História Família Noitosfera (Gumlee Yaoi Lemon) - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Tags Gumlee, Hora De Aventura, Yaoi
Visualizações 224
Palavras 2.679
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Bishounen, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiii <3
Aqui está o capítulo de comemoração de 300 favoritos <3 <3



Queria dizer que daqui a alguns capítulos,a fic chega ao fim (Buaaaaaaa)
Mas vcs vão gostar do final,sei q vão <3
Enfim,aproveitem <3

Capítulo 47 - Marry Me?


Fanfic / Fanfiction Família Noitosfera (Gumlee Yaoi Lemon) - Capítulo 47 - Marry Me?

Gumball POV's

-Bom dia,coisinha linda e fofa que eu amo tanto!!! -Deito sobre o seu corpo,me apoiando pelos cotovelos e começo a distribuir beijos pelo seu rosto inteiro e pescoço.

-Hmmm... -Ele murmura,abrindo os olhos.

-Bom... -Beijo a sua testa. -Dia... -Beijo as suas bochechas. -Meu amor! -Beijo os seus lábios.

Tento me separar,mas ele laça os braços no meu pescoço,me puxando para prolongar o beijo.

Continuo a lhe beijar,suavemente.

Um beijo doce,apaixonado e gostoso.

Seus lábios macios e carnudinhos contra os meus,resultando em uma gostosa carícia.

-Mhmm... -Ele geme entre o beijo.

Acaricio a sua cintura,e desço os lábios ao seu pescoço,distribuindo beijos delicados por essa região.

-Hoje a gente vai passar o dia inteiro em casa,mas...À noite a gente vai jantar fora. 

-Por que? -Ele arranha as minhas costas levemente.

-Ah,meu anjo...Você vai ver.A gente vai no parque de diversão daqui,okay?

-Oh,okay.E...E a gente vai comer algodão doce?

-Vamos fazer tudo o que você quiser,Baby. -Lhe dou um selinho. -Você merece,anjinho.

Ele sorri,e cora.

-Coisa fofa! -Lhe dou um selinho,fazendo um som de 'Mwah'.

Ele sorri mais uma vez,e eu descanso a cabeça na curva do seu pescoço.

Nos abraçamos,e continuamos na cama.

-O que você vai querer de café? -Pergunto.

-O que tiver,não precisa ser muito elaborado,Dada.

Seu cheiro é um perfume doce e suave.

-Hmm...Você tá cheirando tão gostoso...

-Dada...

-Okay.Que tal panquecas de chocolate,com morangos e amoras?E pra beber,leite com mel?O que você acha?

-Tudo o que você fizer é gostoso,Dada.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Passamos o dia jogando videogame,e eu me certifiquei de que ele tomou todos os remédios que precisa.

Ele tirou um cochilo no meu colo de tarde,enquanto eu jogava Call of Duty.

Sem som,claro.Para não acordar nem assustar o meu amorzinho.

Estou lhe esperando na cozinha,enquanto ele se veste para sairmos.

O anel de noivado já está no meu bolso,peguei sem que ele visse.

Louis e Neddy estão no quarto,jogando.

Ele disse que queria se vestir sozinho hoje,por algum motivo especial.Bonnie que está o ajudando a se vestir.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Marshall POV's

-Por que é tão difícil de vestir a merda de uma cinta-liga?

-Calma,Marsh.Já tá fechando.

-Eu devo estar gordo demais...

-Não é isso.Você tá uma gracinha.E é cheinho,não gordo.É diferente.

Estou vestindo uma lingerie para hoje à noite.

Quando voltarmos,quero que ele me veja assim.

Vou vestir a calcinha e as meias por baixo da roupa que vou usar para sair com ele.

-Agora põe a calça.

Coloco a calça jeans e os saltos holográficos.

Ela me ajuda a vestir o crop top,e ponho a jaqueta jeans,pois é primavera no Canadá,e à noite,faz frio aqui.

Ela me ajuda a pôr a gargantilha rosa,que mais parece uma pequena coleira.

-Deixa eu te ver. 

Viro para ela,que me olha de cima a baixo,e sorri.

-Tá lindo,fofinho.Agora vamos fazer a trança?

-Uhum. Assinto com a cabeça.

