazendo um sinal de negação.- Desculpa.- Sehun fala quando percebe a situação.

S/N*

- Amor, me solta. – Digo dando risada, tentando tirar as mãos de Soo que está em volta de mim

- Você precisa ir mesmo? – Pergunta ele e me viro pra ele

-Tenho trabalho amanhã cedo, prometo te ligar assim que eu chegar. –Falo e ela me dá um sorriso

-Ok, cuidado pequena. – Ele fala me dando um selinho

-Olha quem fala. – Falo rindo e ele faz uma careta. Saio do dormitório e acabo tendo sorte de achar um táxi rapidamente, já que está um temporal.

Em 15 minutos chego no apartamento, subo as escadas. Não é surpresa desse elevador não estar pegando, de novo. Depois de subir 4 andares, finalmente chego no meu apartamento. Abro a porta e dou de cara com um Sehun em minha cozinha, um Taeng secando a louça e um Hoseok encharcado no meu sofá.

- Hobi?- Pergunto deixando minha bolsa na poltrona

- (S/N)!- Ele exclama de um modo desesperado

- O que faz aqui? Você está todo molhado vai pegar um resfriado assim. – Falo o encarando

- Eu precisava falar com você, ver você. –Ele fala de um modo angustiante e me dá um aperto no coração.

Hoseok estava naquele estado por minha culpa.

- Pode nós deixar a sós, meninos? – Falo encarando Sehun e Taeng que logo vão pro quarto

- S/N, escuta. Não me interrompa, por favor. Tudo que tenho pra falar, estou segurando a meses. Isso está me sufocando e me matando aos poucos. Eu quero dizer que você mexeu com o meu mundo de um modo tão rápido e intenso, nunca senti nada do tipo. Eu sei que nada disso, passou de um plano pra você, mas para mim cada momento foi verdadeiro. Eu posso dizer que te amei, eu não sei o que fazer toda vez que penso em você se torna  algo angustiante. Eu não te odeio, pelo que aconteceu. Porque eu sei que nada acontece por acaso, não estou pedindo para você me amar de volta, afinal eu sei que outro está em seu coração e sempre esteve. E você sempre estará no meu, como um antigo amor e uma antiga lembrança, eu queria voltar para o dia que nós conhecemos e fazer tudo diferente. Tudo melhor. – Ela fala com as duas mãos em meu rosto, posso ver sinceridade em seu olhar e ele me dá um beijo na testa.

- Hobi, todo o momento que passei ao seu lado foi verdadeiro e intenso pra mim. Só que o sentimento não acabou se tornando o mesmo. Me desculpe, nunca quis te magoar desse jeito e sempre vou me sentir culpada por isso. Você apenas merece todas as coisas boas do mundo, e eu te agradeço por fazer eu me sentir importante de novo, por me trazer amor próprio e confiança. Eu tinha perdido isso há muito tempo atrás e você trouxe pra mim novamente. Sempre serei grata a você. – Disse com lágrimas nos olhos e ele a seca.

- Se cuida, quem sabe um dia se vemos novamente. – Ele fala se afastando de mim, e vai em direção da porta. E logo a porta se fecha e ele se foi.

CONTINUA...

 


Notas Finais


Hobi finalmente conseguiu dizer tudo para S/N.
Taeng e Sehun estão próximos demais.
Soo irá apresentar S/N aos pais como será o jantar em família?
Espero que tenham gostando, até o próximo capítulo.

Criei uma playlist no YT, com várias músicas. "Asian songs" que inclui Kpop, Cpop, Jpop, Jrock, Krock,Kindie. Deem uma olhada lá, vai que uma música que vocês procurem esteja lá. https://www.youtube.com/playlist?list=PL6c5GBjCuyWxckqXd7to60MJgI1yFzCsn
Até mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...