História Família Namjin - Capítulo 21


Escrita por: ~ e ~Akumanokage

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Cosmic Girls, CrystaL Clear (CLC), Seventeen, TWICE
Personagens Dawon, J-hope, Jihyo, Jimin, Jin, Junghan "Jeonghan", Jungkook, Luda, Personagens Originais, Rap Monster, Seungcheol "S.Coups", Seunghee, Seungyeon, Sorn, Suga, V
Tags 2seung, Incesto, Jeongcheol, Jeongcoups, Jikook, Jimo, Ludawon, Luwon, Mpreg, Namjin, Taeyoonseok
Visualizações 438
Palavras 1.113
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eis que a Aninha resolveu foder com seus leitores com muita vontade :3
Olá pessoas, olha quem chegou? Eu mesma Ana Meiko Mello...
Cheguei pra arrombar
Sinto que muita gente vai me bater, mas vou largar a bomba aqui e sair correndo

Capítulo 21 - Depressão pós-parto, anorexia e inseguranças


Fanfic / Fanfiction Família Namjin - Capítulo 21 - Depressão pós-parto, anorexia e inseguranças


Seungyeon
Eu: Oi Seunghee ^^ 
Esposa: oi
Eu: Nosfan
Eu: Você não é esporte, mas é espetacular.
Esposa: Brigada...
Eu: De nada ^^
Esposa: Não
Esposa: Brigada é o que eu vou chamar...
Esposa: se continuar me mandando essas merda...
Eu: Ela é agressiva ela
Esposa: Yeon, eu gosto muito de tu
Esposa: Te considero pakas e tals
Esposa: Mas as vezes eu acho que tu é meio lokona
Eu: Meio não, eu sou totalmente lokona... Por ti
Esposa: Vou te dar uns cacete
Eu: O que tem de linda tem de Bruna
Esposa: Que? 
Esposa: Quem é Bruna, Kim Seungyeon?
Eu: Bruta*
Eu: Confundi com uma amiga muito querida minha
Eu: Nada demais...
Esposa: Amiga? Tá bom... 
Esposa: Vou sair, preciso encontrar um garoto...
Eu: Garoto?
Esposa: Sim, o nome dele é Oh Sehun
Eu: Pera, vcs tem o mesmo sobrenome?
Esposa: Claro, ele é meu irmão, trouxa...
Eu: Ahh...
Eu: Sobre a Bruna...
Eu: Ela é só uma amiga brasileira minha não muito chegada, ela só me ensinou a sarrar e me apresentou aos Crack BR, só isso tá? 
Eu: Eu e ela não somos nada demais, a gente só se fala pelo Face de vez enquando...
Esposa grossa: Quem disse que eu me importo?
Eu: É pra você não achar que eu tô te trocando
Eu: Se depender de mim, seremos amigas para sempre <3
Esposa grossa: Se depender de mim, seremos só isso para sempre <3
Eu: Ain... 
Esposa grossa: Vou indo, meu irmão tá chamando...
Eu: Tchau <3
Seunghee finalmente comprou um celular e um chip, agora conversamos todos os dias pelo Kakao. Seunghee não sabia usar o celular, logo no início eu, Sorn, Yeeun e Yujin - Minhas amigas e dela também - a ajudávamos. 
Admito que era engraçado ver Seunghee digitando tudo errado ou quando o corretor a trollava, mas sua ortografia melhorou muito, então perdeu a graça - Apesar de que as patadas da Seunghee são muito engraçadas.
***
Namjoon 
Depois de dar banho no Jin, ajuda-lo a se vestir e trocar os lençóis, nós agora estávamos deitados na falecida cama. Jin estava agarrado em mim igual a um coala e eu mexendo no celular, estava conversando com alguns dos meus funcionários sobre um investimento, porém tinha um ser humaninho carente necessitando da minha atenção.
- Nammie... - Beijava meu pescoço. - Me dê um pouco de atenção...
- Pequeno, pare de provocar... - Gemi. - Senão você não irá aguentar o tranco depois... - Apertei uma de suas nádegas e como resposta recebi um gemido. - Geme assim de novo que eu vou te foder até criar rachaduras nas paredes.
- Não obrigado, eu preciso recuperar os movimentos nas minhas pernas antes... - Riu.