Me sento na sua penteadeira,e ela fica atrás de mim.

Ela pega o pente e o elástico vermelho,e começa a pentear o meu cabelo.

-Me desculpa fazer você terminar com a Marcy.

-Tá tudo bem,Marshy.A gente já tava brigando muito,mesmo.Não foi culpa sua,nem de ninguém.É a vida,fazer o que?

-Mas...Com quem você vai ficar agora?

-Eu vou achar alguém,não se preocupe comigo,okay?

-Okay.

Alguns minutos depois,ela termina a trança.

-E aí,gostou? -Ela me dá um espelho.

Olho o resultado do meu cabelo,e sorrio.

-Gostei,ficou muito bonita. -Sorrio para ela.

-Que bom.

Me levanto,e ela pega as minhas mãos.

-Agora vai lá,e arrasa com o seu príncipe encantado.Se ele começar a ficar chato,me liga,okay?Aí a gente deixa ele dormindo na porta de casa. -Ela ri.

-Okay. -Rio junto.

Nos abraçamos,e ela me dá um beijo na bochecha. 

-Eu te amo,Bonnie.

-Também te amo,coisinha.

Saio do abraço,e vou em direção ao nosso quarto.

Pego o meu celular,e desligo a luz.

Ponho o celular no bolso,e ando em direção às escadas,indo à sala.

Muita coisa aconteceu nesses últimos meses.

Lorraine abriu um processo contra mim,mas eu venci,ficando finalmente livre dela.

Ele me deu um celular novo,para que ninguém me achasse,e eu parei de usar as minhas lentes.

Vou de encontro a ele,que me abraça.

-Passou batom,Baby?

-Uhum.Gostou?

-Muito. -Ele beija a minha testa,e sorri. -Você tá lindo,sabia?

-Mesmo?

-Mesmo.

-Mesmo mesmo?

-Mesmo mesmo.

Ele pega a minha mão,e damos tchau para os seus avós.

Saímos da casa,e vamos até o carro.

Ele abre a porta,e eu entro.

Ele dá a volta no carro,e entra,sentando-se ao meu lado.

Me dá um beijo na bochecha,e dá a partida.

-Vamos para o parque de diversão! -Ele diz,animado.

Sorrio,e recosto no banco. 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Continuo a comer o meu algodão doce,enquanto ele carrega o morcego de pelúcia que ganhou pra mim.

-Que tal a gente ir na roda gigante? -Ele sugere.

-Okay.Pode ser.

Vamos até o imenso brinquedo,e ele dá o ticket.

Entramos em uma das cabines,e nos sentamos lado-a-lado.

A cabine começa a subir,e ele me chama.

-Baby? -Ele diz.

-Hm? -Continuo a comer o doce.

-Eu queria te perguntar uma coisa.

-Pode falar.

Ele se levanta do banco,e se ajoelha na minha frente.

-Marshall,como você sabe,nós estivemos juntos na vida passada e,por ironia do destino,nessa também.Você é a melhor coisa que já aconteceu na minha vida.Perto de você,eu sinto como se eu tivesse um dever na Terra.Eu sinto que tenho alguém para cuidar e proteger.Sinto borboletas no meu estômago cada vez que você fala comigo,e quando dormimos junto,eu nunca quero que o dia chegue. -Sinto uma lágrima rolar pelo meu rosto. -Eu lembro de como fiquei preocupado com você saber os títulos dos livros que estavam na minha bolsa no dia que a gente se esbarrou,e lembro de como eu fiquei feliz em finalmente encontrar a minha alma gêmea novamente.Eu nunca mais quero que a gente fique separado,porque o que eu sinto por você é impossível de sentir por outra pessoa.Então,Baby... -Ele tira uma pequena caixinha do bolso.

Cubro a minha boca com a mão,chorando de emoção.

-Eu te pergunto:Quer casar comigo,Marshall Lee?

Assinto com a cabeça inúmeras vezes,e pulo para o seu colo.

-Quero,quero sim,com certeza. -Lhe encho de beijos.

Ele põe o anel na minha mão,e me abraça.

Ele chora de felicidade,e trocamos alguns beijos doces e lentos.

Sinto a cabine dar um baque,e ela para de girar.

-Ué...O que foi isso? -Ele diz,confuso.

