História Família Hyuga - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Chouchou Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hizashi Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Kiba Inuzuka, Konohamaru, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Visualizações 20
Palavras 1.713
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Luta, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente, tudo bem com vocês?
Espero que sim.

Estou aqui com mais um capítulo, e esse é o especial DeiChou.

Não vou enrolar aqui em cima, a gente se vê nas notas finais.
Boa leitura!!

Capítulo 24 - Especial DeiChou



《Deidara ON》

Estou na casa do Sasori, pra ser mais exato na sala da casa dele, ele é o meu melhor amigo. Sempre pesso conselhos pra ele, hoje estou pedindo ajuda pra entender o que eu estou sentindo pela Chouchou.

Sasori- O que você sente por ela?

Estou deitado no sofá, e ele sentado na poltrona.

Deidara- Eu não sei explicar, por isso tó aqui!!

Sasori- Se vira, como quer que eu te ajude desse jeito?

Deidara- Vou tentar, quando estou perto dela me sinto bem. Ela é muito divertida, e não quero que nada aconteca com ela.

Sasori- Só isso?

Deidara- Como só? 

Sasori- Afs, deixa. Pelo que você disse, tem duas opções.

Deidara- E quais são?

Sasori- Ou você gosta dela, ou você vê ela como uma amiga.

Deidara- Acho que não a vejo só como uma amiga.

Sasori- Se você conseguir falar mais coisas, fica mais fácil.

Deidara- Tá, as vezes perto dela eu não sei o que dizer. Acho que tenho medo de falar uma coisa, e magoar ela.

Sasori- Tem mais?

Deidara- Quer o resumo do que aconteceu entre eu e ela?

Sasori- Ajudaria.

Deidara- Tá bom. Quando eu tinha que fazer aquele desafio, eu pensei em fazer com a Hanabi. Mas quando eu conversei com a Chou, mudei de ideia. Quando descobri que ela já tinha perdido o BVL, tive que voltar pra Hana. 

Sasori- Isso eu já sei!

Deidara- Você pedio o resumo, continuando. No dia do show, que eu a levei pra casa dela e ela beijou a minha bochecha, como agradecimento. Eu senti algo diferente, mas muito bom.

Sasori- Cara, você gosta dela. Tá escrito na sua testa, não sei que dúvida você tem!

Deidara- Não sei, acho que estou inseguro.

Sasori- Mas que merda, esse não é o Deidara vida loka que Eu conheço. O loiro idiota que eu conheço, já teria chegado nela e falado o que sente e já teria ficado com ela!

Deidara- Mas ela é diferente, não é que nem as outras.

Sasori- Cansei!! Você está muito confuso, fica uma dica aqui pra você: marque de sair com ela, aí você tira essa dúvida da sua cabeça! 

Ele se levanta e pega o controle da TV, me sentei no sofá e ele do meu lado. Assistimos um filme de terror, nem dava muito medo.

Sasori- Vai dormir aqui?

Deidara- Acho que sim, se eu for pra minha casa vou ter que arrumar ela.

Sasori- Preguiçoso! Então você vai comprar as coisas pro jantar, da última vez foi eu.

Deidara- Tá, faz uma lista e eu vou.

Ele se levanta, pega uma caneta e um papel e faz e lista e me entrega.

Sasori-  Eu sei que você tem dinheiro, já que a gente tocou na festa da Hanabi.

Deidara- Mas é tudo isso?

Sasori- Se quiser, eu coloco mais.

Deidara- Melhor eu ir, se não o mercado vai fechar.

Sai da casa dele, e vou até um mercado. Começo a pegar o que tinha na lista, até que encontro a Chouchou.

Chouchou- Oi Dei, fazendo compras?

Pensei em responder pra ela: não, to vendo um filme. Mas me lembrei que era ela, e resolvi responder ela de um jeito "educado".

Deidara- Sim, e você?

Chouchou- Também, o que você precisa comprar?

Deidara- Aqueles macarrões que já vem pronto, e quando coloca água quente fica bom pra comer.

Chouchou- Eu sei o que é, vem comigo que eu mostro onde fica.

Ela me leva pra um corredor, e lá tinha vários daqueles macarrões nas estantes.

Deidara- Tem vários sabores, não sei qual escolher.

Chouchou- Pega esse, é muito bom!

Ela aponta pra um que está um pouco auto, eu pego dois.