Eu ri e selei nossos lábios, abracei Jin e me assustei... Como não reparei antes que ele está tão magro?
- Jin, você anda fazendo alguma dieta maluca? - Passei minha mão pelo seu corpo com o propósito de ver o seu peso. - Meu Deus Jin... Essa blusa apertava em você, agora tá parecendo um vestido.
- Quer dizer que eu tava gordo? - Perguntou com os olhinhos banhados em lágrimas.
- Não, eu quis dizer que... - Fui interrompido.
- EU SOU GORDO E FEIO, NÃO É? POR ISSO VOCÊ NÃO ME AMA MAIS! - Jin saiu chorando do quarto.
A doutora Yuju me falou a respeito da depressão pós-parto, só que eu não esperava que Jin ficasse bulímico.
***
Jin
Eu andei reparando que eu estou engordando por isso eu comecei a evitar comer, só não esperava que Nam acabasse reparando nisso. Eu sei que amo comer, mas mesmo que eu ame eu não posso arriscar ficar gordo e o Joonnie me trocar por alguma funcionária do canto isolado do mundo por aí que tenha o corpo melhor do que o meu.
***
Namjoon
Corri pela casa procurando por Jin, até acha-lo chorando no sofá, fui até ele e o abracei.
- Não fuja de mim... - O apertei fortemente ao meu corpo. - Eu te amo e seu corpo é o que menos importa pra mim, não foi isso que me fez ficar perdidamente apaixonado por você...
Ele nada me respondeu, apenas me apertou forte em seus braços finos enquanto se acalmava do choro.
- Quando isso começou? - Pergunto.
- Há uns dois meses atrás... - Respondeu um pouco mais calmo. - Numa noite eu tive um sonho que eu tinha chegado em casa e visto você na cama com a Jennie. - Começou a soluçar. - V-Você começou a me humilhar, m-me chamar de v-viadinho gordo e que desde que eu pari trocentas crianças meu corpo tava horrível e a Jennie era muito melhor do que eu... - Começou a chorar novamente e afunda o rostinho no meu moletom de Game Of Thrones. Eu fiquei com raiva do meu eu do sonho agora, será que é normal querer bater em si mesmo?
- Jin... Você sabe que eu não me sentiria atraído pela Jennie mesmo que ela tivesse sua fruta, não é? - Fiz carinho nas suas costas. - Além disso, ela tá saíndo com um amigo meu e largou do meu pé... 
- Eu s-sei... - Fungou. - L-Lembra quando você viajou para Incheon semana passada?
Lembrei de uma vez durante a viagem que eu liguei para Jin no horário combinado, mas ele não atendeu... Será que...
- Minha mãe tava com as meninas e os meninos tavam com a Sojung, então eu aproveitei pra comprar alguns remédios, já que não temos muitos... - Fungou. - E quando cheguei em casa... - Sua voz saiu trêmula. - Eu engoli todos... Mas ao contrário do que eu esperava, eu passei muito mal. - O que vocês vão ler a seguir aconteceu com a autora-san. - Meu corpo tava molenga, eu tentava levantar, mas mal conseguia me mexer, eu sentia tanta culpa, me sentia covarde...
"É tudo culpa minha... Se eu passasse mais tempo com o Jin e as crianças isso não teria acontecido..."
- Eu fico triste por não poder ter te ajudado antes, mas fico feliz por você ter confiado em mim... Agora pequeno, nós vamos procurar ajuda médica, okay? Vai te fazer bem...
- Nammie... - Levantou a cabeça. - Achei que ia dizer que eu estava tentando chamar atenção...
- Seria uma tremenda falta de maturidade minha... Depressão é algo sério e tratar com descaso pode acabar com uma vida, e antes de te conhecer minha vida não era tão boa. - Beijo sua testa. - Quer sopa de pacote?
- Quero! - Sorriu.
Fiz uma sopa de pacote para ele e ficamos no quarto jogando Super Mario, como ele gostava.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...