-A gente travou aqui em cima. -Começo a olhar em volta.

Sinto o pânico subir pelo meu peito.

-Eu...Eu esqueci que tenho medo de altura.

A minha garganta e o meu pulmão travam,e eu começo a ter uma crise de pânico.

Ele olha nos meus olhos,e segura os meus pulsos.

-Baby,eu preciso que você respire,okay?

Paraliso,e acabo não escutando nada.

-Vai ficar tudo bem,princesa.Você só tem que respirar pra mim,okay?

Leio seus lábios,mas as palavras não fazem sentido.

-Tá bom,tá bom.É...Faz isso: -Ele começa a respirar pelo nariz e soltar pela boca,sinalizando que é para eu fazer o mesmo.

Tento respirar,e a cabine volta a funcionar,descendo novamente.

Finalmente consigo soltar o ar dos meus pulmões,e caio no seu peito,de lado.

Sinto lágrimas rolarem pelo meu rosto,e ele acaricia as minhas costas.

-Me desculpa...Eu...

-Tá tudo bem,meu amor.Você se assustou,só isso.Não fica triste,okay?

Ele seca as minhas lágrimas com os polegares,e eu descanso a cabeça no seu peito.

-Você vai ser o melhor marido do mundo,sabia?

-E o melhor pai pra nossa criança.

-Sobre isso...

-Eu não desisti,bebê.Nós vamos continuar tentando e tentando até termos o nosso bebê,coisinha.Okay?

Lhe abraço mais ainda e ele pega o meu bichinho de pelúcia,e o algodão doce.

-Eu não deixei nenhum dos dois cair.Fica tranquilo.

Rio,e lhe dou um beijo na bochecha.

Pego o meu doce,e ele fica brincando comigo e com o morceguinho.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

-Eu estraguei tudo,não é? -Ele bufa.

-Não estragou não. -Digo,tentando animá-lo. -Eu...Eu aceitei,né?

-Aceitou.

-Então pronto.O seu plano deu certo.Mesmo que eu tenha chorado de medo e travado,eu aceitei o pedido.

Ele olha pra mim e sorri,beijando a minha testa.

-Vamos pra casa,coisinha?

-Sobre isso...Sabe o que é?Bem...Eu tava pensando em ir para o motel com você. -Coro e desvio o olhar.

-Sério?

-É que...Eu tô afim de fazer amor hoje e...A sua família tá lá,então...Ficaria inconveniente.

-Vamos já para o motel mais próximo. -Vejo os seus olhos brilharem.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Gumball POV's

Abro a porta,e entro com ele no meu colo.

Ele está só de meia,deixou os saltos no carro.

-Eu tô cansado e com sono,mas tô excitado. -Ele diz,enterrando o rosto no meu pescoço.

-Se você quiser,a gente pode deixar isso para amanhã de manhã e só dormir hoje,okay?

-Mas eu quero fazer amor hoje...

-Tem certeza,bebê? -Fecho a porta com ele ainda no meu colo.

-Tenho,Dada.

-Okay.

Andamos até a cama,e tiro a sua jaqueta jeans.

Ele solta o cabelo,ficando mais lindo do que nunca.

Tiro a calça jeans,jogando-a no chão,e encontro uma calcinha de renda preta,e meias-calça de gatinho.

-Isso é pra mim,coisinha?

-Uhum... -Ele está quase dormindo.

-Você tá tão bonitinho,quase dormindo mas tentando ser sexy...

Ele ri,e se espreguiça.

-Tira a roupa também. -Ele me diz,esfregando o rosto.

Tiro a minha camisa,e a jogo no chão.

Ele leva um dos pés até a minha ereção,alisando-a.

Olho para ele,que tem um sorriso safado no rosto,e reviro os olhos,sorrindo.

-Você tá duro. -Ele morde o lábio.

-Você me deixou assim.

Tiro o meu cinto,e o jogo no chão.

Desabotoo as minhas calças,e ele leva o outro pé até o meu volume,me apalpando.

Ele mantém os olhos nos meus,sorrindo maliciosamente.

Tiro as minhas calças,e as jogo no chão.

Ele sorri,e continua com o crop top rosa com listras brancas.

-Dada... -Ele se ajoelha na cama. -Pensando bem,eu nunca fiz um oral em você.