Deidara- Obrigado.

Chouchou- De nada, vamos lá pro caixa pagar.

Fomos e pagamos, ela já estava indo embora mais eu me lembrei do que o Sasori disse.

Deidara- Chou, espera!

Chouchou- O que foi?

Vou perto dela, e respiro fundo.

Deidara- Quer sair comigo amanhã?

Chouchou- Amanhã sábado?

Pensei em responder, não amanhã nunca. Mas denovo me lembrei que era ela, então me contive.

Deidara- Sim.

Chouchou- Quero, a gente se encontra na entrada do shopping.

Deidara- Pode ser as 19:30?

Chouchou- Sim, até amanhã Dei.

Deidara- Até Chou.

Volto pra casa do Sasori, o encontro dormindo no sofá. Como sou um bom amigo, vou até a lavanderia pego um balde com água. Volto pra sala, e jogo a água nele.

Sasori- QUE MERDA É ESSA? O QUE TÁ ACONTECENDO?

Ele pulou do sofá e estava todo encharcado, não aguentei e comecei a rir dele.

Sasori- DEIDARA SEU IDIOTA!!

Ele parte pra cima de mim, por um milagre consigo desviar. Eu ia sair correndo mas acabo escorregando, já que o chão está todo molhado. O Sasori começa a rir de mim, e o pior eu não consigo levantar.

Deidara- Dá pra parar de rir, e me ajudar a levantar?

Sasori- Sim.

Ele me ajuda a levantar.

Sasori- Agora seque tudo, eu vou pro meu quarto. Quando terminar me chame.

Deidara- E eu tenho cara de empregada?

Sasori- E eu tenho cara de conselheiro amoroso?

Ele foi pro seu quarto, e eu seco tudo. Ele tem razão, tava devendo uma pra ele. 

(...)

Já são 19:03 de sábado, fui pra minha casa pelas 18:25. Me vesti com uma camisa vermelha, uma calça preta rasgada nos joelhos É um tênis azul.

Vou com a minha moto, já que eu corria tenho a licença pra pilotar. Vou até a garagem e pego ela, pra quem está se perguntando eu morro sozinho. Meu avô que comprou a casa, mas eu praticamente morro com o Sasori.

(...)

Chego no shopping e estacionei a minha moto na frente da entrada, quando olho pra direção da entra avisto a Chouchou. 

Ela estava com um lindo vestido branco, e tipo um pano rosa amarrado na sua cintura. E ela usava o penteado de sempre, que eu acho muito fofo.

Fui até ela, e ela não me notou. Então como qualquer pessoa, decidi assustala.

Deidara- Oi!!

Ela se vira pra ver quem é.

Chouchou- Não faz isso comigo, quase me matou de susto.

Deidara- Mas eu só falei oi.

Chouchou- Eu nem te vi chegando, mas isso não importa. Vamos no fliperama?

Deidara- Tá.

Fomos até o fliperama, e jogamos um jogo de tiro. Era de quem fazia mais pontos, e a Chouchou ganhou.

Deidara- Você não me falou que era uma boa atiradora!

Chouchou- Eu nem sou muito boa, a Temari é muito melhor que eu. Acho que você que é ruim.

Deidara- Magoou! 

Coloco a mão no peito pra parecer ofendido, ela ri de mim e me puxa pra outro jogo.

(...)

Passamos muito tempo lá, só saímos dela lá por que estávamos com fome.

Chouchou- Onde você quer ir comer?

Deidara- Você escolhe.

Chouchou- Tem um lugar que vende um cachorro quente muito bom, o que você acha?

Deidara- Uma boa.

Fomos até o tal lugar, e realmente o cachorro quente de lá era muito bom.

Chouchou- Não falei? Um dia trás a Akatsuki aqui, e diz que fui eu que recomendou.

Deidara- Sim, acho que todos vam gostar.

Continuamos comendo, até que uma criança passa em cima da queles bichinhos eletrônicos, que voce paga pra andar pelo shopping.

Chouchou- Sempre quis andar em um desses.

Deidara- Então somos dois, vamos depois dar uma volta nisso?

Chouchou- Sim!!

Terminamos de comer, pagamos e fomos atrás de um dos lugares que tem pra alugar aquilo.

(...)

Depois de um tempo procurando, nós finalmente achamos. A Chouchou pegou um leão, e eu um urso branco.