-Hmm...Quer mamar,é?

-Uhum. -Ele assente com a cabeça. -Hoje eu quero ser a sua putinha.

Me ajoelho na cama,e vou até os travesseiros,me deitando.

Ele vem até mim,se ajoelha na cama,ao meu lado.

Ele aproxima o rosto do meu,e passa um dos polegares no meu lábio inferior.

Beijo a sua testa,e ele sorri.

-Eu te amo,coisinha.

-Eu também te amo,Dada.E muito.

Inicio um beijo suave e doce,sem pressa alguma,e ele leva uma das mãos ao meu pênis,arranhando a minha extensão levemente.

Acabo gemendo entre o beijo,e ele sorri.

Nos separamos,e ele tira o crop,jogando-o no chão.

-Eu amo o seu corpo,sabia? -Digo,acariciando a sua bochecha com o meu polegar.

-Mas eu sou meio gordinho...

-Você é uma delicinha,isso sim.Essas dobrinhas são lindas,Baby.

-Mesmo?

-Mesmo.Você é todo delicadinho e jeitosinho... -Acaricio a sua cintura.

-Se você diz...

O sento no meu colo,de costas para mim,e ele inclina o corpo sobre o meu,distribuindo beijos pela minha boxer.

Ergo a sua bunda,deixando-o de joelhos,e retiro a sua calcinha,jogando-a no chão.

Distribuo beijos pela sua pele,antes de beijar a sua entrada. 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Marshall POV's

-Aaah...

Sinto a sua língua massagear a minha pele e acabo gemendo contra a sua.

-Dada...

Continuo a chupá-lo para abafar os meus gemidos,passando a língua por toda a sua extensão,sentindo cada veia e parte do seu pênis.

Ele continua a me lamber e chupar,arrancando gemidos de mim.

-Aaaahhh...

Chupo a sua glande,e sinto o seu membro tremer na minha boca.

Começo a masturbá-lo,e ele me puxa mais ainda,penetrando a sua língua em mim.

-AAAAHHH...AÍ....MEU DEUS...ISSO...BEM AÍ. 

Sinto um jato de porra descer pela minha garganta,e continuo a chupar o seu gozo.

Enterro o meu rosto nas cobertas,conforme ele continua a me chupar.

Agarro nos lençóis,e tento não gritar.

Rebolo contra a sua boca,e acabo gozando no seu abdome.

Ele me dá uma leve mordida na nádega,e ri.

-Tão gostosinho...

Me inclino,sentando no seu colo,e recosto sobre o seu peito.

Ele me abraça por trás,e beija a minha nuca.

-Gostou,baby?

-Muito...

Ele continua a beijar a minha nuca e o meu pescoço, e dobra as pernas.

Ele dobra as minhas pernas e as afasta,segurando-me pelas coxas.

Descanso a cabeça no seu ombro,e sinto o seu membro me penetrar sem dó.

-Aaah...Merda... -Mordo o lábio para não gritar.

Ele passa as minhas pernas pela sua cintura,para que fiquem o mais afastadas o possível.

Ele leva uma das mãos ao meu pescoço,laçando os dedos na minha pele.

-Quem é a minha putinha? -Ele sussurra no meu ouvido.

-Dada...

-Eu te fiz uma pergunta. -Ele sussurra novamente.

-Eu...Eu sou.

-Isso mesmo,coisinha.

Ele me fode com força,e finalmente mostra o seu lado dominante.

-Eu te amo tanto... -Ele me abraça,beijando o meu ombro.

Ele acerta a minha próstata todas as vezes,beijando o meu pescoço.

-Mhmm...Meu Deus,Bubba-aahah!

Sinto o suor escorrer pela minha pele,mas não ligo.

Ele leva uma das mãos até o meu pênis,me masturbando.

Esfrega o polegar na glande,e passa os dedos por toda a minha extensão.

Sinto o meu corpo tremer e um nó se formar no meu estômago.

Ele continua a me masturbar,e acabo gozando jatos de porra,na cama e na sua mão.

Sinto o meu corpo se contorcer,e ele goza dentro de mim,mordendo a minha bochecha levemente,ao grunhir no meu ouvido.

Ele inverte as posições,e me deita na cama,laçando a mão no meu pescoço.

-Ainda não acabamos.

-Dada... -Laço as minhas mãos no seu pulso,e ele me dá um beijo feroz e rápido na boca.

Ele volta a me foder rapidamente,e vejo o desejo nos seus olhos.

-Você vai me deixar louco,coisinha.

Sorrio,e ele passa uma das minhas pernas pelo seu ombro,segurando-a.

Ele começa a fazer cócegas na sola do meu pé,enquanto transamos.

-Dada... -Fecho os meus olhos para não gritar.

Começo a rebolar contra o seu pênis,e ele a grunhir.

-Oh,merda...Meu Deus...Aaaaahhhh....Ungh! 

E pela terceira vez na mesma noite,gozamos juntos.

Ele cai em cima de mim,e pega as minhas mãos,entrelaçando os nossos dedos.

Começa a distribuir beijos delicados pelo meu pescoço e peito,enquanto descansamos.

O cheiro de sexo ainda no ar,e nós molhados de suor.

Mas nada disso importa.

-Eu te amo,sabia? -Ele sussurra no meu ouvido.

-Eu também te amo,pra caralho.

-Sem palavrão,coisinha. -Ele me dá um tapa na bunda.

-Ai!Dicupa.

Nós rimos,e ele leva os lábios até os meus,me beijando lentamente,de um jeito doce e suave.

-Eu... -Ele me dá um selinho. -Te... -Mais um. -Amo. 

-Eu também te amo.

Continuamos a nos beijar com calma,enquanto ele acaricia a minha cintura,e eu os seus ombros.

-A gente tá todo suado e cheirando a gozo e sujo... -Digo,estufando as bochechas.

-O que você acha da gente tomar banho nessa banheira super grande,e depois a gente assalta o frigobar.Você não comeu muita coisa,e eu quero eu você se alimente bem.

-Mas aqui só tem bolacha e chocolate...

-Não importa.Você gosta,não?

-Uhum,e muito.

-Então.Vamos nos encher de besteira,meu amor. -Ele me dá um beijo na testa.

-Agora que eu vi que tem espelho no teto. -Digo,olhando para cima.

-É,tem um espelho bem grande,né coisinha?

-Uhum.

Ficamos em silêncio,e ele fica com a cabeça no meu peito,enquanto eu faço carinho na sua nuca.

-Vamos tomar banho,bebê? -Ele pergunta.

-Ebaaa!Você vai lavar o meu cabelo,né?

-Claro,princesa.Como sempre. -Ele me dá um beijo delicado no ombro. 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Gumball POV's

-Posso tomar um pouco?

-Não,você ainda não pode tomar vinho.

-Mas eu já tenho 19!

-Mesmo assim,coisinha.Vai tomar suco de laranja.

Ponho o meu copo de vinho no criado-mudo,e me ajoelho na cama,lhe dando o suco de caixinha.

Continuamos nus e enrolados nos cobertores,pois não trouxemos roupa para cá.

Coloco o canudo no buraquinho da caixa,e lhe dou a mesma.

Ele estufa as bochechas e faz cara feia pra mim,cruzando os braços.

-Oh não! O monstro do mal-humor pegou a minha princesa! O que farei agora?Oh,meu Deus! -Brinco,caindo na cama.

Ele ri,e as suas bochechinhas ficam rosadas.

-Agora sim,a minha princesa se livrou do dragão sozinho.EEEEEEEEEHHHH! -Sento na cama ao seu lado,e finalmente lhe entrego a caixinha.

Ele toma um gole do suco,e lhe dou um beijo na ponta do nariz.

-Coisinha linda! -Lhe dou um beijo no pescoço.

Ele descansa a cabeça no meu peito,e eu lhe abraço.

Continuamos a comer as batatinhas e os M&M's,e eu tomo o meu vinho.

-Só vai ter canal pornô na TV.

-Quer assistir algum filme na Netflix?

-Uhum.Pode ser Hércules?

-Claro,amorzinho.

Pego o meu celular e o morceguinho de pelúcia,dando a ele.

Ponho o filme do Hércules para assistirmos e continuo na cama,aproveitando o resto da noite com o meu,agora,noivo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3 <3
Amo vcs <3
Até <3
Beijão <3
Tixau <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...