Deidara- Vamos apostar corida, e quem perder faz o que o outro mandar?

Chouchou- Então tá tem que dar a volta nesse andar, no três.

Deidara- Três!!

Sai o mais rápido que podia, e a Chouchou atrás. Estávamos indo muito rápido, até que um guarda veio atrás da gente. Consegui terminar a volta, e logo em seguida a Chou. 

Guarda- Não pode correr com essa coisas!!

Deidara- A gente não sabia.

Chouchou- Desculpa tio.

Guarda- Tá, dessa vez eu deixo passar senhor Deidara!

Ele vai embora.

Chouchou- Como assim dessa vez?

Deidara- Vamos dizer que eu já aprontei algumas vezes no shopping, e fiquei conhecido pelos guardas.

Chouchou- Atá, então já está ficando tarde...

Deidara- Nem vem com essa!! Você vai fazer o que eu mandar, e nem pense em escapar.

Chouchou- E o que você quer?

Deidara- Quero que você pague o cinema.

Fomos até o cinema, escolhemos um filme e pegamos pipoca e refrigerante. Quem pagou tudo foi a Chou, sentamos bem no fundão.

(...)

Chouchou- Esse filme tá chato!

Deidara- E o que você quer que eu fasa?

Já estava um pouco depois da metade, e realmente aquele filme estava muito chato.

Chouchou- Não sei, mas quero me distrair.

Eu olhei nos olhos dela, depois pra sua boca. Pareceia que ela me chamava, estávamos cada vez mais perto um do outro. Até que, nossos lábios se juntara. E pra minha surpresa, a Chou pedi passagem com a língua.

Quando o beijo acabou, olhei pra ela surpreço.

Chouchou- Vamos sair daqui, o filme está chato.

Deidara- Sim.

Saímos não só do cinema, mas do shopping também. Ela tinha chegado no shopping, por que o pai dela deu carona. Então eu e ela fomos na minha moto, ela falou pra onde eu ir.

(...)

Que estranho, aqui não tem nem uma casa. Na verdade aqui é um dos pontos mais autos da cidade, e com uma das vistas mais bonitas.Saímos da moto, e fomos abimirar a vista.

Deidara- Por quer que estamos aqui?

Chouchou- Por que acho que aqui é o lugar perfeito, pra mim dizer o que sinto por você.

Deidara- O que você sente por mim?

Chouchou- Sim. Dês que te vi, achei você interessante. Quando você contou das suas aventuras, achei você muito vida loka. Eu queria ter aventuras, e isso me fez ter interesse em você. Por que pra mim, perto de você eu teria muitas aventuras. Mas quanto mais eu me aproximava de você, sentia algo mais forte. Começei a gostar desse loiro vida loka, queria participar das suas aventuras. Então um dia, me toquei. O que eu sinto por você, é amor!

Eu a encarei surpreso, não acreditei que ela iria se declarar. 

Deidara- Eu estava confuso, sobre o que eu sentia sobre você. Até pedi ajuda pro Sasori, ele que me deu a ideia pra te chamar pra sair. Bem eu não sou muito bom com as palavras, então vou demostrar o que sinto de outra forma.

Vou pra perto dela, a pego pela cintura e a beijo. Ela coloca seus braços no meu pescoço, e comesamos a brincar com as nossas línguas.

Nos separamos por falta de ar, ela me encara e eu a encaro.

Deidara- Eu te amo.

Falo e me ajoelhou, e pego as mãos dela.

Deidara- Eu não tenho nem uma aliança ou coisa do tipo, então fico te devendo. Mas, Chouchou você quer namorar comigo?

Chouchou- Não!

Deidara- O QUE?

Chouchou- Brincadeira, claro que eu quero!!

Eu me levanto e a beijo novamente, depois disso a levo pra sua casa.


Notas Finais


Oi denovo!! Gostaram?

Tenho uma pergunta pra vocês, e espero que vocês me respondam nos comentários. Qual é o casal, dessa fic, favorito de vocês? ( Sabia que se você comentar, nem um dedo seu vai cair? )
O meu casal preferido é Hanabi e Konohamaru, mas também gosto muito do casal Gaara e Naruto.

Desculpa se tiver algum erro na escrita/digitação.

Obrigada por ler até aqui, até o próximo capítulo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...